Compota de Amoras Silvestres


Das memórias da minha infância. Apanhar amoras silvestres no caminho mesmo ao lado da casa de aldeia dos meus avós. De estar calor e de as comer ainda quentes: uma na boca e outra na taça. De ter que ter cuidado para não cair na berma que era funda, e de ter tantas vezes nesta tarefa a ajuda da Judite, a minha amiga, vizinha da frente, mais velha do que eu, mas que eu adorava.
Os dias de verão que passava em S. Miguel de Poiares, davam direito a banhos nas água geladas das piscinas da Fraga, enquanto o meu avó, muitas vezes impaciente, lá esperava por mim até que acabasse os banhos e tivesse vontade de ir para casa. Tinha muitas vezes para o lanche, assim que chegava, as filhoses de água da minha avó, polvilhadas com açúcar e canela. As brincadeiras da “Ana de Cabelos Ruivos” na cozinha de cima da avó, que eu achava que era mesmo parecida com a dos desenhos animados. As idas a casa da Judite e da D. Beatriz - com a avó a ajudar a atravessar a estrada - para brincar. A casa era ao lado de uma serração o que me faz ainda hoje, sempre que cheiro madeira cortada, me lembrar desses dias, dessa casa e dessa serração que já não existem.
Os dias de verão em casa da avó, em que apanhávamos as amoras levavam-nos a fazer compota. (Ou será que não, e é apenas a minha memória que me atraiçoa neste ponto?) Isso não interessa…
As amoras silvestre lembram-me coisas felizes e pessoas de quem eu gosto muito. 
Esta compota é toda ela uma recordação. E esta é a minha versão (e da avó Cila).


Ingredientes para 4 frascos de 100 ml de capacidade:

500g de amoras silvestres
350g de açúcar

Preparação:

Num tacho coloque as amoras bem limpas e lavadas. Junte o açúcar e envolva bem, de modo a que o açúcar comece a cobrir as amoras.
Leve depois o tacho ao lume e deixe levantar fervura. Reduza depois para o mínimo e deixe cozinha em lume muito brando, até o doce atingir o ponto de estrada  - em que colocando um pouco da doce num pires e passando com a ponta de uma colher ou do dedo, esta abre uma “estrada” que não se une de imediato. Atenção para não deixar a compota passar do ponto e ficar rija e caramelizar.
Coloque depois a compota (ainda quente) em frascos de vidro previamente esterilizados (e de preferência também quentes) e tape de imediato. Vire-os depois de cabeça para baixo e deixe ficar assim cerca de 30 minutos para que criem um vácuo natural.
Etiquete a gosto e guarde-os depois num local fresco e seco até utilizar.


Bom Apetite!

10 comentários :

  1. Adoro! Fiz este fim de semana e ficou delicioso! Obrigada pela partilha e pela inspiração. Tudo de bom para o GRANDE momento que se aproxima :)

    ResponderEliminar
  2. Anónimo10:33

    Adoro a introdução com as recordações da infância. Estou mesmo a imaginá-la como a "Ana dos Cabelos Ruivos" (como adorava os desenhos animados e a série, e sim recentemente comprei o livro), com as suas aventuras... Apanhar amoras ao fim de semana, faz parte do ritual de Verão, e apanho-as ao pé de casa. O cheiro delas maduras nas silvas e o das figueiras, são cheiros de Verão, que me acompanham desde pequena. Adorei a receita, pois não tem tanto açúcar como as que costumo ver. Mas fico a aguardar a receita de pêssego e maracujá, pois com a sua descrição no FB fiquei a imaginar o seu sabor! Um grande beijinho e um bom fim de semana (cheio de inspiração, é claro!), Sara Oliveira

    ResponderEliminar
  3. Uma delícia :) Bjinhos, bom fds e boas memórias, sempre!

    ResponderEliminar
  4. Hummm, essas compotas são a salvação para o café da manhã e também para uma sobremesa...
    Receita maravilhosa...Gostei, muito legal!
    Blog ArroJada Mix
    Divulgação de Blogs

    ResponderEliminar
  5. Amoras rimam com verão, rimam com manchas na pele e na roupa, rimam com arranhões e com dias quentes e felizes. Também tenho dessas memórias, dessas tardes infinitas a colher amoras silvestres. E a compota é sempre deliciosa, adoro barrar uns scones de manhã com compota de amoras. Já fiz e coloquei um pauzinho de canela, fica maravilhoso. A cor da tua compota ficou linda. :)
    Um beijinho Joana e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  6. Hummmm, só esperando as amoras amadurecerem. Valeu pelas dicas.

    ResponderEliminar
  7. Tão bom!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Ganhe dinheiro com seu blog trabalhando no conforto de sua casa. Você faz seu horário. Não precisa indicar ninguém para ganhar. Você ganha com seu trabalho! Mesmo trabalho do SuperParceria!! Saiba como em:
    www.homemoney.com.br

    ResponderEliminar
  9. Anónimo14:51

    Todos os anos faço doce e licor de amoras, este ano ainda só fiz um quilo mas apanhei seis quilos. Vou fazer doce mais próximo do natal para oferecer como presentes. adoro.
    Aida

    ResponderEliminar
  10. Get Free Riot Points Codes for League of Legends at http://riotpoints.legalhack.net

    ResponderEliminar

Imprimir