Pataniscas de Feijão Verde


Eu adoro “Peixinhos da Horta”. As vagens de feijão verde cozidas inteiras e depois passadas por polme e fritas. Adoro como petisco nos jantares de tapas, e gosto de acompanhar com uma maionese ou molho tártaro. Há até uma história familiar acerca de “peixinhos da horta”. Uma vez a minha avó tinha feito para o jantar, e assim que o meu pai chegou a casa eu fui a correr dizer-lhe que o jantar eram bolinhos de cobra fritos!
Mas além dos “peixinhos da horta”, gosto também muito de pataniscas de feijão verde, que são também uma excelente maneira de aproveitar as sobras de algum bocadinho de feijão verde cozido, e que acabam a render mais do que os peixinhos da horta.
Esta é a minha versão, que acabou com mais algumas coisas em almoço leve nestes dias de calor.

Ingredientes para cerca de 8 pataniscas

100g de feij\ao verde cozido
1 ovo
4 colheres de sopa de farinha (podem usar farinha normal, ou qualquer outra farinha a vosso gosto, como farinha integral, de espelta, polvilho, farinha de mandioca...)
50ml de água (ou um bocadinho mais)
sal e pimenta q.b.
azeite para fritar

Preparação:

Com uma faca corte o feijão verde em pequenos pedaços. Reserve.
Numa taça coloque o ovo, a farinha e a água. Tempere de sal e pimenta e misture bem. Se achar que a mistura está muito grossa, junte mais um bocadinho de água. Envolva o feijão verde.
Leve uma frigideira anti aderente ao lume com um fundo de azeite e deixe aquecer bem.
Frite colheradas de massa até que fique dourada. Vire e deixe fritar do outro lado. Repita até esgotar toda a massa.
Escorra em papel absorvente e sirva como acompanhamento ou prato principal.


Bom Apetite!

Delícia de Maçã e Canela (receita também em vídeo)


É uma daquelas receitas antigas, que se faz quase sem recurso a receita, e aproveitando o que se tem por casa. Neste caso para aproveitar umas maçãs e, apesar de não parecer pode transformar-se numa sobremsa para dias de calor acompanhada de uma bola de gelado ou de sorbet.
Mais uma vez há também o video para ajudar na tarefa de cozinhar e para mostrar como a receita é tão simples de fazer, que é ideal para iniciarem os mais novos na cozinha, principalmente agora que as férias estão aí, e aprender a cozinhar pode sempre ser uma maneira de preencher o tempo livre.
Espero que gostem!



Ingredientes:

3 ovos
50g de manteiga derretida
6 maçãs descascadas e cortados em laminas finas (usei uma mandolina)
100g de açúcar mascavado
300ml de leite (podem usar qualquer tipo de leite ou leite vegetal)
canela q.b.

Preparação:

Num pirex ou prato de forno coloque a maçã em camadas. Entre as camadas polvilhe com o açúcar mascavado e com canela em pó
Bata depois os ovos com o leite e a manteiga derretida e verta sobre as maçãs. Termine com um pouco mais de canela e com o restante açúcar.
Leve a cozinhar em forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 30 minutos, ou até estar cozinhado.
Sirva frio ou morno. 


Bom Apetite!

Popsicles de Pêssego


Longe vão os anos em que os avós tinham quilos e quilos de pêssegos, e da minha cozinha nasciam inúmeras receitas e as habituais compotas para conseguir utilizar os pêssegos, para além de todos aqueles que dávamos aos amigos e conhecidos.
Já não há os pêssegos dos avós, mas há amigos queridos, como a Joana e o Nuno, que me têm trazido pêssegos que quase sabem aos pêssegos dos avós. Ontem, o Nuno volta a tocar-me à campainha e lá me oferece mais uns quilos de pêssegos... Se já andava com vontade de fazer uns geladinhos de pêssegos, foi desta que os fiz mesmo. Aproveitei aqueles que vinham tocados, pisados e bicados dos passarinhos e com apenas um pouco de água e açúcar, lá saíram uns gelados refrescantes para todos, saborosos e que nos ajudam a combater estes dias de tanto calor.

Ingredientes para 12 gelados:

600g de pêssego descascado e cortado em pedaços
75g de açúcar de coco ou mascavado
300ml de água
100g de iogurte natural 

Preparação:

Leve a água e o açúcar ao lume e deixe levantar fervura e o açúcar dissolver.
Entretanto triture 400g de pêssego até ficar em polpa, e misture à calda de açúcar. Misture também o iogurte e bata com uma vara de arames ate ficar bem incorporado.
Corte depois o restante pêssego em pequenos pedaços, e misture no preparado anterior.
Coloque depois a mistura em moldes de gelados - popsicles - e leve ao congelador algumas horas, ou de um dia para o outro, até que fiquem firmes.
Desenforme e sirva.

Bom Apetite!



Salada de Tomate Coração com Mozarella e Manjericão


Com o calor que se tem feito sentir nos últimos tempos, não há nada que nos saiba melhor do que refeições mais frescas e leves.
Aqui por casa não tem sido excepção. Coisa leves e frescas, porque até os miúdos andam a comer menos e, como é obvio, também sofrem com este calor. Tanto calor que nem temos comido no jardim, porque, mesmo à noite está demasiado quente...
Entretanto viemos das nossas mini férias no algarve com uns deliciosos tomates coração de boi na bagagem, que tínhamos comprado no mercado, e com mais umas pequenas coisas foram um fresca e delicioso salada que quase foi a nossa refeição principal ao jantar - acompanhado por uns bifes grelhados!

Ingredientes para 2 pessoas:

1 bola de mozarella fresca
1 pernada de manjericão fresco
1 tomate coração de boi (tinha mais de 300g)
2 colheres de sopa de molho pesto caseiro (desta receita que partilhei aqui: http://economiacadecasa.blogspot.pt/2016/11/presentes-de-comer-pesto-e-chilli-oil.html)
azeite q.b.
flor de sal q.b.
1 colher de sopa de vinagre balsâmico

Preparação:

Lave e corte o tomate em fatias. Corte também a mozarella fresca. Alternadamente coloque fatias de mozarella e tomate com as folhas de manjericão fresco.
Disponha por cima da salada o molho pesto, e regue depois com o azeite, flor de sal e o vinagre balsâmico.
Está pronta a servir como entrada ou acompanhamento.


Bom Apetite!

Hamburgueres caseiros de Frango e Legumes Salteados


Já aqui falei algumas vezes que, desde que descobri - há uns anos,  no local onde habitualmente compro a carne - que faziam hamburgueres ao mesmo tempo que picam a carne por nós escolhida, deixei praticamente de fazer os hamburgueres em casa. (Se os hamburgueres forem de carne de porco ou vaca)
No entanto com os hamburgueres de frango ou peru é diferente. A maioria dos locais/talhos não terem máquina própria para picar carne de aves, muito menos os faz na hora com a carne por nós escolhida. E a maioria dos hamburgueres que se compram já prontos, têm outras coisas duvidosas misturadas além da carne e dos temperos... É por isso que acabo sempre a fazer em casa os hamburgueres de aves.
Entretanto, “chegaram” os meus frangos caseiros, e é preciso tratar deles. Como são grandes e cá em casa ninguém é muito apreciados do peito se o frango for assado ou estufado, opto sempre por retirar os peitos e apoveitar para outras refeições: em bifes para panar ou nuggtes, tirinhas para strogonoff, e desta vez decidi picar a carne para fazer uns hamburgueres caseiros. E aproveitei também para dar uso a um novo gadjet de cozinha para formar os hamburgueres (da tupperware). 
Na verdade não há mesmo nada como fazer em casa. Os hamburgueres ficaram deliciosos e foram mesmo simples de preparar.
E acompanhei com uns legumes salteados “limpa frigorífico” que ficaram coloridos e deliciosos de maneira que também têm direito a aparecer!

Ingredientes para 4 hamburgueres:

2 peitos de frango (usei  peito de frango caseiro, mas podem usar do campo ou outro qualquer)
1 colher de chá de alho em pó
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.

Para os legumes:

8 espargos verdes
10 cogumelos
3 pimentos mini (usei 1 vermelho e 2 laranja)
1 dente de alho
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Corte o peito de frango em tiras e depois em pequenos pedaços. Vá cortando com a faca até ter mesmo pedaços pequenos, e depois coloque no robot de cozinha ou picadora e dê apenas uma ou duas voltas (ou uns segundos). (Eu acabo a fazer o processo assim, porque se colocar tudo no robot ou picadora a carne fica uma massa e a textura dos hamburgueres fica estranha. Depois de muitas tentativas, para mim, a melhor textura é primeiro picar com a faca e depois colocar rapidamente no robot.)
Coloque a carne numa taça e tempere de sal, pimenta e com o alho em pó, Misture bem para envolver.
Divida depois a carne em 4 bolas iguais, e molde-as em 4 hamburgueres do mesmo tamanho e da mesma espessura. (Para as moldar usei um gadjet próprio da tupperware - e depois coloquei nas caixinhas próprias que fazem parte do equipamento, mas podem perfeitamente fazer à mão ou usar um aro de culinária).
Entretanto pique o dente de alho e depois de lavados lamine os cogumelos. Retire a parte fibrosa dos espargos e corte-os em pedaços. Retire as sementes ao pimento e corte-os em tiras do mesmo tamanho.
Leve ao lume uma frigideira anti aderente com um pouco de azeite e acrescente o alho picado. Junte depois os cogumelos, pimentos e espargos e deixe saltear. Tempere de sal e pimenta a gosto e deixe cozinhar até os legumes estarem macios por dentro mas ainda um pouco crocantes.
Ao mesmo tempo aqueça um grelhador ou chapa e pincele com um pouco de azeite. Cozinhe os hamburgueres de frango de de modo a que não fiquem rosados por dentro, mas ainda fiquem suculentos.
Sirva os hamburgueres com os legumes salteados e acompanhe com uma salada verde, umas batatas fritas ou um pouco de arroz.


Bom Apetite!

Salada Quente de Couve flor e Cenoura com Rúcula, Queijo e Frutos Secos (receita também em video)


Sabem-me bem estas saladas diferentes. Gosto muito de ir variando naquilo que vamos comendo. Gosto de experimentar receitas novas e tendências novas.
A couve flor, agora vira arroz e couscous, e aqui por casa também se vai experimentando. Esta serviu de refeição principal, assim mesmo (também tinha ficado bem com um ovo escalfado ou estrelado), mas é um acompanhamento que me parece que fique muito bem com os nossos churrascos de verão. É também simpática para levar na marmita, para piqueniques, e para comer na praia.
Claro que podem ir variando os ingredientes ou juntar os da vossa preferência, até ficarem com a combinação que mais gostam.
Mas principalmente não tenham medo de arriscar. De variar das batatas, arroz ou massa. De “inventar” versões mais vegetarianas ou complementadas com salmão fumado, ovo, camarão cozido ou até sobras de frango no churrasco.
No essencial não tenham medo de experimentar novos legumes e de variarem a vossa alimentação.
(E há também um video, para verem como é mesmo simples de preparar, e que não tem nada que enganar!)
E aproveitem o fim de semana da melhor maneira!



Ingredientes para (4 pessoas como acompanhamento, para 2 como refeição):

200g de couve flor
1 cenoura
2 mãos cheias de folhas de rúcula
2 colheres de sopa de passas
2 colheres de sopa e frutos secos grosseiramente picados (avelãs, amêndoas, nozes)
75g de queijo (usei brie)
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Sem cozinhar previamente, coloque a couve flor partida em pedaços, assim como a cenoura, no robot de cozinha e triture até obter uma espécie de migalhas grossas - atenção para não ficar demasiado picado.
Leve ao lume numa frigideira com um pouco de azeite e acrescente a mistura de couve flor e cenoura e envolva bem, deixando cozinhar em lume brando. Tempere com sal e pimenta a gosto e deixe cozinhar até que fique macio, mas sem se começar a desfazer. Junte depois os frutos secos e as passas e envolva bem.
Numa tala coloque a rúcula e o queijo partido em pedaços. Junte depois a mistura de couve flor, cenoura e frutos secos e envolva bem.
Sirva de imediato. Pode servir de acompanhamento ou prato principal.


Bom Apetite!

Feijão Verde Estufado com Ovo Escalfado


Nada melhor do que poder ir aproveitar o bom tempo e passar uns dias fora de casa. No entanto é preciso gastar o que está no frigorífico. Ainda feijão verde do cabaz da semana e, juntamente com uns ovos das minhas galinhas, um almoço leve e simpático para estes dias. Aproveita-se também para fazer uns “muffins” de ovo para acabar outras pequenas coisas que andam pelo frigorífico: azeitonas, espinafres, pimento assado e fiambre de frango, que vão servir para outra refeição ligeira, ou até para uns pequenos almoços.
Tudo coisas rápidas e leves, cheias de legumes e vegetais que agora há tanta fartura, de tantas cores, sabores e texturas.
E além disso, outra maneira de preparar o feijão verde que, cá em casa acaba maioritariamente na sopa ou cozido como acompanhamento! E já agora, há sugestões para o feijão verde? (Não vale dizer peixinhos da horta que são das minhas coisas favoritas com feijão verde!)

Ingredientes para 2 pessoas:

300g de feijão verde
2 ovos
100g de tomate cereja
4 fatias finas de presunto
2 dentes de alho
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.

Preparação:

Prepare o feijão verde retirando as pontas, o fio (se tiver) e cortando-o ao meio.
Descasque os dentes de alho e leve-os a alourar numa frigideira juntamente com um pouco de azeite e o presunto cortado em pedacinhos. Acrescente depois os tomates abertos ao meio e deixe estufar dois ou três minutos.
Junte depois o feijão verde, tempere de sal e pimenta e envolva bem no refogado, acrescentando um bocadinho de água e fechando a figideira com uma tampa para que o feijão verde cozinhe e fique macio, cerca de 15 minutos.
Ao fim desse tempo abra os ovos lá para dentro, feche novamente a frigideira e deixe cozinhar até que os ovos fiquem a seu gosto.
Acompanhe com arroz ou sirva com uma salada verde.


Bom Apetite!

Imprimir