segunda-feira, janeiro 31, 2011

Lacinhos com Atum e Brócolos

Para começar a semana da melhor maneira, deixo-vos uma receita muito simples, rápida, económica, saudável e nutritiva! Assim não há desculpas para não cozinhar.

Ingredientes para 2 pessoas:

150g de farfale ou outra massa curta
2 latas de atum em azeite
200g de brócolos
1 cebola pequena
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Arranje os brócolos partindo-os em raminhos.
Coloque uma panela ao lume com água temperada de sal. Assim que esta levantar fervura junte a massa e os brócolos deixando-os cozer.
Entretanto pique a cebola e refogue-a num pouco de azeite. Acrescente depois o atum previamente escorrido e tempere com um pouco de pimenta.
Assim que a massa e os brócolos estiverem cozidos, escorra-os e volte a colocar na panela. Junte o refogado de atum e envolva cuidadosamente.
Sirva quente.

Bom Apetite!

sexta-feira, janeiro 28, 2011

Bolo de Noz e Café com Cobertura

Mais um bolo de aniversário saiu desta cozinha, desta vez para o meu pai. E não foi fácil encontrar a receita ideal. Procurei em vários livros, revistas, blogues, mas não havia nada que me chamasse a atenção, nada que fosse a escolha acertada.
Já quase em desespero, recorri mais uma vez ao Nigella Kitchen - onde já tinha ido buscar a receita do meu bolo de aniversário - e de repende ali estava o bolo ideal. Foi fácil de perceber que só podia ser aquele: bolo de café e noz com uma cobertura de manteiga, açúcar e café, tal e qual o bolo de bolacha que é o preferido do meu pai. Não tivesse eu sido trapalhona (a preguiça apoderou-se de mim e em vez de ir ao supermercado comprar mais uma embalagem de açúcar em pó para a cobertura, dei comigo a substituir o resto da quantidade pedida por açúcar normal. Claro que a cobertura não ficou aveludada e sentiam-se os os grão de açúcar nos dentes: nada agradável!) e o bolo teria sido ainda um maior sucesso!

Ingredientes:
(adaptado de Nigella Kitchen - Nigella Lawson - pág.275)
(chávena usada com 240ml de capacidade)

Bolo:
1/2 chávena de miolo de noz
1 chávena e açúcar
200g de manteiga à temperatura ambiente
1 1/3 chávena de farinha
3 colheres de sopa de mistura solúvel com 20% café
2 1/2 colheres de chá de fermento
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
4 ovos
2 colheres de sopa de leite

Recheio e Cobertura:
3 1/4 chávena de açúcar em pó
100g de manteiga à temperatura ambiente
3 colheres de sopa de café expresso (aproximadamente meio café)
metades de nozes para decorar

Preparação:

Aqueça o forno a 180ºC. Unte e forre com papel vegetal uma forma de bolo redonda sem buraco.
No robot de cozinha coloque as nozes e ao açúcar e misture até ficar com uma espécie de pó fino. Acrescente a manteiga, a farinha, a mistura solúvel, o fermento, o bicarbonato de sódio e os ovos e, no robot de cozinha misture tudo até ficar com uma massa cremosa. Junte o leite, pelo cano do robot e com este ainda ligado e deixe msiturar bem até ter uma mistura macia e um pouco líquida.
Coloque a massa na forma preparada e leve ao forno cerca de 30 a 40 minutos. ou até a massa estar cozida. Retire do forno e deixe arrefecer 10 minutos na forma antes de os desenformar. Deixe arrefecer completamente antes de cortar o bolo ao meio e o rechear.
Para o recheio, coloque o açúcar no robot de cozinha. Junte a manteiga e o café e deixe misturar até estar cremoso e espesso.
Recheie o bolo com metade do creme e cubra com o restante decorando com as metades de nozes.

Bom Apetite!

quinta-feira, janeiro 27, 2011

No- Knead Bread de Centeio

Há receitas que faço e repito vezes sem conta. Outras, acabam por cair no esquecimento. É o caso do no-knead bread.
E nem sei bem explicar porque só fiz este pão delicioso uma ou duas vezes. Tem um grau de dificuldade igual a qualquer pão feito na máquina de pão, com a vantagem de não ser necessária nenhuma máquina. Não há sequer esforço físico envolvido. Apenas é necessário uma dose de paciência - porque é preciso esperar que a massa levede.
No fim um pão lindo - digno de nos deixar babados com os elogios - e com sabor a pão de verdade!

Ingredientes:

215g de farinha de trigo
215g de farinha de centeio
8g de sal
1 colher de café de levedura seca
360ml de água

Preparação:

Misture as farinhas com o sal e o fermento. Junte a água  e mexa com uma colher de pau até a massa estar misturada. (Não é preciso amassar, nem bater a massa. Basta misturar e já está!)
Cubra o recipiente com película aderente e deixe repousar 12 horas (no mínimo, pode deixar mais tempo sem problema) à temperatura ambiente.
Retire a massa do recipiente e coloque-a sobre uma superfície enfarinhada. A massa fica bastante mole e pegajosa, mas é mesmo assim. Misture a massa e dobre-a como um envelope. Deixe repousar 15 minutos.
Ao fim desse tempo molde uma bola e polvilhe generosamente um pano com farinha. Coloque a bola de massa, com as dobras para baixo, sobre o pano e tape, deixando repousar cerca de 1 hora.
Pré-aqueça o forno a 250ºC. e coloque uma panela de barro (tipo caçarola, daquelas que têm uma tampa) no forno, de forma a que também fique bem quente. Quando a massa tiver mais que dobrado de volume, retire a panela do forno e coloque a massa dentro dela, com o lado das dobras para cima.
Cubra com a tampa e asse durante 40 minutos. Retire depois a tampa e cozinhe até estar tostadinho.

Bom Apetite!

quarta-feira, janeiro 26, 2011

Pooris (Puri)

Ainda do almoço de sábado, e da temática indiana, saíram desta cozinha pela primeira vez uns pooris para acompanhar o baji de batata.
Realmente a combinação baji-puri, é deliciosa e torna este um dos meus pratos indianos favoritos. Os meus convidados, que provaram esta iguaria pela primeira vez, também gostaram.

Ingredientes para cerca de 10 pooris:
(As melhores receitas - Cozinha Indiana, pág.184)

1  1/3 de chávena de farinha de trigo integral
1/2 colher de chá de sal
2/3 de chávena de água

Preparação:

Deite a farinha e o sal numa taça e misture bem.Faça um buraco ao centro da farinha e vá juntando a água até obter uma massa. Se necessário acrescente amis água.
Amasse bem até a massa ficar macia e elástica. Forme uma bola e deixe repousar, tapada, durante 15 minutos.
Divida a massa em 10 pedaços iguais e faça pequenas bolas. Com o rolo da massa estenda cada bola até obter um circulo espalmado não muito fino.
Aqueça muito bem uma fritadeira com óleo vegetal e frite os circulos de massa, pouco de cada vez, até ficarem dourados. (O óleo deverá estar mesmo muito quente, de modo a que os pooris demorem segundos a fritar e fiquem inchados.)Retire e escorra sobre papel absorvente.
Sirva com o baji de batata.

Bom Apetite!

terça-feira, janeiro 25, 2011

Baji de Batata

No sábado foi dia de um almoço indiano cá em casa, com a R. J. e o pequeno T.
Para começar, nada melhor do que uns bojés, seguidos de um delicioso baji de batata - que eu adoro. A receita é, como quase todas as indianas que passam por aqui, da família do M.!

Ingredientes para 4 pessoas:

6 batatas pequenas
1 cebola
2 colheres de sopa de óleo vegetal
1 colher de chá de curcuma (açafrão das indias)
1/2 colher de chá de piri-piri moído
1/2 colheer de chá de pó de caril
2 colheres de sobremesa de sementes de mostarda
sal q.b.

Preparação:

Lave e descasque as batatas cortando-as depois em cubos pequenos. Leve as batatas a cozer em água temperada de sal até estarem macias. Retire e escorra.
Entretanto leve ao lume o óleo vegetal (não se deve fazer comida indiana com azeite ou manteiga pois adultera o sabor das especiarias) e junte a cebola picada deixando refogar. Acrescente depois a curcuma, o piri-piri, o caril e as sementes de mostarda e deixe cozinhar esta pasta durantes uns minutos - se secar junte uma colherzinha de água. Acrescente depois as batatas cozidas envolvendo-as bem no refogado de especiarias. Deixe cozinhar dois minutos.
Sirva as batatas com pooris (uma espécie de pastel de massa tenra sem recheio),  pão naan (pão indiano) ou paparis.

Bom Apetite!

segunda-feira, janeiro 24, 2011

Ameijoas à Bulhão Pato

O fim de semana que passou, foi rico em actividades sociais à volta da mesa: jantares de aniversário, comunitátios e almoços com amigos - houve de tudo um pouco! (E mesmo assim ainda tivemos de recusar um simpático convite para um lanche - porque simplesmente não houve tempo e estômago entre o almoço com a R..o J. e o T. e o jantar de aniversário do ZN!)
As comezainas começaram com um jantar comunitário e com umas ameijoas à Bulhão Pato. Ou melhor com uma espécie de ameijoas à Bulhão Pato - porque as ameijoas vietnamitas jamais conseguem dar a este prato o seu verdadeiro sabor. Mas foram uma boa maneira de começar!

Ingredientes para 6 pessoas:

1 kg de ameijoas (o ideal é usarem boa ameijoa fresca portuguesa!)
1 molho de coentros
1/2 limão
4 dentes de alho
azeite q.b.
50ml de vinho branco
1/2 malagueta
sal q.b.

Preparação:

Prepare as amêijoas. (Se forem frescas ponha-as de molho em água com bastante sal e lave-as em várias águas para largarem a areia. Se usar congeladas deixe-as descongelar no frigorífico ou use-as congeladas).
Leve depois ao lume um tacho com um pouco de azeite, deixe aquecer e junte os dentes de alho ligeiramente esmagados.
Deixe alourar um pouco e introduza as amêijoas, os coentros picados e o vinho branco, temperando com um pouco de sal e a malagueta. Tape e deixe cozinhar, agitando o tacho de vez em quando, até todoas as ameijoas terem aberto.
Regue com o sumo de limão e sirva polvilhando com um pouco de coentros frescos picados.

Bom Apetite!

sexta-feira, janeiro 21, 2011

Queques de Limão

Que tal uns bolinhos para o fim de semana? Eu já fiz os meus, uns saborosos queques de limão, ideais para comer ao pequeno almoço ou como um pequeno snack a meio da tarde. Também podem aproveitar para colocar nas mochilas dos mais pequenos (e dos grandes também!) durante a semana.

Ingredientes para 12 queques pequenos:
(chávena usada com 250ml de capacidade)

3 ovos
1/3 de chávena de óleo vegetal
3/4 de chávena de farinha
3/4 chávena de açúcar
1 colher de chá de fermento em pó
2 limões
2 colheres de sopa de açúcar em pó

Preparação:

Forre com 12 forminhas e papel um tabuleiro para queques.
Numa taça misture os ovos inteiros com o açúcar, o óleo, a raspa e o sumo de um limão. Mexa bem e acrescente depois a farinha peneirada com o fermento.
Divida a massa pelas forminhas e coloque no forno (180ºC) e deixe cozinhar 15 minutos ou até a massa estar cozida (faça o teste do palito!).
Entretanto misture o sumo do outro limão com o açúcar em pó. Assim que retirar os queques do forno, pique-os com um palito e ensope-os ligeiramente com a calda de limão e açúcar.
Deixe arrefecer e guarde-os numa caixa hermética.

Bom Apetite!

quinta-feira, janeiro 20, 2011

Smoothie de Manga

Eu gosto do inverno. Gosto de sentir o frio na cara quando saio de casa de manhã. Gosto de botas, luvas e cachecois. E casacos. E adoro o sol que aquece os dias frios.
Esta semana, ao ver as mangas no supermercado não resisti a trazer umas bem amarelinhas, cor do sol e do calor. Porque este sol que tem entrado pela minha cozinha quase que me faz esquecer de que estamos no inverno. E talvez por isso, em vez de um chá, um chocolate quente ou um capuccino, preparei um alegre e fresco smoothie.

Ingredientes para 1 pessoa:

1 iogurte natural
1/2 manga pequena

Preparação:

Descasque e corte a manga em pequenos pedaços. Junte o iogurte (e se desejar um pouco de açúcar, apesar de eu não ter achado necessário) e bata no copo liquidificador ou com a varinha mágica até obter uma espécie de batido muito suave e cremoso.
Decore com uma folhinha de hortelã e sirva de imediato ao lanche ou ao pequeno almoço!

Bom Apetite!

quarta-feira, janeiro 19, 2011

Sopa de Feijão com Cominhos

Há sopa cá em casa todos os dias. Mas as minhas sopas favoritas são cremes aveludados e espessos. Não sou grande apreciadora de sopas com massa e couve à boa maneira portuguesa, mas adoro sopa de feijão verde, caldo verde, sopa de grão com espinafres ou agrião.
Aqui por casa vou variando nas sopas (creme de legumes) que vou fazendo. Muitos e diversos legumes na panela e um pouco de azeite e sal. E gosto sempre de as perfumar com especiarias ou ervas aromáticas: coentros, hortelã, caril, pesto, segurelha....
Desta vez saiu um aveludado com feijão vermelho que ligou na perfeição com os cominhos. Uma sopa diferente mas muito agradável!

Ingredientes para 4 pessoas:

2 batatas pequenas
2 cenouras
1 courgette pequena
1 cebola pequena
200g de feijão vermelho cozido
1 colher de chá bem cheia de cominhos
1/2 malagueta vermelha (opcional)
sal q.b.
azeite q.b.
salsa para polvilhar
sumo de limão q.b.

Preparação:

Descasque os legumes e corte-os em pedaços pequenos.
Numa panela coloque um fio de azeite e refogue em primeiro lugar a cebola. Junte depois os restantes legumes (menos o feijão), cubra com água quente e tempere de sal. Deixe ferver 20 minutos. Acrescente depois o feijão cozido e a malagueta (se não quiser a sopa com este travo ligeiro a picante não coloque a malagueta) e deixe ferver mais 5 minutos.
Com a varinha mágica reduza a sopa a um puré cremoso batendo bem. Se necessário acrescente mais água e rectifique de sal até ficar com uma consistência cremosa.
Acrescente os cominhos e leve ao lume até levantar fervura.
Sirva polvilhada com salsa picada e umas gotas de sumo de limão.

Bom Apetite!

terça-feira, janeiro 18, 2011

Pudim do Copo

Eu não sou uma pessoa de pudins. Gosto mais de fazer bolos, bolachas e biscoitos e outras sobremesas. Os pudins passam sempre para segundo plano e é raro terem lugar na minha cozinha.
Mas desta vez foi diferente. O pouco tempo dispinível que tive para preparar o ultimo jantar "Sábado a 6" levou-me a preparar um pudim. Utilizei a receita mais simples (e infalível) que conheço. E ficou mesmo muito bom!

Ingredientes:

1 copo (300ml) de ovos - (cerca de 6 ovo)
1 copo (300ml) de leite
1 copo (300ml) de açúcar
caramelo líquido para barra a forma

Preparação:

Bata os ovos com o açúcar e o leite.
Barre uma forma com o caramelo líquido (pode ser uma forma convencional de pudim ou mesmo uma forma tipo bolo inglês), e verta o preparado anterior para dentro da forma, fechando com a tampa própria ou com papel de alumínio.
Leve a cozinhar em banho maria, em forno quente (180ºC) cerca de 40 minutos ou até o pudim estar cozido. Para o banho maria basta colocar um tabuleiro cheio de água quente no forno e dentro deste tabuleiro colocar a forma com o pudim a cozinhar.
Depois de cozido coloque o pudim no frigorífico, pelo menos durante 12 horas, até finalmente o desenformar. (Se desenformar o pudim sem este estar suficientemente firme e frio ele acabará por se desmanchar).

Bom Apetite!

segunda-feira, janeiro 17, 2011

Rolinhos de Carne e Emmental

Mais uma receita que serviu para ajudar a desocupar o frigorífico. Um resto de carne, meio pacote de queijo ralado, umas poucas folhas de massa filo sem destino aparente.
O habitual jantar de domingo no sofá, em frente à televisão (!) foi a ocasião perfeita para dar uso a tais ingredientes e criar estes rolinhos saborosos.
No que toca a usar os restos do frigorífico é sempre, e apenas, uma questão de imaginação!

Ingredientes para 8 rolinhos:

4 folhas de massa filo
250g de restos de carne cozinhada (usei carne de porco)
1 cebola pequena
azeite q.b.
100g de queijo emmental
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Pique a cebola e leve-a a refogar com um fio de azeite. Entretanto pique a carne e junte-a à cebola deixando envolver bem. Rectifique de sal e pimenta e deixe cozinhar uns minutos. Retire e deixe arrefecer.
Entretanto corte as folhas de massa filo ao meio, de modo a ficar com dois rectangulos mais pequenos, e perfazendo 8 folhas de massa.
Na ponta de cada folha coloque uma porção do recheio decarne e um pouco de queijo emmental ralado. Dobre as laterais da massa para dentro e enrole a massa cuidadosamente até ao fim da folha, pincelando com um pouco de água para prender. Repita até esgotar os ingredientes.
Coloque os rolinhos num tabuleiro forrado com papel vegetal e untado com um pouco de manteiga e leve a forno quente (180ºC) durante 20 minutos ou até a massa estar dourada e estaladiça.
Sirva como entrada ou como prato principal com uma salada verde e arroz.

Bom Apetite!

sexta-feira, janeiro 14, 2011

Doce de Abóbora Menina com Laranja e Especiarias

A abóbora menina andava cá por casa desde Outubro com a desculpa de que era para ser usada em fritos de abóbora para o Natal. Mas passou-se o Natal e a abóbora nem saiu do lugar.
Uma das minhas resoluções de ano novo (porque é sempre bom termos umas resoluções faceis e simples de cumprir, e que apenas dependam da nossa vontade) era dar finalmente destino à abóbora. E assim fiz.
Uma parte congelei em saquinhos para usar mais tarde em fritos, purés ou qualquer outra preparação.
A restante abóbora acabou na panela numa compota ideal para comer com requeijão. E assim,  também a tia B. recebeu um frasco cheio no seu aniversário!

Ingredientes para 4 frascos pequenos:

1kg de abóbora menina limpa
800g de açúcar
1 pau de canela
2 cravinhos
1 estrela de anis
1/2 limão
1 laranja

Preparação:

Corte a abóbora em cubinhos pequenos e coloque numa taça grande. Junte o açúcar, o pau de canela,  estrela de anis e os cravinhos e misture bem. Deixe ficar de um dia para o outro.
No dia seguinte coloque a abóbora e o "molho" que entretanto se formou juntamente com as especiarias e o açúcar num tacho. Junte também a casca de limão e da laranja e os respectivos sumos.
Leve a lume brando até o doce estar no ponto (ponto de estrada).
Coloque depois o doce ainda quente em frascos esterilizados, feche-os e coloque-os virados para baixo para criarem vácuo. Guarde depois num local fresco e seco.
Ideal para servir com requeijão e queijo fresco.

Bom Apetite!

quinta-feira, janeiro 13, 2011

Arroz de Especiarias do Henrique

Não sei se já viram o novo programa do Henrique Sá Pessoa (HSP) na RTP2 - O Ingrediente Secreto. Eu perdi os dois primeiros episódios, mas agora lá estou eu todos os domingos às 19h30 em frente à televisão. Gosto muito deste novo programa - em que um ingrediente é escolhido e todas as receitas são feitas com base nesse ingrediente - e gosto muito do HSP. Posso mesmo dizer que é o meu chef (português) favorito. E não é por ser o mais mediático. É porque ele é simpático, genuíno, e consegue mesmo passar a mensagem. Apesar de não ser nenhum Jamie Oliver, depois de o vermos a cozinhar, ficamos a pensar como é fácil fazer aquilo, e como nós também vamos conseguir; e claro, conseguimos! Quer seja de uma receita da tv, quer seja com receitas dos seus livros. Aliás, também gosto muito do novo livro dele "Curso de Cozinha de Henrique Sá Pessoa" - com uma parte inicial muito interessante sobre ingredientes, cortes de carnes, diferentes utilizações de massas e arroz, utensílios essenciais, ervas aromáticas... que tornam este livro diferente dos outros.
Mas  tanta "graxa" ao HSP apenas para dizer que esta receita é do ultimo programa - O Ingrediente Secreto - desta vez sobre arroz. Muito boa. Mesmo.

Ingredientes para 4 pessoas:
(adaptado de HSP - "O Ingrediente Secreto: Arroz" - RTP2)

1 chávena de arroz basmati
1 colher de chá de pó de caril
1 colher de chá de cominhos
1/3 colher de chá de cardamomo moído
1 cebola
2 dentes de alho
coentros picados q.b.
1 casquinha de limão
1 pau de canela
azeite q.b.
óleo q.b.
sal q.b.

Preparação:

Leve um tacho ao lume com um fio de azeite e óleo ( quando se cozinha com especiarias deve-se usar óleo vegetal neutro em vez de azeite ou manteiga para não se adulterarem os sabores das especiarias). Junte a cebola e os alhos picados, as especiarias e o pau de canela. Deixe fritar mexendo bem de modo a libertar os sabores.
Acrescente depois o arroz e envolva-o bem na mistura, deixando também fritar por uns minutos. Tempere com um  pouco de sal e acrescente a casca de limão. Junte a água a ferver (1 chávena mais 3/4 de outra), tape e deixe cozinhar em lume muito brando.Quando a água tiver evaporado apague o lume e deixe o arroz tapado a acabar de cozer.
Retire a casca de limão e o pau de canela e junte os coentros picados. Envolva bem.
Sirva com peixes grelhados ou carnes assadas.

Bom Apetite!

quarta-feira, janeiro 12, 2011

Salmão Agridoce com Broculos Orientais

A combinação de molho de soja, mel e óleo de sésamo fica excelente com carne de porco, principalmente entrecosto, que faço bastantes vezes cá em casa.
Desta vez lembrei-me de experimentar com lombos de salmão que acompanhei com uns broculos numa versão mais oriental.
Apesar de eu ter gostado muito, o M. não gostou assim tanto. Mas se gostam de sabores diferentes é uma receita a experimentar.

Ingredientes para 2 pessoas:

Salmão
2 lombinhos de salmão
1 colher de sopa de mel
1 colher de sopa de óleo de sésamo
2 colheres de sopa de molho de soja

Broculos Orientais
250g de broculos
1/2 chili vermelho
2 colheres de sopa de óleo de sésamo
1 colher de sopa de vinagre de arroz
sal q.b.

Preparação:

Tempere os lombos de salmão com o mel, o óleo de sésamo e o molho de soja. Reserve.
Coza os broculos  - preferêncialmente ao vapor - com um pouco de sal. Corte o chili, retirando as sementes. em pequenas tirinhas e misture o vinagre e o óleo. Assim que os broculos estiverem cozidos envolva-os nesta mistura.
Aqueça depois uma chapa anti-aderente e cozinhe os lombos de salmão de ambos os lados sem os deixar secar  - cerca de 5 minutos devem ser suficientes.
Sirva os lombinhos com os broculos e, se desejar um pouco de arroz thai jasmim.

Bom Apetite!

terça-feira, janeiro 11, 2011

Tosta de Carne com Ovo

Cozinhar só para mim é uma grande chatice. Não gosto. Nessas alturas vivo de sopa, fruta, iogurtes, cereais, torradas e, eventualmente, das sobras que habitam no frigorífico. E, como é obvio, não tem a ver com não gostar de cozinhar, mas sim de não ter com quem compartilhar aquilo que cozinho. Não porque esteja à procura de aprovação, mas sim porque cozinhar é para mim muito mais do que uma mera tarefa doméstica. É, como o diz Mia Couto num dos seus livros, uma forma de amar os outros.
No entanto, esta tosta foi preparada para mim (e só para mim), numa dessas refeições solitárias. Uma maneira de demonstrar que também é importante gostarmos de nós mesmos. (E também porque necesitava de consumir algumas coisas que estavam no frigorífico!) Tão simples e tão bom!

Ingredientes para 1 pessoa:

2 fatias de carne assada
1 fatia de pão alentejano, de cereais ou caseiro
1 dente de alho
1 ovo + 1 clara
azeite q.b.
sal q.b.

Preparação:

Corte a carne em pedacinhos.
Leve uma frigideira anti-aderente ao lume com um fio de azeite e salteie a carne. Acrescente depois o ovo e a clara, de modo a que a carne se incorpore nas claras e fique agarrada. Tempere a gema com uma pitada de sal e deixe o ovo cozinhar até ter a consistência desejada.
Torre a fatia de pão e esfregue-a ainda quente com o dente de alho. Coloque o pão no prato de servir e disponha a carne e o ovo por cima do pão.
Sirva com um pouco de mostarda (que também pode utilizar para barrar o pão) e uma salada verde.

Bom Apetite!

segunda-feira, janeiro 10, 2011

Peixe Estufado com Leite de Côco

A semana começa com uma receita de peixe. Porque o peixe faz bem e devemos incluí-lo diariamente na nossa alimentação. Porque apesar de Portugal ser (ainda) um grande consumidor de peixe andam por aí muitas desculpas para não o comer!
Este peixe não tem pele nem espinhas, e tem um molho delicioso. Meio caminho andado para ser uma receita que agrade a todos.

Ingredientes para 2 pessoas:

300g de lombos de peixe branco (usei pescada, mas podem usar outro)
1/2 pimento vermelho
1/2 pimento verde
2 tomates pelados
1 cebola
2 dentes de alho
100ml de leite de côco
sumo de limão
sal, pimenta e piri-piri
azeite q.b.

Preparação:

Corte o peixe em cubinhos e tempere-o com sal, pimenta, piri-piri e sumo de limão.
Leve um tacho ao lume com um fio de azeite e aloure a cebola e os alhos picados. Corte o pimento e o tomate em cubinhos e junte ao refogado deixando cozinhar 5 minutos.
Acrescente o peixe  e o leite de côco e deixe cozinhar durante 20 minutos em lume brando.
Sirva o peixe polvilhado com coentros e acompanhe com arroz basmati.

Bom Apetite!

sexta-feira, janeiro 07, 2011

Biscoitinhos de Cacau

Foram dezenas as fornadas de biscoitos, bolachas e de "baking goods" que se fizeram aqui por casa durante a época natalícia. A maior parte com receitas que já foram feitas muitas e muitas vezes, e que são do agrado de todos. No entanto, há sempre vontade de nestas alturas experimentar receitas novas.
O principal obstáculo a novas receitas é a escolha, que é também uma das principais desvantagens de se terem muitos livros de culinária. Dentro dos livros existem verdadeiros tesouros gastronómicos, que permanecem escondidos dentro das páginas fechadas, guardados em fila junto de tantos outros.
De vez em quando pego num livro mais esquecido e folheio-o. E muitas vezes é como se o estivesse a vêr pela primeira vez. (Re)Descubro receitas, marco páginas e preparo coisas novas. Como estes biscoitinhos, fáceis e deliciosos, que estavam escondidos entre tantas outras receitas.
Foram amor à primeira vista para mim e para a minha sobrinha M., que veio cá a casa preparar bolachas para oferecer aos tios!

Ingredientes para 35 bolachinhas:
(in "How to be a domestic Goddess" - Nigella Lawson - pág. 204)
(chávena usada com 240ml de capacidade)

2 chávena de farinha com fermento
2 colheres de sopa de cacau em pó
125g de manteiga amolecida
7 colheres de sopa de açúcar

Preparação:

Bata o açúcar com a manteiga até ficar uma mistura pálida e macia. Peneire depois a farinha com o cacau e junte-as à mistura de manteiga misturando bem, até formar uma massa rija.
Faça pequena bolas do tamanho de nozes e coloque-as num tabuleiro forrado com papel vegetal, distanciadas entre si. Com um garfo pressione as bolinhas de modo a ficarem com as marcas dos dentes e ligeiramente achatadas.
Leve-as ao forno previamente aquecido a 200ºC durante 5 minutos. Ao fim desse tempo reduza a temperatura do forno para 180ºC e deixe cozinhar mais 10 a 15 minutos. (Não deixe os biscoitinhos muito tempo no forno, uma vez que se tornam mais duros depois de frios).
Retire e deixe arrefecer. Guarde numa lata ou caixa hermética até servir.

Bom Apetite!

quinta-feira, janeiro 06, 2011

Aletria Doce

Diz a tradição que as festas natalícias acabam com o Dia de Reis. É altura de arrumar os enfeites de natal, de apagar as luzes da árvore, de empacotar o presépio. Guardam-se as velinhas, os anjinhos e os postais de natal. Já não há mais votos de boas festas, nem pais natais, nem luzes nas cidades.
Para os que dizem não gostar do Natal é altura de respirar de alívio. Para os que gostam tanto quanto eu, arrumam-se os enfeites com uma pontinha de nostalgia enquanto se pensa que, não tarda nada é Natal outra vez!
Se estes são os ultimos dias do Natal, nada melhor do que uma ultima receita natalícia para celebrar (ainda que poucos o façam) este dia de Reis. Uma aletria doce que preparei sempre com a minha avó Celeste no pensamento, ou não fosse esta a sua sobremesa!

Ingredientes para 1 travessa:

125g de massa de aletria
1 litro de leite
casca de 1 limão
1 pau de canela
100g de açúcar
4 gemas
canela em pó

Preparação:

Levar um tacho ao lume com o leite, o açúcar, o pau de canela e a casca de limão. Deixar levantar fervura e juntar a massa da aletria, deixando cozinhar em lume brando até esta estar cozida.
Retirar do lume e deixar arrefecer um pouco.
Bater as 4 gemas e juntar em fio à aletria. Voltar a colocar ao lume e deixar cozinhar até engrossar.
Colocar a mistura numa travessa e deixar arrefecer. Decorar com canela em pó.

(Nota: Esta receita é de aletria que se corta em pedaços, tal como fazia a minha avó)

Bom Apetite!

quarta-feira, janeiro 05, 2011

Chow Mein Rápido de Frango

Uma versão de massa chinesa (noodles) que adaptei consoante o que tinha em casa e que aproveitei para dar uso a umas sobras de frango assado.
É que eu não sou mesmo capaz de desperdiçar comida: incomoda-me. Mas infelizmente ainda existem muitas pessoas que não comem comida que não foi feita no dia ou que foi requentada, e que simplesmente deitam fora tudo o que sobra.  Cá por casa os "restos" servem para criar novas e saborosas refeições. Como esta!

Ingredientes para 2 pessoas:

2 meadas de massa chinesa (noodles)
1 chávena de carne de frango cozinhada e desfiada (pode ser peru)
1 colher de chá de gengibre fresco picado
2 dentes de alho
2 colheres de sopa de ketchup
2 colheres de sopa de Molho de soja
3 colheres de sopa de água
1 colher de sopa de óleo vegetal
1/2 cebola
1 pimento vermelho pequeno
1 mão cheia de rucula
sal q.b.

Preparação:

Corte o pimento em tiras finas, bem como a cebola. Reserve.
Misture o gengibre picado juntamente com os dentes de alho também picados, o molho de soja, o ketchup e a água. Entretanto coza os noodles em água abundante temperada com um pouco de sal durante cerca de 4 minutos.
 Leve uma frigideira ao lume com o óleo e junte o frango desfiado, os pimentos e a cebola. Deixe saltear até o pimento começar a ficar macio. Junte depois o molho e deixe levantar fervura. Acrescente depois os noodles previamente escorridos e a rucula e envolva bem.
Sirva de imediato.

Bom Apetite!

terça-feira, janeiro 04, 2011

Carpaccio de Salmão Fumado

Uma sugestão muito simples que fez parte da nossa mesa de fim de ano. Uma receita que não é preciso cozinhar e que fica sempre bem em qualquer ocasião.

Ingredientes:

600g de salmão fumado (convém comprar já cortado em fatias o mais fino possíveis)
2 limões
pimenta preta q.b.
25g de rucula selvagem
pão torrado
manteiga

Preparação:

Disponha as fatias finas de salmão fumado num prato de servir. Corte os limões em quartos e disponha-os ao longo do prato. No centro coloque a rucula.
Tempere tudo com pimenta preta moída na hora.
Sirva juntamente com fatias de pão torrado com manteiga sobre as quais deve colocar o salmão e temperar de seguida a gosto com o sumo de limão.

Bom Apetite!

segunda-feira, janeiro 03, 2011

Tarteletes de Peru e Espinafres

Depois das festas é normal o frigorífico ficar sempre com sobras. Quase sempre há comida a mais nas mesas, e os estômagos já não aguentam com mais. Congelar e reaproveitar são normalmente as soluções.
Para a primeira receita do ano de 2011, uma reutilização dos assados das festas, nesta caso o peru. Mas qualquer tipo de sobras de carne poderá ser usado.
Bom ano para todos!

Ingredientes para 6 tarteletes:

 massa quebrada pronta a usar
1 cebola pequena
2 dentes de alho
2 colheres de sopa de azeite
sal e pimenta q.b.
8 cubinhos de espinafres picados congelados
300g de restos de carne de peru cozinhada
100ml dde molho bechamel ou natas
50g de queijo ralado

Preparação:

Forre as formas de tarteletes com a massa e pique-as com um garfo. Reserve no frigorífico.
Entretanto pique a cebola e os dentes de alho e leve-os a alourar no azeite. Pique também os restos da carne de peru e junte ao refogado deixando envolver bem. Acrescente os espinafres congelados e deixe cozinhar em lume brando até os espinafres terem descongelados e a mistura se apresentar cozinhada e sem líquido. Rectifique de sal e pimenta, junte o molho bechamel e envolva bem.
Recheie as tarteletes com esta mistura e por cima coloque um pouco de queijo ralado.
Leve a forno quente (200ºC) durante 30 minutos ou até a massa estar cozinhada e as tarteletes douradas e sirva com uma salada verde.

Bom Apetite!

Poderá também gostar de:

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin