Pão de Ló com Laranja


Tenho gostado muito do livro de bolos da Rita Nascimento (La Dolce Rita), e tenho algumas amigas que também têm o livro e volta e meia lá me estão a dizer “tens de experimentar o bolos x, que é maravilhoso”! Basicamente todas me disseram para experimentar a receita do pão de ló da Avó. Eu não sou grande fã de pão de ló, e não estava mesmo para experimentar, mas a insistência deixou-me curiosa e levou a melhor de mim, e portanto lá meti pernas ao caminho, ou melhor, mãos à obra e lá fiz o pão de ló! Apesar de não ter ficado perfeito (abateu ligeiramente num dos lados), todos que o comeram gostaram bastante. Eu... bem, é bom, mas continuo sem ser fã de pão de ló! Mas recomendo que façam, porque teve mesmo muitos e variados elogios.
Ingredientes:
(in “Um bolo por semana” - Rita Nascimento, página 45)

4 ovos
250g de açúcar
1 laranja
125g de farinha
25ml de leite
1/2 colher de chá de fermento

Preparação:

Bata as gemas com o açúcar , a raspa da laranja de o leite até obter uma mistura leve e esbranquiçada.
Misture depois a farinha com o fermento. 
Bata depois as claras em castelo e envolva-as suavemente no preparado.
Coloque a misture numa forma untada e polvilhada com farinha e leve a cozinhar em forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 40 minutos ou até o bolo estar cozinhado.
Retire do forno, desenforme e deixe arrefecer sobre uma grelha.


Bom Apetite!

Couves de Bruxelas Estufadas com Tomate


Não me restam dúvidas que as receitas de legumes enquanto acompanhamento, são as que os meus leitores acabam mais por me pedir. É muito bom saber isso. Quer dizer que, ao verem as minhas partilhas diárias das nossas refeições em família, ficam curiosos com os legumes e vegetais que preparo, e que de alguma forma aos poucos mudamos um pouco a mentalidade de que os vegetais são um pequeno acompanhamento, e só se servem cozidos e e saladas. Eu acredito, e cada vez mais há indicadores que o comprovam, que os produtos hortícolas devem ter um papel cada vez maior e mais importante na nossa alimentação, e devem mesmo ser a nossa base. Não quero com isto dizer - porque não faz parte dos meus planos - deixar de comer carne, peixe, ovos e lacticínios. Mas cada vez mais importante percebermos que o papel dos produtos vegetais tem de ser mais um papel principal e não secundário, e que é a carne ou o peixe que devem funcionar como acompanhamentos....
Eu gosto muito de couves de bruxelas, e tenho-as encontrado frescas com alguma facilidade. Apesar de as adorar assados no forno - numa receita que já aqui partilhei - decidi desta vez fazer estufadas num simples molho de tomate. Fiz para acompanhar um caril rápido de peito de frango, e no dia seguinte comi as sobras destas couves com sobras de quinoa, e posso dizer que foi uma refeição igualmente deliciosa!
Aqui fica a receita e as sugestões.

Ingredientes para 4 pessoas:

350g de couves de bruxelas frescas
sal e pimenta q.b.
2 dentes de alho
1 cebola
azeite q.b.
1 folha de louro
1 lata pequena de tomate pelado

Preparação:

Lave e corte as couves de bruxelas ao meio e reserve.
Entretanto pique a cebola e os dentes de alho e leve num tacho ao lume, com um pouco de azeite e uma folha de louro. Deixe a cebola refogar e acrescente a lata de tomate pelado, com o tomate previamente picado ou triturado. Tempere de sal e pimenta e deixe levantar fervura. Acrescente depois as couves de bruxelas e envolva bem. Assim que começar a ferver, reduza para o mínimo, tape e deixe cozinhar em lume brando, até que as couves estejam macias.
Sirva como mais gostar!


Bom Apetite!

Lombinhos de Porco com Mostarda


Os sábados de manhã são sempre muito animados aqui por casa. Os miúdos normalmente querem ovos ou panquecas ou waffles ou batidos, ou tudo para o pequeno almoço. Entre atender os pedidos deles e despachar o almoço, às vezes tenho mesmo a sensação que passei a manhã na cozinha. É por isso que não há mesmo nada melhor do que coisas que consiga preparar no forno, porque me libertam logo de uma parte d cozinhar para poder estar com eles a fazer outras coisas. Além disso, a desculpa de um forno quente é sempre perfeita para aproveitar e fazer um bolo para o fim de semana ou uma sobremesa ou umas bolachas...
Há imenso tempo que não cozinhava uns lombinhos de porco, e pareceu-me que com mostarda e uns legumes à mistura tinham tudo para ficarem bem. 

Ingredientes para 4 pessoas:

2 lombinhos de porco pequenos
2 colheres de sopa de mostarda (usem a da vossa preferência!)
sal e pimenta q.b.
alho em pó q.b.
1 cebola
2 cenouras pequenas
azeite q.b.
oregãos secos q.b.

Preparação:

Coloque os lombinhos de porco num tabuleiro que possa ir ao forno e à mesa e tempere com sal, pimenta e o alho em pó. Barre depois muito bem os lombinhos com a mostarda. Entretanto descasque a cebola e as cenouras, Corte a cebola em meias luas e as cenouras em pedaços não muito grandes e coloque tudo de volta dos lombinhos. Tempere também com um pouco de sal, tempere com os oregãos e regue tudo com um fio de azeite.
Tape com papel de alumínio e leve ao forno pre aquecido a 180ºC durante cerca de 35 minutos. Ao fim desse tempo retire o papel de alumínio, aumente a tempeartura para 200ºC e deixe cozinhar mais 10 minutos.
Deixe repousar um pouco antes de fatiar o lombinho.
Sirva com batatas assadas e uma salada verde.


Bom Apetite!

Torta de Legumes Recheada de Quejo e Presunto


Acho que nunca me tinha lembrado de fazer uma torta de legumes. Mas assim que dei com os olhos nesta receita decidi que tinha de fazer. Recheei com o que a receita pedia, mas o recheio pode ser outra coisa qualquer. Já me lembrei de como deve ficar bom com frango desfiado, e até atum ou bacalhau.
De qualquer maneira esta versão é muito simples de preparar e ficou mesmo deliciosa. Até os miúdos gostaram da “omelete”.
Fica a ideia.

Ingredientes:
(adaptado da Revista Bimby, Momentos de Prtilha, Feve de 2020, página 13)

100g de queijo ralado
250g de couve flor
150g de courgete
100g de cenoura
1 cebola cebola
2 dentes de alho
5 ovos
sal e pimenta q.b.
6 fatias de presunto
6 fatias de queijo

Preparação:

Triture a courgete e coloque-a num escorredor, aperte e deixe escorrer a maior quantidade de água que conseguir.
Triture depois a couve flor juntamente com a cenoura, a cebola e os dentes de alho até ficar uma espécie de migalhas grossas (na bimby 6 segundos velocidade 5)
Junte depois a cougete bem escorrida, o queijo e os ovos batidos, Tempere de sal e pimenta e misture bem.
Coloque num tabuleiro forrado com papel vegetal e leve ao forno previamente aquecido a 200ºC durante cerca de 20 minutos ou até estar cozinhada.
Deseneforme, recheie com o queijo e o presunto, e com a ajuda do papel vegetal enrole a torta.
Leve novamente ao forno mais 10 minutos para o queijo do recheio derreter.
Sirva com uma salada verde.


Bom Apetite!

Manteiga 100% Amendoim


Já sabem que gosto de fazer em casa tudo aquilo que puder em vez de comprar. Claro que há dias e dias, semanas e semanas. E a frase do “nem sempre, nem nunca” é um dos meus lemas, mas gosto muito das minhas versões caseiras dos produtos que habitualmente consumimos.
Há muito que faço manteiga de amêndoa em casa, que é a minha preferida, mas os miúdos gostam mais de manteiga de amendoim, e eu compro uma que é, para mim, a melhor do mercado, 100% amendoim e biológica, da Biomit (compro em lojas de produtos naturais ou no El Corte Inglés)
Mas é daquelas coisas que nem eu percebo porque não faço também em casa. Tinha decidido que quando o frasco que andava cá por casa acabasse, que faria a manteiga em casa. E assim fiz. Comprei o amendoim descascado e já torrado, sem sal - está nos supermercados ao pé do outro salgada e temperado, basta procurar pelo que diz sem sal, e ao chegar a casa foi só triturar e uns minutos depois já tinha a  manteiga de amendoim pronta.

Ingredientes para 1 frasco:

400g de amendoim descascado, torrado e sem sal

Preparação:

Coloque o amendoim no robot de cozinha. Eu usei a Bimby e programei 7 minutos e velocidade 6,5. Se usarem a bimby ou semelhante, não aconselho a quantidades menores do que 400g para fazerem manteigas de frutos secos, porque fica a maior parte do produto debaixo da lamina e nas paredes dos copos e é preciso estar constantemente a empurrar para baixo, para além de não ficar tão bem triturada e cremosa. Com esta quantidade não paro para mexer sequer.
Se não têm bimby, podem usar outro tipo de processador que tenham. Vai demorar muito mais tempo, e vão ter que parar algumas vezes porque os motores desses pequenos equipamentos não são tão potentes e queimam com facilidade. Assim que notarem que está a ficar o equipamente muito quente, parem uns minutos e depois recomecem.
o processo de fazer manteigas de frutos secos nesses pequenos equipamentos pode demorar até 20 minutos ou mais. Mas não desistam por pensar que ficou uma pasta. Antes de de transformarem em “manteigas”, os frutos passam por algumas transformações, Primeiro picados, cada vez mais pequenos, depois uma pasta grossa, e só depois de se continuar a emulsionar essa pasta é que os óleos naturalmente presentes nos frutos secos se começam a transformar em manteiga. O problema é mesmo poderem queimar o motor desses equipamentos, por isso, se quiserem mesmo fazer, tenham paciência e vão parando quando necessário.
Depois de pronto basta colocar a manteiga de amendoim num frasco de vidro e irem consumindo até acabar. Eu pessoalmente não guardo no frigorífico.


Bom Apetite!

Torta de Amêndoa e Laranja


A receita da torta de amêndoa e laranja da festa de anos da Benedita e que foi das receitas que mais me pediram para partilhar, aparece hoje finalmente no blogue.
Descobri esta receita a folhear as antigas Teleculinárias da minha mãe, algo que gosto muito de fazer. Curioso como encontro sempre imensas receitas muito actuais e deliciosas, e que mais de 40 anos depois podem figurar em qualquer mesa. E adoro as fotografias datadas, os textos, as explicações. E acho que já não se fazem revistas de culinária com ideias e receitas como aquelas....
Esta receita foi publicada em 1977. Trago-a hoje de volta.

Ingredientes

300g de açúcar
40g de manteiga
6 ovos
1 laranja (sumo e raspa)
75g de miolo de amêndoa triturado (a receita pede pelado, mas eu usei com pele. Também podem usar farinha de amêndoa)

Preparação:

Numa taça misture o açúcar com os ovos e o sumo e a raspa da laranja e bata cerca de 2 minutos com a ajuda de uma batedeira. Junte depois o miolo da amêndoa triturado  e a manteiga derretida e bata um pouco mais.
Unte um tabuleiro (20cmx30cm) com manteiga e forre.o com papel vegetal que também pode untar com um pouco de manteiga. Verta o preparado no tabuleiro e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC cerca de 20 minutos ou até a torta estar cozinhada.
Sobre um pano coloque uma folha de papel vegetal e polvilhe-a com um pouco de acúcar. Verta a torta já cozinhada sobre o papel vegetal e enrole com a ajuda do papel vegetal (eu gosto de enrolar a partir do lado mais estreito para ficar mais gordinha)
Deixe a torta enrolada até que arrefeça completamente. 
Coloque só depois no prato de servir e decore a gosto.


Bom Apetite!

Cogumelos Recheados com Alheira e “Ovo a Cavalo”


Assim que vi os cogumelos grandes no supermercado, ficou a apetecer-me cogumelos recheados. Trouxe-os comigo, até porque estavam mais baratos, em aproximação de prazo de validade e, apesar de ainda não saber ao certo como os rechear, as duvidas ficaram dissipadas antes de chegar à caixa. Seriam para rechear com alheira e com ovo a cavalo. Tinha alheiras em casa, caseiras, que me tinham trazido recentemente lá de cima, e portanto tinha tudo para ser uma receita deliciosa.
E assim foi. Continua na categoria de simples, bom e rápido que é o que se gosta aqui por casa!



Ingredientes para 2 a 4 pessoas (depende se for prato principal ou entrada)

4 cogumelos grandes para rechear
1 alheira de boa qualidade
4 ovos
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.

Preparação:

Lave rapidamente os cogumelos e retire-lhes os pés (use-os depois para sopa ou juntar num salteado de legumes). Coloque-os num tabuleiro que vá ao forno e à mesa e tempere com um pouco de sal e pimenta e um fio de azeite. Leve-os a ssar em forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 15 minutos.
Entretanto retire a pele à alheira e divida-a em 4 pedacos. Retire os cogumelos do forno e recheio-os com a alheira. Leve novamnete ao forno mais 10 a 15 minutos até que a alheira esteja cozinhada.
Entretanto, numa frigideira anti aderente bem quente “estrele” os ovos, sem ser necessário adicionar gordura, até que fiquem cozinhados.
Retire os cogumelos do forno e sobre cada um coloque um ovo.
Sirva de imediato acompanhados com grelos salteados em azeite e alho, ou com uma salada variada.


Bom Apetite!

Waffles de Espelta com Banana


Entre panquecas e waffles não sei qual o preferido dos miúdos. Vão alternando os seus pedidos consoante o que lhes apetece.
As waflles ou as panquecas, são muitas vezes lanches de fim de semana, principalmente agora nesta altura do ano, em que o tempo não ajuda a sairmos tanto de casa.
Este domingo à tarde lá pediram waffles para o lanche.
Preparei uma versão diferente das que tenho já publicadas, estas com banana, e que ficaram super leves e estaladiças por fora.
Além disso, guardei as que sobraram numa caixa hermética no frigorífico e serviram para o pequeno almoço do dia seguinte. Bastou aquecer um pouco na torradeira e ficaram perfeitas.

Ingredientes para cerca de 20 waffles pequenas:

150g de farinha de espelta (pode usar trigo normal)
1 banana madura
2 ovos
100ml de leite ou bebida vegetal
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de sopa de óleo de grainha de uva ou manteiga 

Preparação:

Colocar todos os ingredientes no copo da varinha mágica e triturar até obter uma mistura homogénea.
Aqueça depois a máquina de waffles e se preferir pincele-a com um pouco de manteiga.
Verta um pouco de massa a meio da máquina e feche, deixando cozinhar as waffles. 
Repita até esgotar toda a massa.
Sirva as waffles com um pouco de maple syrup ou mel.


Bom Apetite!

Posta de Atum Grelhada com Molho de Azeite e Alho


Ao planear a ementa semanal, as coisas que faço são na grande maioria das vezes mesmo muito simples a próprias para dias da semana com pouco tempo. Como esta receita de peixe. Que não demora mesmo mais de 15 minutos a colocar na mesa.
Mais uma vez as postas de atum vieram no meu maravilhoso cabaz do Peixinho da Lota. É sempre muito confortável e prático receber peixe fresco, quase acabado de apanhar, e já preparado e embalado a vácuo. E o facto de receber peixe que na maioria das vezes não escolho, faz-me diversificar as variedades que comemos e sair da zona de conforto do que estamos habituados. E temos tido muitas agradáveis surpresas com peixes que nem conhecíamos e que muitas vezes até nem se encontram com facilidade à venda!
Neste cabaz desta semana vinham os mais tradicionais carapaus, pescada, mas também postas de atum e peixe galo. Há também outro tipo de cabazes, dos “sem espinhas”, aos “Gourmet”, e podem sempre pedir para não receber peixes que não gostem mesmo! Há entregas em vários pontos do pais, basta procurarem no site deles. Eu sou suspeita, porque este projecto é de uma amiga. Mas recomendo porque gosto mesmo e sou cliente habitual! E numa altura em que o tempo é o que temos de mais valioso, é optimo podermos ter o peixe fresco de qualidade entregue ao domicilio.
E desta vez as postas de atum que vieram ficaram mesmo deliciosas!

Ingredientes para 4 pessoas:

8 postas de atum fresco
sal q.b.

Molho de azeite e alho:
6 dentes de alho
125ml de azeite

Preparação:

Descasque os dentes de alho e corte-os em laminas finas. Coloque num tachinho ou frigideira e leve ao lume brando, para que o alho aromatize o azeite, mas deixe o lume muito forte para não fritar e queimar o alho. deixe cozinhar uns minutos em lume brado e desligue. Reserve.
Entretanto tempere de sal as postas de atum.
Leve ao lume um chapa de grelhar - eu uso antiaderente - e deixe aquecer bem. Cozinhe as postas de peixe cerca de 5 minutos de um lado, vire e deixe mais 2 ou 3 minutos do outro lado. Não deixe cozinhar demasiado. O atum deverá ainda estar meio rosado no meio para ficar suculento e não seco.
Coloque depois as postas de peixe numa travessa e regue com o azeite e alho.
Sirva acompanhado de batatinhas cozidas ou a murro e legumes salteados ou uma salada.


Bom Apetite!

Tarte de Requeijão e Laranja


A festa dos dois anos da Benedita já lá vai, mas não queria deixar de partilhar aqui todas as receitas que fiz, e das quais tanto me têm pedido as receitas!
A tarte de requeijão não é uma novidade aqui. E basicamente peguei numa receita que faço há muitos anos e juntei raspa de laranja.
É das receitas práticas para se fazerem para festas, porque é misturar tudo e levar ao forno, e quando há muitas coisas para fazer essas receitas são muito práticas.
Aqui fica então a nova versão!

Ingredientes:

2 requeijões de Seia
300g de açúcar
50g de manteiga derretida
5 ovos
raspa da casca de 1 laranja
1colher de chá de fermento em pó
100g de farinha

Preparação:

Numa tigela amasse e misture muito bem o açúcar com o requeijão. Depois de bem amassado, junte os ovos, um de cada vez, batendo tudo bem com a colher de pau, a raspa da laranja, e, a seguir a manteiga derretida e, por fim, a farinha e o fermento em pó.
Deite a massa numa forma de tarte untada (sem fundo amovível ou a massa vai escorrer e sujar tudo!) e leve a cozer em forno previamente aquecido a 200ºC durante 25 a 30 minutos  ou até a tarte estar cozinhada.
Retire, deixe arrefecer e desenforme com cuidado.
Sirva fria e, polvilhada com açúcar em pó e, se quiser decore com fios de ovos.
Também pode cobrir com uma camada fina de doce de laranja!


Bom Apetite!

Bolo de Noz com Buttercream de Café


Este ano o bolo de anos da Benedita foi a primeira coisa que defini para a festa! Sabia que queria fazer um bolo de noz e que queria juntar o creme que sempre faço cá em casa para o bolo de bolacha. Andava há já algum tempo e magicar essa combinação.
E o resultado foi muito bom e muito bem recebido por todos!
Aqui fica a receita do bolo com que celebramos os dois anos da Benedita!

Ingredientes para o Bolo de Noz:

200g de açúcar
150g de miolo de noz + mais para decorar
150g de manteiga
100g de farinha
6 ovos
1 colher sobremesa de fermento em pó

Buttercream de Café:

250g de manteiga
250g de açúcar em pó
30ml de café forte 

Preparação:

No robot de cozinha coloque as nozes, a farinha e o fermento, e triture. Reserve. Numa tigela à parte, bata a manteiga com o açúcar, até obter um creme fofo, e depois junte os ovos, um a um e batendo sempre muito bem entre cada adição. 
Por fim, adicione a mistura de noz e farinha e envolva tudo. Coloque o preparado numa forma untada e polvilhada com farinha, ou forrada com papel vegetal (eu dividi a mistura em duas formas de 18cm de diametro cada, para ficar com um bolo mais alto) e leve ao forno, pré-aquecido a 180ºc, durante cerca de 20 a 30 minutos. Verifique a cozedura com um palito, retire do forno, desenforme e deixe arrefecer sobre uma grelha.
Prepare o buttercream: Bata a manteiga com o açúcar em pó até ficar bem incorporado, e junte depois o café batendo um pouco mais até ficar bem misturado. (Se usar a Bimby misture a manteiga com o açúcar em pó cerca de 15 segundos à velocidade de 4,5 - pode necessitar de mais ou menos dependendo da temperatura da manteiga, e junte depois o café batendo mais uns segundos para incorporar!)
Corte o bolo ao meio, na horizontal (como tinha 2 bolos fiz um bolo de quatro camadas) e recheie cada uma das camadas com uma parte do creme de café, sobrepondo-as. No fim barre-o com o restante creme e decore com metades de nozes e polvilhe com um pouco de açúcar em pó.


Bom Apetite!

Caracóis Folhados de Chourição e Mozarella


Quando organizo festas de aniversário cá em casa, não há volta a dar. Somos sempre muitos que a família é grande. E porque eu também faço questão de convidar os nossos amigos que são família. Claro que dá algum trabalho receber tantas pessoas em casa, mas são só duas ou três vezes por ano, e eu faço mesmo questão. 
Nunca sabemos o dia de amanhã. E acho que por isso devemos aproveitar todas as oportunidades que a vida nos dá para juntar as pessoas de quem gostamos e celebrar, viver, desfrutar, conviver. Porque amanhã pode ser tudo diferente... 
Claro que receber muitas pessoas tem sempre a questão do que cozinhar. E do que se pode fazer que todos gostem, seja rápido e simples.
E foi com essa ideia que estes caracóis folhados surgiram. Tão ou mais simples de fazer como os folhadinhos de salsichas. E já os preparei em diversas versões, desde salmão fumado a fiambre e mostarda. Desta vez chourição e queijo e um toque de oregão e ficaram a saber a pizza.



Ingredientes para cerca de 50 caracois:

2 embalagens de massa folhada refrigerada pronta a usar
200g de queijo mozarella ralado
200g de chourição
oregãos secos q.b.

Preparação:

Desenrole a massa folhada, deixando-a esticada. Sobre cada uma das massa coloque as fatias de chourição (cerca de 100g em cada massa) e por cima do chourição o queijo ralado (100g em cada massa também). 
Enrole depois cada uma das massa como se fosse uma torta, e corte em fatias de cerca de 0,5cm de espessura e coloque-as depois deitadas num tauleiro forrado com papel vegetal.
Polvilhe com oregãos secos, e leve ao forno previamente aquecido a 200ºC cerca de 20 minutos ou até a massa estar bem folhada.
Retire do forno e deixe arrefecer um pouco. Poderá fazer os folhados de véspera e guardá-los depois de frios numa caixa hermética até ao momento de servir.


Bom Apetite!

Pão de Queijos


Para a festa de aniversário da Maria Benedita, preparei na maioria receitas simples e que todos gostam, muitas delas já aqui publicadas, como o Dip de salmão fumado, os clássicos folhadinhos de salsicha, ovos verdes, a bola que publiquei por altura do natal. Entre tábuas de queijos e enchidos, empadas caseiras de frango, umas petingas de conservas com um escabeche também já publicado por aqui, fiz o pão de queijos, recheado, que é sempre um sucesso para todos e essencialmente nos amantes de queijos.  Existe no blogue uma receita já antiga, aqui: (http://paracozinhar.blogspot.com/2010/03/pao-recheado-e-um-pedido.html), mas com o andar dos anos, fui mudificando a receita, acrescentando e retirando algumas coisas, e esta é a versão que tenho feito, e que parece que a maioria das pessoas prefere por aqui.
Partilho esta nova versão. Mas a vossa imaginação é o limite. Juntem os queijos que mais gostem e façam as vossas próprias combinações. Se não quiserem arriscar, esta é uma combinação vencedora!

Ingredientes para 1 pão grande:

1 pão saloio grande (ou pão de Rio Maior ou pão de Mafra...)
200gr de queijo mozarella
200gr de queijo gouda
4 colheres de sopa bem cheias de maionese
1 cebola
1 raminho de salsa
1 chouriço de boa qualidade

Preparação:

Corte uma tampa no pão e, sem o romper escave todo o seu interior de modo a ficar apenas com a carçaca.
Retire a pele ao chouriço e corte-o em pedaços. Descasque a cebola e parta-a também, Coloque tudo no robot de cozinha e pique até ficar desfeito. Coloque numa taça e junte os queijos, a maionese a a salsa picada grosseiramente.
Recheie o pão com este preparado, coloque a tampa e embrulhe em papel vegetal previamente molhado, e depois em papel de alumínio.
Leve ao forno previamente aquecido a 200ºC cerca de 40 minutos ou até o queijo estar derretido.
Sirva de imediato com tostinhas e pão.


Bom Apetite!

Donuts de Espelta no Forno


Fiquei de olho nestes donuts assim que os vi uma fora deles na conta de Instagram da Sofia (Blog da Spice).
É daquelas receitas com ingredientes mais naturais que eu gosto de fazer e experimentar para os miúdos levarem na lancheira. E como o Zé Maria é fã dos scones de batata doce da Sofia, pensei que iria igualmente gostar destes donuts. Não me enganei, e os donuts foram um sucesso aqui em casa.
Acabei por fazê-los como “bolo de aniversário” para cantarmos os parabéns à Maria Benedita no dia em que fez os dois anos, até porque assim também estavam indicados para ela também comer.
Mais uma receita de sucesso para fazer mais vezes aqui e casa.

Ingredientes para cerca de 10 donuts:
(chávena usada com cerca de 225ml de capacidade)

1 chávena de farinha de espelta
2 c. sopa de amido de milho (maisena)
1 colher de chá de fermento
1/2 colher de chá bicarbonato de sódio
1/4 chávena de açúcar de coco
1/2 colher de chá canela
1 colher de café erva doce em pó
1/2 chávena de bebida vegetal
2 colheres de sopa puré de maçã
3 colheres de sopa óleo de coco derretido
2 colheres de sopa de xarope de ácer
1 colher de chá vinagre de cidra

100g de chocalate 70% cacau + 1 colher de sopa de óleo de coco para a cobertura (opcional)

Preparação:

Numa taça coloque a farinha, o amido de milho, o fermento e o bicarbonato, as especiarias e o açúcar de coco. Misture bem.
Numa tigela à parte junte o óleo de coco, o puré de maçã, o xarope de acer, a bebida vegetal e o vinagre e leve a aquecer no microondas até ficarem tudo bem líquido. Mexa bem e adicione aos restantes ingredientes, misturando muito bem, até conseguir uma massa homogénea e sem pedaços secos.
Untem uma forma para argolinhas com um pouco de azeite ou de óleo de coco, e com a ajuda de uma colher encha entre 1/2 e 3/4 de cada forma de donuts. Pode em alternativa utilizar um saco e pasteleiro. Leve de seguida ao forno por 12 minutos ou até fazer o teste do palito e este sair limpo. Retire do forno, deixe arrefecer 5 minutos e vire a forma para desenformar os donuts. Deixe-os arrefecer completamente numa rede.
Se usar cobertura, derreta o chocolate com o óleo de coco, e mergulhe depois os donuts já frios no chocolate, deixando-os depois secas sobre papel vegetal até o chocolate endurecer. Se quiser decorar, coloque confetis a gosto ou amêndoa laminada sobre o chocolate ainda líquido.
Sirva depois da cobertura endurecer.


Bom Apetite!

Bacalhau no Forno com “Cebolada” de Alho Francês e Pimento


Foi um fim de semana intenso com a festa de aniversário da Benedita que juntou cá em casa a maioria da nossa família e amigos do coração.
A segunda feira, apesar do que tenho para fazer hoje, é também para recuperar desdes dias de algum trabalho.
Enquanto se recupera, e ainda se acabam de arrumar algumas coisas, uma receita de bacalhau no forno com legumes, que me pediram muito pra partilhar, e que é tudo o que se precisa para uma refeição saborosa e sem grande trabalho.
Boa semana a todos!

Ingredientes para 4 pessoas:

4 postas de bacalhau (se preferirem podem ser lombos)
1 alho francês grande
1 pimento vermelho
1 cebola
2 dentes de alho
2 folhas de louro
azeite q.b.
sal e pimenta
salsa picada para polvilhar

Preparação:

Coloque as postas de bacalhau num tabuleiro que possa ir ao forno e à mesa. regue generosamente com azeite, junte 1 folha de louro e dois dentes de alho, e leve ao forno aquecido a 160ºC durante cerca de 30 minutos.
Entretanto prepare a cebolada. descasque as cebolas e corte-as em meias luas, corte o pimento em tiras finas e o alho francês em rodelas finas e lave-o bem.
Leve uma frigideira ao lume com um pouco de azeite. junte a cebola, o louro e deixe cozinhar um pouco, junte depois o pimento e o alho frances e deixe cozinhar lentamente até os legumes estarem bem cozinhados. tempre a gosto com sal e pimenta.
Verta esta cebolada em cima do bacalhau e leve mais 5 minutos ao forno.
Retire do forno, polvilhe com salsa picada e sirva com batatinhas cozidas e legumes cozidos.


Bom Apetite!

“Pão” de Banana com Chocolate (sem açúcar refinado ou glúten)


Este pão de banana é surpreendente. Não leva açúcar refinado - adoçado apenas com as bananas maduras e um bocadinho de xarope de acér, e é feito com farinha de coco, o que é ideal para pessoas com intolerâncias e alergias ao glúten.
Gosto bastante de experimentar este tipo de receitas, principalmente sem açúcar refinados, porque é uma forma de poder dar mais vezes pequenos mimos aos miúdos e para varias o que levam nas lancheiras.
Este bolo/“pão”, é realmente delicioso, e ninguém diz que não leva açúcar!

Ingredientes:
(chávena usada com 225ml de capacidade)

4 bananas não muito grandes e bem maduras
1/2 chávena de manteiga de amêndoa (ou de amendoim, ou de sementes de girassol...)
3 ovos
1 colher de sopa de Xarope de Acér
1 colher de sopa de azeite ou óleo de coco derretido ou manteiga derretida
1/3 de chávena + 2 colheres de sopa de farinha de coco
1/2 colher de chá de fermento em pó
1 pitada de canela em pó
100g de pepitas de chocolate (ou tablete pratida em pedacinhos)

Preparação:

Coloque no robot de cozinha, batedeira ou liquidificadora, as bananas em padaços, a manteiga de amêndoas, os ovos, o xarope de acér e o azeite. Misture bem até estar tudo bem incorpotado. Acrescente depois a farinha de coco, o fermento e a canela. e misture um pouco mais.
Envolva depois as pepitas de chocolate (deixe algumas para colocar por cima) e coloque a mistura numa forma de bolo inglês previamente untada e forrada com papel vegetal.
Por cima disponha as restantes pepitas, e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 40 minutos ou até o bolo estar cozinhado.
Retire do forno e deixe arrefecer um pouco antes de retirar da forma e deixar arrefecer sobre uma grelha.


Bom Apetite!

Robalo no Forno com Batatinhas e Tomate Cereja


Refeições simples. Peixe assado no forno com umas batatinhas e tomate cereja para ser diferente. Algo que demora poucos minutos a preparar e nos deixa tempo para outras coisas.
Os almoços de domingo pedem quase sempre comida de forno. Desta vez foi peixe em vez de carne e o descanso garantido que de coloca no forno e já está, o que nos deixa livres para muitas outras coisas!

Ingredientes para 4 pessoas:

1 robalo grande, com cerca de 1.5kg preparado para assar
800g de batatas
2 ramas de tomate cereja
sal e pimenta q.b.
1 limão
coentros frescos q.b.
3 dentes de alho
1 colher de chá de colorau fumado
azeite q.b.

Preparação:

Descasque as batatas e corte-as em gomos finos de maneira a que cozinhem mais rapidamente. Descasque os dentes de alho e lamine-os.
Num tabuleiro grande coloque o robalo, e à volta os gomos das batatinhas. por cima disponha os tomates cereja em rama.
Tempere tudo com sal e pimenta.
Corte o limão em rodelas e coloque-os dentro da barriga do peixe, assim como os coentros. 
Acrescente os dentes de alho laminados, polvilhe tudo com o colorau fumado e regue generosamente com azeite.
Tape com papel de alumínio e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 45 minutos. Ao fim desse tempo retire o papel e deixe alourar mais 15 minutos.
Sirva com legumes cozidos ou uma salada verde.


Bom Apetite!

A Maria Benedita faz 2 Anos


É a rainha da asneira cá de casa! O silencio é sempre sinal de que já  fez alguma. Se apanha uma caneta à mão, é certo que risca o que apanhar, o que pode ser a parede, os sofás, almofadas, ou as minhas cadeiras novas da sala de jantar.
Tem uma fixação por casas de banho e piaçabas, pelo que a porta tem de ser mantida fechada, ou é certo que a vou encontrar a brincar na sanita de piaçaba na mão.
Trepa tudo, imita os irmãos em tudo, mas ao mesmo tempo é a mais independente dos três, apesar de ser a mais nova.
É animada, bem disposta e muito simpática. Adora fazer de relações publicas de cada vez que saímos ou vamos a um restaurante. Come quase tudo o que apanha e adora cantar, danças e histórias.
Faz hoje dois anos que esta miúda nasceu para vir revolucionar a nossa vida. Para nos encher os dias, e ser a princesa da casa. Por enquanto é a minha companhia de quase todos os dias. Adoro-a.
De tudo o que os filhos têm de maravilhoso, não há duvida que tudo o que nos ensinam, e tudo o que nos fazem superar, é sem dúvida das melhor coisas. Sou obviamente apaixonada por eles mesmo nos dias em que me esgotam e me zango com eles. E ter três filhos foi sem dúvida dos melhores presentes que a vida me deu. Depois de uma gravidez com muitos momentos duros ter esta miúda gira finalmente nos braços foi tudo o que eu poderia desejar. 


Parabéns B.

Imprimir