Espetadas de Lulas e Chouriço



Há uns anos atrás, eu era a pessoa que não comia lulas grelhadas. Mas o nosso paladar também se educa, e passei a comer e a comer com gosto!

Apesar do verão estranho que 2021 nos está a fazer chegar, os fins de semana aqui por casa continuam a ter churrascos: de sardinhas, frango, picanha, bacalhau, peixe e carne no geral. E desta vez aventuramo-nos numas espetadas de lulas que ficaram deliciosas. Fica a partilha.


Ingredientes para 4 pessoas:


1kg de lulas

1 chouriço de carne

1 pimento vermelho

1 cebola roxa pequena

1 cebola normal pequena


sal, pimenta

sumo de limão

azeite q.b.


Preparação:


Corte as lulas em argolas, os pimentos em cubos, o chouriço em rodelas, as cebolas em quartos.

Use espetos metálicos ou em alternativa de bambu (que para não queimarem devem estar de molho em água alguns minutos antes de usar).

Forme depois as espetadas colocando alternadamente pedaços de lulas, chouriço, pimento e cebola até terminar todos os ingredientes.

Coloque as espetadas num recipiente e tempere de sal, pimenta, sumo de limão e um fio de azeite.

Grelhe-as depois no churrasco ou em alternativa num grelhado elétrico ou na chapa no fogão até ficarem cozinhadas.

Sirva simples ou pincele com um molho de azeite, alho e salsa.

Acompanhe com salada e batata cozida.


Bom Apetite!


Pataniscas de Sobras de Sardinha com Maionese Picante



Quem nunca ficou com sobras de sardinhas assadas sem saber o que lhes fazer?

Pois bem! Já me aconteceu muitas vezes. E como aqui em casa nada se perde, tudo se transformas, as pobres das sardinhas assadas, depois de frias, limpas da maioria das peles, espinhas, tripa e cabeça, acabam numas belas pataniscas!

E olhem que ficam “daqui”!

Desta vez, como os fritos não são suficientes sozinhos, ainda juntei uma bela maionese picante. E ficou ainda melhor!


Ingredientes:


200g de sobras de sardinha assada, limpa o melhor possível de peles, espinhas, tripa e cabeça

1 cebola pequena

salsa picada q.b.

 1 ovo

4 ou 5 colheres de sopa de farinha

sal e pimenta q.b.

água com gás q.b.


Maionese Picante:


75g de maionese caseira ou de compra

picante ou flocos de malagueta a gosto

1 colher de chá de alho em pó



Preparação:


Numa taça coloque as sardinhas. Junte a cebola finamente picada, assim como a salsa, a farinha e o ovo e tempere de sal e pimenta. Misture bem. Vá juntando depois aos poucos a agua com gás, de modo a ficar com uma massa espessa, que seja possível fritar em colheradas. Se achar necessário junte um pouco mais de farinha ou de água gaseificada de modo a ficarem com a consistência pretendida.

Leve depois uma frigideira ao lume com óleo vegetal ou azeite e deixe aquecer. O óleo não deve estar demasiado quente. Coloque colheradas de massa, deixando fritar de ambos os lados lentamente até que fiquem douradas.

Escorra sobre papel absorvente e repita até esgotar a massa.

Para a maionese picante misture os ingredientes numa taça e sirva depois juntamente com as pataniscas.


Bom Apetite!


Salada de Couscous e Grão de Bico com Frango Cajun



Adoro couscous e saladas de couscous e são sempre uma óptima refeição nesta altura do ano, pois podem entrar na categoria de saldas frias e frescas para comer depois da praia.

Podem fazer em quantidade e ter no frigorífico alguns dias e assim desenrascar sem dificuldade um almoço ou uma marmita rápida para o trabalho, além de serem perfeitas para aproveitar sobras e restinhos de frigorífico.

Desta vez uma versão bem simples, e com uns bifinhos de frango com tempero cajun para manter o tema mais exótico da refeição!


Ingredientes para 4 pessoas:


1 chávena de couscous

sal e pimenta q.b.

1 colher de chá de alho em pó

1 colher de sobremesa de azeite

1 molinho de coentros

1 tomate

1/2 pepino

200g de grão de bico cozido

raspa da casca de 1 limão

4 bifinhos de frango

1 colher de sopa bem cheia de tempero cajun (se não encontrarem à venda usem uma mistura de colorau, pimenta, alho e ervas secas)


Preparação:


Numa taça colocar os couscous. Juntar sal e pimenta, o azeite, o alho em pó e 1 chávena de água a ferver. Misturar com um garfo e tapar com uma tampa ou prato, e deixar hidratar 5 minutos.

Entretanto picar os coentros, e cortar em cubinhos o tomate médio e o pepino. Escorrer o grão de bico cozido.

Assim que os couscous estiverem hidratados, soltar com a ajuda de um garfo e envolver o tomate, pepino, coentros e grão de bico, e juntar um pouco de raspa de limão. Colocar no prato de servir.

Temperar depois os bifes de frango finos com sal e tempero cajun e levar a cozinhar numa frigideira ou chapa quente com um fio de azeite, até ficarem ligeiramente dourado. Retire os bifes e corte-os em tiras e disponha sobre a salada de couscous.


Bom Apetite!


Caril de Beringela, Batata Doce e Lentilhas



Caril é para mim, além de uma verdadeira comida de conforto, uma forma de cozinhar praticamente tudo e de se poderem aproveitar os mais variados alimentos. Desde o tradicional caril de frango, ao caril de camarão. Mas usar leguminosas e legumes para fazer caril, é uma deliciosa forma de incorporar as refeições sem carne nem peixe nas nossas ementas semanais.

Desta vez com beringela, batata doce e as deliciosas lentilhas!

Espero que gostem!


Ingredientes para 4 pessoas:


150g de lentilhas coral

1 beringela

1 batata doce laranja (média)

1 cebola

2 dentes de alho

1 colher de chá de gengibre fresco ralado

2 colheres de sopa de polpa de tomate

sal q.b.

1 colher de sopa de azeite

2 colheres de sopa de pó de caril

1 malagueta seca (opcional)

água q.b.

250ml de leite de coco (de lata)


Preparação:


Pique finamente a cebola e os dentes de alho e leve-os ao lume juntamente com o azeite e o gengibre, deixando refogar um pouco. Junte depois o pó de caril e envolva bem, deixando as especiarias cozinharem. Se estiver a agarrar ao tacho, junte uma ou duas colheres de sopa de água e deixe cozinhar esta pasta mais um pouco. Junte depois a polpa de tomate e envolva bem. Continue a cozinhar esta pasta em lume muito brando.

Entretanto descasque a batata doce de corte-a em cubos pequenos. Descasque também a beringela, com a ajuda de um descascador e corte-a também em cubos. (Eu gosto de descascar a beringela porque acho que a ajuda a não ser tão amargosa).

Junte agora as lentilhas à mistura do tacho, assim como a batata e a beringela em cubos e cubra com um pouco de água e tempere de sal e junte a malagueta se usar. Deixe cozinhar uns 15 minutos em lume brando, mexendo de vez em quando, de modo a que tudo coza e a água vá sendo absorvida, e as lentilhas se forem transformando numa espécie de papa.

Ao fim desse tempo, junte o leite de coco, envolva bem e deixe acabar de cozinhar. 

Sirva polvilhado com coentros frescos e acompanhe com um pouco de arroz basmati.

(Os mais gulosos podem ainda juntar um ovo cozido!)


Bom Apetite!

Granola sem Açúcar e sem Gordura



Já diz o ditado que a conversa é como as cerejas! Começamos e é quase impossível parar. Basicamente foi o que me aconteceu e esta granola é a combinação de uma conversa com o excesso de fruta a precisar de ser consumida e com uma outra utilização para o puré de  fruta que costumo fazer para comermos com iogurte.

A receita original é da Carla, do Free Green Cook (https://www.instagram.com/p/CRW4eO1i3FE/) e foi também da conversa com ela que surgiu uma outra forma de adoçar e fazer a granola.

Por vezes estamos tão habituados a usar gordura para cozinhar que nem nos apercebemos que, em algumas preparações, ela nem faz muita diferença.

É o caso da granola. Quanto ao açúcar, se forem muito gulosos, vão achar diferença de ser adoçada com puré de fruta ou com açúcar ou mel. Mas depois de juntarem passas, figos, tâmaras ou alperces à granola fria, e se comerem com fruta fresca e iogurte, garanto que não se nota!

Pelo menos eu gostei bastante e adoro com iogurte e mais puré de fruta ou fruta fresca.


Ingredientes para 1 frasco grande:


500g de flocos de aveia de preferência grossos

150g de frutos secos a gosto grosseiramente picados (amêndoas, avelãs, cajus….)

150g de mistura de sementes (sésamo, girassol, abóbora…)

1 colher de chá de canela em pó

1 colher de chá de gengibre em pó

30ml de sumo de laranja natural

200ml de puré de fruta caseiro (só fruta cozinhada e triturada)


100g de passas, alperces, figos, tâmaras grosseiramente picados


Preparação:


Numa taça coloque os flocos de aveia, os frutos secos, as sementes, a canela e o gengibre, o sumo de laranja e o puré de fruta e misture bem até tudo estar bem envolvido. 

Coloque depois no tabuleiro do forno previamente aquecido a 180°, durante 35 a 45 minutos, e misturando a cada 5 ou 10 minutos para não queimar e tostar uniformemente.

ao fim desse tempo retire e deixe arrefecer completamente. 

Misture depois a fruta seca  (passas, figos etc) a gosto envolvendo bem e guarde depois em recipientes herméticos.


Bom Apetite!


Esparguete com Molho de Espinafres



Falta menos de 1 mês para ir de férias. Mas de qualquer maneira um dos meus “exercícios” favoritos já está em marcha. Gastar tudo o que anda pela arca congeladora para a poder limpar e desligar quando formos de férias, e dar também uso aqueles restinhos e ingredientes com menos uso na despensa. O mote agora é quase só comprar o essencial e tentar fazer o máximo possível com as imensas coisas que até tenho em casa.

Apesar de não ser bem esse o motivo desta receita, acabou com um pacote de espaguete, e agora não vou comprar mais, para gastar as outras massas que cá estão em casa. E servir também para gastar um pacote de crème fraiche que tinha congelado e um molho enorme de espinafres que veio no cabaz da semana passada!

E foi também a nossa refeição sem carne nem peixe desta semana!


Ingredientes para 4 pessoas:


300g de esparguete

300g de espinafres frescos (aproximadamente)

1 colher de sopa de azeite

3 dentes de alho

sal e pimenta q.b.

200g de crème fraiche, mas podem usar natas ou versão de natas vegetais


Preparação:


Descasque e lamine os dentes de alho. Leve uma frigideira ao lume com o azeite, junte o alho e deixe começar a fritar. Junte depois os espinafres já lavados e deixe murchar, envolvendo no azeite e alho. Tempere de sal e pimenta a gosto e deixe cozinhar.

Coloque depois a mistura de espinafres no copo da liquidificadora ou do robot de cozinha ou da varinha mágica e junte o creme fraiche  ou as natas e triture tudo até obter uma mistura homogénea.

Entretanto coza o esparguete em água abundante e sal, e escorra assim que ficar al dente, guardando um pouco de líquido da cozedura da massa.

Coloque a mistura de espinafres num tacho e deixe aquecer e rectifique, se necessário de sal e pimenta. Junte depois o esparguete cozinhado e envolva bem no molho de espinafres, Junte depois um pouco do líquido da cozedura, se necessário, para ajudar a soltar o molho.

Sirva de imediato, se gostar com um pouco de queijo parmesão por cima.


Bom Apetite!


Queques de Mirtilos



O Zé Maria pediu-me, no final do ano lectivo, se podíamos dar umas bolachinhas feitas por nós à professora, já que ela tinha gostado muito das que tínhamos oferecido no Natal. Pediu-me também se podíamos dar uma flor, “porque tu gostas de flores mamã, e a professora também deve gostar, não é?”

Escolhi um vasinho de violetas para a professora e em vez de bolachas oferecemos uma caixinha com queques de mirtilos. Parece que acertámos, porque descobrimos assim que as flores preferidas da professora eram as violetas e recebemos uma mensagem simpática a agradecer o gesto, os mimos e a pedir para partilhar a receita.

Acredito sempre que “quem dá amor, recebe amor”, e os professores dão amor todos os dias aos nossos filhos. Acredito que “cozinhar é uma forma de amar os outros”, e gosto de demonstrar desta forma o meu agradecimento pela dedicação, esforço e compromisso não só desta professora, mas também de todos os outros. 

Acredito também que passo a mensagem aos meus filhos. De Amar e Agradecer. 


Ingredientes para cerca de 12 a 18 queques (depende dos tamanhos das formas):

(adaptado de uma receita de “Confeitaria Hummingbird - Receitas de sonho, página 122)


360g de farinha sem fermento

370g de açúcar em pó

2 colheres de chá de fermento em pó

1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio

375ml de buttermilk (se não encontrar buttermilk à venda, poderá utilizar 275ml de leite meio gordo ao qual juntou 1 colher de sopa de sumo de limão. Deixe repousar uns 15 minutos e use essa mistura)

1 ovo

1/2 colher de chá de essência de baunilha

70g de manteiga derretida mas sem estar quente

250g de mirtilos



Preparação:


Numa taça junte a farinha, o açúcar, o fermento e o bicarbonato de sódio. Misture e reserve.

Noutro recipiente junte o buttermilk, o ovo, a baunilha e misture com a ajuda de uma batedeira ou robot de cozinha até ficar bem ligado.  Acrescente depois, aos poucos a mistura de farinha e açúcar e continue a bater até que todos os ingredientes estejam ligados.

Acrescente depois a manteiga derretida e misture até estar incorporada. e bata tudo até obter uma massa consistente e homogénea,

Por fim acrescente os mirtilos e envolva-os cuidadosamente à mão, com a ajuda de uma colher de pau.

Forre as formas de queques com forminhas de papel e com a ajuda de uma colher encha as formas até dois terços de capacidade e leve ao forno previamente aquecido  180ºC durante cerca de 30 minutos ou até os queques estarem cozinhados e a massa fofo ao toque.

Deixe arrefecer ligeiramente e coloque-os depois numa grelha apara que arrefeçam completamente.


Bom Apetite!


Imprimir