Curd de Limão e Maracujá


Quando te pedem para levares uma sobremesa para um almoço e tu te decides por uma pavlova. A decisão foi muito simples, até porque tinha claras congeladas para gastar. O problema foi decidir o topping da pavlova. Ainda pensei nas natas e em morangos balsâmicos, mas depois de ir à frutaria, e de ver os maracujás com tão bom ar, decidi que o topping seria um curd de limão e maracujá.
Acabei depois por terminar a pavlova com as natas, o curd e ainda mais polpa de maracujá fresco, framboesas e hortelã do jardim. Fico fresca, digna de uma sobremesa de verão e deliciosa!
Depois de muitos pedidos, partilho a receita do curd (podem encontrar já por aqui a receita de pavlova com todas as indicações para que saia sempre bem!)

Ingredientes para 1 frasco grande

4 ovos
100g de manteiga amolecida
150g de açúcar
1 limão
4 maracujás grandes

Preparação:

Num tacho junte a manteiga amolecida com o açúcar e os ovos, misturando bem. Acrescente depois a raspa da casca do limão e o seu sumo, assim como a polpa dos 4 maracujás (se não gostar de ver as sementes pode coar). Misture tudo bem e vigorosamente.
Leve o tacho a lume brando, e sem sem parar de mexer, deixe cozinhar até o creme engrossar e ficar homogéneo.
Retire e deixe arrefecer completamente antes de utilizar.
Aguenta vários dias no frigorífico e se preferir poderá congelar. Utilize em pavlovas, em cobertura e recheio de bolos e bolachas, como “dip” acompanhado de frutos vermelhos e bolachinhas, recheio de crepes, cobertura de cheesecakes....


Bom Apetite!

5 comentários :

  1. Estava muito curiosa com esta mistura que acho deliciosa. A juntar a uma Pavlova será com certeza excelente. A experimentar proximamente. Bjinho. Roda Pinto

    ResponderEliminar
  2. Élia Maricato14:01

    Olá Joana! Obrigada pela partilha. Só gostava de saber mais ao certo que quantidade rende. Quando fala em "frasco grande", isso é mais ou menos que volume? Desde já obrigada e continuação de bom trabalho =)

    ResponderEliminar
  3. Anónimo13:21

    O curd de limão é feito em banho-maria, muito lentamente, até atingir o ponto. A receita foi-me dada por uma senhora inglesa

    ResponderEliminar
  4. Anónimo14:27

    Muito obrigada pela partilha!
    Tinha ficado curiosa com ele, pois é uma combinação bastante aromática.
    Com ou sem pavlova, será para experimentar!

    Um grande beijinho,
    Sara Oliveira

    ResponderEliminar

Imprimir