Embrulhinhos de Porco e Bacon com Alecrim

O último "Sábado a 6" cá em casa já lá vai há algum tempo, mas ainda estavam por publicar as receitas desse mítico jantar.
O prato principal foi um simples assado aromatizado com alecrim, que desde que cozinhado com calma não tem nada que enganar. Aqui fica a sugestão.

Ingredientes para 6 pessoas:

12 pedaços de carne de porco com cerca de 120g cada
24 fatias de bacon
12 pedacinhos de alecrim
sal e pimenta q.b.
2 colheres de chá de massa de alho
2 colheres de sopa de massa de pimentão
200ml de vinho branco

Preparação:

Tempere a carne com sal e pimenta. Envolva cada pedaço de carne em duas fatias de bacon, fazendo depois um embrulho com fio de cozinha de modo a prender a carne com o bacon. Coloque depois um pedacinho de alecrim preso no fio, ao centro.
Misture a massa de pimentão e de alho ao vinho branco e tempere com um pouco de pimenta.
Disponha a carne num tabuleiro que vá ao forno, regue com a mistura de vinho e tape com papel de alumínio. (Se desejar pode fazer esta preparação de véspera, guardando assim no frigorífico)
Leve a assar tapado com o papel de alumínio em forno moderado (180ºC) durante 1h30 a 2h. Retire depois o papel de alumínio e deixe alourar um pouco o bacon.
Coloque a carne num prato de servir e acompanhe com arroz de acafrão e tomatinhos assados.

Bom Apetite!

Bacalhau à Brás no Forno

Quando toca a fazer bacalhau à brás, o mais certo é usarmos batata palha de pacote e em pouco tempo conseguimos ter o jantar na mesa.
Mas nada chega ao sabor de um bacalhau à brás feito com batatas cuidadosamente fritas em casa. É um daqueles casos em que todo o esforço a descascar, fritar, e limpar o fogão compensa, quando finalmente colocamos a primeira garfada na boca.
Quanto a colocar no forno para dourar e cozinhar os ovos é um outro método usado para fazer esta receita, que partilharam recentemente comigo, e que eu ainda não tinha tido tempo de colocar em prática.

Ingredientes para 2 pessoas:

250gr de bacalhau (usei migas previamente demolhadas e descongeladas)
2 colheres de sopa de azeite
300gr de batatas
3 ovos
1 cebola grande
1 dente de alho
salsa
sal e pimenta
azeitonas para enfeitar

Preparação:

Desfie o bacalhau com as mãos de modo a obter pedaços pequenos. Corte as batatas em palitos fininhos (palha) e a cebola em rodelas finas.
Leve um tacho ao lume com o azeite, a cebola e o alho picado. Deixe refogar até cozer a cebola e junta-se depois o bacalhau, deixando cozinhar.
Entretanto frite as batatas em óleo bem quente, só até alourarem ligeiramente. Retire-as e deixe-as escorrer sobre papel absorvente.
Junte depois as batatas ao bacalhau e mexa bem.
À parte bata os ovos e tempere-os com um pouco de sal e de pimenta.
Coloque a mistura de bacalhau e batatas num prato que possa ir ao forno e à mesa e verta os ovos cuidadosamente sobre o bacalhau. Leve depois ao forno previamente aquecido (180ºC) cerca de 10 minutos, de modo a que os ovos fiquem em creme e não demasiado cozidos quando servir o bacalhau.
Polvilhe com salsa picada e as azeitonas e sirva com uma salada verde.

Bom Apetite!

Almôndegas de Porco com Courgette em Molho de Caril



Como a produção de courgettes dos meus avós continua em grande, elas continuam a chegar aqui a casa. E há que aproveitá-las!
Desta vez lembrei-me de as colocar a estufar juntamente com umas almôndegas e de cozinhar tudo com um molho de caril. Ficou melhor do que a encomenda. Uma refeição que dispensa outros acompanhementos, apesar de o M. ter acompanhado tudo com arroz!

Ingredientes para 2 pessoas:

300g de carne de porco picada
sal e pimenta q.b.
1 ovo
1 colher de salsa picada
3 colheres de sopa de pão ralado
150ml de leite de coco
1/2 malagueta Chilli
1 cebola pequena
1 colher de sopa de azeite ou óleo vegetal
1 colher de sopa bem cheia de pó de caril
1 courgette

Preparação:

Comece por preparar as almôndegas. Numa tijela misture a carne com o sal e a pimenta, o ovo, a salsa e o pão ralado. Misture bem e forme bolas do tamanho de nozes. Reserve no frigorífico.
Entretanto prepare a courgette: descasque-a e corte-a em quartos. Se a courgette tiver sementes muito grandes, retire essa parte central e corte-a depois em pequenos quartos.
Leve um tacho ao lume com o azeite, junte a cebola picada, a malagueta em tiras fininhas e o pó de caril. Misture bem e junte 1/2 copo de água. Deixe levantar fervura e junte as almôndegas, deixando-as cozinhar com o tacho destapado durante 10 minutos. Junte depois o leite de côco, rectifique de sal e pimenta e quando levantar fervura junte a courgette em cubos e deixe cozinhar mais 5 minutos até a courgette estar cozinhada sem ficar desfeita.
Sirva simples, ou com arroz branco.

Bom Apetite!

Iogurte Grego com Figos e Canela


A receita, ou melhor, a combinação de ingredientes de hoje, foi vista recentemente num programa de culinária de um qualquer canal de televisão por cabo. Era sobre a comida e a cultura gastronómica do Chipre que, segundo o que percebi, tem muitas influências gregas.
 Do que vi, ficou-me esta sugestão que segundo a apresentadora, uma cipriota residente em Inglaterra, é o pequeno almoço tradicional (rural) grego. Como tinha todos os ingredientes em casa - e para aproveitar os ultimas figos que por aqui andavam - resolvi fazer. Uma combinação perfeita entre a acidez do iogurte com a doçura dos figos e o aroma da canela e do mel. Perfeito!

Ingredientes para 2 pessoas:

6 figos pingo de mel
250ml de iogurte grego natural
canela q.b.
mel q.b.

Preparação:

Lave bem os figos e corte-os em pequenos pedaços. Divida depois o iogurte por duas taças e coloque por cima os figos partidos. Polvilhe com canela e com um pouco de mel e está pronto a servir.

Bom Apetite!

Cookies de Chocolate com Avelãs


Fiquei muito contente com o regresso da Mariana à blogosfera culinária. Confesso que já sentia saudades dos seus fantásticos posts e receitas.
No dia em que colocou estas bolachas deliciosas, acho que fiquei a salivar o resto da tarde. Assim que tive a primeira oportunidade fui fazê-las e o resultado não podia ser melhor. São realmente fantásticas e ideais para este primeiro fim de semana de Outono!

Ingredientes para cerca de 30 bolachas:

115g de manteiga à temperatura ambiente
110g de açúcar mascavado escuro
100g açúcar branco
1 ovo
1/2 colher chá de extracto de baunilha
180g de farinha
1/2colher chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher chá de sal
200g chocolate culinária partido em pedaços
1/2 chávena de avelãs (ou nozes ou amendoas)

Preparação:

Bata a manteiga e os açúcares até obter um creme homogéneo. Acrescente depois ovo e a baunilha.
Numa taça misture a farinha, o bicarbonato e o sal. Junte esta mistura à anterior, mexendo bem mas sem bater demasiado.
Adicione então o chocolate e as avelãs picadas grosseiramente.
Cubra e leve a taça e coloque no frigorífico até que a massa fique firme, cerca de 2 horas.
Pré-aqueça o forno a 180ºC e forre dois tabuleiros com papel vegetal. Retire pedaços de massa do tamanho de uma noz e coloque-os nos tabuleiros. Leve a assar entre  10 a 15 minutos, rodando o tabuleiro a meio do tempo, até que os cookies estejam dourados mas não demasiado escuros.
Retire do forno e deixe arrefecer um pouco no tabuleiro, transferindo-os depois para uma grade onde se deixam até arrefecerem completamente.
Depois de frio guarde num recipiente fechado.

Bom Apetite!
:

Salada Quente de Arroz com Frango e Legumes

As noites mais frescas e os dias mais pequenos não nos deixam esquecer que entrámos oficialmente no outono. Aqui por casa começamos a adoptar novas rotinas e novas ementas. Foi assim que surgiu esta salada quente de arroz que nos agradou bastante. Espero que também gostem.

Ingredientes para 2 pessoas:

2 peitos de frango pequenos
1 chávena (230ml) de arroz (usei uma mistura de arroz selvagem, vermelho e vaporizado)
1 chávena de ervilhas
1 pimento vermelho assado de conserva
1/2 linguiça
1 cebola
salsa
azeite
sal
2 cravinhos
1 pau de canela
4 pimentas pretas
1 malagueta seca

Preparação:

Numa panela levar a cozer os 2 peitos de frango juntamente com o pau de canela, as pimentas, o cravinho, a malagueta e uma colher de sopa de azeite. Assim que o frango estiver quase cozinhado, junte o arroz e as ervilhas e a linguiça partida em fatias.
Entretanto leve uma frigideira anti-aderente ao lume com uma colher de azeite. Junte a cebola cortada em meias luas finas e deixe fritar até ficar dourada. Junte o pimento em tiras finas e tempere com um pouco de sal, Reserve.
Escorra o arroz, as ervilhas e o frango. Desfie o frango e misture com a cebola e pimentos. Junte depois o arroz e as ervilhas. Mexa bem e sirva polvilhado com a salsa picada.

Bom Apetite!

Esparguete com Tomate Cherry, Atum e Malagueta

Esta receita acaba por ser uma variante do classico esparguete com molho de tomate e atum que todos já fizemos. Pessoalmente prefiro esta variante com os tomates cherry meios inteiros e menos acidos que o tomate normal. Uma refeição ideal para o dia-a-dia que certamente agradará a todos os membros da família. E bastante económica, o que prova que para se comer equilibradamente não é preciso comer mais caro!

Ingredientes para 2 pessoas:

1 lata de atum em azeite
200gr de esparguete
250gr de tomate cherry
sal e pimenta q.b.
1/2 malagueta vermelha grande (Chili)
salsa picada

Preparação:

Leve um tacho ao lume com água e sal, e quando esta estiver a ferver introduza o esparguete e deixe cozinhar até ficar "al dente".
Entretanto lave os tomates cherry e corte-os ao meio. Numa frigideira anti-aderente coloque uma colher de sopa de azeite e junte os tomatinhos. Temepere com um pouco de sal e pimenta e a malagueta cortada em fatias finas. Deixe saltear durante 2 ou 3 minutos de modo a que os tomates estejam macios mas ainda inteiros. Desligue o lume e junte 2 colheres de sopa de salsa picada.
Escorra a massa assim que estiver cozida, guardadando um pouco da água de cozedura. Coloque o esparguete de novo na panela e junte o atum previamente escorrido e esfarelado e os tomates, mexendo bem todos os ingredientes e juntando 2 ou 3 colheres de sopa da água de cozedura da massa para ajudar a que tudo fique bem envolvido.
Coloque num prato de servir e polvilhe com um pouco mais de salsa.

Bom Apetite!

Compota de Pêra e Ameixa com Especiarias e Amêndoas

Mais uma compota que saiu desta cozinha! Desta vez com as pêras e as ameixas que estavam a ficar demasiado maduras. E como tudo se deve aproveitar lá se fez mais uma.
Em vez de usar açúcar branco, acabei por usar açúcar amarelo... Deixei acabar o açúcar cá em casa e nem tinha reparado. É o que dá nem eu nem o M. usarmos açúcar em nada, a não ser para cozinhar!

Ingredientes para 4 frascos pequenos:

500g de pêra (já arranjada)
500gr de ameixas (já arranjadas)
700gr de açúcar amarelo
1 colher de chá de mistura de especiarias (usei canela, cravinho, cardamomo e gengibre)
sumo de 1/2 limão
75 g de amêndoa laminada

Preparação:

Numa panela coloque a pêra e as ameixas partidas em pequenos pedaços. Junte o açúcar, o sumo de limão e as especiarias. Misture bem e leve a lume brando mexendo de vez em quando. Deixe o doce cozinhar até atingir o ponto de estrada (para saber se já está em ponto de estrada: coloque um pouco de doce num prato e passe-lhe com o dedo ou a ponta de uma faca. Se abrir uma "estrada" que não se feche de imediato, o doce está pronto.)
Passe depois o doce com a varinha mágica, junte as amêndoas e deixe ferver mais 2 minutos. Coloque-o ainda quente em frascos de vidro previamente esterilizados e bem secos e tape-os bem. Ponha-os depois de cabeça para baixo de modo a criarem um vácuo natural e assim se conservarem mais tempo. Depois de frios guarde-os num local fresco e seco - como uma despensa ou armário.

Bom Apetite!

Frango Braseado com Guisado de Feijão Branco e Chouriço

Agora que os dias começam a ficar mais pequenos, que a chuva começa a cair, e as temperaturas a descer um pouco, temos a certeza de que o Outono está para chegar. Com o inicio do novo ano escolar, fica a ideia que as férias acabaram definitivamente.
Aos poucos deixamos de fazer refeições na varanda, deixamos de fazer grelhados e saladas frescas e passamos a outras comidas que,  tal como acontece com os casacos e as camisolas, guardamos para tempos mais frescos.
A receita de hoje é uma receita que começa a chamar o Outono. Um Outono saboroso.

Ingredientes para 2 pessoas:
(adaptado de "Olive" Setembro de 2010, pág.37)

4 coxas pequenas de frango com pele
1 colher de sopa de azeite
1 cebola pequena
250g de feijão branco cozido e escorrido
50g de chouriço ou linguiça
sal e pimenta q.b.
sumo de 1/2 limão
1 colher de sopa de vinagre
1 dente de alho
salsa

Preparação:

Tempere o frango com sal, pimenta, o alho esmagado, o sumo de limão e o vinagre. Misture bem e deixe marinar.
Leve depois o frango a cozinhar numa frigideira anti-aderente, sem adicionar gordura, e com a pele virada para baixo. Deixe cozinhar de ambos os lados até o frango estar bem dourado.
Entretanto leve um tachinho ao lume com o azeite e aloure a cebola cortada em meias luas. Junte o chouriço em pequenos bocados e deixe cozinhar uns minutos. Junte depois o feijão e cerca de 200ml de água. Tempere de sal e pimenta e deixe cozinhar em lume brando cerca de 10 minutos.
Junte depois um pouco de salsa picada ao feijão e coloque-o num prato que possa ir ao forno. Coloque o frango por cima, com a pele virada para cima e leve ao forno quente uns minutos para acabar de cozinhar o frango.
Polvilhe com um pouco mais de salsa picada antes de servir.

Bom Apetite!

Gelado de Snickers

Esta tem sido a sobremesa dos lanches ajantarados de fim de verão com amigos cá em casa. Muitos foram os que já provaram, e tem sido do agrado de todos.
Tão simples quanto juntar gelado de baunilha de compra com o vosso chocolate favorito picado. Um verdadeiro McFlurry caseiro!

Ingredientes para 4 pessoas:

300g de gelado de baunilha (também podem usar caseiro, mas acho mal empregue)
2 chocolates snickers (ou 4 miniaturas) - ou qualquer outro chocolate da vossa preferência como Mars, Kit-Kat, M&M, Crunchie....

Preparação:

Retire o gelado do gongelador cerca de 15 minutos antes de o usar para que amoleça um pouco.
No robot de cozinha, ou na picadora, coloque os chocolates e pique-os grosseiramente. Junte depois o gelado de modo a misturar tudo.
Coloque nas taças e sirva de imediato!

Bom Apetite!

Peixe à Marroquina com Couscous

As courgettes e os tomates continuam a abundar por aqui. Da ultima "encomenda" trazida pelos meus avós vieram também pêras, pimentos, muitos tomatinhos cereja, feijão verde, couve, melancia e ainda cebolas novas.
Enquanto houver abundância destes produtos há que existir sentido prático para os consumir, pois não se compram outros. O que me chamou a atenção nesta receita da Olive de Setembro, é exactamente o uso das courgetes e dos tomates. Uma receita deliciosa e diferente feita à medida desta cozinha.

Ingredientes para 2 pessoas:
(adaptado de "Olive", Setembro de 2010, pág.38/39)

100g de couscous
1 cebola pequena
1 colher de sopa de azeite
1 courgette média
1 colher de chá de mistura para couscous (á venda no Jumbo ou em lojas especializadas- ou então faça a mistura em casa juntando pimentão doce, coentros em pó, pimenta preta em pó, canela e alho moído)
sal e pimenta q.b.
2 tomates médios
2 lombinhos de pescada (ou lombos de outro peixe branco à escolha)
2 colheres de sopa de salsa picada

Preparação:

Corte o tomate e a courgette em cubos pequenos e pique a cebola.
Leve um tacho ao lume com o azeite e junte a cebola deixando refogar um pouco. Adicione depois a courgette deixando cozinhar 3 minutos. Junte depois o tempero para couscous, o tomate e cerca de 100ml de água a ferver. Coloque por cima dos legumes os lombinhos de peixe, tempere com sal e um pouco de pimenta, tape o tacho e deixe cozinhar em lume brando cerca de 8 minutos.
Entretanto prepare os couscous de acordo com as instruções da embalagem e junte-lhes, depois de prontos a salsa picada.
Sirva o peixe em cima dos couscous e coloque os vegetais por cima.

Bom Apetite!

Trança Doce

Gosto muito de fazer receitas de pão, bolos e massas que tenham de levedar. Gosto do cheiro do fermento. Gosto (às vezes) de amassar. Gosto de ver como crescem. Gosto do cheiro das massas a cozinhar. Gosto de comer as fatias ainda quentes ou mornas.
Esta receita é muito fácil e não compensa usar a máquina de pão. E fica deliciosa. Eu e o M. comemos quase uma destas tranças ao lanche, ainda morna.

Ingredientes para 2 tranças com cerca de 30cm:

500g de farinha
50g de manteiga
50g de açúcar
1 saqueta de levedura seca (usei vahiné)
230ml de leite
sal q.b.
1 gema ou leite para pincelar

Preparação:

Numa taça coloque o leite morno, a manteiga amolecida, o fermento, uma pitada de sal e o açúcar. Misture bem para dissolver e acrescente a farinha, mexendo depois até obter uma massa que se despegue das paredes da taça.
Amasse depois sobre uma superfície enfarinhada durante 5 minutos. Deixe depois descançar, tapada, durante 10 minutos.
Ao fim desse tempo divida a massa em 6 pedaços iguais e forme cordas com cerca de 30 a 40cm de comprimento. Junte 3 das cordas e forme uma trança prendendo bem a massa nas pontas, repetindo depois o mesmo procedimento com a restante massa.
Coloque as tranças num tabuleiro que vá ao forno, pinecele com gema de ovo ou leite e deixe levedar mais 30 minutos.
Leve depois a massa a forno quente (180ºC) durante cerca de 30 minutos ou até a massa estar cozida e loura.
Sirva em fatias com queijo, fiambre, manteiga ou compotas.

Bom Apetite!

Croquetes Fingidos de Salsicha

A receita de hoje é um optimo petisco para um lanche ajantarado ou um piquenique, mas também resulta muito bem como uma alternativa para uma refeição mais económica, acompanhada de um arroz de legumes e de uma salada.
Estes croquetes são apenas salsichas partidas em pedaços e enroladas em massa de rissol, que depois se passam por ovo e pão ralado levando a fritar. E para os mais preocupados com a saúde ou a linha, podem ser preparados no forno em vez de serem fritos, e podem ser feitos com antecedencia e congelados, sendo depois cozinhados numa outra altura.

Ingredientes para cerca de 20 unidades:

5 salsichas tipo hot-dog (eu uso sempre daquelas de frasco)
2,5dl de água
225g de farinha
sal q.b.
2 colheres de sopa de azeite
1 ovo batido
pão ralado q.b.

Preparação:

Leve a água ao lume com o azeite e tempere de sal. Assim que levantar fervura junte a farinha toda de uma vez e bata energicamente com a colher de pau até a massa formar uma bola que se desprenda das paredes do tacho. Deixe arrefecer.
Entretanto parta cada salsicha em 4 bocados e reserve.
Estenda a massa fina, com a ajuda de um rolo. Envolva cada bocado de salsicha num pouco de massa de modo a formar um croquete. Repita até esgotar os ingredientes.
Passe depois os croquetes de salsicha por ovo batido e em seguida por pão ralado. (Se não os vai cozinhar na hora é neste ponto que os deve congelar!)
Frite-os em óleo quente ou cozinhe-os no forno.
Sirva como petisco, simples ou num espeto juntamente com um tomatinho cereja, ou como prato principal juntamente com um arroz de legumes e uma salada.

Bom Apetite!

Frango com Espirais em Molho de Tomate, Alecrim e Azeitonas

A semana começa com uma receita cheia de sabor, saudável, nutritiva e económica. Uma maneira de continuar a gastar os muitos tomates que ainda há aqui por casa.

Ingredientes para e pessoas:

2 pernas de frango com coxa
150gr de massa de espirais
2 tomates grandes e maduros
1 cebola pequena
1 dente de alho
2 colheres de sopa de azeite
10 azeitonas verdes descaroçadas
sal e pimenta q.b.
alecrim fresco q.b.

Preparação:

Leve um tacho ao lume com um fio de azeite e junte a cebola e o alho previamente picados. Deixe cozinhar um pouco e junte depois o tomate partido em pequenos pedaços (ou triturado) e limpo de peles e sementes. Misture bem, tempere de sal, pimenta e alecrim e deixe levantar fervura. Junte depois os pedaços de frango (sem pele) e as azeitonas partidas ao meio e um pouco de água ou vinho branco, e deixe cozinhar em lume brando até o frango estar macio.
Acrescente depois mais água se necessário, rectifique os temperos, e deixe levantar fervura juntando a massa de seguida. Deixe cozinhar até a massa estar a seu gosto.
Sirva polvilhado com um pouco de alecrim fresco.

Bom Apetite!

Enrolados de Canela

Não é a primeira vez que faço esta massa de enrolados. Já da outra vez tinha gostado muito: porque é simples, rápida e fica super fofinha e com aspecto de ter sido preparada na melhor pastelaria da terra.
Voltei então a repetir a massa, mas desta vez decidi rechear com uma mistura de canela. Ficaram delicioso! E foi difícil não os comer todos, principalmente ainda mornos.
Uma sugestão para o pequena almoço (ou lanche) de fim de semana!

Ingredientes para cerca de 9 unidades:
Receita da massa de Mafalda Pinto Leite "Cozinha para quem Quer Poupar", página 32

Para a massa:
125 ml de leite morno
1 saqueta de fermento granulado (usei Vahiné)
 2 colheres de sopa de açúcar
1 ovo batido
2 chávenas ( chávena usada com 230ml de capacidade) de farinha sem fermento
60g  de manteiga
Leite ou gema para pincelar

Recheio:
60g de manteiga
60g de açúcar
2 colheres de chá de canela

Cobertura:
50ml de leite
2 colheres de sopa de açúcar
1 colher de chá de canela

Preparação:

Comece por preparar a massa. No robot de cozinha com a pá de plástico, ou na batedeira com a opção de gancho, misture a farinha com o fermento. Adicione depois a manteiga, o leite morno, o açucar e o ovo. Bata tudo na máquina durante alguns minutois até a massa formar uma bola. Poderá ser necessário juntar um pouco mais de farinha ou de líquido. No meu caso tive de juntar um pouco mais de farinha até o robot de cozinha formar uma bola macia e elástica.
Transfira para uma tigela e tape com papel aderente. Coloque num local quente (eu costumo colocar dentro do microondas sem o ligar) e deixe levedar durante 40 minutos.
Aqueça depois o forno a 180ºC. Forre um tabuleiro de ir ao forno com papel vegetal.
Ponha a massa na banca da cozinha previamente polvilhada com farinha e estenda a massa de modo a formar um rectangulo. Faça o recheio misturando a manteiga derretida com o açúcar e a canela. Espalhe depois toda a mistura sobre a superfície da massa e enrole-a depois como se fosse uma torta, começando pela parte mais comprida. Corte depois em 9 fatias do mesmo tamanho.
Disponha depois as fatias lado a lado com a parte cortada virada paracima. Pincele com leite ou gema por cima dos enrolados e deixe levedar mais 30 minutos longe das correntes de ar.
Leve ao forno por 30 minutos ou até estarem dourados.
Entretanto preparae a cobertura levando o leite a aquecer com o açúcar e a canela até começar a ferver. Deixe arrefecer e assim que retirar os enrolados do forno pincele-os com a cobertura.
Sirva quentes ou, se os quiser preparar com antecedência como eu fiz, aqueça cada um dos enrolados cerca de 20 segundos no microondas antes de servir.

Bom Apetite!

Tarte de Tomate Cherry

Por aqui continuam a chegar muitos produtos caseiros: pimentos, alhos franceses, uvas, tomates cherry, beringelas, figos, ameixas, tomates, salsa, cebolas, coentros, pêras... E é preciso consumir todas estas coisas. Enquanto umas acabam congeladas, outras são a estrela principal em pratos simples e nutritivos. Como os lindinhos tomates cherry dos meus avós, que foram "o" ingrediente uma simples tarte que serviu de entrada no jantar comunitário de sexta-feira passado (que esteve desfalcado pois o P e a C estavam de férias - e não é a mesma coisa sem eles!).

Ingredientes:

500g de tomates cherry
50g de mascarpone
1 placa de massa quebrada ou folhada
sal e pimenta q.b.
1 colher de sopa de ervas da provença
1 colher de sopa de oregão
azeite q.b.

Preparação:

Estenda a massa de modo a formar um quadrado. Com uma faca, faça um rebordo a toda a volta. Entretanto misture o mascarpone com um pouco de sal e pimenta e com a ajuda de um pincel espalhe por toda a base da tarte (o objectivo é apenas criar uma fina camada para segurar os tomates).
Corte depois os tomatinhos cereja ao meio e coloque-os sobre o creme de mascarpone, com a concavidade virada para baixo.
Polvilhe com um pouco de sal, os oregãos e as ervas da provença e leve ao forno quente (180ºC) até a massa estar cozinhada e os tomates sumarentos (20m).
Retire do forno e regue com um fio de azeite antes de servir. Sirva como entrada juntamente com uma salada de folhas verdes.

Bom Apetite!

Frango Frito à moda da Nigella

Apesar de o Jamie Oliver, ser o meu chef favorito, tenho também uma grande admiração pela Nigella Lawson. Em primeiro lugar, porque ela não é chef de cozinha. É apenas alguém que gosta de cozinhar - uma cozinheira, como ela própria de intitula. Depois porque ela não tenta ser uma coisa que não é. Ela gosta de comida e de comer. De comidas gordurosas, de sobremesas, de beber. De lamber a colher de pau, de chupar os dedos com satisfação - e não se importa em fazer isso em frente aos milhares de pessoas que assistem ao seu programa. Sem grandes culpas admite quando come demais e quando é aconselhada a fazer dieta. Também gosto de ver a descontração genuína que ela tem na cozinha, e a maneira como transmite a facilidade em cozinhar. Mesmo quem não sabe cozinhar fica com a ideia que é tudo fácil e simples.
Quando está a cozinhar, a Nigella cozinha para ela própria, ou para a família e para os amigos. Ela nunca parece estar a cozinhar para o publico que a está a ver através da televisão, mas sim a conversar com os amigos enquanto lhes cozinha o jantar. Sei que esta descontração e à vontade de que eu tanto gosto, não agrada a toda a gente, mas é impossível agradar a todos.
Hoje a receita é dela - e é simples, saborosa e rápida!

Ingredientes para 2 pessoas:
Adaptado de "Delícias da Nigella - Nigella Bites" de Nigella Lawson, pág. 137/139

2 coxas + 2 pernas de frango
500ml de leite
sal e pimenta q.b.
pão ralado com alecrim e alho
farinha
1 ovo batido
oleo para fritar

Preparação:

Leve uma panela ao lume com o leite e tempere com de sal e pimenta. Quando começar a ferver, junte o frango limpo de peles e deixe cozinhar cerca de 30 minutos até o frango estar bem cozido.
Depois de cozinhado retire o frango do leite e deixe arrefecer um pouco.
Passe depois o frango por farinha, depois pelo ovo batido, e finalmente pelo pão ralado.
Frite em óleo bem quente até ficar dourado.
Sirva com uma salada e arroz branco.

Bom Apetite!

Espetadinhas de Tomate, Abacate e Camarão

O verão continua quente e a permitir que se façam as refeições na varanda. Quer estejamos sozinhos ou com os amigos a varanda tem sido a nossa sala de jantar este ano. Comer ao ar livre, de velas acesas e sempre em boa companhia tem sido uma das melhores coisas da época. A conversa é sempre animada e descontraída, e os petiscos são sempre variados, ao sabor da imaginação, vontade e ingredientes disponíveis (desta vez tomatinhos cherry dos avós e abacates caseiros dos sogros)!
Estas espetadinhas foram uma excelente entradinha de verão preparada para receber os amigos TB e MJ.

Ingredientes para 12 espetadinhas:

12 camarões cozidos
12 tomates cherry
1 abacate pequeno
maionese ou molho cocktail para servir

Preparação:

Descasque os camarões e reserve. Lave bem os tomatinhos cherry e corte-os ao meio. Descasque o abacate e corte-o em 12 pedaços.
Em espetinhos de bambu, coloque uma das metades do tomate, um pedaço de abacate, a restante metade do tomate e termine com o camarão descascado.
Coloque as espetadinhas num prato juntamente com uma tacinha com maionese ou molho cocktail para servir com as espetadas.

Bom Apetite!

Doce de Pêssego com Hortelã

A semana começa com mais uma compota. Com a ultima que preparei, com pêssego e hortelã, a minha erva favorita. Uma compota bastante aromática e fresca que serviu para gastar os ultimos pêssegos que a minha avó me trouxe. Mais uma sugestão!

Ingredientes para 4 frescos (200ml):

1 quilo de pêssegos (pesados já arranjados sem pele nem caroços)
3 pernadas de hortelã
800g de açúcar

Preparação:

Numa panela coloque os pêssegos partidos em pequenos pedaços. Junte o açúcar e 2 pernadas de hortelã. Misture bem e leve a lume brando mexendo de vez em quando. Deixe o doce cozinhar até atingir o ponto de estrada (para saber se já está em ponto de estrada: coloque um pouco de doce num prato e passe-lhe com o dedo ou a ponta de uma faca. Se abrir uma "estrada" que não se feche de imediato, o doce está pronto.)

Passe o doce com a varinha mágica, tirando a hortelã primeiro, e juntelhe depois as folhinhas frescas da hortelã restante. Misture e coloque o doce ainda quente em frascos de vidro previamente esterilizados e bem secos e tape-os bem. Ponha-os depois de cabeça para baixo de modo a criarem um vácuo natural e assim se conservarem mais tempo. Depois de frios guarde-os num local fresco e seco - como uma despensa ou armário.

Bom Apetite!

Compota de Ameixa com Maçã e Cravinho

As compotas estão a dominar o blogue esta semana. Mas com tantas combinações diferentes que têm saído da minha cozinha, era uma pena não as partilhar aqui e, quem sabe, inspirar-vos para passarem um pouco do vosso fim-de-semana a "compotar"!

Ingredientes para 4 frascos pequenos (200ml):

600g de ameixas sem pele nem caroço (usei a variedade que está na foto e da qual não sei o nome)
400g de maçã descascada e partida em pedaços (usei royal gala)
800g de açúcar
2 cravinhos

Preparação:

Num tacho colocar a maçã e as ameixas previamente descascadas e partidas em pedaços. Juntar o açúcar e os cravinhos e levar ao lume. Deixar cozinhar em lume brando mexendo ocasionalmente (esta quantidade de doce demororá entre 1 hora a 1h30 a ficar pronta). Quando o doce tiver atingido o ponto de estrada (coloque um pouco de doce num pratinho e passe o dedo ou a ponta de uma faca. Se abrir uma "estrada" o doce está no ponto!), passe-o com a varinha mágica (tenha o cuidado de tirar os cravinhos primeiro) e coloque-o ainda quente em frascos previamente lavados e esterilizados (sabem que os frascos lavados na máquina da louça ficam esterilizados?) e tape-os, deixando-os arrefecer virados para baixo, de modo a criarem um vacuo natural que ajuda a conservar o doce.
Depois de frios coloque uma etiqueta com o conteúdo e data de confecção e guarde num local fresco e seco.

Bom Apetite!

Compota de Figos com Pêra e Baunilha

Quando são quase 3 da manhã de um sábado calorento e estão às voltas na cama sem conseguir dormir, o que fazem? Uns decidem ler, outros ver televisão ou ouvir música e há quem conte ovelhas Eu estive entretida a imaginar combinações de compotas até finalmente adormecer. E de manhã ao acordar, ainda antes do pequeno almoço, já estava de volta desta compota cuja combinação me tinha parecido perfeita na noite anterior. E não me enganei!

Ingredientes para cerca de 4 frascos (200ml cada):

800g de figos pingo de mel
400g de pêra (peso da fruta já descascada e arranjada)
1 vagem de baunilha
800g de açúcar

Preparação:

Numa panela coloque os figos com a pele e partidos em pequenos pedaços, bem como a pêra. Junte o açúcar e a vagem de baunilha aberta ao meio. Misture bem e leve a lume brando mexendo de vez em quando. Deixe o doce cozinhar até atingir o ponto de estrada (para saber se já está em ponto de estrada: coloque um pouco de doce num prato e passe-lhe com o dedo ou a ponta de uma faca. Se abrir uma "estrada" que não se feche de imediato, o doce está pronto.)
Passe o doce com a varinha mágica (tire a vagem de baunilha primeiro) e coloque-o ainda quente em frascos de vidro previamente esterilizados e bem secos e tape-os bem. Ponha-os depois de cabeça para baixo de modo a criarem um vácuo natural e assim se conservarem mais tempo. Depois de frios guarde-os num local fresco e seco - como uma despensa ou armário.

Bom Apetite!

Sangria de Lambrusco com Nectarinas e Frutos Silvestres

Os homens (neste caso o M. L. e P).dizem que a sangria é bebidas para as "gajas"(eu, D. e C.). E nós gostamos, e com este calor temos bebido sangria em todos os nossos jantares comunitários e de Sábado a 6.
Depois da sangria de espumante, esta é agora a sangria favorita. E é cor-de-rosa... Mesmo coisa de "gaja"!

Ingredientes:

1 garrafa de Lambrusco Rosé (ou qualquer outro espumante rosé)
75g de açúcar
250g de frutos silvestres congelados
2 nectarinas
1 pernada de hortelã
gelo q.b.

Preparação:

Numa jarra colocar os frutos silvestres congelados, o açúcar, as nectarinas cortadas em fatias finas e a hortelã. Deixe macerar durante algum tempo, até os frutos e o açúcar formarem uma calda.
Antes de servir junte o Lambrusco bem fresco e gelo a gosto.

Bom Apetite!