terça-feira, Setembro 30, 2014

Empada de Frango e Cogumelos


Ainda do aniversário do Zé Maria, a receita que recebeu mais elogios e a mais apreciada pelos adultos. Uma empada de frango - para a qual usei sobras de frango assado que tinham sobrado de um jantar da semana - com cogumelos Shitake deliciosos, que costumo comprar à Ana, do Mercadinho Biológico do Botânico, em Coimbra. Segundo os convidados, foram os cogumelos que tornaram esta empada tão especial. Além dos cogumelos, eu acho que a massa caseira também contou -e muito - para o resultado final.
Fica então a receita, ideal para transformar sobras de frango numa nova e especial refeição.

Ingredientes para uma empada “familiar”

Massa:

300g de farinha
1 ovo + 1 gema para pincelar
30ml de água morna
40ml de vinho branco
30g de manteiga amolecida + 2 colheres de sopa de azeite
sal q.b.
1 saqueta de levedura seca - usei fermipan

Recheio:

300g de sobras de frango assado, desfiadas e limpas de pele e ossos
250g de cogumelos shitake frescos (ou use outros a gosto)
4 cenouras (as minhas eram muito pequenas - use 1 grande)
1 cebola
2 dentes de alho
azeite q.b.
Tomilho fresco q.b.
sal e pimenta q.b.
50ml de vinho branco
2 colheres de sopa de farinha
150ml de leite

Preparação:

Comece por preparar a massa. Numa taça coloque a água morna, o vinho branco, a manteiga, o azeite, um pouco de sal e a levedura seca. Misture bem até que tudo se dissolva mais ou menos. Junte depois a farinha e o ovo inteiro e amasse bem durante alguns minutos até obter uma bola de massa lisa e elástica (poderá amassar com a batedeira usado para isso as pás próprias). Forme uma bola, coloque numa taça, tape com um pano e deixe repousar 30 minutos.
Entretanto prepare o recheio. Pique a cebola e os dentes de alho e leve-os a alourar num pouco de azeite. Junte depois as cenouras previamente cortadas em cubinhos e os cogumelos shitake laminados. Tempere com um pouco de sal e pimenta, junte as folhas de tomilho fresco e refresque com o vinho branco. Deixe cozinhar uns minutos e acrescente depois o frango desfiado envolvendo bem. Polvilhe com a farinha e acrescente o leite de modo a ficar com um recheio cremoso. Retifique de sal e pimenta. Reserve e deixe arrefecer completamente antes de usar.
Divida a massa em dois pedaços iguais e estique-os bem de modo a obter uma base de massa redonda e fina.
Forre uma tarteira de pirex ou louça (22cm de diâmetro) com um dos discos de massa e recheie com o preparado de frango e cogumelos, que deverá encher a forma. Coloque por cima o outro disco de massa e corte o excesso. Dobre bem as bordas da massa, pressionando de modo a que fiquem bem coladas. Faça, com a ajuda de uma faca ou tesoura um pequeno orifício ao centro da empada para que o vapor escape durante a cozedura.
Pincele depois a empada com a gema de ovo batida com uma colherzinha de água ou leite, e leve a cozinhar no forno previamente aquecido a 200ºC durante cerca de 30 minutos ou até que a massa esteja bem cozinhada e dourada. (Se necessário coloque uma folha de papel de alumínio sobre a empada para que a massa não queime.)
Retire do forno e deixe arrefecer completamente antes de desenformar.
Sirva em fatias com um salada para uma refeição completa.


Bom Apetite!

segunda-feira, Setembro 29, 2014

Mini-Pavlovas com Curd de Limão e Framboesas


A semana começa doce. Com umas mini-pavlovas que preparei para a festa de aniversário do Zé Maria e que fizeram as delícias dos mais gulosos e dos amantes de suspiros.
Pode ser que, ao começar a semana com coisas doces ela se mantenha doce e cheia de coisas boas. E que nos dê a todos tudo aquilo que desejamos e que seja o mote necessário para atrair as coisas doces da vida. Acho que ninguém gosta de amargos de boca, não acham?
Bom início de semana!

Ingredientes para 12 mini-pavlovas:

4 claras de ovo
200g de açúcar
2 colheres de chá de amido de milho (Maisena)
2 colheres de chá de vinagre de vinho branco

300g de lemon curd (podem usar caseiro ou de compra - receita aqui http://paracozinhar.blogspot.pt/2010/03/curd-de-limao-lemon-curd.html)
Framboesas (ou mirtilos q.b.)

Preparação:

Ligue o forno r regule-o para 150ºC.
Bata as claras em castelo, mas não as deixe ficar demasiado duras. Acrescente depois o açúcar, aos poucos e poucos, batendo com a batedeira elétrica entre cada adição de açúcar. As claras devem ficar completamente duras e muito brilhantes (Se não atingiu este ponto, nem vale a pena colocar a mistura no forno...)
Junte agora o amido de milho peneirado e o vinagre e mexa bem com uma vara de arames para envolver muito bem.
Forre um tabuleiro com papel vegetal e desenhe 12 círculos pequenos. Divida as claras dentro desses círculos e com a ajuda de uma espátula molde as claras de modo a ficarem dentro dos circulos e direitinhas, como se de um bolo se tratasse.
Coloque as pavlovas no forno e reduza-o para 120ºC. Deixe cozinhar durante 1h00 e evite abrir muitas vezes a porta do forno. Ao fim desse tempo desligue o forno e deixe-as arrefecer completamente lá dentro antes de retirar. (Vai ver como ficam crocantes por fora e molinhas e macias por dentro!)
Mesmo antes de servir as mini-pavlovas coloque-as no prato de servir e sobre cada uma coloque uma colher de curd de limão e termine com as framboesas ou mirtilos para decorar. Sirva de imediato.


Bom Apetite!

sexta-feira, Setembro 26, 2014

Mousse de Chocolate Branco com Framboesas, Hortelã e Lima


O meu filho continua um bebé simpático e de sorriso fácil. Diz “mamã”, palra muito, aponta para tudo e diz coisas que nenhum do nós consegue pronunciar. Por vezes tem expressões que parecem saídas de um qualquer desenho animado japonês.
Adora tiras as suas próprias meias e, quando consegue, os sapatos. É muito assustadiço e choraminga com os nossos espirros ou quando lhe dizemos um “não” mais acentuado.
Não para quieto um minuto. Continua sem saber gatinhar, mas é desenrascado e chega a todo o lado a rastejar. Já sabe andar agarrado às coisas, trepar pelas nossas pernas para se levantar e levantar-se sozinho desde que tenha algum apoio.
Continua a dormir bem (pelo menos para já) e acorda sempre bem disposto, mesmo quando somos nós a acordá-lo. Para comer tem dias. Uns em que cerra a boca e abana a cabeça a dizer que não quer, e outros em que como tudo em menos de um fósforo. Outros ainda em que agarra a colher e lá vai a sopa, ou que, à nossa mínima distração, em menos de um segundo vira a taça da fruta, ou da sopa, espalhando depois tudo com os bracinhos e as mãos pelo tabuleiro da cadeira e com um enorme sorriso de satisfação.
Adora tirar as coisas de dentro da minha carteira e espalhá-las onde quer que esteja e tem um fascínio por telemóveis, computadores, comandos de televisão e tudo o que se pareça com equipamento electrónico.
Já tem 3 dentitos e outro a romper e já cortou o cabelo pela primeira vez. 
É assim o meu rapazinho. E eu acredito que ele é um bebé feliz que nos faz a nós muito, mas muito felizes.

Ingredientes:
(in “Gordon Ramsay - Comida Caseira”, página 271)

100g de chocolate branco
200ml de natas
1 lima
3 claras
50g de açúcar
150g de framboesas
3 pés de hortelã

Preparação:
Parta o chocolate em pedaços pequenos e coloque numa taça. Leve 100ml de natas ao lume num tachinho e, assim que começarem a querer ferver, verta as natas sobre o chocolate partido, mexendo bem  até obter uma mistura suave.
Coloque as restantes natas numa taça e acrescente a raspa da lima. Bata depois as natas até ficar com uma espécie de cahntilly suave e incorpore-as na mistura de chocolate branco. Reserve.
Noutra taça bata as claras em castelo juntamente com o açúcar e incorpore depois suavemente na mistura de chocolate branco, natas e lima.
Coloque as framboesas e as folhas de hortelã previamente picadas numa taça de servir e esmague-as ligeiramente com um garfo. Cuidadosamente verta a mistura de chocolate branco sobre as framboesas.
Decore com mais algumas framboesas e raspas de lima e leve ao frigorífico no mínimo durante 2 horas antes de servir.


Bom Apetite!

quinta-feira, Setembro 25, 2014

Pá de Porco Assada com Pimentão e Maionese de Harissa e Mel


Foi difícil decidir o que fazer para o jantar de aniversário do Zé Maria. Pensei em muitas coisas (e porque não me posso afastar muito do porco ou frango ou bacalhau) e parecia que era desta que a família chegava e não havia nada para comer. A ideia inicial foi bacalhau com broa que o Miguel rejeitou de imediato o que me deixou logo um vazio. Nunca me tinha acontecido tal coisa… na quarta-feira à tarde ainda não sabia o que fazer para o jantar do dia seguinte.
Folheei dezenas de revistas. Abri outro tanto de livros e, quando já me sentia quase derrotada, vi a receita que poderia agradar a todos - e também a mim. O Gordon Ramsay veio em meu auxilio, numa receita que eu até já tinha marcada como “a fazer”. A grande vantagem nesta receita é que é realmente perfeita para muita gente. Rende imenso e faz-se praticamente sozinha. Só não podem estar muito preocupados com o tempo de forno, porque são cerca de 4 horas a assar lentamente e que fazem a diferença.
No dia, a carne foi servida com salada de tomate da minha horta e batatinhas assadas, além da maionese de harissa, mostarda e mel, mas as sobras (e olhem que sobrou bastante!) serviram para sábado, na outra festa do Zé Maria, servir com pãezinhos e salada verde, como complemento ao lanche da tarde para quem ficou até mais tarde e foi também bastante elogiada.
Aqui fica então a receita do Gordon Ramsay.

Ingredientes para 10 a 14 pessoas:
(adaptado de “Gordon Ramsay - Comida Caseira, página 232)

4 colheres de sopa de pimentão fumado (usei Pimenton de La Vera)
3 colheres de sopa de açúcar amarelo
6 dentes de alho descascados e esmagados
4 pés de tomilho com as folhas picadas 
azeite q.b.
4kg de pá de porco com osso
sal e pimenta q.b.
Maionese de Harissa, Mel e Mostarda:
300g de maionese de boa qualidade
2 colheres de sobremesa de Harissa (ou outra pasta de malagueta)
1 colher de sobremesa de mel
1 colher de sobremesa de mostarda de grão à antiga

Preparação:

Misture o pimentão, o açúcar, o alho e o tomilho numa taça. Tempere com sal e pimenta e junte um pouco de azeite para obter uma pasta. Esfregue bem esta mistura na carne massajando bem e coloque num tabuleiro forrado com papel de alumínio (para ser mais fácil de limpar no fim). Deixe ficar algumas horas, de um dia para o outro, ou cozinhe de imediato.
Coloque depois a carne a assar no forno previamente aquecido a 160ºC e deixe cozinhar uma hora. Ao fim desse tempo tape a carne com papel de alumínio e deixe cozinhar mais 3 - 4 horas  até a carne se separar do osso.
Entretanto prepare a maionese de harissa juntando todos os ingredientes numa taça e misturando bem.
Quando a carne estiver pronta deixe repousar cerca de 30 minutos até a cortar em pedaços, deixando-a “desfazer” em fios (o chamado pulled pork)
Sirva com a maionese e com pãezinhos, como apresentado na foto, ou com uma salada verde e batatinhas assadas.


Bom Apetite!

quarta-feira, Setembro 24, 2014

Frango Assado com Recheio de Tomate Seco, Requeijão e Limão



A vida dá muitas voltas. Às vezes para chegar ao mesmo sítio de onde partimos, outras vezes para nos virar de pernas para o ar, outras apenas para nos dar novos desafios, novos projetos e nos fazer “correr atrás” do que queremos.
Acredito sempre que as coisas não acontecem por acaso. Não pode ser assim. Devemos mudar quando não estamos bem. Devemos querer mais. Devemos saber quando merecemos mais. Ao mesmo tempo devemos saber quando não é altura de arriscar, e que aquilo que construímos não deve ser alterado em busca de algo maior mas mais efémero. 
A linha entre o que devemos fazer e o que queremos fazer é apenas ditada por nós e eu acho que os pés assentes na terra e voos mais baixos são sempre uma medida acertada. Arriscar e mudar muito pode sempre parecer o melhor, mas a minha experiência diz-me que nos devemos sempre manter fieis a nós e a quem nos segue.
Numa altura em que todos querem mais, ser mais, mostrar mais, ter mais, eu prefiro manter-me assim, dizer não, manter-me firme nas minhas convicções. Uns vão, outros não. Mas é por isso que alguns se mantém iguais há anos e outros que vão aparecendo são apenas cópias do que já existe com a mania que são originais e criativos e buscam esse mais a todo o custo.

Ingredientes para 2 pessoas (com sobras):
(inspirado a partir da revista “Olive”, Maio de 2014, página 54)

1 frango pequeno
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.

Recheio:
100g de requeijão
1 dente de alho
4 tomates secos
15 azeitonas pretas descaroçadas
2 colheres de sopa de parmesão ralado na hora
1 molho pequeno de manjericão fresco
1/2 limão

Preparação:

Numa taça misture o requeijão com o dente de alho ralado, o tomate  seco previamente picado assim como as azeitonas, o queijo parmesão e a raspa do limão. Misture bem e junte cerca de duas colheres de sopa de azeite para formar uma pasta e tempere com sal e pimenta.
Com os dedos separe cuidadosamente a pele do peito do frango (separando a partir da cavidade e deixando a pele junto ao pescoço e peito para que depois o recheio não escape) e recheie entre o peito e a pele com a mistura anterior, prendendo depois ao fundo do peite com uns palitos para o recheio não escapar.
Barre o frango com um pouco de azeite e tempere com sal e pimenta na cavidade e por cima da pele.
Leve o frango ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 45 minutos a 1 hora ou até o frango estar cozinhado e a pele tostada.
Deixe repousar uns minutos antes de cortar e sirva com uma salada verde e batatas assadas.


Bom Apetite!

terça-feira, Setembro 23, 2014

Pato Assado à Vietnamita


Os dias mais cinzentos e chuvosos da ultima semana têm feito virar mais cedo para a comida de forno, a minha tradicional “comfort food”. São estes dias que me inspiram verdadeiramente a cozinhar, que me fazem ter uma enorme vontade de me enroscar no sofá, entre livros e revistas de culinária e deixar-me envolver por todo esse espírito.
Entretanto chegou cá a casa um novo livro de comida vietnamita, oferta do querido marido, e a vontade de experimentar cada uma das receitas à medida que ia virando as páginas era imensa. Os meus olhos pararam numa receita de pato - porque tinha cá um pato e não sabia muito bem como o ir cozinhar sem ser acabar em arroz.  Entre sabores e ingredientes mais ou menos exóticos preparei a receita aldrabando as coisas de acordo com os ingredientes que tinha e que se conseguem arranjar por aqui.
No final, a ideia original foi conseguida: uma receita de conforto, forno ligado e sabores exóticos.
Para começar bem o Outono.

Ingredientes para 4 pessoas:
(adaptado de “Vietnamese Street Food” - Tracey Lister e Andreas Pohl - página 48)

1 pato
1 colher de chá de canela em pó
1 colher de chá de pimenta moída na hora
1/2 colher de chá de cravinho
1/2 colher de chá de gengibre em pó
1/2 colher de chá de erva doce
3 cm de gengibre fresco
2 colheres de sopa de molho de peixe (fish sauce)
1 colher de sopa de óleo de sésamo tostado
1 colher de sopa de mel
2 colheres de chá de molho de soja
6 dentes de alho picados
1 malagueta tipo “Chilli”
1 raminho de coentros frescos
sal q.b.


Preparação:

Lave o pato e seque-o bem com papel de cozinha. Cuidadosamente separe a pele do pato da carne sem a rasgar.
Numa taça misture a canela com a pimenta, o cravinho, o gengibre em pó, a erva doce. Junte o gengibre ralado e esfregue bem esta mistura na carne do pato, por debaixo da pele, e dentro da cavidade.
Coloque o pato no frigorífico durante a noite.
No dia seguinte misture o molho de peixe, o óleo de sésamo, o mel e a molho de soja. e verta esta mistura sobre a pele do pato e dentro da cavidade. Dentro do pato coloque ainda a malagueta aberta ao meio, os dentes de alho e os coentros.
Coloque o pato numa assadeira e leve a assar em forno previamente aquecido a 200ºC durante 30 minutos, regando-o com o molho que se vai formando. Vire o pato e cozinhe-o por mais 30 minutos.
Reduza depois a temperatura do forno para os 180ºC, volte a virar o pato e asse por mais 20 minutos ou até o pato estar bem assado.
Sirva o pato partido em pedaços com arroz branco soltinho e acelgas ou espinafres salteados.


Bom Apetite!

segunda-feira, Setembro 22, 2014

Hambúrgueres de Peru com Sementes de Sésamo e Molho Sweet Chilli


Mais uma semana que começa. E com ela um Outono mais do que anunciado e, para mim, já desejado. (Já sabem que eu não sou muito uma pessoa de Verão!)
Começa a semana e eu apercebo-me que tenho imensas coisas para fazer até ao final da semana. Até ao final do mês. Até ao final do ano. E que já só faltam 93 dias para o Natal.
Começa a semana e eu tenho vontade de fazer geleia e marmelada e de assar castanhas e fazer bolos. Mas este ano acho que não vou ter marmelos e portanto nada de geleia ou marmelada.
Salvam-se as castanhas que já comemos e os bolos que lá se vão fazendo de vez em quando.
Mas não me posso esquecer do que tenho mesmo de fazer até ao final da semana e do mês e do ano.E que faltam 93 dias para o natal e que, para já, estou sem ideias - ou com muitas ideias baralhadas.
E que são precisas ideias e receitas e sugestões. Como estes hambúrgueres.

Ingredientes para 2 pessoas:

300g de peito de peru
3 colheres de sopa de sementes de sésamo
2 colheres de sopa de óleo de sésamo tostado
sal e pimenta q.b.
molho sweet chilli q.b. para servir - receita aqui (http://paracozinhar.blogspot.pt/2012/03/molho-sweet-chilli.html)

Preparação:

Num robot de cozinha ou com uma máquina própria de picar, pique a carne de peru. Coloque-a numa taça e tempere-a a gosto com sal e pimenta, 1 colher de sopa de sementes de sésamo e com o óleo de sésamo tostado. Amasse bem e forme 4 hambúrgueres pequenos.
Role-os depois pelas restantes sementes de sésamo e coloque os hambúrgueres no frigorífico para ganharem alguma firmeza antes de os cozinharem.
Grelhe depois os hambúrgueres, de ambos os lados até ficarem bem passados.
Sirva com o molho sweet chilli, com uma salada verde e um pouco de arroz.


Bom Apetite!

Poderá também gostar de:

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin