quinta-feira, Junho 30, 2011

Salada de Arroz e Atum com Maionese

Dou por mim muitas vezes a pensar que tipo de "cozinheira" sou, ou qual o meu "tipo de cozinha". Sei que gosto de usar ingredientes simples. Daqueles que todos temos em casa e que se encontram em quase todo lado. Gosto que a minha comida seja comida caseira preparada com amor e carinho e de acesso a todos e para todos os gostos. Que dê prazer a quem a come, desde o aspecto visual, ao cheiro passando, claro, pelo sabor. Não sei que tipo de "cozinheira" me faz. Provavelmente apenas uma "cozinheira" que se sente muito feliz de cada vez que vai para a cozinha, nem que seja para preparar a mais básica salada de arroz com atum. Mas isso a mim basta-me.

Ingredientes para 2 pessoas:

2 latas de atum em azeite
1 chávena de arroz cozido ( usei um resto de basmati)
1 chávena de ervilhas congeladas
1 cenoura
4 colheres de sopa de milho doce
1 tomate
2 ovos
sal q.b.
Maionese q.b. (usei caseira - receita aqui)

Preparação:

Descasque a cenoura e corte-a em cubinhos. Coloque-a depois num tachinho, junte os ovos inteiros para cozer, água, tempere de sal e leve ao lume. Assim que levantar fervura acrescente as ervilhas congeladas e deixe cozinhar uns minutos até ficar pronto. Escorra, coloque os ovos em água fria e reserve.
Numa saladeira junte o arroz, o atum previamente escorrido, o milho doce e o tomate sem pele nem sementes e cortado em cubinhos. Acrescente a mistura de cenoura e ervilhas e os ovos já descascados e cortados em rodelas. Misture bem.
Junte depois 2 ou 3 colheres de sopa de maionese apenas para ligar os ingredientes e coloque no frigorífico até servir.
É uma optima salada fria para comer durante o verão depois de vir da praia, para levar para o almoço no escritório ou para uma refeição mais ligeira em época de calor.

Bom Apetite!

quarta-feira, Junho 29, 2011

Salada de Camarão, Tomate e Feta (E uma sessão de autógrafos em Coimbra!)

Verão e calor são sinónimo de comidas mais leves. Mas por estes lados os jantares de aniversário desta semana têm tornado a alimentação um pouquinho mais excessiva e pesada do que se espera nesta altura. Valem os pequenos-almoços equilibrados e nutritivos, os almoços frescos e leves e os lanches de fruta e iogurte. Assim a culpa é menor durante o jantar...
Dos últimos almoços frescos e dignos de calor e de verão, está esta salada com poucos e simples  ingredientes. A combinação é óptima e para além de servir para um almoço ligeiro é perfeita como entrada.
Uma refeição de verão!

(Este Domingo, dia 3 de Julho, pelas 16h, haverá uma sessão de autógrafos do "Feito em Casa" no Continente do CoimbraShopping. Finalmente uma sessão na minha cidade!)

Ingredientes para 2 pessoas:

2 tomates maduros mas firmes
20 camarões grandes cozidos
50g de queijo feta
coentros frescos q.b.
pimenta q.b.
azeite q.b.

Preparação:

Retire a pele ao tomate assim como as sementes. Corte depois o tomate em cubinhos e coloque num prato de servir ou numa travessa pequena. Por cima disponha algumas folhas de coentros e os camarões previamente descascados mas com o rabinho.
Adicione também o queijo feta esfarelado e decore com mais uma folhinhas de coentros frescos,
Tempere com um pouco de pimenta moída na hora e umas gotinhas de azeite antes de servir.

Bom Apetite!

terça-feira, Junho 28, 2011

"Trifle" de Café e Chocolate

Como é habito, ofereci-me para fazer uma sobremesa para o aniversário da minha cunhada D. O calor tem sido muito e por isso decidi que a sobremesa tinha de ser fresca e não necessitar de ir ao forno. Mudei de ideias acerca do que ia fazer umas duas ou três vezes, até que me decidi por uma espécie de Trifle (sobremesa em camadas) de café e chocolate a ser servida bem fresca.
O creme espesso de sabor a café,  licor Baileys e com pedacinhos de chocolate sobre uma camada de palitos La Reine embebido em café foi do agrado da maioria e uma sobremesa ideal para dias quentes. E ainda por cima não leva ovos crus - com os quais é sempre preciso ter cuidados redobrados, principalmente no Verão.

Ingredientes:

2 ovos
250ml de leite
1 colher de sopa de amido de milho (maisena)
75g de açúcar
200ml de natas
2 colheres de sopa de licor Baileys
100g de chocolate de leite
2 cafés expresso
100g de palitos la Reine
chocolate em pó para polvilhar

Preparação:

Misture bem os ovos, o leite onde previamente desfez o amido de milho, o açúcar e um café (tirado da máquina). Coloque num tachinho e, sem para de mexer leve ao lume até engrossar e o molho cobrir as costas da colher de pau. Retire e deixe arrefecer.
Quando o creme de café estiver à temperatura ambiente misture o licor Baileys. Reserve.
Entretanto bata as natas em chantilly e envolva com o creme de café já arrefecido. Pique o chocolate de leite grosseiramente e incorpore na mistura anterior.
No fundo de uma taça coloque os palitos la reine e verta sobre eles o outro café. Por cima coloque o creme de café e leve ao frigorífico.
Antes de servir polvilhe com chocolate em pó.

Bom Apetite!

segunda-feira, Junho 27, 2011

Risotto de Courgette e Espinafres com Queijo da Serra

Há muito tempo que não preparava um risoto. Os espinafres caseiros e as primeiras courgetes do ano, que a minha avó me deu, foram o ponto de partida para este simples risoto que, apesar de ser mais indicado como comida de inverno, é uma óptima maneira de valorizar estes deliciosos legumes de verão.

Ingredientes para 2 pessoas:

1 chávena (220ml capacidade) de arroz arbóreo
2 colheres de sopa de manteiga
1 courgete pequena
1 cebola
1 dente de alho
50g de espinafres
2 colheres de sopa de manteiga
sal e pimenta q.b.
caldo de legumes caseiro q.b.
50g de queijo da serra

Preparação:

Descasque a courgete e corte-a em cubinhos. Reserve 1/4 dos cubinhos e salteie os restantes na manteiga temperando-os com um pouco de sal e pimenta. Quando estiverem cozinhados e dourados retire-os com a ajuda de uma colher.  Triture depois com a varinha mágica e reserve.
Na mesma manteiga junte a cebola e o dente de alho picado e deixe refogar. Acrescente o arroz e mexa bem envolvendo na gordura e até o arroz ficar translúcido. Junte os cubinhos de courgete reservados e os espinafres e, sem parar de mexer, vá acrescentando o caldo de legumes aos poucos e poucos  - juntando mais caldo apenas quando o anterior tiver sido absorvido - até o arroz estar cozinhado e cremoso.
Junte agora o puré de courgete, o queijo da serra em pedaços e misture bem rectificando os temperos.
Deixe repousar dois minutos e sirva.

Bom Apetite!

sexta-feira, Junho 24, 2011

Pão de Banana Hummingbird

Esta semana tem sido marcadas por muitas receitas de doces neste blogue, e hoje, para terminar em beleza mais um doce, desta vez um bolo de banana de que gostei muito e cuja receita vem no livro da Pastelaria Hummingbird que comprei numa das feiras do livro. Esta pastelaria londrina é sem dúvida um local de passagem obrigatório para quem estiver de passeio por terras de Sua Majestade.
Este pão que é bolo é perfeito para levar para o escritório, escola e até para a praia.
Bom fim-de-semana!

Ingredientes:
(in "Confeitaria Hummingbird - receitas de sonho"  MEL editores )

270g de açúcar mascavado claro
2 ovos
200g de banana esmagada e descascada
280g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de canela em pó
1 colher de chá de gengibre em pó
140g de manteiga derretida

Preparação:

Ligue o forno a 170ºC e unte uma forma de bolo inglês com manteiga e reserve.
Bata os ovos com o açúcar, com a ajuda de uma batedeira electrica até estar bem dissolvido. Entretanto esmague a banana e acrescente-a ao preparado anterior continuando a bater.
Adicione a farinha, o fermento, o bicarbonato de sódio e finalmente a canela e o gengibre. Continue a bater até estar tudo bem misturado.
Junte a manteiga derretida e bata tudo mais uma vez. Coloque a mistura na forma e leve a assar no forno já aquecido durante cerca de uma hora .
Retire a deixe arrefecer 10 minutos antes de desenformar e colocar numa grelha até arrefecer completamente.
Guarde numa taça hermética.

Bom Apetite!

quinta-feira, Junho 23, 2011

Geladinhos Coloridos de Laranja e Morango

Hoje trago não uma receita, mas sim uma sugestão ideal para o verão. Uns geladinhos de sumo de fruta natural para ajudar a combater o calor. E além de frescos e saborosos não levam açúcar, nem corantes nem conservantes. São pura fruta, o que os faz perfeitos para dar às crianças no final da refeição.

Ingredientes para 7 geladinhos:

3 a 4 laranjas
300g de morangos

Preparação:

Com as laranjas faça sumo (cerca de 300ml) e coloque-o no recipiente próprio para fazer os geladinhos. Leve ao congelador até ficar firme.
Lave bem os morangos e retire-lhe os pés. Reduza-os a puré com a varinha mágica ou o copo misturador e passe depois por um passador de rede de modo a eliminar as sementinhas.
Coloque a polpa dos morangos sobre o sumo de laranja já congelado e coloque os pauzinhos dos gelados. Leve ao congelador até ficar firme.
(Se a fruta não for suficientemente doce, talvez seja necessário juntar um pouco de açúcar).

Bom Apetite!

quarta-feira, Junho 22, 2011

Pavlova com Queijo-creme e Morangos

A primeira pavlova que fiz, foi depois de ver um programa da Nigella Lawson. Como sempre, parecia tão simples, tão delicioso e guloso que não resisti. E assim que tive a primeira oportunidade de a preparar assim fiz. E tornou-se uma sobremesa mais ou menos constante à mesa - é optima para aproveitar claras que sobram de outras preparações e é realmente simples e vistosa.
Entretanto, quando andei viciadíssima no Masterchef Australia, a pavlova voltou a aparecer num desafio do programa, desta vez pela mão da Donna Hay. E, ao contrário da receita da Nigella, esta ficava muito mais alta e perfeita. Anotei mentalmente que havia de a preparar, mas naquele momento só estava interessada em fazer maratonas de Masterchef para chegar depressa ao fim.
A semana que passou, depois de um zapping nocturno pelos canais de tv, reparei que estava a dar o Masterchef Australia e, estavam os concorrentes a fazer a tal pavlova da Donna Hay. Fiquei outra vez a ver e decidi que a havia de a fazer para o jantar de sábado.
A receita é simples, tão simples como a da Nigella - são praticamente iguais - mas a da Donna Hay tem passos mais específicos de temperaturas de forno, ponto das claras, adição do açúcar....Que é provavelmente a razão das diferenças no aspecto das pavlovas.
O meu desafio com esta pavlova não correu logo bem. A primeira pavlova ficou baixa (do tamanho da pavlova feita com a receita da Nigella - claras pouco batidas antes de adicionar o açúcar) e quando a tentei tirar do tabuleiro partiu em mil bocados e ficou completamente destruída. (Culpa minha que não a deixer arrefecer completamente!) Não desisti e fiz de imediato outra, depois de ler todos os comentários dos muitos leitores do site Masterchef Australia que também já tinham tentado preparar a receita.
A segunda pavlova ficou bonita, alta (mas não tão alta quanto a da Donna Hay) e fez uma sobremesa muito elegante. (Que também teve um pequeno desastre, pois colapsou um pouco com o peso dos morangos....) E ficou com a fantástica crosta crocante e o interior macio e firme.
Tal como dizem no Masterchef, no final resume-se tudo ao sabor e nesse departamento ficou óptima!

Ingredientes :
(receita da pavlova de Donna Hay para Masterchef Australia)

150ml de claras de ovo (cerca de 4 claras)
220g de açúcar
2 colheres de chá de amido de milho (Maisena)
2 colheres de chá de vinagre de vinho branco

200g de queijo creme à temperatura ambiente
1 colher de sopa de açúcar em pó
morangos q.b.
Preparação:

Ligue o forno r regule-o para 150ºC.
Bata as claras em castelo, mas não as deixe ficar demasiado duras. Acrescente depois o açúcar, aos poucos e poucos, batendo com a batedeira electrica entre cada adição de açúcar. As claras devem ficar completamente duras e muito brilhantes (Se não atingiu este ponto, nem vale a pena colocar a mistura no forno...)
Junte agora o amido de milho peneirado e o vinagre e mexa bem com uma vara de arames para envolver muito bem.
Forre um tabuleiro com papel vegetal e desenhe um circulo com 18cm de diametro. Coloque as claras dentro desse circulo e com a ajuda de uma espátula molde as claras de modo a ficarem dentro do circulo e direitinhas, como se de um bolo se tratasse.
Coloque a pavlova no forno e reduza-o para 120ºC. Deixe cozinhar a pavlova durante 1h20 e evite abrir muitas vezes a porta do forno. Ao fim desse tempo desligue o forno e deixe-a arrefecer completamente lá dentro antes de a retirar.
Bata o queijo-creme com o açúcar em pó e coloque no centro da pavlova arrefecida. Decore depois com morangos e polvilhe com mais um pouco de açúcar em pó para decorar.
(Depois de fria a pavlova pode ser decorada como preferirem. Normamente com natas batidas e frutas frescas ou chocolate. Pessoalmente acho que fica optima com queijo-creme em vez das natas!)

Bom Apetite!

terça-feira, Junho 21, 2011

Sopa Fria de Meloa

O jantar de sábado começou com uma sopa fria de meloa. A inspiração veio da ementa do baptizado do meu mais recente afilhado, o G. e, apesar de ser uma introdução deliciosa para uma refeição, chamar-lhe sopa só porque é liquida e é servida no inicio da refeição parece-me um bocadinho exagerado. Mas parece que este é o nome mais adequado e assim ficou. É no entanto uma excelente entrada, refrescante e óptima para os dias quentes que se vão aguardando.

(Hoje é dia de mais uma rubrica Feito em Casa, no programa Mais Mulher da Sic Mulher às 19h. Espero que gostem!)

Ingredientes para 6 pessoas:

700g de meloa bem madura e limpa de sementes e casca
500ml de água
6 fatias finas de presunto para servir
hortelã para decorar

Preparação:

Depois da meloa cortada em pedacinhos coloque-a no copo misturador e bata-a juntamente com a água até ficar com uma espécie de sumo. A mistura não pode ficar nem muito líquida nem demasiado grossa.
Divida a mistura por 6 copos ou taças e leve ao frigorífico até servir (deve ser servida bem fresca!).
Sirva juntamente com uma fatia de presunto fina e decore com umas folhinhas de hortelã.

Bom Apetite!

segunda-feira, Junho 20, 2011

Caramelo de Banana

No ultimo jantar de " Sábado a 6", em casa do P. e da C., teve como temática comida brasileira. Tivemos direito a escondidinho com carne seca, feijão preto com arroz e moqueca de peixe. Como não podia deixar de ser houve ainda caipirinhas deliciosas e para sobremesa, gelado de baunilha acompanhada por um delicioso caramelo de banana, receita que a C. partilhou comigo, e que hoje partilho aqui também. Preparei-o este sábado, num jantar cá em casa com a minha prima A., o N e as lindas B. e C., que foi muito divertido e simpático. O caramelo de banana ficou aprovado e a A. também quis a receita!
Um doce um inicio de semana doce.

Ingredientes:

3 bananas médias e não muito madura
120g de açúcar
120ml de água

Preparação:

Coloque o açúcar num tachinho e deixe derreter até formar um caramelo não demasiado escuro. Acrescente depois a água - com muito cuidado para não se queimar - e deixe o açúcar voltar a derreter até voltar a ficar com um caramelo dourado e, desta vez, líquido. Deixe ferver 1 minuto.
Acrescente depois as bananas previamente cortadas em rodelas e deixe ferver mais dois minutos. Retire do lume e deixe arrefecer.
Sirva esta calda fria sobre gelado de baunilha, crepes ou waffles.

Bom Apetite!

sexta-feira, Junho 17, 2011

Gelado Rápido de Pêssego

Mais uma receita com pêssegos, eu sei. Mas já sabem que por aqui não se deita nada fora e a abundância tem-me dado que fazer...
Desta vez foi um gelado e, apesar de já ter feito várias receitas de gelado de pêssego esta é um pouco diferente, não necessita de nenhuma máquina de gelados e é inspirada na preparação de gelados da Bimby. Este "robot" de cozinha super potente faz (entre muitas outras coisas) gelados "automaticamente" usando para isso todos os ingredientes congelados e triturando-os com o seu poder e velocidade. Os robots de cozinha "normais" podem não ter tanta potência mas também picam, batem e emulsionam, portanto era apenas uma questão de experimentar e ver o que acontecia. (Tal como a Mariana, do Caos na Cozinha, " tirando 1 ou 2 funcionalidades, não há nada que a bimby faça que eu não faça sem ela." - e como podiam ser minhas as restantes palavras deste seu post!)
Os pêssegos bem maduros acumulavam-se no frigorífico e eu em vésperas de estar fora de casa uns dias. Dei então por mim a arranjar os pêssegos e a congelá-los para, quem sabe, fazer uns batidos. No frigorífico estava também meia-lata de leite condensado e eu para não estragar, e seguindo os ensinamentos da minha amiga C. que congela tudo, resolvi colocar o leite condensado em covetes de gelo e lá foram para o congelador. De regresso a casa (e depois de uns dias de convivência com uma Bimby.) lá foi tudo parar ao convencional robot de cozinha. E assim, sem Bimby, também tive direito a gelado "instantâneo".
E a minha opinião sobre a Bimby? Boas qualidades, alguns senãos e um preço excessivo. Mas, apesar de tudo, acho que já estive mais longe de comprar uma....

Ingredientes:

1kg de pêssegos maduros arranjados e cortados em pedaços pequenos
1 embalagem de leite condensado

Preparação:

Coloque o pêssego num saco de congelação, retire o ar e congele na horizontal  de modo a que depois de congelado não fique com uma "bola" de pêssego congelado.
Coloque o leite condensado numa covete de gelo, embrulhe em película aderente, para não ganhar cheiros e sabor, e congele também.
Quando quiser fazer o gelado, basta retira os ingredientes do congelador uns 20 minutos antes e deixar à temperatura ambiente para começarem a amolecer um pouco (porque os robots de cozinha convencionais não têm a potência da Bimby e convém que os ingredientes estejam a começar a amolecer em vez de estarem duros como pedra). Se quiser fazer o gelado para sobremesa basta retirar as coisas do congelador no inicio da refeição.
Coloque tudo no robot de cozinha onvencional, ou até no copo dos batidos e triture até obter uma textura cremosa e homogénea. Sirva de imediato.

Bom Apetite!

quinta-feira, Junho 16, 2011

Salada de Pêssego e Presunto

Comer sozinha não me incomoda nada, agora cozinhar só para mim é uma coisa que me aborrece. Não gosto de não ter com quem partilhar o que acabei de preparar. De saber se está bom, se é uma combinação apetecível, ou até que alterações poderia fazer para melhorar. Falta-me o gosto, o amor e a partilha que tenho quando cozinho para os outros e, talvez por isso, raramente cozinhe só para mim.
Mas há dias em que (pela força de ter de almoçar ou jantar e sem sopa por perto), sai uma refeição para um. Como há uns dias atrás... O jantar foi simples e soube-me muito bem. Com os pêssegos doces dos avós e o queijo da serra curado que mandou a prima I..
A ideia ficou registada, para um almoço leve ou uma optima entrada para o verão. E será repetida, desta vez com companhia.

Hoje, pelas 18h, estarei nos Jardins da Biblioteca Municipal de Estarreja, onde decorre a Feira do Livro e do Artesanato, para mais uma apresentação do "Feito em Casa".

Ingredientes para 2 pessoas:

2 pêssegos maduros
4 fatias de presunto
50g de rucula selvagem
4 fatias finas de queijo da serra curado
2 colheres de sopa de azeite
1 colher de sopa de vinagre balsãmico

Preparação:

Descasque os pêssegos e corte-os em fatias não muito finas (cada pêssego em 8 fatias). Rasgue o presunto em pedaços e embrulhe cada uma das fatias de pêssego no presunto.
Coloque a rucula num prato de servir e disponha o pêssego enrolado no presunto. Salpique com o queijo da serra partido em pequenos pedaços.
Na altura de servir, misture o azeite com o vinagre e disponha sobre a salada. Sirva de imediato.

Bom Apetite!

quarta-feira, Junho 15, 2011

Queques de Limão e Mirtilos

Este domingo foi um autêntico dia de preguiça. Dormitar no sofá, um assado muito simples para o almoço, filmes durante a tarde e um lanchinho mais esmerado para compensar o jantar frugal de sopa e fruta.
E para acompanhar o smoothie de pêssego, fiz uns queques de limão com mirtilos que se preparam num instante. Os que sobraram foram congelados - e há agora bolinhos prontos a consumir quando for necessário (ou a gula pedir!)

Ingredientes para cerca de 18 queques:
(in Easy Food, Junho de 2011, pág.55)

250g de farinha
200g de açúcar
3 colheres de chá de fermento em pó
1 pitada de sal
2 ovos
240ml de leite
100ml de óleo vegetal (preferência amendoim ou girassol)
sumo e raspa de 1 limão
100g de mirtilos (frescos ou congelados)

Preparação:

Numa taça misture a farinha com o açúcar, o fermento, o sal e a raspa de limão. Noutra taça misture os ovos com o leite, o óleo e o sumo de limão.  Misture então os dois com uma colher de pau e adicione os mirtilos.
Forre um tabuleiro de queques (ou forminhas individuais) com formas de papel frisado e encha-as até 2/3 com o preparado anterior. Leve-as ao forno já aquecido (180ºC) cerca de 15 a 20 minutos até os queques estarem cozinhados e dourados.
Retire e deixe arrefecer sobre uma grelha.

Bom Apetite!

terça-feira, Junho 14, 2011

Smoothie de Pêssego com Mel

Continuam os pêssegos cá em casa. Depois de serem a nossa sobremesa ao almoço e jantar, se terem servido para começar a preparar as prendas de natal, foram a nossa bebida no lanche de domingo preparados num refrescante smoothie. Mais uma das utilizações e versatilidade da fruta!

Ingredientes para 2 pessoas:

4 pêssegos maduros
2 colheres de sobremesa de mel
1 iogurte natural
150 ml de leite frio

Preparação:

Descasque os pêssegos e corte.os em pedaços. Num copo misturador coloque o leite, o iogurte, o mel e os pêssegos partidos em pedaços. Misture bem até ficar com uma mistura cremosa e coloque num copo.
Sirva bem fresco ao pequeno almoço ou ao lanche.

Bom Apetite!

segunda-feira, Junho 13, 2011

Chacuti de Frango com Grão de Bico

Ultimamente tenho feito bastante comida indiana. É engraçado ir experimentando diversas receitas da família do M. - e de tentar perceber se está ou não parecida com os sabores de que ele se lembra.
Depois das bolinhas de carne indianas e do dahl foi altura de experimentar o chacuti. A dificuldade do chacuti é mesmo acertar com a mistura de especiarias e de as preparar correctamente - pois o processo de preparar as especiarias é demorado e necessita prática. Eu saltei esse passo, e usei pó de chacuti comprado numa loja de produtos indianos do Martim Moniz (que o Tio L. me ofereceu), o que simplifica a receita, torna-a acessível a todos e permite que seja possível fazê-la rapidamente.

Ingredientes para 4 pessoas:

1 kg de frango partido em pedaços
350g de grão de bico cozido
25g de pó de chacuti (comprado numa loja da especialidade no Martim Moniz)
100g de coco ralado
sal q.b.
3 cebolas
5 colheres de sopa de óleo vegetal (não se deve substituir por azeite pois adultera o sabor das especiarias)
300ml de água quente
3 colheres de sopa de vinagre
piri-piri q.b.
3 dentes de alho
1 pedacinho de raíz de gengibre
1/2 raminho de coentros frescos

Preparação:

Tempere o frango de sal.
Pique cebola com o alho e o gengibre e leve a refogar com o óleo durante 10 minutos. Leve uma frigideira anti-aderente ao lume e sem juntar gordura deixe torrar o coco uniformemente. Coloque-o depois num copo alto, junte a água quente e bata tudo com a varinha mágica até formar uma pasta. Junte ao refogado de cebola assim como o pó de chacuti, o frango, o vinagre e tempere com o piri-piri a gosto e com os coentros picados.
Deixe cozinhar em lume brando durante 30 minutos. Acrescente depois o grão de bico e deixe cozinhar mais uns minutos para apurar.
Sirva com arroz basmati soltinho.

Bom Apetite!

sexta-feira, Junho 10, 2011

Cupcakes com Cobertura de Chocolate Branco

Uma receita doce para celebrar este Dia de Portugal, ou o fim-de-semana prolongado ou simplesmente por ser sexta-feira e é dia de preparar uns bolinhos.
Estes cupcakes são de sabor muito simples, mas deliciosamente complementados com uma cobertura de chocolate branco que faz toda a diferença.
Bom fim de semana!

Ingredientes para cerca de 12 cupcakes grandes ou 20 pequenos:

150gr de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
75gr de açúcar
1 ovo
125ml de leite
50 ml de óleo vegetal

Cobertura:
100g de queijo creme à temperatura ambiente
2 colheres de sopa de açúcar em pó
100g de chocolate branco
confeites coloridos q.b.

Preparação:

Misturar a farinha com o fermento e o açúcar. À parte misturar o ovo com o leite e a margarina derretida. Juntar as duas misturas e mexer bem. Forre um tabuleiro de empadas/queque com forminhas de papel frisadas e encha até 3/4 cerca de capacidade das formas. Levar a forno quente (180ºC) até estarem douradas, cerca de 15 minutos. Retire e deixe arrefecer sobre uma grelha.
Entretanto prepare a cobertura. Bata o queijo creme com o açúcar em pó e acrescente o chocolate branco previamente derretido. Misture bem e coloque  com a ajuda de uma colher sobre os queques já frios.
Termine salpicando com os confeites coloridos.

Bom Apetite!

quinta-feira, Junho 09, 2011

Tarte de Pescada e Espinafres


Da quintinha dos meus avós ainda vêm muitas coisas cultivadas por eles. Há dias foram os espinafres que, a par com uns pêssegos e umas couves para caldo verde, vieram parar cá a casa. Houve então sopa de espinafres e uns restantes ficaram no frigorífico à espera de nova proposta culinária.
Entretanto lembrei-me de fazer uma tarte salgada e aproveitar assim umas postas de pescada - a mal amada - para um recheio menos convencional. E pareceu-me bem juntar-lhe os espinafres.
A tarte ficou realmente saborosa, muito mais leve do que as "quiches" com o habitual recheio de natas ou leite e ovos. Uma refeição optima para dias mais quentes e perfeita para piqueniques e levar para o trabalho.

Ingredientes para 1 tarte:

1 rolo de massa quebrada pronta a usar
2 postas de pescada para cozer
2 colheres de sopa de polpa de tomate
50g de espinafres frescos
1 cebola
2 dentes de alho
1 folha de louro
sal e pimenta q.b.
azeite
75ml de leite
2 ovos

Preparação:

Coza a peixe em água temperada de sal. Assim que estiver cozido, retire e deixe arrefecer limpando-o depois de peles e espinhas.
Entretanto pique a cebola e o alho e leve a alourar juntamente com uma colher de sopa de azeite. Acrescente o louro e a polpa de tomate e deixe refogar um pouco até ficar macio. Junte agora o peixe já sem pele e espinhas e mexa bem, de modo a envolver tudo e desfazer um pouco. Acrescente o leite, as duas gemas de ovo e tempere de sal e pimenta, deixando cozinhar mais 2 minutos em lume muito brando.
Lave os espinafres, pique-os grosseiramente e junte ao preparado anterior  - já fora do lume - misturando bem. Bata as claras em castelo e envolva-as na mistura do peixe.
Forre uma tarteira de fundo amovível com a massa quebrada e pique-a com um garfo. Coloque o recheio de pescada e espinafres e alise a superfície.
Leve a tarte a cozinhar em forno pré-aquecido a 180ºC durante cerca de 40 minutos ou até a tarte estar dourada e firme no centro.
Sirva com uma salada verde.

Bom Apetite!

quarta-feira, Junho 08, 2011

Chá Gelado de Pêssego

Seja inverno e mesmo verão, o chá continua a ser uma das minhas bebidas favoritas. E mesmo com calor bebo muitas vezes o meu chá bem quente. Mas há dias em que um verdadeiro chá gelado é a bebida ideal para ir bebericando e ir afugentando o calor. E desta vez o chá levou polpa dos primeiros pêssegos caseiros da época que já abundam cá em casa.
Aqui fica a receita para prepararem este delicioso chá gelado, ideal para qualquer idade e qualquer ocasião.

Ingredientes:

1 litro de água
2 saquetas de chá (preto ou verde)
1 laranja
1 limão
1 pernada de hortelã
6 pêssegos pequenos
açúcar q.b. (opcional)
gelo q.b.

Preparação:

Ferva a água e junte-lhe depois as saquetas de chá. Ao fim de dez minutos retire as saquetas e deixe o chá arrefecer.( Eu gosto de fazer o chá de véspera, à noite, terminando no dia seguinte com os restantes ingredientes.)
Entretanto descasque os pêssegos e corte-os em pedaços. Com a varinha mágica reduza-os a puré.
Misture o puré dos pêssegos ao chá já arrefecido e à temperatura ambiente e, se necessário adoce a gosto. Corte a laranja em rodelas assim como o limão e junte à mistura de chá. Acrescente a hortelã e os cubos de gelo e sirva.

Bom Apetite!

terça-feira, Junho 07, 2011

Hamburguers com Azeitonas e Tomate Seco

Como é hábito cá em casa, comprei carne para picar para fazer uns hamburguers caseiros, que gosto de ter preparados para quando é preciso. Desta vez, para além da receita habitual, fiz também outros aos quais misturei azeitonas e tomate seco para um paladar diferente.
Estes hamburguers ficaram muito saborosos, com um sabor mais adulto e foram comidos no sofá em frente à televisão em pãezinhos ainda mornos. O final perfeito de um fim de semana cansativo.

Ingredientes para 2 pessoas:

150g de carne picada (usei mistura de porco e vaca)
10 azeitonas pretas
2 tomates secos
1/2 cebola pequena
1 colher de sopa de salsa picada
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Pique a cebola, as azeitonas previamente descaroçadas e o tomate seco. Misture estes 3 ingredientes à carne picada e tempere com um pouco de sal e pimenta. Acrescente a salsa picada e amasse bem.
Forme 2 hamburguers do mesmo tamanho e com a mesma espessura e leve ao frigorífico para ganharem mais consistência.
Grelhe os hamburguers numa frigideira ou chapa quente até ficarem bem cozinhados.
Sirva com pãezinhos de mistura e uma salada verde e acompanhe com um pouco de mostarda, se desejar.

Bom Apetite!

segunda-feira, Junho 06, 2011

Peito de Frango com Mostarda


Este início de semana começa com uma receita de peito de frango - que há quase sempre no meu congelador - e que é mais um daqueles ingredientes versáteis e que permitem imensas combinações.
O frango juntou-se a um molho de mostarda leve e que deu um outro sabor a esta carne suave. Outra receita simples ideal para todos os dias.

Ingredientes para 2 pessoas:

2 peitos de frango
sumo de 1/2 limão
2 dentes de alho picados
sal e pimenta q.b.
azeite
100ml de natas ligeiras ou de soja
1 colher de sopa de condimento de mostarda (tipo savora)
1 colher de sopa de mostarda em grão à antiga

Preparação:

Tempere os peitos de frango com sal, pimenta, os dentes de alho picados e o sumo de limão. Deixe ficar a marinar para tomarem gosto.
Leve depois uma frigideira ao lume com 1 colher de sobremesa de azeite e aloure os peitos de frango de ambos os lados e deixando-os cozinhar durante cerca de 10 minutos. Retire e reserve.
Na mesma frigideira coloque as natas e as mostardas e deixe levantar fervura para formar um molho, Rectifique de sal e acrescente os peitos de frango cortados em pedaços grandes. Deixe ferver em lume brando mais uns minutos e sirva com arroz branco.

Bom Apetite!

sexta-feira, Junho 03, 2011

Tarteletes Doces de Framboesa

Estas são umas tarteletes muito simples de preparar, mas que fazem uma mini-sobremesa muito fresca e bonita, ideal para os dias de calor que têm estado. E como é em versão mini, a culpa depois de  comer é muito menor - desde que comam apenas uma.... Portanto o melhor é mesmo partilhar e não ir comendo tarttelete atrás de tartelete. Aqui fica a ideia para pôr em prática este fim de semana.

Ingredientes para 24 tarteletes:

1 embalagem de mini-tarteletes prontas a rechear (à venda em supermercados junto dos produtos de padaria - pão de forma, tostas...)
250g de mascarpone
6 colheres de sopa de açúcar em pó
24 framboesas frescas

Preparação:

Bata o mascarpone com o açúcar em pó até ficar macio. Recheie cada uma das tarteletes com a msitura de mascarpone e decore com uma framboesa fresca. (Mais simples era impossível!)

Bom Apetite!

quinta-feira, Junho 02, 2011

Bolinhas de Carne Indianas

Mais uma receita da avó F., directamente do seu repertório de receitas indianas familiares, que fiz para acompanhar com o dahl. O M. deliciou-se a comer estas almôndegas e disse-me que estavam iguais às da avó. Iguais eu não acredito, mas estavam bastante saborosas. Uma receita diferente de preparar estas bolinhas de carne de que (quase) todos gostam!

Ingredientes para 2 pessoas:

250g de carne picada (usei uma mistura de carne de porco e de vaca)
1 cebola pequena
2 dentes de alho
2 colheres de sopa de farinha
1 ovo
1 colher de café de cravinho
1/2 colher de café de canela
1 colher de café de curcuma (açafrão das indias)
1/2 colher de café de piri.piri moído
1 colher de café de caril
2 colheres de sopa de coentros frescos picados
1 lata pequena de tomate pelado (ou 2 tomates grandes maduros sem pele nem sementes)
vinagre q.b.
pimenta q.b.
sal q.b.

Preparação:

Misture a carne picada com a cebola e o alho picados finos, o ovo, sal e pimenta e as restantes especiarias e os coentros picados. Amasse bem e acrescentar a farinha, voltando a amassar. (se necessário acrescentar um pouco mais até conseguir formar as bolinhas). Forme então bolinhas do tamanho de nozes e reserve.
Num tacho coloque em cru o tomate pelado partido em pedacinhos, as bolinhas de carne, cerca de um copo de água e tempere com pouco de sal. Leve ao lume deixando cozinhar em lume até a carne estar macia e o molho apurado, agitando o tacho de vez em quando.
Depois de pronto junte um esguicho de vinagre e sirva as bolinhas de carne com dalh e arroz branco.

Bom Apetite!

quarta-feira, Junho 01, 2011

Dahl

Como foi possível demorar tanto tempo a partilhar a receita de dahl (lentilhas) da avó F.! Na gastronomia indiana são indispensáveis em quase todas as refeições e fazem também parte do pequeno almoço,  devidamente acompanhadas de arroz e de pão naan. Cá em casa foram um delicioso jantar.

Ingredientes para 2 pessoas:

150g de lentilhas secas sem casca (vendem-se em pacotes já descascadas)
sal q.b.
1 dente de alho
1 colher de chá de curcuma (açafrão das indias)
50g de coco ralado
100ml de água

Preparação:

Comece por fazer o leite de coco. Ao coco ralado junte a água a ferver e deixe um pouco em infusão. Depois, com a varinha mágica ou num copo misturador, bata muito bem a água com o coco até obter uma mistura cremosa, Com um passador de rede coe muito bem a mistura. Reserve o líquido e deite fora a polpa de coco. (O líquido resultante é o leite de coco caseiro que poderá usar da mesma maneira que o leite de coco que se compra em frascos ou latas.)
Entretanto leve as lentilhas a cozer em água temperada de sal e com o dente de alho até ficarem macias. Poderá, durante a cozedura ter necessidade de juntar mais água. Assim que as lentilhas estiverem cozinhadas escorra-as e volte a colocálas na panela. Junte o açafrão e um pouco do leite de coco que preparou anteriormente e triture tudo.
Leve novamente ao lume, deixando apurar e se necessário juntando um pouco mais de leite de coco. O dalh deve ficar com a consistência grossa de um puré.
Sirva com arroz basmati cozido.

Bom Apetite!

Poderá também gostar de:

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin