sexta-feira, Agosto 31, 2012

Omelete Aberta de Espinafres, Mozarella e Salsicha


Há alturas em que temos de nos afastar da rotina, da normalidade e do habitual. Por aqui é normal aparecer uma receita doce à sexta-feira, mas hoje vai ser diferente. Hoje há outra sugestão para o fim de semana, uma ideia para começar o dia de outra maneira.
Um pequeno almoço recheado e composto é uma das minhas coisas favoritas. Poder tomá-lo calmamente na varanda enquanto se conversa, se lê o jornal, uma revista ou um livro é um dos meus prazeres favoritos. E fazer do pequeno almoço de sábado ou de domingo um maravilhoso brunch, é "a cereja em cima do bolo". Por isso, e esta sexta-feira, deixo-vos como sugestão uma omelete aberta e a ideia de prepararem um delicioso brunch. Uma sugestão fácil e que é uma boa maneira de aproveitar as sobras que se vão acumulando no frigorífico.
A esta omelete juntem pão fresco, carnes frias, panquecas, café e leite, sumos naturais, iogurtes, fruta e queijo e aproveitem para saírem da rotina, da normalidade e começarem o fim de semana com um brunch saboroso.

Ingredientes para 2 pessoas:

3 ovos
2 salsichas de conserva
1/2 bola de queijo mozarella fresco
1 mão cheia de espinafres frescos
50ml de leite ou natas ligeiras
sal e pimenta q.b.
1 colher de sobremesa de azeite

Preparação:

Bata os ovos com o leite ou natas e tempere com sal e pimenta.
Corte as salsichas em rodelinhas e corte o queijo em pedacinhos. Lave bem os espinafres. Leve uma frigideira anti-aderente ao lume com o azeite e junte as salsichas e os espinafres deixando saltear. Acrescente depois os ovos batidos com o leite envolvendo bem e salpique depois com o queijo mozarella. Reduza o lume e tape a frigideira com uma tampa de uma panela ou com um pouco de papel de alumínio. Quando os ovos estiverem cozinhados de um lado vire cuidadosamente a omelete para um prato e, se necessário cozinhe-a depois do outro lado, mas tenha atenção para não deixar os ovos muito secos.
Sirva com pão fresco para um pequeno almoço de fim de semana.

Bom Apetite!

quinta-feira, Agosto 30, 2012

Filetes de Pescada com Especiarias e Limão


Há mais fins para uns filetes de pescada do que acabarem da forma mais tradicional, passados por ovo e farinha e fritos em óleo vegetal. Desta vez tiveram direito a algumas especiarias e acabaram na frigideira apenas com um fio de azeite. Ficaram deliciosos, leves e suculentos.
E só foi preciso olhar para os filetes de outra maneira para lhes descobrir as potencialidades.

Ingredienentes para 2 pessoas:

2 filetes grandes de pescada
sal e pimenta q.b.
1 colher de café de açafrão das indias (curcuma)
1 colher de café de cominhos
1 limão
azeite q.b.
coentros frescos picados

Preparação:

Numa tacinha misture o sal, a pimenta e as especiarias. Regue depois os filetes com umas gotas de sumo de limão e envolva-os bem nas especiarias. Deixe a marinar para ganhar sabor.
Entretanto leve uma frigideira anti-aderente ao lume com um fio de azeite e deixe aquecer bem. Cozinhe os filetes de pescada de ambos os lados de modo a que fiquem com uma cor dourada mas tenha cuidado para que não fiquem demasiado secos.
Sirva os filetes polvilhados com coentros picados, rodelas de limão e acompanhe com feijão verde cozido e um pouco de arroz ou batata cozida.

Bom Apetite

quarta-feira, Agosto 29, 2012

Sopa de Courgete e Tomate


Nunca é tarde para mudar. Nunca é tarde para admitir que errámos ou que fizemos opções menos acertadas. Nunca é tarde para assumir erros. Nunca é tarde para abrir o nosso leque de opções. Nunca é tarde para pedir desculpas. Nunca é tarde para afirmarmos as nossas convicções. Nunca é tarde para fazer amigos. Nunca é tarde para amar. Nunca é tarde para começar a poupar. Nunca é tarde para aprender coisas novas. Nunca é tarde para começar a fazer exercício físico. Nunca é tarde para aprender a cozinhar. Nunca é tarde para alterar hábitos alimentares. Nunca é tarde para nos afastarmos de más companhias. Nunca é tarde para desfazer mal entendidos. Nunca é tarde para partir à descoberta. Nunca é tarde para recomeçar. Nunca é tarde para fazer as pazes. Nunca é tarde para alterar planos. Nunca é tarde para dizer que não. Nunca é tarde para dizer que sim. Nunca é tarde para sonhar. Nunca é tarde para acreditarmos em nós. Nunca é tarde para experimentar uma sopa de tomate e courgete. Vamos sempre a tempo!

Ingredientes para 4 pessoas:

1 courgete média
1 tomate grande maduro
1 cebola pequena
sal q.b.
1 colher de sopa de azeite
água q.b.
manjericão fresco para servir

Preparação:

Lave e corte a courgete em pequenos pedaços. Pele o tomate e corte-o em pequenos pedaços, e descasque a cebola cortando-a em quartos.
Leve uma panela ao lume com o azeite e junte a courgete, o tomate e a cebola, deixando refogar um pouco. Acrescente depois a água, apenas para cobrir os legumes, tempere de sal e deixe cozinhar até os legumes estarem macios.
Triture depois com a varinha mágica até ficar com um creme homogéneo. Rectifique de sal e sirva quente com umas folhinhas de manjericão fresco.

Bom Apetite!

terça-feira, Agosto 28, 2012

Tortelini no Forno com Molho de Vegetais


Houve uma altura em que queria ser nutricionista. Já nessa altura gostava, para além de cozinhar, de tudo o que tivesse a ver com alimentação. E, apesar de nem sempre poder passar essa ideia, gosto de fazer uma alimentação equilibrada, e tenho algum cuidado com o tipo de alimentação que fazemos cá em casa, bem como com os alimentos que consumimos.
Como gosto de cozinhar, é normal "inventar" novas maneiras de preparar e consumir alimentos de que não gosto tanto. Não gosto de peixe cozido, mas preparo-o ao vapor ou em papelotes. E sinto-me feliz quando estas minhas sugestões ajudam outras pessoas a comer alimentos que de outra maneira não consumiriam.
É o caso deste molho de tomate disfarçado. Aparentemente é apenas um molho de tomate e sabe a molho de tomate. Na prática é um molho de vários legumes ideal para por a comer legumes quem gosta pouco deles, sejam as crianças, sejam alguns adultos. O Miguel, que não morre de amores pela courgete, não deu por ela neste molho delicioso. E foi com satisfação que a minha sobrinha Maria repetiu 3 vezes a massa da tia sem imaginar que estava a comer tantos legumes.
Espero portanto que esta sugestão seja útil para ajudar miúdos e graúdos a comer mais legumes!

Ingredientes para 4 pessoas:

250g de tortelini fresco recheado (eu usei com requeijão e espinafres)
1 tomate grande e maduro
1 cenoura
1 cebola
1 courgete pequena
2 dentes de alho
1 colher de sopa de oregãos
2 colheres de sopa de polpa de tomate
15 cogumelos frescos
100g de fiambre
50g de queijo ralado
2 colheres de sopa de azeite .
sal e pimenta q.b.
queijo parmesão q.b.

Preparação:

Descasque a cebola e os dentes de alho e pique-os finamente. Pele o tomate e corte-o em pedaços. Descasque também a cenoura e a courgete e corte-as em pequenos pedaços.
Leve um tacho ao lume com um pouco de azeite e acrescente a cebola e os dentes de alho deixando-os refogar um pouco. Acrescente depois o tomate partido em pedaços, a cenoura e a courgete. Junte a polpa de tomate, os oregãos, tempere com sal e pimenta e deixe cozinhar em lume brando até os legumes estarem macios. Com a ajuda da varinha mágica triture o molho até este ficar com uma consistência fina, e rectifique os temperos. Acrescente depois os cogumelos previamente lavados e laminados, assim como o fiambre cortado em pedacinhos. Deixe cozinhar 5 minutos e acrescente o queijo ralado misturando bem.
Entretanto coza os tortelini em água a ferver temperada de sal. Assim que estiverem cozidos escorra bem e envolva-os no molho de vegetais.
Coloque depois num prato que vá ao forno e polvilhe com queijo parmesão ralado na hora. Leve ao forno pré- aquecido apenas a tostar e sirva com uma salada verde.

Bom Apetite!

segunda-feira, Agosto 27, 2012

Tirinhas de Carne Salteada com Molho de Ostra


Será que para ser feliz é obrigatório ter tudo o que sonhamos, atingir todas as metas desejadas ou concluir todos os planos pré-concebidos para a nossa vida? Porque eu realmente considero-me feliz. Apesar de uma vida imperfeita, com pedras no caminho, com desvios não calculados, inversões de marcha e muitos planos alterados. Sou feliz porque dou valor às pessoas à minha volta e ao que tenho. Porque sei reconhecer que há quem tenha muito menos (saúde, amigos, família, casa...) e consiga igualmente ser feliz. E isso impede-me de me sentir infeliz ou de me queixar, mesmo com uma vida que não é perfeita. Porque será então que quando dizemos que somos felizes nos olham como se fossemos umas "aves raras"?
Espero ao menos que esta receita preparada em 5 minutos deixe algumas pessoas felizes!

Ingredientes para 2 pessoas:

2 bifes de vaca (cerca de 300g de carne)
1 colher de sopa de óleo vegetal
1/2 malagueta chilli
1 colher de sopa bem cheia de molho de ostra (à venda na secção de produtos orientais no Jumbo ou no El Corte Inglés)
folhinhas de manjericão

Preparação:

Corte os bifes em tirinhas do mesmo tamanho. Corte também a malagueta em tirinhas finas.
Leve uma frigideira ou um wok ao lume e deixe aquecer bem. Junte depois o óleo vegetal (o azeite adultera um pouco o sabor do prato) e acrescente as tirinhas de bife a a malagueta mexendo de imediato e deixando saltear em lume forte cerca de 3 minutos até a carne estar cozinhada. Acrescente depois o molho de ostra e envolva bem na carne.
Sirva depois polvilhado com folhas de manjericão e com arroz thai jasmim.

Bom Apetite!

sexta-feira, Agosto 24, 2012

Caracois Doces com Canela


Andei vários dias a combater a vontade de comer um "cinnamon swirl bun", que é como quem diz um caracol doce com recheio de canela. Mais precisamente 12 dias. Nas férias havia bolas de berlim na praia, e apesar de as ter saboreado para matar saudades - é daquelas coisas que só como mesmo nas férias e têm de ser comidas na praia para me saberem realmente bem -  não é a mesma coisa que comer um caracol de canela. A vontade cá foi continuando, uns dias mais acesa, outros dias que nem me lembrava... Mas entretanto já em casa, e com os dias "chochos" que têm estado por aqui mais a ameaçar chuva que outra coisa qualquer, decidi-me que tinha mesmo de os fazer. A receita é simples apesar de demorada, mas entre os tempo de levedar lá fui fazendo outras mil coisas. Finalmente coloquei-os no forno e a casa começou a cheirar a canela quase de imediato. Agora partilho a receita, enquanto saboreio um caracol ainda morno com uma chávena de café. Um bocadinho de gula nunca fez mal a ninguém e sempre é uma sugestão para o fim de semana.
E para não os comerem todos de uma vez, depois de arrefecidos embrulhem-nos individualmente em papel vegetal e podem sempre congelar para depois poderem saborear durante a semana. Basta aquecerem uns segundos no microondas e parecem acabados de fazer!

 Ingredientes para cerca de 18 unidades:
(adaptado do blogue Smitten Kitchen)

Massa - Chávena usada com 225ml de capacidade
1 chávena de leite
3 colheres de sopa de manteiga
3  + 1/2 chávena de farinha
1/2 chávena de açúcar
1 ovo
1 saqueta de levedura seca
1 pitada de sal
Recheio - Chávena usada com 225ml de capacidade
3/4 de chávena de açúcar amarelo
2 colheres de sopa de canela em pó
1/4 de chávena de manteiga amolecida

Preparação:

Comece por preparar a massa. Numa taça misture o leite juntamente com a manteiga e leve ao microondas a derreter cerca de 40 segundos. Misture bem e acrescente a farinha, o açúcar, o ovo, o fermento e uma pitada de sal. Amasse bem com a ajuda de uma batedeira eletrica (ou na máquina de pão) cerca de 10 minutos. Se a massa estiver ainda muito molhada e peganhenta acrescente, aos poucos, um pouco mais de farinha até a massa ter uma consistência mais seca. Forme uma bola e deixe repousar a massa tapada com um pano até dobrar de volume. (Cerca de 1h30)
Entretanto prepare o recheio misturando a manteiga com o açúcar e a canela.
Depois da massa ter levedado coloque-a numa superfície enfarinhada e com a ajuda do rolo da massa estenda-a até obter um rectângulo. Cubra a massa com o recheio e, começando pela parte mais larga do rectângulo de massa, vá enrolando a massa até ficar com uma espécie de uma torta.
Com uma faca afiada corte as pontas da massa e depois corte o rolo em fatias de 1,5 cm de espessura. Coloque-as depois num tabuleiro untado com um pouco de manteiga - não precisa de as deixar muito afastadas, pois não faz mal se as fatias se colarem. Tape os tabuleiros com um pano e deixe novamente levedar mais 40 minutos.
Ao fim desse tempo leve os caracóis doces a cozinhar em forno pré- aquecido a 180ºC durante cerca de 20 minutos. Retire depois do forno e deixe arrefecer um pouco antes de os desenformar e deixar arrefecer sobre uma grelha.

Bom Apetite!

quinta-feira, Agosto 23, 2012

Camarão com Alho, Azeite e Coentros


Ainda é verão, ainda cheira a praia e a férias e, portanto, ainda é tempo para petiscos comidos ao sol, na praia, no campo ou na varanda. Cá por casa uns camarões bem preparados são sempre um petisco desejado e fazem-nos continuar em modo férias, apesar de estas já terem acabado (pelo menos por agora).
E assim, com pequenas coisas, há sempre motivos para prolongar a satisfação das férias, nem que seja à volta da mesa e com receitas tão básicas como esta.

Ingredientes para 2 pessoas:

400g de camarão calibre 20/30 (inteiro)
6 dentes de alho
6 colheres de sopa de azeite aromatizado com malaguetas (caseiro)
1 folha de louro
1/2 molho de coentros frescos
1/2 limão
sal e pimenta q.b.


Preparação:

Descasque os dentes de alho e corte-os em rodelas finas.
Numa frigideira coloque o azeite aromatizado com malagueta e acrescente a alho e a folha de louro partida em pedaços. Deixe começar a fritar e mexa bem,  acrescentando os camarões. Tempere com sal e pimenta acabada de moer, bem como com metadde dos coentros frescos picados, e deixe cozinhar até os camarões estarem rosados.
Retire do lume e regue com sumo de limão. Coloque num prato de servir e polvilhe com os restantes coentros.
Acompanhe com pão fresco para embeber no molho.

Bom Apetite!

quarta-feira, Agosto 22, 2012

Courgete Recheada com Atum


Se há algo que faço bastantes vezes cá em casa são legumes recheados. Courgetes, beringelas, pimentos e tomates são recheados com as mais diversas combinações, desde carne picada, restinhos de frango assado, couscous, salteado de legumes, arroz ou atum.
Desta vez houve courgetes recheadas com atum. E uma refeição "especial" pois tanto as courgetes, a cebola, o tomate, a salsa e até os oregãos e o azeite, são de produção caseira. Sou realmente afortunada por poder consumir produtos que os meus avós queridos tratam e me trazem com tanto amor e carinho!

Ingredientes para 2 pessoas:

2 courgetes pequenas
1 lata de atum
1 tomate maduro
1 cebola pequena
1 dente de alho
1 colher de sopa de polpa de tomate
1 pé de salsa
1 colher de chá de oregãos
50g de queijo ralado
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.

Preparação:

Lave bem as courgetes e corte-as no sentido do comprimento. Com uma colher pequena escave o interior dos courgetes, sem as romper e guardando a polpa interior.
Coloque depois as courgetes escavadas num parto de ir ao forno e tempere-as com sal, pimenta e um fio de azeite. Leve a forno pré-aquecido a 180ºC cerca de 15 minutos para ir cozendo a "caixa" de courgetes.
Entretanto pique a cebola e o dente de alho. Leve um tachinho ao lume com um pouco de azeite e junte a cebola e o alho picado deixando refogar um pouco. Pique grosseiramente a polpa retirada da courgete e corte o tomate em cubos juntando tudo ao refogado. Envolva bem acrescente a salsa picada e tempere com um pouco de sal e pimenta, os oregãos e a polpa de tomate. Deixe cozinhar em lume brando cerca de 5 minutos.
Junte o atum previamente escorrido e envolva bem, deixando cozinhar mais uns minutos.
Retire agora as courgetes do forno e recheie-as com o preparado de atum. Polvilhe com o queijo ralado e leve novamente ao forno para o queijo derreter e dourar.
Sirva as courgetes com uma salada verde.

Bom Apetite!

terça-feira, Agosto 21, 2012

Compota de Pêssego com Laranja


A cerca de 4 meses do Natal, há já muitas compotas prontas para os meus cabazes aproveitando a fruta caseira e madura que os avós vão trazendo.
Ainda antes dos dias de praia, houve tempo e ingredientes para preparar mais uma compota. Mais uma vez dos pêssegos que chegaram muito tocados e maduros, impossíveis de serem comidos por duas pessoas em poucos dias. Desta vez, e depois da compota habitual de pêssego e baunilha, foi altura de preparar uma compota de pêssego com laranja. A combinação ficou muito saborosa e aqui fica mais uma sugestão de compota para consumir em torradas, com iogurte natural, como recheio de tortas e bolos, e ainda para distribuir pelos amigos e familares no natal ou em qualquer outra altura do ano!

Ingredientes para cerca de 4 frascos de 250ml:

1,2kg de pêssegos (pesados depois de descascados e descaroçados)
900g de açúcar
raspa da casca de duas laranjas
sumo de 1 laranja

Preparação:

Num tacho grande coloque o pêssego partido em pedaços e o açúcar, misturando bem de modo a dissolver o açúcar. Acrescente a raspa da casca das duas laranjas e o sumo de uma laranja e leve a lume brando deixando o doce ferver até atingir o ponto de estrada (quando ao colocar um pouco de doce num pires, e o atravesar com uma colher ou com o dedo, este abrir uma estrada e mostrar-se espesso).
Triture depois o doce com a varinha mágica - se gostar - e coloque-os depois em frascos previamente esterilizados. Feche bem os frascos com o doce ainda quente e vire-os de cabeça para baixo, cerca de 30 minutos. Estão então prontos a rotular e guardar para ir consumindo ao longo do ano, ou para ir compondo os cabazes de natal. (A compota devidamente acondicionada em frascos esterilizados conserva-se mais do que um ano).

Bom Apetite!

segunda-feira, Agosto 20, 2012

Cataplana de Frango com Chouriço


Sabe sempre bem voltar a casa. Foram bons os dias na praia, houve sol, banhos de mar, grelhados na brasa, namoro e descanso. Foi bom ir às compras ao mercado, ler e ver filmes e fazer caminhadas na praia.
Vimos com a pele morena e prontos para retomar rotinas. Foram dias bons mas já se acabaram.
Ainda com sabor a férias mais uma cataplana, desta vez com frango e chouriço. E lá se continua a dar uso aos legumes dos avós - agora chegou o tempo do tomate e do pimento!

Ingredientes para 2 pessoas:

1/2 frango partido em pedaços
1 pimento vermelho
1 tomate grande maduro
1 cebola
1 dente de alho
1/2 chouriço
sal e pimenta q.b.
vinho branco q.b.
1 pé de salsa
1 malagueta seca
azeite q.b.

Preparação:

Lave o tomate e o pimento. Corte o tomate em pedaços e o pimento em tiras grossas. Corte a cebola em meias luas.
Na cataplana coloque os legumes, o alho picado e o chouriço em rodelas. Junte o frango e tempere tudo com sal, pimenta, a malagueta e a salsa picada. Regue tudo com um fio de azeite e um pouco de vinho branco.
Feche a cataplana e leve a cozinhar cerca de 35 minutos até o frango estar cozinhado. Sirva com uma salada verde e umas batatinhas fritas em cubos.

Bom Apetite!

sexta-feira, Agosto 17, 2012

Receitas de Verão: #5 Sobremesa Fresca de Gelatina e Iogurte


O verão é feito de sobremesas frescas. Principalmente gelados que são dos meus doces favoritos, mas também há oportunidade para outras coisas. E no verão querem-se coisas frescas. Por isso, esta sobremesa de gelatina com iogurte é uma boa forma de acabar uma refeição e tem a grande vantagem de se puder comer sem preocupação com a linha. Em vez de natas e leite condensado, gelatina com iogurte natural ligeiramente adoçado. Vejam lá se não há tantas  maneiras saudáveis de preparar sobremesas para o verão?

Ingredientes:

1 pacote de gelatina de laranja (ou outro sabor à escolha)
250ml de água quente
250ml de água fria
3 iogurtes naturais
3 colheres de sopa de açúcar ou adoçante em pó
limão
3 folhas de gelatina

Preparação:

Comece por preparar a gelatina de acordo com as instruções da embalagem - dissolvendo o pacote em 250ml de água quente e depois acrescentando os 250ml de água fria. Coloque depois a gelatina preparada num forma ligeiramente untada com um pouco de óleo vegetal e leve ao frigorífico até prender.
Depois da gelatina já firme, prepare a mistura de iogurte. Coloque as folhas de gelatina de molho em água fria durante 1 minuto. Entretanto misture os iogurtes com o açúcar ou adoçante e a raspa da casca de meio limão. Escorra agora as folhas de gelatina e leve-a a derreter no microondas durante 10 segundos. Junte depois a mistura dos iogurtes, com uma vara de arames, à gelatina derretida misturando bem, de modo a que fique bem incorporada e dissolvida.
Verta o preparado de iogurte sobre a gelatina que preparou anteriormente e leve novamente ao frigorífico para prender.
Desenforme cuidadosamente e sirva com fruta fresca.

Bom Apetite!

quinta-feira, Agosto 16, 2012

Receitas de Verão: #4 Salada de Salmão Grelhado com Milho e Feijão Verde


Estas receitas de verão continuam a fazer-se de saladas. Algumas mais tradicionais e convencionais. Outras um pouco diferente e adaptadas. É o caso desta salada de salmão, inspirada nas nossas saladas russas que normalmente acompanhamos com atum ou mesmo com uns filetes de pescada. Aqui há salmão grelhado, tomate fresco, milho doce e uma molho com mostarda e limão para variar das maioneses. E assim se vão fazendo estas saladas que são uma refeição completa, e lá me vou lembrando do meu amigo L. que era capaz de viver de saladas frias. (E espero que ele não seja o único a gostar das sugestões!)

Ingredientes:

2 postas ou lombos de salmão
4 batatinhas pequenas
1 latinha pequena de milho doce
100g de feijão verde
1 tomate grande
coentros frescos q.b.
1/2 cebola pequena
2 colheres de sopa de azeite
1 colher de sopa de vinagre
1 colher de sobremesa de mostarda de Dijon
1 colher de sobremesa de sumo de limão
1 pitada de açúcar
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Descasque as batatas e corte-as em cubos. Coloque-as depois num tachocom água e sal e leve-as ao lume para cozerem até ficarem macias. Arranje também o feijão verde cortanto-o em pedaços. Coza-o juntamente com as batatas assim que a água onde estas cozem levantar fervura.
Tempere as postas de salmão com um pouco de sal e pimenta e grelhe-as na chapa (ou numa frigideira anti aderente). Retire e deixe arrefecer um pouco, limpando depois o salmão de peles e espinhas, e desfazendo-o em lascas generosas.
Pique a cebola assim como os coentros frescos. Corte o tomate em cubinhos e escorra o milho.
Num prato de servir coloque as batatas e o feijão verde já cozidos e escorridos. Junte o milho, o tomate me cubos, a cebola e os coentros picados e por fim o salmão.
Numa taça misture o azeite, o sumo de limão, o vinagre, a mostarda o açúcar até estarem bem dissolvidos. Verta sobre a salada e envolva bem. Poderá servir ainda morna ou depois de fria.

Bom Apetite!

quarta-feira, Agosto 15, 2012

Receitas de Verão: #3 Salada de Alface com Pêssegos, Presunto e Parmesão


Não há dúvida que as saladas são as verdadeiras receitas de verão. Podem fazer-se de quase tudo e com quase todas as combinações. São frescas, saborosas e preparam-se em minutos. Para quem gosta de um almoço mais leve, que permita uma digestão mais rápida para assim puder ir a banhos, são quase sempre a melhor opção. São a minha primeira escolha nos almoços durante as férias, não só na praia, mas mesmo quando estou em casa.
Esta foi uma das ultimas combinações de que ficámos fãs. Presunto com pêssego já não era novidade, mas a alface e o parmesão tornam-na ainda mais especial!

Ingredientes para 2 pessoas:

50g de alface (lavada e arranjada)
2 pêssegos maduros mas ainda firmes
4 fatias finas de presunto
parmesão em lascas q.b.
2 colheres de sopa de azeite
2 colheres de sopa de vinagre balsâmico
pimenta q.b.

Preparação:

Numa taça ou saladeira coloque a alface já lavada e preparada. Descasque os pêssegos e corte-os em pequenos pedaços juntando-os à alface. Rasgue com as mãos as fatias de presunto e espalhe-as sobre a salada assim como lascas de queijo parmesão feitas com a ajuda de um descascador de legumes.
Numa tacinha misture o azeite com o vinagre e um pouco de pimenta e verta sobre a salada mesmo antes de servir.

Bom Apetite!

terça-feira, Agosto 14, 2012

Receitas de Verão: #2 Tempura de Camarão com Molho Agridoce

Este é um daqueles petiscos perfeitos de final de tarde. A massa crocante a contrastar com os camarões quentes e macios e com o molho doce e ligeiramente picante fazem um casamento quase perfeito. Preparam-se rapidamente e são uma refeição para saborear, de preferência ao ar livre na varanda, a dois ou com a mesa cheia. Para mim são uma verdadeira receita de verão que associo ao calor, às férias e à praia!

Ingredientes para 2 pessoas:

16 camarões grandes
30g de farinha de trigo
20g de amido de milho (maisena)
60ml de água bem fria
farinha de trigo para polvilhar
sal e pimenta q.b.
molho sweet chilli para servir - usei caseiro desta receita
manjericão fresco para decorar

Preparação:

Retire a casca ao camarão deixando-lhe apenas os rabinhos. Tenha também o cuidado de retirar a tripa. Tempere-os com um pouco de sal e reserve.
Entretanto misture a farinha de trigo com o amido de milho, tempere com um pouco de sal e pimenta e junte a água de modo a ficar com uma polme lisa e sem grumos. (A polme deverá parecer líquida e não grossa).
Entretanto leve uma fritadeira ao lume com óleo vegetal e deixe aquecer bem.
Passe os camarões pela farinha e, segurando-os pelo rabo passe-os depois, um a um, pela polme e coloque na fritadeira deixando fritar até ficarem dourados (é um processo bastante rápido, por isso não se descuide).
Escorra os camarões sobre papel absorvente e sirva-os, salpicados com folhas de manjericão e acompanhe com molho sweet chilli.

Bom Apetite!

segunda-feira, Agosto 13, 2012

Receitas de Verão: #1 Salada de Atum com Feijão Vermelho e Alface


Para manter a tradição, durante o periodo que vou de férias, é altura de uma pequena rubrica aqui no blogue. Este ano e durante esta semana, haverá receitas simples e saborosas para o verão. Receitas que fazem quase sempre parte das minhas ementas de praia e de férias, que não têm nada de especial, mas que merecem ser partilhadas.
Para começar uma salada de feijão e atum que é sempre um almoço ideal depois de uma manhã de praia!

Ingredientes para 2 pessoas:
(adaptado da revista "Olive" Agosto 2012 - pág. 44)

1 ovo cozido
1 lata de atum em azeite ou natural
1/2 cebola pequena
15 azeitonas pretas descaroçadas
1 pimento vermelho assado em conserva
250g de feijão vermelho cozido
50g de alface
2 colheres de sopa de vinagre de xerez ou de vinho branco
2 colheres de sopa de azeite
1/2 colher de chá de açúcar
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Numa travessa ou saladeira disponha a alface, o feijão cozido e o atum devidamente escorrido.
Pique a cebola finamente, corte o pimento em tirinhas e as azeitonas ao meio e junte-as à salada, assim como o ovo cozido partido ao meio.
Para temperar misture o azeite com o vinagre e o açúcar e deixe dissolver. Acrescente um pouco de sal e pimenta a gosto e verta sobre a salada mesmo antes de servir.

Bom Apetite!

sexta-feira, Agosto 10, 2012

Bolachinhas Recheadas com Compota


Andava com vontade de umas bolachinhas simples e delicadas para acompanharem um café no final de uma refeição, ou com um chá a meio da tarde. Há muito tempo que não fazia umas bolachinhas, por isso ignorei o calor, liguei o forno e passei uma tarde em modo "baking", porque aproveitei o forno para outras coisas uma vez que a vontade de estar de volta de formas, bolos, farinha e açúcar estava para ficar. No final, olhei satisfeita para as minhas criações, enquanto saboreava a primeira bolacha. Se vos faltarem planos para o fim de semana, e apesar do calor, podem sempre aproveitar para preparar estas bolachinhas. Ou então virem ter comigo, amanhã sábado dia 11 pelas 17h, à Feira do Livro da Ericeira onde estarei, como sempre, à vossa espera. Um bom fim de semana!

Ingredientes para cerca de 15 bolachinhas:

150g de farinha
100g de manteiga à temperatura ambiente
50g de açúcar
compota a gosto q.b. (usei de maçã com canela)
açúcar em pó para decorão

Preparação:

No robot de cozinha coloque a farinha, o açúcar e a manteiga e ligue-o até obter uma massa que se assemelha a uma areia grossa e molhada. Retire a massa do robot e amasse com as mãos até formar uma bola.
Numa superfície enfarinhada estende a massa com o rolo da massa até ficar com cerca de 0,3cm de espessura. Corte depois as bolachinhas com um cortador redondo, e em metade delas, com um cortador mais pequenino corte o buraco ao meio.
Leve as bolachas a assar num tabuleiro forrado com papel vegetal até ficarem ligeiramente douradas, em forno previamente aquecido a 180ºC, durante cerca de 10 minutos. Retire-as e deixe arrefecer.
Depois de frias espalhe um pouco de compota sobre a bolacha sem buraco e faça uma espécie de sanduiche com a bolacha que tem a abertura. Coloque um pouco mais de compota na abertura da bolacha para ficarem mais bonitas.
Polvilhe-as com açúcar em pó e guarde-as numa caixa hermética. Sirva-as com o café no final da refeição. São também um presente delicado para alguém, mas é preciso ter em atenção que, por serem recheadas não duram tanto tempo como umas bolachinhas normais e tendem a ficar amolecidas.

Bom Apetite!

quinta-feira, Agosto 09, 2012

Estufado de Legumes de Verão


Não há nada melhor do que a abundância e a variedade de fruta, legumes e vegetais que o verão nos oferece. Há sempre tanto por onde escolher, tantas cores vibrantes, tantos sabores deliciosos. Por isso é que gosto de os utilizar de todas as maneiras possíveis e imaginárias. Se por esta altura o M. refila um pouco com a sopa, já não o faz com as saladas, os legumes grelhados ou assados, nem com este estufado. Servido como um acompanhamento, com um ovo escalfado ou estrelado como um prato por si só, ou com pão acabado de cozer como uma entrada ao estilo da melhor camponata (onde aliás fui buscar a inspiração) é certamente algo a fazer para celebrar o verão!

Ingredientes para 2 pessoas:

1 courgete pequena
1 tomate
1 pimento verde
1 cebola
2 colheres de polpa de tomate
1 colher de sopa de azeite
1 dente de alho
sal e pimenta q.b.
alecrim fresco q.b.
tomilho fresco q.b.
1 colher de chá de oregãos secos

Preparação:

Lave os legumes. Descasque a cebola e corte-a em meias luas. Pique o dente de alho e corte o tomate, o pimento e a courgete em cubinhos.
Leve um tacho ao lume com o azeite e junte a cebola, deixando-a refogar um pouco. Acrescente depois o alho picado, e os restantes legumes em pedaços. Tempere de sal e pimenta e acrescente a polpa de tomate, o tomilho, o alecrim e os oregãos. Misture bem e deixe refogar em lume brando cerca de 20 minutos, acrescentando um pouco de água ou vinho branco se necessário.
Sirva quente ou à temperatura ambiente com pão fresco como entrada, ou com um ovo estrelado ou escalfado para uma refeição simples e deliciosa.

Bom Apetite!

quarta-feira, Agosto 08, 2012

Salsichas Frescas com Laranja e Erva Doce


A combinação de laranja e erva doce é muito usada em Itália, principalmente nas regiões do sul, e em pratos de carne de porco. A pensar nisso resolvi dar uma cara diferente a umas salsichas frescas que resolvi preparar para um dos nosso jantares. Não sendo grande fã destas salsichas, acho realmente que ficam especiais com este simples tempero. E sempre encontrei outra forma de as cozinhar que não grelhadas como é mais habitual.

Ingredientes para 2 pessoas:

4 salsichas frescas de porco
1 laranja
1 colher de chá de sementes de erva doce ( ou funcho)
1 colher de chá de azeite
sal q.b.

Preparação:

Cuidadosamente retire a pele às salsichas e forme pequenos pedaços de carne (também poderá fazer uma espécie de almôndegas). Num almofariz coloque um pouquinho de sal, as sementes de erva doce, a raspa de 1 laranja pequena e o azeite. Esmague ligeiramente para libertar os aromas e misture cuidadosamente à carne das salsichas.
Leve uma frigideira anti-aderente ao lume, sem gordura, e deixe aquecer bem. Cozinhe depois os pedaços de salsicha até ficarem bem dourados e cozinhados, virando-os de vez em quando.
Retire para o prato de servir e salpique com um pouco mais de raspa de laranja. Sirva com uma salada verde e um pouco de arroz ou salada de batata.

Bom Apetite!

terça-feira, Agosto 07, 2012

Salada de Courgete Grelhada com Amêndoas


Não há nada a fazer... Primeiro foram as ameixas. Depois os pêssegos. Agora são as courgetes que são tantas que, para além das que foram partilhadas (sim, eu partilho o que os meus avós me dão!)  e de algumas que já estão devidamente acondicionadas no congelador, ainda há outras que vão acabando nas mais diversas preparações culinárias.
Só um pequeno esclarecimento para não haver mal entendidos. A maior parte das coisas que os meus avós me dão, quando em abundância, são também partilhadas com os meus amigos e outros familiares. Pensava eu que não havia necessidade de aqui esclarecer coisa tão simples e irrelevante para a vida dos leitores, mas parece que há quem se sinta no direito - por este blogue ser publico - de me questionar acerca da minha generosidade ou aparente falta dela. Pois aqui fica o esclarecimento para as anteriores e futuras ofertas dos meus avós, e espero que os corações aflitos com a minha aparente falta de boa vontade e partilha fiquem mais sossegados.
Pois as courgetes que sobraram de tal partilha pelos amigos (assalta-me agora a dúvida se não as devia ter dado todas em vez de ter guardado algumas para mim...) transformaram-se numa saborosa salada de courgete grelhada salpicada com ervas frescas e amêndoa torrada. Um acompanhamento diferente para carnes grelhadas e uma outra maneira de comer as courgetes.

Ingredientes para 2 pessoas:

2 colheres de sopa de azeite
1 courgete média
1 limão pequeno
3 colheres de sopa de amêndoa laminada previamente torrada numa frigideira
salsa q.b.
hortelã q.b.
1 dente de alho
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Lave bem a courgete e retire-lhe as extremidades. Corte-a depois em rodelas de cerca de 0,5cm e tempere com um pouco de sal. Leve-as depois a grelhar numa frigideira anti-aderente ou numa chapa até ficarem marcadas de ambos os lados, mas não as deixe cozinhar demasiado para que fiquem ainda crocantes.
Coloque depois as courgetes grelhadas numa travessa de servir e tempere com um pouco mais de sal, pimenta e a raspa de limão. Pique a salsa, o alho a e a hortelã e polvilhe sobre as courgetes. Regue com o azeite e termine com as amêndoas laminadas.
Sirva como uma entrada ou como acompanhamento de um churrasco.

Bom Apetite!

segunda-feira, Agosto 06, 2012

Tomate Recheado com Dip de Atum


Enquanto os dias de praia não chegam - está quase - cá por casa continua a haver jantares com amigos, conversa e bons momentos. Preparam-se coisas mas leves e frescas para festejar o verão que estamos a ter, e dá-se maior importância aos legumes, frutas e vegetais que chegam cá a casa.
Com o TB e a MJ a virem jantar cá a casa, iniciou-se a refeição com uns simples tomates recheados com atum. Rápido de preparar, saboroso e saudável, que tanto servem de entrada como de refeição ligeira para dias de praia. Um clássico sempre muito actual!

Ingredientes para 4 pessoas (como entrada):

4 tomates médios e redondos
1 lata de atum em azeite ou natural
2 colheres de sopa de maionese (usei magra)
4 colheres de sopa de iogurte natural
1/2 cebola pequena
pickles q.b.
azeitonas pretas descaroçadas q.b.
sal e pimenta q.b.
salsa picada

Preparação:

Lave bem os tomates e com uma faca afiada retire-lhes uma pequena tampa. Com uma colher pequena escave o interior do tomate retirando todas as sementes e de modo a ficar com uma pequena caixinha. Vire-os ao contrário e deixe-os escorrer sobre papel absorvente.
Entretanto prepare o recheio. Escorra o atum e coloque-o numa taça. Pique a cebola, a salsa, as azeitonas e uns poucos pickles e junte-os ao atum. Acrescente a maionese e o iogurte natural e envolva bem até ficar com uma pasta não muito líquida. Tempere com um pouco de pimenta e, se necessário um pouco de sal. Envolva bem e recheie os tomates com esta mistura.
Decore com uma azeitona e salsa picada e leve ao frigorífico até servir.

Bom Apetite!

sexta-feira, Agosto 03, 2012

Bolo "up side down" de Ameixa Amarela


Eu sei que isto se está a tornar um bocado repetitivo. Mas o que posso eu fazer? As frutas e os legumes vão chegando cá a casa e eu tenho que cozinhar com eles. Mesmo que isso implique descobrir as 1001 maneiras de utilizar pêssegos e ameixas, courgetes, espinafres e feijão verde. Desta vez foram as ultimas ameixas que vieram de casa dos avós e estavam desesperadamente a precisar de ser consumidas.
Saiu um bolo preparado em minutos, mas que eu achei maravilhoso porque tem uma ligeira acidez dada pelas ameixas que se mistura com o bolo amanteigado. Uma receita que pouco ou nada tem de novo e que se faz tantas vezes cá por casa utilizando a fruta que está a precisar de ser comsumida. Desta vez umas ameixas amarelas e um bolo para fazer no fim de semana. Mesmo se estiver de férias.

Ingredientes:

350g de ameixas descascadas, sem caroços e partidas em pedaços
3 ovos
125g de manteiga
125g de farinha
125g de açúcar + para polvilhar

Preparação:

Unte muito bem uma forma redonda e forre-a com papel vegetal untando-o também. Polvilhe depois generosamente com açúcar e cubra com as ameixas já partidas em pedaços.
Misture depois a manteiga com o açúcar, os ovos inteiros e a farinha e coloque sobre a mistura das ameixas
Leve a forno moderado 180ºC durante 30 minutos ou até o bolo estar cozido. Deixe arrefecer ligeiramente antes de desenformar.
Bom Apetite!

quinta-feira, Agosto 02, 2012

Pataniscas de Pescada com Espinafres


Os avós vieram mais uma vez carregados de coisas boas. As courgetes que já são tantas, pepinos, os primeiros tomates, limões, cebolas, abrunhos, ainda mais pêssegos, feijão verde, alfaces, couve para caldo verde e espinafres.
O frigorífico está cheio de fruta e legumes caseiros e as receitas e refeições vão sendo feitas ao sabor dos ingredientes que temos em abundância. As saladas de alface com espinafres frescos têm sido o meu acompanhamento de eleição, mas com os espinafres preparei também umas simpáticas pataniscas de pescada e espinafres que estavam muito boas. Apesar de não terem nada que saber aqui fica a sugestão.

Ingredientes para cerca de 12 pataniscas:

1 ovo
120g de farinha
1 pé de salsa
1/2 cebola pequena
100ml da água de cozer a pescada, ou leite ou cerveja
2 postas de pescada previamente cozidas
100g de espinafres frescos previamente cozinhados e bem escorridos
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Limpe as postas de pescada de peles e espinhas e reserve. Pique finamente a cebola e a salsa picada.
Numa taça coloque a farinha, a salsa e a cebola picada, o ovo e o leite e misture bem até ficar com uma mistura lisa e sem grumos. Acrescente depois a pescada desfiada, os espinafres bem escorridos e picados e tempere com um pouco de sal e pimenta. Misture bem.
Leve um frigideira ao lume com óleo vegetal, deixe aquecer bem o óleo e frite colheradas de massa até ficarem douradinhas. Escorra sobre papel absorvente.
Sirva as pataniscas com uma salada e, se gostar com um pouco de arroz de feijão.

Bom Apetite!

quarta-feira, Agosto 01, 2012

Chutney de Pêssego com Gengibre e Malagueta


Parece que é propositado, depois de um início de semana com receitas de sabores indianos, colocar aqui um chutney.Mas é mais coincidência do que propositado.
Os pêssegos continam a chegar cá a casa. Os dos avós, depois dos sogros e agora novamente dos avós. Muitos, mesmo muitos. Tem havido muitos gelados e sumos. Há vários sacos de polpa de pêssego no congelador. Já fiz compota mais do que uma vez. Agora foi a vez de preparar um chutney, porque não deixo de pensar nas potencialidades de transformar o que me dão em pequenos mimos para os cabazes de natal. E porque não gosto de deixar estragar o que tenho, oferecido ou não.
Assim saíram uns frascos de chutney que eu sei bem a quem vão agradar... E assim não desperdiço, e vou calmamente preparando o meu natal. Feito em casa, por mim e com amor.

Ingredientes para cerca de 4 frascos de 230ml:
(adaptado de "Gifts from de Kitchen", Annie Rigg - pág. 106)

2 cebolas
3 dentes de alho
1 malagueta vermelha "chilli"
1 pedaço de raiz de gengibre fresca (cerca de 4 cm)
1 maçã
1 lima
1,2 kg de pêssego (pesado depois de descascado e descaroçado)
1 colher de chá de cardamomo em pó
1 colher de chá de fenogrego em pó (à venda em lojas de produtos indianos - opcional)
1 colher de chá de coentros em pó
2 colheres de chá de sementes de mostarda pretas
1 pau de canela
1/2 colher de chá de curcuma (acafrão das índias)
350ml de vinagre de vinho branco
200g de açúcar amarelo
200g de açúcar
1 colher de chá de sal

Preparação:

Pique as cebolas, a malagueta e dentes de alho finamente e coloque-os num tacho. Acrescente o gengibre ralado a maçã descascada e cortada em pequenos pedaços, assim como os pêssegos.
Acrescente as especiarias em pó, as sementes de mostarda e o pau de canela e misture bem. Junte o vinagre e o sal e leve a cozinhar em lume brando, mexendo de vez em quando, até a maçã e os pêssegos estarem macios. Acrescente depois os açúcares e deixe cozinhar cerca de 30 minutos até a mistura ter engrossado e reduzido e a fruta estar macia mas ainda em pedaços.
Junte depois o sumo da lima e misture bem. Retire do lume, tire o pau de canela e coloque o chutney ainda quente em frascos de vidro previamente esterilizados. Feche bem e coloque-os virados para baixo durante 30 minutos para criarem um vacuo natural.
Deixe o chutney desenvolver os seus sabores pelo menos durante 1 mês antes de consumir.
Guarde num local escuro e seco até consumir. (Conservam-se pelo menos durante 1 ano)
Perfeito para acompanhar carnes assados e servir com queijos ou pratos de comida indiana.

Bom Apetite!

Poderá também gostar de:

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin