quarta-feira, novembro 30, 2011

Couve Salteada com Amêndoas

Aos poucos e poucos tudo se começa a compor e eu entro quase definitivamente em modo Natal. Há planos para fazer a árvore e o presépio assim que Dezembro chegue, e comprar as últimas 2 prendas. E depois os cabazes que estão muito atrasados este ano... Mas ainda não houve tempo para mais.
Entretanto procuro receitas de coisas que quero experimentar. Será que consigo fazer uma "gingerbread house" este ano? E quem irá fazer os sonhos da minha avó para a mesa de Natal? E o que será o almoço no dia 25? Bem, posso não saber o que é o almoço, mas acho que descobri o acompanhamento perfeito para esse dia durante o jantar de acção de graças cá em casa. Estas couves que ligam bem com todas as carnes assadas e têm um toque especial...Tudo o que é preciso para uma mesa de Natal.

E hoje, há rubrica "Feito em Casa" no Mais Mulher, às 17h30 na SIC Mulher. É sobre os cabazes de Natal, espero que gostem!

Ingredientes para 6 pessoas:

350g de couve portugues
1dl de azeite
4 dentes de alho
sal q.b.
pimenta q.b.
50g de amêndoa laminada

Preparação:

Depois de preparada, coza a couve em água temperada de sal.
Entretanto numa frigideira anti-aderente e sem acrescentar gordura, torre as amêndoas até ficarem lourinhas. Reserve.
Leve uma frigideira ao lume com o azeite e os dentes de alho cortados em lâminas e deixe aquecer. Acrescente depois a couve bem escorrida e partida em pedaços mais pequenos. Deixe saltear um pouco e tempere com um pouco de pimente e, se necessário sal. Junte metade das amêndoas e envolva bem.
Coloque no prato de servir e olvilhe com as restantes amêndoas. Sirva como acompanhamento de carnes assadas.

Bom Apetite!

terça-feira, novembro 29, 2011

Gratinado de Batatas e Cenouras

No nosso jantar de Acção de Graças, claro que não podia faltar o peru.  Em vez de comprar o peru inteiro, que não consegui arranjar, e ainda me valeu uns olhares estranhos e observações de que "até ao Natal ainda tem muito tempo para comprar o peru", comprei apenas perninhas que assei segundo uma receita já aqui publicada. Depois foi fazer muitos acompanhamentos, alguns muito apreciados como é o caso destas batatas, uma adaptação com cenouras das clássicas batatas dauphinoise, e outros que nem vale a pena aqui falar, como foi o caso da couve-roxa estufada em vinho tinto que não reuniu admiradores. Houve ainda um molho de frutos vermelhos para acompanhar o peru que, apesar das adaptações fez uma combinação muito agradável com o peru e que valerá a pena repetir.

 Ingredientes para 6 pessoas:

2 cenouras grandes
4 batatas grandes
200ml de natas
100ml de leite
200g de queijo ralado
sal e pimenta q.b.
1 dente de alho
1 folha de louro

Preparação:

Leve as natas e o leite ao lume, num tachinho, juntamente com a folha de louro e o dente de alho esmagado. Deixe começar a ferver, desligue e deixe em infusão.
Entretanto descasque as batatas e as cenouras e corte-as com a mandolina.
Num pirex coloque uma camada de queijo. Por cima do queijo disponha as rodelas de batatas, uma por uma e  ligeiramente sobrepostas. Coloque depois uma camada de cenoura e tempere com um pouco de sal e pimenta e queijo ralado. Coloque novamente uma camada de batata e outras de queijo temperando com o sal e pimenta e o queijo e termine com uma ultima camada de batata e queijo. Verta depois a mistura de natas sobre as camadas de legumes e pressione de modo a que as natas de espalhem por todo o prato.
Termine com um pouco mais de queijo e leve ao forno aquecido (180ºC) durante 40 minutos ou quando espetando a ponta de uma faca nas batatas estas estejam macias.
É um óptimo acompanhamento para a carnes assadas e será perfeito, por exemplo, para uma mesa de natal ou de ano novo.

Bom Apetite!

segunda-feira, novembro 28, 2011

Tarte de Abóbora e a celebração de Thanksgiving

A verdade é que não gosto de tradições importadas, mas este ano não resisti e resolvi fazer um jantar de "sábado a 6", e um almoço de domingo em família dedicado ao Thanksgiving. Porque, nesta minha versão, estas foram refeições para realmente agradecer (ou dar graças)  pela família e amigos, por termos uma mesa farta, saúde, trabalho, uma casa confortável, mas, principalmente para agradecer termo-nos uns aos outros e sabermos que temos sempre com quem contar. Porque apesar de tanto a minha vida como a de algumas pessoas que me rodeiam não ser perfeita, temos mesmo assim muitas coisas para agradecer, em vez de passarmos o tempo a queixarmo-nos e a culpar os outros por tudo o que de mal nos acontece. Foi por isso que cá em casa se comemorou o "dia de acção de graças"! E tal como na versão americana, houve peru, molho de frutos silvestres (não encontrei os arandos!)  pão de milho (cornbread), puré de batata doce, batatas assadas, couves de bruxelas salteadas entre muitos outros acompanhamentos e uma tarte de abóbora deliciosa. Ah, e claro, houve família, partilha e celebração à volta da mesa.

Ingredientes:
(adaptado de GoodFood, Novembro 2011, pág.10)

750g de abóbora
1 rolo de massa quebrada frescas pronta a usar
140g de açúcar
1 pitada de sal
1/2 colher de chá de noz moscada
1 colher de chá de canela em pó
2 ovos
25g de manteiga
175ml de leite
açúcar em pó para polvilhar
natas batidas em chantily para servir

Preparação:

Coza a abóbora cerca de 15 minutos até ficar macia. Escorra e deixe arrefecer.
Entretanto forre uma tarteira de fundo amovível com a massa quebrada e cubra-a com papel vegetal e encha com feijão seco ou arroz e leve ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 15 minutos. Ao fim desse tempo retire o papel vegetal e os pesos (feijão ou o arroz) e deixe cozinhar mais 10 minutos até a base ficou ligeiramente dourada. Retire e deixe arrefecer.
Triture a abóbora escorrida com a varinha mágica . Numa taça misture o açúcar, o sal, a noz moscada e metade da canela. Noutra taça misture os ovos batidos, a manteiga derretida e o leite e junte os ingredientes líquidos à misture de açúcar e envolva bem. Acrescente depois o puré de abóbora e misture bem.
Coloque o recheio de abóbora na base da tarte e cozinhe durante 10 minutos a 220ºC. Reduza depois a temperatura do forno para 180ºC e deixe cozinhar mais 35-40 minutos até o recheio estar firme.
Deixe arrefecer e desenforme depois a tarte. Polvilhe com o açúcar em pó e a restante canela.
Sirva a tarte com natas batidas.

Bom Apetite!

sexta-feira, novembro 25, 2011

Lasanha de Pescada com Alho Francês

Finalmente chegámos à sexta-feira e eu consegui fazer tudo o que queria fazer. Ou a maior parte.
Agora é tempo de pensar no fim de semana, de estar com os amigos e família e de partilhar a mesa. De namorar e de ver filmes no sofá. De fazer bolos, ou bolachas ou scones ou panquecas. E chá. E, porque não uma lasanha?
Bom fim de semana. (E já só falta um mês para o Natal)

Ingredientes para 4 pessoas:

400g de lombinhos de pescada
2 alhos franceses
sal e pimenta q.b.
2 dentes de alho
500ml de molho bechamel
200gr de queijo mozarella
12 placas de lasanha fresca

Preparação:

Leve uma frigideira anti aderente ao lume e cozinhe os lombos pescada. Tempere de sal e pimenta e vire-os cozinhando do outro lado. Retire e reserve.
Na mesma frigideira coloque um pouco de azeite e o alho picadinho deixando saltear. Junte depois o alho francês em rodelas e deixe cozinhar em lume brando.
Adicione depois a pescada em pedaços e envolva. Tempere de sal e pimenta, adicione 1/2 do molho bechamel e o queijo ralado.
Num prato de vá ao forno e à mesa coloque um pouco de molho bechamel e sobre este as palcas de lasanha. Vá colocando camadas de recheio e de palcas de lasanha, terminando com as placas de lasanha e cobrindo tudo com o retante molho bechamel.
Tape com papel de alumínio e leve ao forno até estar cozinhado. Retire depois o papel apenas para gratinar à superfície.

Bom Apetite!

quinta-feira, novembro 24, 2011

Pastelão de Ovos com Brócolos e Alho Francês

Os meus avós continuam a trazer-me legumes da sua horta. Agora chegam cá a casa alhos franceses, couves, brócolos, nabos e grelos de nabo. Mas chegam mais depressa que nós os conseguimos comer. Ou seja, comemos sopa que leva alho francês, nabo e couve entre outras coisas. E comemos seja lá o que for o jantar ou o almoço acompanhado de grelos ou brócolos ou então lá sai uma receita de carne ou peixe com os grelos e os brócolos. E quando eu penso que consegui arranjar espaço no frigorífico, e que já comemos quase todos os legumes, lá chega mais um cestinho com brócolos, alho francês , couves, grelos e nabos. E não, não me estou a queixar, mas os meus avós esquecem-se que nós só somos dois e enviam quantidade que dava pelo menos para o dobro. Algumas coisas congelam-se para mais tarde, mas a maioria vai-se comendo e vai fazendo parte das refeições cá de casa, como este pastelão comido num dia livre de carne...Porque já se sabe que cá em casa nada se desperdiça!

Ingredientes para 2 pessoas:

250g de brócolos
1 alho francês médio
4 ovos grandes
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.
2 dentes de alho
4 colheres de sopa de natas ou leite

Preparação:

Coza os brócolos em água temperada de sal até estarem tenros. Entretanto corte o alho francês em rodelas não muito finas e lave-o bem. Leve uma frigideira anti-aderente ao lume com um pouco de azeite e junte as rodelas de alho francês deixando saltear. Acrescente o alho bem picado, e tempere de sal e pimenta. Junte os brócolos já cozidos e deixe saltear tudo envolvendo bem.
Entretanto bata os ovos com as natas ou o leite e uma pitada de sal. Acrescente à mistura de legumes e deixe cozinhar em lume brando. Ao fim de alguns minutos, vire o pastelão com a ajuda de um prato e volte a colocar na frigideira deixando cozinhar também do outro lado.
Sirva acompanhado com arroz branco e uma salada de tomate para uma refeição simples e para levar para o trabalho faça uma sandes com pão de cereais e umas folhas de alface.

Bom Apetite!

quarta-feira, novembro 23, 2011

Bolo com Avelãs, Passas e Vinho do Porto

Continuam as muitas coisas para fazer, numa semana que ainda se espera atribulada. Mas estou cheia de vontade de terminar a maior parte das obrigações para me poder dedicar a preparar o Natal à minha maneira. Com calma, paciência e uma dose extra de amor. De embrulhar prendas dedicando tempo a cada embrulho, por mais simples e utilitário que seja o que lá está dentro. De escrever cartões de natal à mão, em vez dos email e sms sem personalidade ou originalidade. De ouvir música de natal enquanto se decora a casa e se faz árvore (e de preferência ainda de pijama). De chatear o M. para ir apanhar musgo para o presépio. De estar à lareira a beber um chocolate quente enquanto folheio livros e revista em busca de receitas para fazer no Natal. De poder preparar os meus cabazes e dedicar-me a cada pormenor. De esperar pela consoada, pela missa do galo, pelo almoço de natal e pelas palhaçadas habituais do meu pai a tentar adivinhar o que está dentro de cada embrulho antes de o abrir.
É por isso que quero terminar a maior parte das minhas outras tarefas. Para quando chegar o primeiro dia de Dezembro poder começar a fazer Natal e de assim o fazer prolongar. Porque é isto que é o meu natal e é por isto que gosto tanto desta época do ano.
E enquanto Dezembro não chega, o tempo vai passando entre uma fatia de bolo e uma chávena de chá bem quente.

Ingredientes:

150g de açúcar
150g de manteiga
150g de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
3 ovos
2 colheres de sopa de passas
50g de avelãs partidas grosseiramente
50ml de vinho do Porto

Preparação:

Bata a manteiga com o açúcar até obter uma mistura homogénea. Junte depois os ovos mexendo bem, a farinha e o fermento. Acrescente depois o vinho do porto, as passas e as avelãs. Envolva bem e coloque a mistura numa forma rectangular previamente untada e polvilhada com farinha. Leve ao forno aquecido (180ºC) durante 40 minutos ou até o bolo estar cozinhado e dourado.

Bom Apetite!

terça-feira, novembro 22, 2011

Bifes de Peru recheados com Figos Secos


À medida que novas tarefas e ideias vão surgindo, outras vão terminando, e já não era sem tempo! É que às vezes é mesmo preciso tirar uns dias para nos dedicarmos de corpo e alma a terminar o que está pendente. É realmente impossível querermos chegar a todo o lado ao mesmo tempo, e é imprescindível estabelecer prioridades.
Depois de uns dias de desespero sem saber bem para onde me virar, consegui despachar algumas coisas da minha lista de tarefas que não pára de aumentar. Para além dos afazeres de sempre e que fazem parte da vida de cada um, há também os projectos específicos da época, como as prendas e sacos que ainda quero costurar para o natal, aos mimos caseiros que ainda não estão todos prontos ou decididos ou o jantar de  "Thanksgiving", com direito a peru e tarte de abóbora, que decidi preparar cá em casa.
E por falar em peru aqui fica a receita simples de uns deliciosos bifinhos recheados com figos secos, numa antevisão do que se poderá fazer num jantar de acção de graças.

Ingredientes para 2 pessoas:

4 bifes de peru finos e pequenos
6 figos secos
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
alecrim fresco picado

Preparação:

Tempere os bifes de peru com sal e um pouco de pimenta. Entretanto retire os pedúnculos aos figos secos e pique-os em pequenos pedaços com um faca.
Divida os figos picados pelo centros dos 4 bifes de peru e aperte bem. Enrole depois os bifes de modo a que o recheio de figos fique no seu interior, e prenda os bifes com um palito.
Leve depois uma frigideira anti aderente ao lume com um fio de azeite. Acrescente os bifes de peru, tempere com um pouco de pimenta e o alecrim fresco picado e deixe cozinhar até ficarem bem dourados.
Sirva os bifes recheados com grelos salteados em azeite e alho e um puré de abóbora (ou de cenoura e batata se preferir).

Bom Apetite!

segunda-feira, novembro 21, 2011

Bacalhau com Grão, Grelos e Broa


Mais um fim de semana que passou. Houve jantares com amigos, festas de aniversário e, no sábado, uma maratona de 8 horas a responder aos muitos mails que estavam em atraso. Acho que não deixei ninguém sem resposta e, caso isso tenha acontecido, façam o favor de me voltar a contactar.
Com tantos afazeres e solicitações o tempo foi pouco para cozinhar, mas mesmo assim algumas coisas saíram da cozinha. Uma delas foi este bacalhau, uma receita que aprendi com a minha amiga C., numa das minhas ultimas idas a Beja. A diferença é que a minha amiga C. é fã incondicional da Bimby e esta foi uma receita preparada no "robot" (aliás, acho que a receita original  é mesmo de um dos livros da Bimby). Cá em casa foi preparada de forma mais tradicional, mas igualmente saborosa e perfeita para confortar o estômago e a alma nestes dias frios e chuvosos.

Ingredientes para 4 pessoas:

250g de grão de bico cozido
1/2 broa de milho
500g de bacalhau demolhado (podem usar migas de bacalhau)
500g de grelos (podem ser congelados)
Azeite q.b.
Sal e pimenta q.b.
2 cebolas pequenas
2 dentes de alho
1 folha de louro

Preparação:

Comece por fazer um refogado com a cebola e os dentes de alho picados, a folha de louro e um pouco de azeite. Deixe alourar um pouco e acrescente o bacalhau desfiado. Envolva bem e tempere com um pouco de pimenta (e sal, se necessário) e deixe cozinhar.
Coza os grelos em água temperada de sal (se usar congeladas proceda conforme as instruções da embalagem) e escorra bem. Tempere com um fio de azeite.
Num prato de ir ao forno ou num pirex coloque, no fundo, o grão de bico e por cima os grelos. Disponha depois a cebolada de bacalhau.
Entretanto esfarele a broa de milho e coloque uma camada generosa por cima da cebolada de bacalhau. Regue com um pouco de azeite e leve ao forno quente para tostar a broa.

Bom Apetite!

sexta-feira, novembro 18, 2011

Muffins de "Manhã de Natal"

Nos ultimos dias parece que o tempo não chega e que o dia passa a correr. As 24 horas do dia não chegam para tudo o que tenho para fazer e ainda telefonemas, responder a mails, enviar mails, os blogues, as ideias para os blogues e a procura de coisas novas para o natal. Tenho tanto para fazer e não consigo estar mais de duas horas sentada a trabalhar sem ter de fazer outras 3 ou 4 coisas pelo meio. E assim a concentração perde-se e o trabalho não rende. Porque tenho tantas ideias que quero (já nem sei se será melhor dizer queria) colocar em prática antes do natal e que desejo partilhar, que tenho receio de com esta vontade de fazer tudo, acabe a fazer quase nada.... Mas como diz a minha avó "primeiro as obrigações, depois as devoções" e é com este principio que tenho de organizar o meu trabalho.
O tempo vai correndo e a distância até ao Natal vai-se encurtando e, para não desanimar, ganhar forças e levantar a moral aqui fica uma sugestão com cheirinho a Natal para preparar no fim de semana.

Ingredientes para 12 muffins:
(in "How to be a Domestic Goddess", Nigella Lawson, pág.277)

1 1/3 chávena de farinha
3 colheres de chá de fermento em pó
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/3 de chávena de açúcar
noz moscada q.b.
1 laranja pequena
leite q.b.
50g de manteiga derretida
1 ovo
1/2 chávena de arandos secos ou passas
2 colheres de chá de açúcar
1/2 colher de chá de canela em pó

Preparação:

Numa taça misture a farinha, o fermento, o bicarbonato de sódio, o açúcar e uma boa pitada de noz moscada. Entretanto esprema a laranja e coloque o sumo numa chávena perfazendo a quantidade de 2/3 de chávena com o leite. Noutra taça misture o ovo batido, a manteiga derretida e incorpore a mistura de leite e sumo de laranja.
Misture os ingredientes sólidos com os ingredientes líquidos, mas tenha cuidado e não misture a massa em damasia. Os melhores muffins (e mais leves e fofos) são aqueles cuja massa ainda está um pouco granulosa. Envolva agora as passas ou os arandos secos e divida a massa pelo tabuleiro de queques previamente forrado com forminhas de papel frisado.
Entretanto misture o açúcar e a canela e polvilhe sobre os muffins antes de os colocar no forno pré aquecido a 200ºC. Leve então os muffins a assar durante cerca de 20 minutos até estarem crescidos e dourados.
Retire e deixe arrefecer um pouco sobre uma grelha. São optimos simples ou barrados com manteiga e compota.

Bom Apetite!

Nota: A receita original tem as quantidades em cups (chávenas). Actualmente é muito fácil de encontrar à venda em lojas de artigos para a casa estes medidores próprios ( com preço a partir de 1 ou 2 €). No entanto podem usar uma qualquer chávena com capacidade de 220ml que é a capacidade a que corresponde 1 cup (1 chávena).

quinta-feira, novembro 17, 2011

Cubinhos de Frango com Molho de Tomate e Cogumelos

Já estou em modo Natal. Apesar de cá em casa ainda não existirem arvores, presépios e outros enfeites, sinto que o Natal já está a chegar. Já tenho quase todas as prendas compradas (as poucas que são compradas e há já muito tempo...) e estou a começar a organizar os meus cabazes de natal. A Economia cá de Casa já começa a ter sugestões para este Natal, com ideias de cabazes para principiantes, e eu tenho ainda mais para partilhar. As lojas já estão decoradas e cá em casa já vai tocando musica de natal em versão especial Michael Bublé. Já tenho algumas receitas de natal escolhidas e etiquetas para os cabazes pensadas. Mas ainda faltam muitas coisas que se vão preparando sem pressas, com dedicação e atenção aos pequenos pormenores. E enquanto se faz tudo isso, continuam as receitas para todos os dias como estes cubinhos de frango. É que ainda faltam 38 dias para o Natal.

Ingredientes para 2 pessoas:

2 peitos de frango grandes
100g de cogumelos frescos
3 tomates pequenos
1 colher de sopa de azeite
1 dente de alho
1 colher de sopa de oregãos
1 pitada de açúcar (para cortar a acidez do tomate)
sal e pimenta q.b.
2 colheres de sopa de natas

Preparação:

Corte os peitinhos de frango em cubinhos, os cogumelos em laminas e o tomate em pedacinhos.
Leve uma frigideira ao lume com o azeite e aloure os cubinhos de frango. Junte depois o alho picado, os cogumelos e o tomate em pedaços. Tempere de sal, açúcar, pimenta e oregãos e deixe cozinhar em lume brando durante 15 minutos.
Ao fim desse tempo acrescente as natas e envolva bem. Deixe levantar fervura e desligue.
Sirva com arroz branco e legumes ou uma salada.

Bom Apetite!

quarta-feira, novembro 16, 2011

Scones de Roquefort


Percebo que não sou normal quando começo a pensar e a preparar um jantar para 8 pessoas às 18h30 da tarde com direito a entrada, prato principal, acompanhamentos e sobremesa. Ou quando vou para a cozinha num sábado à tarde fazer um bolo e acabo a fazer o bolo, empadas, queques, o jantar e o almoço do dia seguinte. Quando tenho mais de 100 livros de culinária e mesmo assim continuo a comprar mais. Quando metade da mesa da cozinha está ocupada com uma pilha de revistas de culinária. Ou quando se passam dias em que a pouca televisão que vejo não passa do canal Food Network. Pior do que isso é mesmo ir para a cozinha à meia-noite, apenas porque me apetece cozinhar, e passado meia hora estar a comer scones quentinhos barrados com manteiga e compota, enquanto lá fora a chuva cai e a cidade está adormecida.

Ingredientes para cerca de 12 scones pequenos:

100g de queijo roquefort
250g de farinha
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
sal q.b.
200ml de leite
1 colher de sopa de vinagre

Preparação:

Junte o vinagre ao leite e deixe repousar cerca de 15 minutos.
Entretanto junte a farinha, o sal e o bicarbonato de sódio e misture bem. Esfarele o queijo roquefort para dentro da taça da farinha e com os dedos incorpore-o bem. Acrescente depois o leite, aos poucos e poucos, e vá misturando a massa com a ponta dos dedos até a sentir a despegar das paredes da taça. Eventualmente poderá não ser necessário usar todo o leite. A massa deverá ser mole mas não muito pegajosa e não a deverá amassar.
Coloque depois a massa numa superfície enfarinhada e forme uma bola que deverá achatar com as mãos até ter cerca de 3cm de altura (não deve amassar nem trabalhar a massa). Com um cortador de bolachas ou um copo corte circulos de massa e coloque-os num tabuleiro forrado com papel vegetal.
Pincele os scones com o restante leite e leve-os ao forno previamente aquecido (200ºC) cerca de 15 minutos até ficarem dourados.
Sirva como acompanhamento de sopas, com salmão fumado e manteiga ou numa versão mais tradicional com manteiga e compota (uma excelente combinação agridoce).

Bom Apetite!

terça-feira, novembro 15, 2011

Pizza de Figos, Pêra e Queijo de Cabra

Sábado foi dia de "Festa da Pizza".
Cozinha cheia, farinha em todos os cantos, bancadas atafulhadas, ingredientes a saírem do frigorífico e da despensa e combinações de sabores variadas desde as tradicionais às mais arrojadas. Pizzas feitas a várias mãos e um jantar animado que acabou com um magusto com castanhas assadas na lareira, uma sala a cheirar a fumo com cinzas e pedacinhos de cascas espalhadas pelo chão.
Das pizzas, fica a receita da preferida da minha amiga C. (e a minha também!).

Ingredientes para 1 Pizza:

8 figos secos
1 pêra rocha pequena
100g de queijo de cabra (chévre)
50g de queijo mozarella ralado
molho de tomate q.b.
200g de massa para pizza caseira ou massa de pão comprada numa padaria
25g de rucula selvagem

Preparação:

Estique a massa de pizza e coloque-a num tabuleiro redondo ou num prato de pizza que possa ir ao forno.
Cubra o fundo da pizza com o molho de tomate (mas sem exagero) e espalhe o queijo mozarella ralado.
Coloque depois os figos secos cortados ao meio e a pêra descascada e em quartos e cortada em fatias finas.Corte depois o queijo de cabra em fatias finas e espalhe sobre a pizza.
Leve a pizza ao forno previamente aquecido a 200ºC e deixe cozinhar cerca de 12 minutos até a massa estar cozida e o queijo fundido.
Retire a pizza do forno e coloque a rucula selvagem. Regue com um fio de azeite e sirva partida em fatias.

Bom Apetite!

segunda-feira, novembro 14, 2011

Costeletas de Porco com Molho de Mel e Mostarda


Um fim de semana com casa cheia. É bom quando os Amigos estão à vontade e "abancam" por aqui como se da casa deles se tratasse. Quando vêm apenas para jantar e acabam por ficar para o almoço e jantar do dia seguinte. Quando descalçam as botas e calçam os nossos chinelos. Quando vão connosco ao supermercado e nos ajudam a decidir e escolher o que fazer para o jantar. Quando partilham as tarefas na cozinha. Quando vêm solícitos lavar a louça  (apesar de eu ter pedido ao M,) porque o M. está a brincar com os "sobrinhos". Amigos que adormecem depois de jantar e com a barriga cheia no nosso sofá sem pudor ou vergonhas. Amigos que nos recebem exactamente da mesma maneira e onde também nos sentimos em casa.
E para começar a semana uma receita que costeletas que saberá ainda melhor se for partilhada com amigos.

Ingredientes para 2 pessoas:
(adaptado de "Easy Meals", Rachel Allen, pág. 182)

2 costeletas de porco
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
1 colher de sopa de mostarda de Dijon
2 colheres de sopa de natas ligeiras
1 colher de sopa bem cheia de mel
salsa picada q.b.

Preparação:

Tempere as costeletas com sal e pimenta. Numa frigideira coloque um fio de azeite e frite as costeletas de ambos os lados até estarem cozinhadas. Retire-as para uma travessa e tape-as com um pouco de papel de alumínio para as manter quentes.
Entretanto misture bem as natas com o mel e a mostarda. Na mesma frigideira onde fritou as costeletas coloque a mistura de mel e mostarda e deixe levantar fervura. Desligue do lume e verta sobre as costeletas. Polvilhe com a salsa picada e sirva com arroz ou puré de batata.

Bom Apetite!

sexta-feira, novembro 11, 2011

Batido de Iogurte com Kiwi e Mirtilo

Já se sabe que não se deve saltar o pequeno almoço. De como é a refeição mais importante do dia, que nos dá energia, força, concentração. Somos mais produtivos depois de um pequeno almoço equilibrado e conseguimos controlar melhor a fome ao longo do dia.
O pequeno almoço ideal deve ser composto por um pãozinho de mistura com fiambre ou queijo (ou cereais sem açúcar), leite ou iogurte e fruta. A sugestão de hoje é para começarmos o dia de uma forma equilibrada e colorida, com um batido multivitaminado e nutritivo com fruta e iogurte, que animará certamente o dia mesmo que este seja frio, escuro e chuvoso. E é uma excelente sugestão para os pequenos almoços de fim de semana.

Ingredientes para 2 pessoas:

100g de mirtilos frescos ou congelados
2 kiwis pequenos
125g de iogurte natural
100ml de leite

Preparação:

Descasque os kiwis e corte-os em pedaços. Coloque num copo alto e junte o iogurte, o leite e os mirtilos. Com a varinha mágica ou o copo misturador bata tudo até obter uma bebida cremosa. Se achar necessário junte um pouco de açúcar ou de mel.
Coloque nos copos e sirva. Acompanhe com pãozinho de mistura com queijo ou fiambre para um pequeno almoço equilibrado.

Bom Apetite!

quinta-feira, novembro 10, 2011

Arroz de Especiarias com Peixe

Já se sabe que as especiarias são bastante usadas cá em casa. Rapidamente transformam um prato normal e banal em algo especial e diferente. Muitas vezes, quando a inspiração culinária está em baixo, é sempre muito mais fácil de criar algo saboroso: basta abrir frasquinhos e usar os pózinhos "mágicos".
Desta vez um simples arroz com peixe que acabou por se tornar num prato aromático e surpreendente, perfeito para dias de pouca criatividade.

Ingredientes para 2 pessoas:

2 postas de peixe branco
1 medida de arroz vaporizado
1 cebola grande
2 dentes de alho
1 colher de chá de pó de caril
1 colher de chá de cominhos
1 colher de café de gengibre em pó
piri-piri moído a gosto
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.
salsa ou coentros picados q.b.

Preparação:

Pique a cebola e os dentes de alho e leve-os a refogar num pouco de azeite. Entretanto misture as especiarias e deixe cozinhar acrescentando uma ou duas colheres de sopa de água.
Junte depois o arroz e deixe fritar juntamente com as especiarias. Acrescente depois duas medidas de água e tempere de sal e pimenta.
Entretanto tempere o peixe com sal, pimenta e um pouco de pó de caril e coloque-o no tacho sobre o arroz. Tape e deixe cozinhar até o arroz ter absorvido toda a água e o peixe estar cozido. Sirva polvilhado com um pouco de salsa ou coentros picados.

Bom Apetite!

quarta-feira, novembro 09, 2011

Sopa de Lentilhas com Caril

As voltas que a vida dá. Os planos que se alteram e modificam. Os caminhos que percorremos sem estarmos a contar. E o mais curioso de tudo, como nos conseguimos sempre adaptar a estas novas características. Somos realmente muito mais inteligentes, fortes e optimistas do que poderíamos pensar. Ultrapassamos obstáculos difíceis, deixamos que a nossa vida se altere, tomamos decisões que nos transformam, mas mesmo assim conseguimos sempre continuar e muitas vezes descobrimos que até somos muito mais felizes assim.  E tudo isto acontece com cada um de nós em algum ponto da nossa existência. Um dia temos de tomar uma decisão difícil, ou ultrapassar um obstáculo ou seguir um caminho atribulado para chegar a um objectivo. Estive recentemente com uma amiga que tem vivido um período atribulado. E o optimismo dela e a capacidade de deixar para trás as coisas que a têm magoado é inspiradora. E acreditem que ela é feliz assim. E eu que também sou feliz (apesar de tantas vezes me queixar!) sinto-me sempre inspirada pelas palavras e experiência dela e acabo sempre por achar que tenho de me queixar menos e viver mais. E ser ainda mais feliz com pequenas coisas, como um prato de sopa de lentilhas e caril.

Ingredientes para 2 pessoas:

1 chávena (220ml) de lentilhas (usei sem casca)
1 cebola
2 dentes de alho
1 colher de sobremesa de pó de caril
sal q.b.
2 colheres de sopa de azeite
salsa q.b.

Preparação:

Pique a cebola e os dentes de alho e leve-os a refogar no azeite. Acrescente o pó de caril e deixe fritar para libertar os aromas. Acrescente depois as lentilhas e envolva-as bem no refogado.
Acrescente depois água a ferver (cerca de 500ml) e tempere com sal. Deixe ferver cerca de 10 a 15 minutos em lume brando até as lentilhas estarem cozidas. Se necessário acrescente mais água ou deixe cozinhar mais um pouco. Acrescente a salsa picada e sirva bem quente com umas fatias de pão torrado.

Bom Apetite!

terça-feira, novembro 08, 2011

Bolo de Laranja com Iogurte

Os livros são talvez os meus objectos favoritos. Adoro o cheiro de um livro novo, de folhear as páginas, de os descobrir. Adoro as histórias que contam, as personagens que descobrimos e as horas de prazer que nos proporcionam. Gosto de passar tempo nas livrarias e procurar as novidades e gosto de ler na praia. Tenho muitos livros preferidos e histórias que leio vezes sem conta e que mesmo assim me conseguem sempre surpreender. Na minha mesa de cabeceira, a par com os "romances" do momento, há também livros de culinária que leio da mesmo maneira que leio um qualquer outro livro.
E se é verdade que adoro livros, não consigo resistir a livros de culinária, que não param de fazer crescer a biblioteca cá de casa. E não há mês em que pelo menos um novo livro não venha parar cá a casa, com a cortesia do M., que assim me vai surpreendendo. O livro do momento, na minha mesa de cabeceira é o "Fast, Fresh, Simple." da Donna Hay, o livro de culinária mais bonito que vi em muito tempo. E a receita de hoje vem de lá apesar de ter substituído o limão da receita original por laranja que era o que havia cá por casa.

Ingredientes:
( in "fast, fresh, simple." Donna Hay, pág.176)

180ml de óleo vegetal
2 ovos
1 colher de sopa de raspa de laranja
2 colheres de sopa de sumo de laranja
280g de iogurte natural
300g de açúcar
300g de farinha com fermento
Cobertura:
120g de açúcar
60ml de sumo de laranja

Preparação:

Misture os ovos com o óleo, a raspa e o sumo da laranja, o iogurte e o açúcar e misture bem até tudo estar combinado. Acrescente a farinha previamente peneirada e envolva bem.
Coloque a massa numa forma com buraco previamente untada e polvilhada com farinha e leve ao forno pré aquecido (180ºC) durante cerca de 40 minutos.
Entretanto prepare a cobertura misturando o açúcar com o sumo de laranja.
Quando o bolo estiver cozido retire do forno e desenforme-o ainda morno para o prato de servir. Verta depois a cobertura sobre o bolo.

Bom Apetite!

segunda-feira, novembro 07, 2011

Peru com Espinafres e Cogumelos

Apesar de gostar dele, sempre o achei um pouco frio e distante. Directo, sem rodeios e a ir imediatamente ao cerne da questão. Sem perder tempo com lamurias, confortos ou gestos demasiado simpáticos. Mas depois de alguns anos em que apenas lhe conheci este lado, nestes últimos dias descobri uma pessoa super gentil, preocupada, disponível, amável, simpática, humana e esclarecedora. E percebi que por debaixo daquela "máscara" está uma pessoa que vive, tanto para concretizar os sonhos dos outros como para a sua própria vida. E fá-lo todos os dias, a qualquer hora, em qualquer altura, a meio de qualquer coisa. E é realmente extraordinário conhecê-lo assim e poder ver debaixo de toda a aparente arrogância. Já me tinham confidênciado que ele era assim, mas poder comprová-lo deixou-me muito feliz. Se já gostava dele agora é que não o troco por nenhum outro.
E por falar em "descobertas", aqui fica uma receita que também me surpreendeu estes dias.

Ingredientes para 2 pessoas:

2 bifes de peru
1 colher de sobremesa de amido de milho (maisena)
150g de espinafres congelados em folha
2 colheres de sopa de molho de soja
1 lata de cogumelos laminados (podem usar frescos)
1 cebola pequena
1 dente de alho
1 pedacinho de gengibre fresco (2cm)
2 colheres de sopa de óleo vegetal
150ml de água
2 colheres de sopa de vinho do porto
vinagre q.b.
sal e pimenta q.b.
malagueta fresca (opcional)

Preparação:

Corte os bifinhos de peru em tiras e tempere-as com o molho de soja e junte a maisena. Envolva bem e deixe repousar.
Entretanto pique a cebola e o dente de alho e leve a alourar juntamente com o óleo. Acrescente o gengibre ralado em picado e junte a carne e a marinada. Deixe saltear até a carne ficar dourada e acrescente depois os cogumelos e os espinafres congelados. Envolva bem, acrescente a água, o vinho do porto e um esguicho de vinagre e tempere com um pouco de sal e pimenta.
Deixe cozinhar até a carne estar macia e sirva com arroz basmati e umas fatias finas de malagueta fresca.

Bom Apetite!

sexta-feira, novembro 04, 2011

Peixe Estufado com Cerveja

Há dias assim. Tristes e cinzentos, desanimados e frios. Em que nada nos parece alegrar e tudo nos parece impossível. Dias em que quase perdemos a vontade, os sonhos e os projectos. Em que achamos que provavelmente não vale a pena. Que quase queremos parar de nos esforçar, de tentar, de nos desafiar. Dias em que achamos que não vamos ser capazes e que chegámos ao nosso limite. Há dias assim para todos nós. Mas há que contrariar estes dias, afastá-los. Voltarmo-nos para uma tarefa e fazê-la sem pensar muito. Soltar umas gargalhadas com um serie da tv. Sair de casa mesmo que não nos apeteça. Comer chocolate. Cozinhar, experimentar, inventar e ficar feliz com o resultado. E saber que o dia de amanhã será um bom dia.

Ingredientes para 2 pessoas:

4 lombinhos de peixe sem peles nem espinhas
125ml de cerveja
2 colheres de sopa de polpa de tomate
2 colheres de sopa de coentros frescos picados
1 cebola pequena picada
1 dente de alho
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Num tacho coloque um fio de azeite e acrescente a cebola e o alho picado. Deixe refogar e acrescente a polpa de tomate, a cerveja e tempere com sal e pimenta a gosto.  Assim que levantar fervura junte os lombinhos de peixe e os coentros.
Deixe cozinhar durante o peixe estar no ponto e o molho reduzido. Sirva polvilhado com coentros picados e sirva com umas batatinhas cozidas ou arroz e uns brócolos.

Bom Apetite!

quinta-feira, novembro 03, 2011

Panquecas Rápidas


Quando era mais miúda, gostava de chegar a casa depois da escola e fazer estas panquecas para o lanche. A receita é básica e é uma mistura entre panquecas e crepes. São deliciosos com açúcar e canela, mas também ficam bem com compotas ou mel.
Voltei a fazê-las num dia de chuva e vento e foram a minha companhia enquanto observava a chuva a cair. E enquanto as comia foi como se voltasse ao passado e recordasse os meus colegas de escola, os professores, as aulas, os intervalos e as "preocupações" que tinha na altura. Era tudo tão mais simples e fácil de resolver. Porque será que tínhamos tanta vontade de crescer e ser adultos? Agora nada é tão simples e linear como nos parecia na altura, mas a mim, valem-me as panquecas para um regresso ao passado e trazer de volta as coisas simples e despreocupadas.

Ingredientes para 4 panquecas:

75g de farinha
1 ovo
200ml de leite
40g de açúcar
canela e açúcar em pó para polvilhar
sumo de limão q.b.

Preparação:

Misture o ovo com a farinha, o açúcar e o leite até obter uma massa lisa e homogénea.
Leve uma frigideira ao lume untada com um pouco de óleo ou manteiga e coloque uma concha cheia de massa até cobrir o fundo da frigideira. Deixe cozinhar de um dos lados, até ficar dourado, e vire a panqueca com a ajuda de uma espátula para cozinhar o outro lado.
Retire para um prato e polvilhe ainda quente com a misture de açúcar e canela dobrando-o depois em quatro.Repita até esgotar a massa.
Coloque as panquecas num prato de servir e regue, se gostar, com um pouco de sumo de limão.
Sirva ainda mornas ao lanche com uma chávena de chá.

Bom Apetite!

quarta-feira, novembro 02, 2011

Bolonhesa Especial com Queijo Mozarella e Coentros

Transformar coisas de todos os dias em coisas especiais, é muito mais fácil e simples do que pode parecer à primeira vista. Tem tudo a ver com pormenores. Um normal jantar em família será certamente especial e diferente se colocarmos uma mesa cuidada e umas velas ou flores. A camisola básica de todos os dias pode ser um "outfit" original se simplesmente a complementarmos com uma aplicação, colar ou echarpe. O sofá já  usado que temos na sala pode ter um ar completamente novo se o vestirmos com umas novas almofadas e uma manta colorida. Até as compotas que fizemos durante o verão se podem tornar em presentes especiais se lhes fizermos etiquetas e decorações bonitas. E para transformar as nossas  refeições de todos os dias em algo especial, basta usar algumas especiarias, como nesta bolonhesa. Apenas pormenores.

Ingredientes para 2 pessoas:

150g de esparguete
1 cebola
2 dentes de alho
azeite q.b.
200g de carne porco picada
1 tomate maduro
4 colheres de sopa de polpa de tomate
sal e pimenta q.b.
1 folha de louro
1 colher de café de canela em pó
1 colher de café de cravinho em pó
1 colher de café de cominhos em pó
1 colher de café de gengibre em pó
piri-piri a gosto
coentros frescos picados e cebola picada - para servir
1/2 bola de queijo mozarella fresco

Preparação:

Pique a cebola e os dentes de alho e leve-os a refogar num pouco de azeite. Acrescente depois a carne picada e o louro deixando refogar um pouco e junte depois o tomate em pedaços, a polpa de tomate e tempere de sal e pimenta. Deixe cozinhar 5 minutos e acrescente as especiarias deixando agora a carne a cozinhar em lume brando.
Entretanto coza o esparguete em água temperada com sal. Assim que estiver "al dente", retire-o, escorra e envolva na mistura de carne que deverá estar já bem apurada. Corte depois o queijo em pedaços.
Coloque o esparguete no prato o polvilhe com o queijo , a cebola picada e os coentros.

Bom Apetite!

terça-feira, novembro 01, 2011

Cataplana de Porco Com Ameijoas e Pimento


Um jantar comunitário que teve como prato principal uma cataplana preparada a várias mãos, como é habitual nestes jantares. Depois chegaram uns com o pão e o vinho, outros com os ovos e a farinheira e tudo se dividiu: o trabalho, os ingredientes e as gargalhadas. A mesa é posta rapidamente, a musica toca para dar ambiente e o jantar fica pronto num instante.
Fazemos nossa a máxima de que "Um dia sem riso, é um dia perdido" e tudo serve para haver risota, para descomprimir, recarregar baterias e ganhar ânimo para uma nova semana de trabalho.

Ingredientes para 6 pessoas:

1200g de carne de porco em cubinhos
800g de ameijoas
1/2 pimento vermelho
1 colher de sobremesa de massa pimentão
1 cebola
100ml de vinho branco
3 dentes de alho
coentros picados q.b.
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Corte a cebola em meias luas e pique os dentes de alho. Coloque um fio de azeite na cataplana e aloure ligeiramente a cebola e o alho. Acrescente a carne em cubinhos e tempere com a massa de pimentão, o vinho branco o sal e a pimenta. Junte o pimento em tiras e feche a cataplana deixando depois cozinhar 30 minutos em lume brando.
Com cuidado, abra depois a cataplana e acrescente as ameijoas e metade dos coentros picados. Deixe cozinhar mais uns minutos até as ameijoas terem aberto.
Sirva a cataplana acabada de fazer, polvilhada com coentros picados, e sirva com batatas fritas aos cubinhos e uma salada verde.

Bom Apetite!

Poderá também gostar de:

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin