Gelado de Coco e Manjericão


Esta é a altura do ano em que a máquina de gelados mais trabalha, e quando eu não me canso de inventar combinações de sabores para os gelados. Desta vez, coco e manjericão, que foi só a tentativa de replicar um gelado delicioso que tinha comido na relataria Cosi, aqui em Coimbra, e que era realmente divinal. Não ficou, claro, a mesma coisa, mas ficou um gelado aromático e fresco, e que foi muito bem recebido por todos os que o provaram. Fica a receita!


Ingredientes:


400ml de leite de coco (lata)

400ml de leite do dia gordo (usei da vigor)

90g de açúcar

1 colher de chá de essência de baunilha (opcional)

2 gemas

50gr de folhas de manjericão frescas


Preparação:


Leve ao lume um tacho com o leite,  o leite de coco e a essência de baunilha, e deixe aquecer até levantar fervura. Retire e reserve.

Bata depois muito bem as gemas com o açúcar, e junte depois, aos poucos e poucos o leite quente. Acrescente as folhas de manjericão e envolva bem.

Leve a mistura de novo ao lume e, sem parar de mexer, deixe engrossar até que cubra as costas da colher de pau. Retire e triture bem a mistura para que as folhas de manjericão fiquem incorporadas na mistura, e  deixe depois arrefecer completamente  - no frigorífico de preferência - antes de colocar na máquina dos gelados. Coloque a mistura já fria na cuba da máquina e ligue-a, deixando-a misturar até que forme gelado e fique cremoso (na minha máquina demora cerca de 30 minutos) Retire depois o gelado da máquina e guarde numa caixa hermética no congelador até servir, pelo menos durante umas duas horas.

Para quem não tem máquina de gelados, o processo também é possível. Coloque depois de arrefecida a mistura numa taça ou caixa e leve ao congelador. de 1h30 em 1h30 retire a mistura e bata-a com um garfo ou até com a batedeira, de modo a quebrar os cristais de gelo. Repita o processo o tempo que for necessário até obter uma textura cremosa de gelado. 

Sirva depois a gosto.


Bom Apetite!


Panquecas de Aveia, Buttermilk e Maçã


Estamos quase a rumar a sul, e dou por mim na tarefa de ir limpando o frigorífico de tudo o que por lá anda, fazendo as combinações e criações possíveis. Um resto de buttermilk das panquecas do fim de semana, ditaram que haveria mais umas panquecas para estes dias. E assim lá saiu esta versão adoçada com maçã ralado que também estava a precisar de ser consumida, e saíram umas panquecas com sabor a papa de aveia, mas excelentes como opção para o pequeno almoço dos miúdos, e mesmo para lanches ou snacks.

Como ainda deu para várias panquecas, guardei as que sobraram numa caixa hermética no frigorífico para o pequeno almoço do dia seguinte ou mesmo para o lanche. Também podem congelar!


Ingredientes para umas 12 panquecas pequenas:


150g de farinha de aveia

2 ovos

125ml de buttermilk (ou iogurte natural)

1 maçã grande ralada

1 colher de chá de canela em pop

1 colher de chá de fermento em pó


banana, iogurte, mel ou maple syrup e canela para servir



Preparação:


Numa taça misture a farinha de aveia com o fermento e a canela. ao centro junte os ovos e o buttermilk, a maça ralada e misture bem até obter uma massa homogénea.

Leve uma frigideira anti aderente ao lume e deixe aquecer. Junte depois colheradas de massa e deixe-as cozinhar de um lado, até formar as bolinhas características, antes de virar e cozinhar do outro. Repita até esgotar toda a massa..

Sirva depois as panquecas cobertas com iogurte natural, maple syrup ou iogurte, banana (ou outra fruta - usei as bananas porque estavam também a precisar de ser consumidas) e polvilhe com canela.


Bom Apetite!


Molho de Tomate Assado

No inicio de Julho vieram parar cá a casa imensos tomates. Vários quilos de tomate maduro que eram basicamente “desperdício” de um grande armazém/entreposto de distribuição e venda de fruta e legumes. Estavam tocados ou “feios” e não podiam seguir para venda. O que acontece a este produtos é que estão “disponíveis” para serem doados, seja a instituições ou aos próprios trabalhadores, e são também vendidos para serem transformados pela industria alimentar.

O que é certo é que me chegaram cá a casa uns quilos de tomates que nunca chegariam a ser colocados à venda, e que em último caso seriam realmente desperdício alimentar e acabariam no lixo.

Pois os quilos de tomate deram para muitas saladas - os meus filhos adoram salada de tomate - deram para alguns litros de gaspacho delicioso, e uns 2 tabuleiros cheios de tomate para assar que culminaram num delicioso molho de tomate que tenho agora congelado para ir usando em pizzas, massas, arroz e até em sopas e estufados.

Partilhei a receita na altura pelo instagram, mas vale a pena registá-la aqui, neste meu/nosso livro de receitas, porque esta receita não pode ficar perdida numa conta de instagram, onde é muito mais difícil pesquisas e ter receitas organizadas.

Fica aqui registada, no sitio onde merece estar!

Uma receita muito simples, onde tudo vai ao forno em cru, e depois é só triturar. Um molho mas intenso, mais doce e realmente delicioso!! Importante mesmo usar tomate de época e bem maduro!




Ingredientes para 5 frascos

2 kg de tomate maduro (qualquer variedade que tenham)

2 cebolas

4 dentes de alho

sal e pimenta q.b.

azeite q.b.

ervas secas a gosto


Preparação:


Corte o tomate em pedaços e coloque no tabuleiro de forno espalhados numa camada só. Junte depois cebola cortada em meias luas, os dentes de alho esmagados e sem pele e tempere com sal, pimenta e as ervas a gosto. Regue com um fio de azeite e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 1h15.

Ao fim desse tempo coloque todo o conteúdo do tabuleiro  - sucos também - no robot de cozinha, liquidificadora ou no copo da varinha mágica e triture até obter uma molho homogéneo.

Coloque depois em frascos de vidro, tendo o cuidado de não os encher até cima , e congele. Em alternativa poderá colocar em frascos previamente esterilizados e pasteurizar o molho se preferir.

Use depois conforme as necessidades em molhos de massa, pizzas, estufados, arroz ou até para fazer uma sopa de tomate.


Bom Apetite!


Sangria de Vinho Rosé e Maracujá


Estes dias quentes de churrascos, refeições ao ar livre e convívios com amigos, são sempre ideais para bebidas frescas. Aqui em casa o Gin ou o cocktail de Gin, as caipirinhas e as sangrias são os eleitos, além do vinho branco ou verde ou um belo espumante.

Desta vez acabei a preparar uma sangria de vinho rosé, para acompanhar uns petiscos de final de tarde depois de uma passeata de bicicleta pelo Choupal com os miúdos e uns amigos. Porque a vida é feita destes pequenos momentos. Porque nunca se sabe o que nos reserva o dia de amanhã. Porque devemos viver o hoje e o agora com quem nos aprecia e valoriza. E brindar! E celebrar!


Ingredientes para 1 jarro de sangria:


1 garrafa de vinho rosé fresco

polpa de 4 maracujás

4 morangos

1 limão

hortelã fresca q.b.

1 pau de canela

50g de açúcar

gelo q.b.


Preparação:


Num jarro grande coloque a polpa de maracujá, os morangos cortados em quartos, o limão em pedaços, o açúcar, a canela e a hortelã fresca e misture bem e se puder deixe a macerar uns 30 minutos. Junte depois o vinho rosé e junte bastante gelo. Misture bem.

Sirva de imediato!


Bom Apetite!

Lasanha de Coelho com Espinafres e Cogumelos


Chega Agosto e nós já contamos os dias para irmos de férias. E começamos também a esvaziar o frigorífico, e a  gastar e a inventar com o que há. Foi assim que o que estava para ser uma massa mais simples, acabou numa lasanha para gastar um resto de massa de lasanha e à carne de juntaram espinafres e cogumelos para enriquecer e gastar estes legumes. E a lasanha acabou no forno que já estava quente, e onde havia também pão e um bolo de banana a fazer.

Durante esta semana, vai ser isto. Não fomos às compras e lá vamos utilizando o que há aqui por casa para não desperdiçar nada. E assim fazemos este exercício de rentabilizar ingredientes que já temos!


Ingredientes para 4 pessoas:


8 folhas de lasanha seca (e que não necessite de pre cozedura)

500g de carne de coelho picada

200g de cogumelos castanhos

100g de espinafres frescos

1 cebola pequena

2 dentes de alho

1 folha de louro

azeite q.b.

sal e pimenta q.b.

150g de queijo ralado 

400ml de molho bechamel caseiro


Preparação:


Pique a cebola e os dentes de alho e leve a refogar num tacho, juntamente com duas colheres de sopa de azeite e com uma folha de louro. Quando estiver transparente, junte a carne de coelho e envolva bem e deixe cozinhar até que a carne ganhe cor. Junte depois os cogumelos, envolva bem e tempere de sal e pimenta deixando cozinhar até que os cogumelos cozinhem e não exista água no tacho. Junte depois os espinafres e envolva bem até que murchem. Retifique os temperos, e reserve.

No fundo de um tabuleiro coloque um pouco de molho bechamel. Por cima disponha 2 placas de lasanha, por cima das placas coloque um pouco da mistura de carne, queijo ralado e mais um pouco de molho bechamel. Coloque depois mais 2 placas de lasanha, mais carne, queijo e molho e mais 2 placas de lasanha. Coloque depois a restante carne, queijo e molho e termine com as 2 ultimas placas de lasanha, um pouco de queijo por cima e o restante molho.

Tape tudo muito bem com papel de alumínio e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 45 minutos. Ao fim desse tempo retire o papel de alumínio e deixe a lasanha tostar uns minutos.

Sirva depois com uma salada verde.


Bom Apetite!

Perninhas de Frango com Batatas e Sabores de Verão




As receitas de forno são rápidas de preparar e são sempre escolhas acertadas e que agradam a todos. Com Julho a acabar, deixo-vos uma receita que é o meu básico de sempre. Com uma ou outra variação, frango e batatas no forno não tem nada que enganar, vai bem com tudo. Desta vez com sabores de verão, que é o que havia no frigorífico cá de casa - tomate maduro, pimento e ervas secas para adicionar sabor.

Dizemos assim adeus a Julho e aguardamos o que Agosto nos trará!

Bom fim de semana! 


Ingredientes para 4 pessoas:


650g de perfilhas de frango

2 batatas grandes “normais”

1 batata doce laranja grande

1 cebola

1 tomate maduro

1/2 pimento vermelho

3 dentes de alho

sal e pimenta q.b.

1 colher de sopa de ervas secas a gosto

azeite q.b.

limão q.b.


Preparação:


Descasque as batatas e corte-as em cubos. Corte o tomate e o pimento em cubos pequenos. Pique grosseiramente a cebola e pique os dentes de alho.

Num tabuleiro que vá ao forno e à mesa, coloque as perfilhas de frango ao centro e À volta coloque as batatas, misturando-as com o tomate e pimento. Cubra com a cebola picada, os dentes de alho picados e tempere tudo com sal, pimenta, as ervas secas a gosto e regue com um fio de azeite. Por cima disponha rodelas de limão.

Tape com papel de alumínio e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 1h30, retirando o papel e deixando cozinhar até alourar, cerca de 15 minutos.

Sirva depois com uma salada verde.


Bom Apetite!

Tacos de Peixe com Polme de Curcuma com Molho de Manga


Gosto muito de variar e diversificar a nossa alimentação. De não comermos sempre as mesmas coisa ou sequer da mesma maneira. 

Gosto de inventar sabores de outras cozinhas, e misturar receitas, E tento assim que os miúdos não sejam só crianças de “comida de prato” ou de “bife e arroz”. Às vezes corre melhor do que outras. E desta vez correu muito bem. O Zé Maria está cada vez mais aventureiro a comer, e o António começa a ficar, e a gostar destas refeições diferentes.

Portanto, depois da receita dos wraps, uma das muitas receitas onde os podem usar, com uns fantásticos tacos de peixe com “salsa” (molho) de manga. No peixe usei uns simples filetes de pescada congelados, mas podem usar outro peixe da vossa preferência.


Ingredientes para 8 tacos:


8 wraps caseiros ou de compra

400g de filetes de pescada

sal e pimenta q.b.

sumo de limão

2 dentes de alho


Polme de Curcuma:

1 colher de chá de curcuma (acafrão das índias)

175gr de farinha de trigo

50gr de amido de milho (maisena)

cerca de 200ml de água 

Alho em pó q.b.

Sal e pimenta q.b.


Salsa de Manga:

1 manga madura

1 molho de coentros frescos

1 cebola pequena

azeite q.b.

vinagre q.b.


alface e maionese caseira para servir


Preparação:


Tempere os filetes de pescada com sal, pimenta, os dentes de alho picados e o sumo de limão.

Entretanto, numa taça junte 150gr de farinha de trigo, o amido de milho, e tempere com o alho em pó, um pouco de sal e pimenta, e a curcuma. Junte depois a água, aos poucos e poucos  enquanto mexe.  O polme tem de ficar solto mas grosso para agarrar aos filetes. Reserve. 

Passe depois os filetes com a restante 25gr de farinha para lhes retirar alguma humidade e, um a um passe-os  pelo polme deixado agarrar bem. Frite-os em óleo abundante e bem quente (os filetes têm de mergulhar no óleo)  até que fiquem dourados.

Escorre depois sobre uma grelha.

Para a salsa de manga, descasque a manga e corte-a em cubinhos pequenos. Coloque numa taça. Pique também os coentros e a cebola e junte à manga envolvendo bem.

Tempere com um pouco de azeite e um esguicho de vinagre. mexa bem.

Para servir, coloque tudo na mesa para que cada um se sirva, e monte o taco colocando a meio de cada wrap um pedaços de peixe, junte um pouco de alface e de molho de manga e termine com um bocadinho de maionese caseira.


Bom Apetite!


Imprimir