Mini - Brunch: Tostas de Pasta de Abacate e Ovo e Tostas de Tomate e Presunto



Como já aqui falei muitas e muitas vezes, não há nada que eu goste mais do que um bom pequeno almoço. É por isso que o conceito de brunch me enche as medidas. Sempre que posso, e mesmo naquelas dias a correr enquanto despacho os 3 pequenos, há sempre tempo para pequeno almoço mais composto, e muitas vezes adiantado de véspera, claro está. Mas quando tenho tempo, quando é fim de semana e eu não tenho de correr para ir fazer workshops a algum lado, lá estamos os cinco sentados à mesa, com um pequeno almoço “como deve ser”.
Chamo a isto um mini brunch, apesar de não terem panquecas - se não há panquecas, não é brunch, mas faço sempre para os miúdos - e também porque preferimos pequenos almoços salgados.
Não é uma receita, mas pedem-me sempre sugestões dos meus pequenos almoços, ou de pequeno almoços diferentes, que achei que era uma excelente maneira de partilhar.
Aqui fica um dos favoritos: meu e o Miguel. E perfeito para fazerem para amanhã!

Tema: Receitas Quentes para Dias Frios
Porto - 24 de Novembro - 15h Workshops Pop -Up 
inscrições e informações: info@workshops-popup.com


Tema: Mesas de Festa - ESGOTADO
Ovar - 25 de Novembro - 10h Colher de Chá - Furadouro
Inscrições e Informações: geral@colherdecha.pt


Ingredientes para 2 pessoas:

4 fatias de pão (usem o pão que preferirem, e aqui no blogue há varias receitas de pão. Se optam por comprar, usem de preferência pão de massa mãe, tradicional e biológico. Eu sou fã do pão da Garfa Padaria)
2 fatias de presunto (ou bacon se preferirem)
1 abacate pequeno
sumo de limão q.b.
flor de sal q.b.
2 ovos
1 molhinho de coentros frescos
1 tomate maduro
azeite q.b.
1 toranja
canela q.b.

2 cafés duplos ou outra bebida a gosto

Preparação:

Comece por preparar a pasta de abacate. Retire o caroço, e coloque a polpa num prato. Tempere com um pouco de flor de sal e umas gotas de limão e esmague bem o abacate, Termine juntando um pouco de coentros frescos picados.
Corte o tomate em fatias e tempere também com uma pitada de flor de sal.
Cozinhe os ovos numa frigideira anti aderente até ficarem a seu gosto, mais ou menos passados.
Torre depois ligeiramente as fatias de pão. Assim que as retirar da torradeira regue com um fio de azeite. Sobre duas das fatias de pão coloque  a pasta de abacate e os ovos e polvilhe com mais coentros. Sobre as outras duas fatias de pão coloque as fatias de tomate e por cima o presunto e regue também com mais um fio de azeite.
Corte a toranja ao meio e polvilhe as metades com canela.
Sirva depois com café ou outra bebida a gosto. Se ainda tiver barriga e gostar de terminar com uma coisa doce, experimente a receita de panquecas de kefir e espelta aqui do blogue.


Bom Apetite!

Chai Latte


Este ano, os dias mais frios têm-me dado para preparar bebidas quentes e reconfortantes. Apesar de o chá ser uma das minhas bebidas favoritas, fiquei muito fã do galão de abóbora que aqui partilhei no outro dia, e em conversa com uma amiga ela falou-se se já tinha experimentado o chai latte que é basicamente chá com leite. Realmente nunca tinha experimentado, apesar de desde pequenina preferir sempre o meu chá com um pouco de leite, coisas que a minha avó Cila me ensinou. E realmente era uma falta minha, nunca ter experimentado o Chai Latte, com chá e especiarias e leite (ou bebida vegetal).
Foi então numa semana de muito cansaço, de enxaquecas que esta bebida revigorante foi preparada. E claro, mas uma que me conquistou!
Há varias maneira de preparar um chai latte. Há quem faça a infusão diretamente no leite ou bebida vegetal. Mas depois de me terem falado em preparar a infusão de chá e especiarias à parte   - e que se pode guardar no frigorífico alguns dias - e preparar depois a bebida na hora apenas aquecendo o leite, fiquei a preferir essa versão e é essa que vos trago.
Podem também variar as especiarias que usam, de acordo com a vossa preferência.
Espero que gostem!

Tema: Receitas Quentes para Dias Frios
Porto - 24 de Novembro - 15h Workshops Pop -Up 
inscrições e informações: info@workshops-popup.com


Tema: Mesas de Festa - ESGOTADO
Ovar - 25 de Novembro - 10h Colher de Chá - Furadouro
Inscrições e Informações: geral@colherdecha.pt

Ingredientes:

Mistura de Chai:
300ml de água
2 paus de canela
2 vagens de cardamomo
2 rodelas de gengibre fresco
2 rodelas de curcuma fresca
1 saqueta de chá preto a gosto

250ml de leite ou bebida vegetal
canela em pó para polvilhar

Preparação:

Leve um tacho ao lume com a água, a canela, o cardamomo aberto, o gengibre fresco e a curcuma e deixe levantar fervura. Retire do lume, junte a saqueta do chá e deixe em infusão durante cerca de 5 minutos. Depois coe a mistura e guarde num farsco ou pequena garrafa no frigorífico durante alguns dias.
Para preparara o chai latte, aqueça até levantar fervura 250ml de leite ou bebida vegetal e junte depois cerca de 50ml de mistura de chai. Polvilhe com canela em pó e beba bem  quente. (Se achar necessário adoce a gosto!)


Bom Apetite!

Coelho Assado à Antiga


Esta semana ainda só vai a meio, mas não está  a ser fácil. Apesar de nem sequer ter feito a minha preparação semanal, vale-me um frigorífico recheado com coisas que tinham sobrado do fim de semana e que, qause sem trabalho, têm permitido as nossas refeições nestes dias que têm sido caóticos.
Apesar de nesta semana nada de novo estar a sair desta cozinha - ainda - há sempre receitas de outros dias e semana melhores. E uma delas é esta receita de coelho assado que vos trago hoje, uma receita muito simples e tradicional de coelho assado, com temperos muito clássicos, e que é foi do agrado de todos. Aquele tipo de tempero tradicional que é igual para carne de porco, frango ou coelho.
Das receitas de assados que, na minha opinião, são a coisa mais simples e prática para todos os dias. Temperar, forno e jantar na mesa.

Tema: Receitas Quentes para Dias Frios
Porto - 24 de Novembro - 15h Workshops Pop -Up 
inscrições e informações: info@workshops-popup.com


Tema: Mesas de Festa - ESGOTADO
Ovar - 25 de Novembro - 10h Colher de Chá - Furadouro
Inscrições e Informações: geral@colherdecha.pt

Ingredientes:

1 coelho inteiro partido em pedaços
sal e pimenta q.b.
1 colher de sopa de colorau
3 dentes de alho 
azeite q.b.
2 folhas de louro
200ml de vinho branco

Preparação:

Coloque o coelho numa assadeira e tempere com sal, pimenta, os dentes de alho picadinhos, o colorau, o louro partido e um pouco de azeite. Esfregue bem por todo o coleho, de modo a que fiquem bem coberto com o tempero.
Regue com o vinho branco, e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC , bem tapado com papel de alumínio, cerca de 1h15. Ao fim desse tempo, retire o papel de alumínio e deixe cozinhar mais 20 minutos para ficar tostadinho.
Sirva com acompanhamento a gosto.


Bom Apetite!

Bolo de Abóbora, Cenoura e Amêndoa



Há uns tempos li algures, que as pessoas que fazem bolos, e cozinham para os outros são mais felizes.  Não sei se isso será verdade, mas é um facto que a cozinha, para quem gosta, pode ser até bastante relaxante. Por aqui, e sempre que possível, faz-se um bolinho para o fim de semana. E desta vez, com um pouco de puré de abóbora que tinha sobrado, com cenouras que havia no frigorífico e umas sobra de doce de ovos de umas cornucópias do Atelier do Doce, fez-se um bolo de cenoura, abóbora e amêndoa, que ficou muito húmido e aromático. Um verdadeiro bolo Outonal, muito apreciado por todos os que o comeram.
Acabei por colocar a cobertura de doce de ovos para acabar uma sobra que tinha cá em casa, mas fica igualmente delicioso simples, ou para os mais gulosos, uma cobertura de chocolate.
Aqui fica a receita.

Ingredientes:

50g de farinha de espelta
150g de puré de abóbora assada
200g de cenoura crua
250g de amêndoa com pele
3 ovos
150g de açúcar mascavado
150g de manteiga
1 colher de chá de canela em pó
1 colher de chá de fermento

Doce de ovos para a cobertura (opcional)

Preparação:

No robot de cozinha junte o puré de abóbora, as cenouras em pedaços, a amêndoa e truture até obter uma consistência de migalhas grossas. Reserve.
Bata depois a manteiga com o açúcar e os ovos até ficar com umas mistura homogénea, e junte depois a mistura de amêndoa, cenoura e abóbora. Junte depois a farinha, a canela e o fermento e envolva bem.
Unte e polvilhe uma forma e verta a mistura. Leve depois ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 50 minutos ou até o bolo estar cozido.
Retire do forno e deixe arrefecer completamente. Depois de frio cubra, se gostar, com o doce de ovos.


Bom Apetite!

Chips de Couve Kale


Das coisas que mais gosto nisto de receber um cabaz de produtos em casa, tem a ver com esta questão sazonal, e de não ficarmos muito presos às coisas que estamos mais habituados e que consumimos habitualmente. Nesta altura do ano, as abóboras ganham terreno, assim como a batata doce, as cebolas e as couves. Recebê-las exige também descobrir maneira de as utilizar nas nossas receitas habituais, e também de descobrir novas receitas e até novas formas de as comer.
Até receber um cabaz em casa, nunca tinha consumido couve kale (ou couve crespa), por exemplo. Confesso que não fiquei fã nas primeiras vezes, e demorei alguns anos a habituar-me a este sabor. Não é das minhas coisas favoritas, e portanto ando sempre a tentar descobrir novas receitas para a usar.
Fartinha de ouvir falar nas chips de couve kale, mas muito, mesmo muito desconfiada de as fazer e de achar que fosse realmente bom, adiei a altura de experimentar. Até que há umas semanas atrás, a couve kale regressou ao cabaz e eu, finalmente, decidi experimentar e perder esse medo que às vezes temos de fazer coisas “fora da caixa”.
E realmente é bom, até o Miguel gostou, e só não conseguimos convencer os mais pequenos a comer “batatas fritas verdes”, porque andam em guerra declarada aos verdes....
E gostamos mesmo, que entretanto já voltamos a fazer! E aqui fica a receita para não terem medo. Para arriscarem com o que não conhecem, e fazerem coisas menos convencionais e mais “fora da caixa”.

Tema: Receitas Quentes para Dias Frios
Porto - 24 de Novembro - 15h Workshops Pop -Up 
inscrições e informações: info@workshops-popup.com


Tema: Mesas de Festa
Ovar - 25 de Novembro - 10h Colher de Chá - Furadouro
Inscrições e Informações: geral@colherdecha.pt

Ingredientes:

1 molho de couve Kale
sal e pimenta q.b.
alho em pó q.b.
azeite q.b.
colorau q.b.

Preparação:

Arranje a couve kale, de modo a ficar apenas com as folhas em pedaços não muito pequeno, mas sem os caules duros. Lave-a e seque muito bem. Coloque depois numa taça, tempere com sal, pimenta, alho em pó, colorau (pode usar outras especiarias e ervas seca a gosto) e regue com um fio de azeite. Envolve bem, massajando a couve com os temperos para que fiquem bem impregnados. 
Coloque depois as folhas de couve kale no tabuleiro do forno previamente forrado com papel vegetal, e numa só camada, e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 15 minutos, ate as folhas ficarem “secas” e crocantes.
Retire do forno e deixe arrefecer uns minutos e coloque depois numa taça. Sirva como acompanhamento ou snack.


Bom Apetite!

Maçã Assada com Crumble


Não é, de todo, a receita mais bonita do mundo. É uma mistura de um crumble com maçã assada, que me parece suficientemente reconfortante para dias frios.
Os mais gulosos podem juntar natas batidas, uma bola de gelado de baunilha, ou até molho de caramelo salgado.
Eu gosto delas assim simples, como um lanche quente a meio da tarde, ou como sobremesa. E também fica delicioso com marmelos (que devem dar uma fervura primeiro, pois são mais rijos que as maçãs) e até com pêras.
Uma sobremesa muito simples e “feia”, para dias frios.
Espero que gostem!

Próximo Workshop - Ultimas vagas
Tema: Receitas quentes para Dias Frios

Lisboa - 10 de Novembro - 11h30 Workshops Pop-Up Chiado 
inscrições e informações: chiado@workshops-popup.com


Ingredientes para 6 pessoas:

6 maçãs
50g de açúcar de coco
1 colher de chá de canela em pó
75g de amêndoas (usei com pele)
70g de flocos de aveia
2 colheres de sopa bem cheia de manteiga à temperatura ambiente


Preparação:

Lave bem as maças e corte-os ao meio retirando os caroços cuidadosamente. Coloque depois as maçãs numa assadeira.
Entretanto no robot ou picadora, junte o açúcar com as amêndoas e triture até obter uma espécie de mistura grosseira. Junte a manteiga e a aveia e a canela e envolva bem até estar tudo bem misturado. Divida a mistura pelas cavidades das maçãs
Leve depois ao forno previamente aquecido a 180ºC até as maçãs estarem macias.
Sirva depois, se gostar com um pouco de iogurte grego ou natas ou uma bola de gelado.


Bom Apetite!

Frango Tandoori no Tacho


Adoro esta altura do ano. Adoro o tempo frio, as pantufas e as meias e as lareiras acesas. Não me importo que escureça cedo, nem da chuva - principalmente se não tiver que sair para levar ou buscar miúdos à escola. Adoro dias frios e com sol em que de pode passear, e adoro esta aproximação do Natal.
É sempre a altura do ano em que tenho mais trabalho, mas solicitações, mais workshops, mas como diz o Miguel, já nem sei viver sem este “stress” quase constante de mal ter fins de semana livres até aos meus anos, de começar a queixar-me que não vou conseguir fazer tudo o que quero, e de estar a ficar preocupada porque ainda não comprei os presentes de natal todos. (Para quem não sabe eu faço questão de ter os presentes todos comprados a 1 de Dezembro! Para depois me poder dedicar “calmamente” a fazer os meus presentes de natal e coisas com os miúdos!)
Sei que estamos a 8 de Novembro e eu a pensar em workshops de Natal. E nas actividades com os miúdos para o calendário de advento. E na festa dos meus 40 anos, e até a planear o fim de ano. Estamos a 8 de Novembro e eu já a panicar com o tempo que vai ser - como habitualmente - curto para tudo. Porque na minha cabeça, há uma pequena sirene a dizer “JÁ ESTAMOS A 8 DE NOVEMBRO”. 
Pois bem. Mesmo assim, adoro esta altura do ano. E à medida que os dias avançam, gosto cada vez mais. Porque adoro a magia que tento passar aos meus miúdos nesta época. Adoro que as pessoas me procurem em busca de receitas diferentes para receber a família e os amigos. Adoro poder perder-me a fazer presentes de comer e presentes que eu considero especiais.
Para quem não gosta assim tanto como eu, e acha que ainda falta muito para o Natal, e que é demasiado precoce estarmos a falar nisso, fiquem então com a receita de um frango Tandoori, que nos leva até outras paragens e nos afasta a ideia do natal.

Próximo Workshop - Ultimas vagas
Tema: Receitas quentes para Dias Frios

Lisboa - 10 de Novembro - 11h30 Workshops Pop-Up Chiado 
inscrições e informações: chiado@workshops-popup.com


Ingredientes para quatro pessoas:

1 frango grande partido em pedaços (de preferência frango do campo)
4 colheres de chá de mistura tandoori (encontram em lojas de produtos indianos, mas também em alguns supermercados, como o Aldi a mistura já feita)
1 colher de chá de sementes de coentros
azeite q.b.
2 cebolas grandes
2 folhas de louro
sal e pimenta q.b.
1 molho de coentros pequeno
150g de iogurte grego ou iogurte natural ou até kefir
2 ceboletas (spring onions) - opcional

Preparação:

Leve ao lume um tacho grande e largo com um pouco de azeite, as folhas de louro e as cebolas picadas finamente e deixe refogar uns minutos. Junte depois o frango (com a pele virada para baixo) e deixe cozinhar para que esta comece a dourar. Junte depois a mistura tandoori, as sementes de coentros, os coentros bem picadinhos e tempere também com sal e pimenta a gosto. Envolva bem todos os temperos, baixe o lume e deixe estufar cerca de 45 minutos ou até estar macio.
Ao fim desse tempo, vire o frango, de modo a que a pele fique virada para cima, e leve o tacho ao forno aquecido a 180ºC durante mais 15 minutos, apenas para tostar a pele.
Retire do lume e envolva o iogurte.
Polvilhe com as ceboletas picadas e sirva de imediato com acompanhamentos a gosto.


Bom Apetite!

Imprimir