Coelho Assado à Antiga


Esta semana ainda só vai a meio, mas não está  a ser fácil. Apesar de nem sequer ter feito a minha preparação semanal, vale-me um frigorífico recheado com coisas que tinham sobrado do fim de semana e que, qause sem trabalho, têm permitido as nossas refeições nestes dias que têm sido caóticos.
Apesar de nesta semana nada de novo estar a sair desta cozinha - ainda - há sempre receitas de outros dias e semana melhores. E uma delas é esta receita de coelho assado que vos trago hoje, uma receita muito simples e tradicional de coelho assado, com temperos muito clássicos, e que é foi do agrado de todos. Aquele tipo de tempero tradicional que é igual para carne de porco, frango ou coelho.
Das receitas de assados que, na minha opinião, são a coisa mais simples e prática para todos os dias. Temperar, forno e jantar na mesa.

Tema: Receitas Quentes para Dias Frios
Porto - 24 de Novembro - 15h Workshops Pop -Up 
inscrições e informações: info@workshops-popup.com


Tema: Mesas de Festa - ESGOTADO
Ovar - 25 de Novembro - 10h Colher de Chá - Furadouro
Inscrições e Informações: geral@colherdecha.pt

Ingredientes:

1 coelho inteiro partido em pedaços
sal e pimenta q.b.
1 colher de sopa de colorau
3 dentes de alho 
azeite q.b.
2 folhas de louro
200ml de vinho branco

Preparação:

Coloque o coelho numa assadeira e tempere com sal, pimenta, os dentes de alho picadinhos, o colorau, o louro partido e um pouco de azeite. Esfregue bem por todo o coleho, de modo a que fiquem bem coberto com o tempero.
Regue com o vinho branco, e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC , bem tapado com papel de alumínio, cerca de 1h15. Ao fim desse tempo, retire o papel de alumínio e deixe cozinhar mais 20 minutos para ficar tostadinho.
Sirva com acompanhamento a gosto.


Bom Apetite!

Bolo de Abóbora, Cenoura e Amêndoa



Há uns tempos li algures, que as pessoas que fazem bolos, e cozinham para os outros são mais felizes.  Não sei se isso será verdade, mas é um facto que a cozinha, para quem gosta, pode ser até bastante relaxante. Por aqui, e sempre que possível, faz-se um bolinho para o fim de semana. E desta vez, com um pouco de puré de abóbora que tinha sobrado, com cenouras que havia no frigorífico e umas sobra de doce de ovos de umas cornucópias do Atelier do Doce, fez-se um bolo de cenoura, abóbora e amêndoa, que ficou muito húmido e aromático. Um verdadeiro bolo Outonal, muito apreciado por todos os que o comeram.
Acabei por colocar a cobertura de doce de ovos para acabar uma sobra que tinha cá em casa, mas fica igualmente delicioso simples, ou para os mais gulosos, uma cobertura de chocolate.
Aqui fica a receita.

Ingredientes:

50g de farinha de espelta
150g de puré de abóbora assada
200g de cenoura crua
250g de amêndoa com pele
3 ovos
150g de açúcar mascavado
150g de manteiga
1 colher de chá de canela em pó
1 colher de chá de fermento

Doce de ovos para a cobertura (opcional)

Preparação:

No robot de cozinha junte o puré de abóbora, as cenouras em pedaços, a amêndoa e truture até obter uma consistência de migalhas grossas. Reserve.
Bata depois a manteiga com o açúcar e os ovos até ficar com umas mistura homogénea, e junte depois a mistura de amêndoa, cenoura e abóbora. Junte depois a farinha, a canela e o fermento e envolva bem.
Unte e polvilhe uma forma e verta a mistura. Leve depois ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 50 minutos ou até o bolo estar cozido.
Retire do forno e deixe arrefecer completamente. Depois de frio cubra, se gostar, com o doce de ovos.


Bom Apetite!

Chips de Couve Kale


Das coisas que mais gosto nisto de receber um cabaz de produtos em casa, tem a ver com esta questão sazonal, e de não ficarmos muito presos às coisas que estamos mais habituados e que consumimos habitualmente. Nesta altura do ano, as abóboras ganham terreno, assim como a batata doce, as cebolas e as couves. Recebê-las exige também descobrir maneira de as utilizar nas nossas receitas habituais, e também de descobrir novas receitas e até novas formas de as comer.
Até receber um cabaz em casa, nunca tinha consumido couve kale (ou couve crespa), por exemplo. Confesso que não fiquei fã nas primeiras vezes, e demorei alguns anos a habituar-me a este sabor. Não é das minhas coisas favoritas, e portanto ando sempre a tentar descobrir novas receitas para a usar.
Fartinha de ouvir falar nas chips de couve kale, mas muito, mesmo muito desconfiada de as fazer e de achar que fosse realmente bom, adiei a altura de experimentar. Até que há umas semanas atrás, a couve kale regressou ao cabaz e eu, finalmente, decidi experimentar e perder esse medo que às vezes temos de fazer coisas “fora da caixa”.
E realmente é bom, até o Miguel gostou, e só não conseguimos convencer os mais pequenos a comer “batatas fritas verdes”, porque andam em guerra declarada aos verdes....
E gostamos mesmo, que entretanto já voltamos a fazer! E aqui fica a receita para não terem medo. Para arriscarem com o que não conhecem, e fazerem coisas menos convencionais e mais “fora da caixa”.

Tema: Receitas Quentes para Dias Frios
Porto - 24 de Novembro - 15h Workshops Pop -Up 
inscrições e informações: info@workshops-popup.com


Tema: Mesas de Festa
Ovar - 25 de Novembro - 10h Colher de Chá - Furadouro
Inscrições e Informações: geral@colherdecha.pt

Ingredientes:

1 molho de couve Kale
sal e pimenta q.b.
alho em pó q.b.
azeite q.b.
colorau q.b.

Preparação:

Arranje a couve kale, de modo a ficar apenas com as folhas em pedaços não muito pequeno, mas sem os caules duros. Lave-a e seque muito bem. Coloque depois numa taça, tempere com sal, pimenta, alho em pó, colorau (pode usar outras especiarias e ervas seca a gosto) e regue com um fio de azeite. Envolve bem, massajando a couve com os temperos para que fiquem bem impregnados. 
Coloque depois as folhas de couve kale no tabuleiro do forno previamente forrado com papel vegetal, e numa só camada, e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 15 minutos, ate as folhas ficarem “secas” e crocantes.
Retire do forno e deixe arrefecer uns minutos e coloque depois numa taça. Sirva como acompanhamento ou snack.


Bom Apetite!

Maçã Assada com Crumble


Não é, de todo, a receita mais bonita do mundo. É uma mistura de um crumble com maçã assada, que me parece suficientemente reconfortante para dias frios.
Os mais gulosos podem juntar natas batidas, uma bola de gelado de baunilha, ou até molho de caramelo salgado.
Eu gosto delas assim simples, como um lanche quente a meio da tarde, ou como sobremesa. E também fica delicioso com marmelos (que devem dar uma fervura primeiro, pois são mais rijos que as maçãs) e até com pêras.
Uma sobremesa muito simples e “feia”, para dias frios.
Espero que gostem!

Próximo Workshop - Ultimas vagas
Tema: Receitas quentes para Dias Frios

Lisboa - 10 de Novembro - 11h30 Workshops Pop-Up Chiado 
inscrições e informações: chiado@workshops-popup.com


Ingredientes para 6 pessoas:

6 maçãs
50g de açúcar de coco
1 colher de chá de canela em pó
75g de amêndoas (usei com pele)
70g de flocos de aveia
2 colheres de sopa bem cheia de manteiga à temperatura ambiente


Preparação:

Lave bem as maças e corte-os ao meio retirando os caroços cuidadosamente. Coloque depois as maçãs numa assadeira.
Entretanto no robot ou picadora, junte o açúcar com as amêndoas e triture até obter uma espécie de mistura grosseira. Junte a manteiga e a aveia e a canela e envolva bem até estar tudo bem misturado. Divida a mistura pelas cavidades das maçãs
Leve depois ao forno previamente aquecido a 180ºC até as maçãs estarem macias.
Sirva depois, se gostar com um pouco de iogurte grego ou natas ou uma bola de gelado.


Bom Apetite!

Frango Tandoori no Tacho


Adoro esta altura do ano. Adoro o tempo frio, as pantufas e as meias e as lareiras acesas. Não me importo que escureça cedo, nem da chuva - principalmente se não tiver que sair para levar ou buscar miúdos à escola. Adoro dias frios e com sol em que de pode passear, e adoro esta aproximação do Natal.
É sempre a altura do ano em que tenho mais trabalho, mas solicitações, mais workshops, mas como diz o Miguel, já nem sei viver sem este “stress” quase constante de mal ter fins de semana livres até aos meus anos, de começar a queixar-me que não vou conseguir fazer tudo o que quero, e de estar a ficar preocupada porque ainda não comprei os presentes de natal todos. (Para quem não sabe eu faço questão de ter os presentes todos comprados a 1 de Dezembro! Para depois me poder dedicar “calmamente” a fazer os meus presentes de natal e coisas com os miúdos!)
Sei que estamos a 8 de Novembro e eu a pensar em workshops de Natal. E nas actividades com os miúdos para o calendário de advento. E na festa dos meus 40 anos, e até a planear o fim de ano. Estamos a 8 de Novembro e eu já a panicar com o tempo que vai ser - como habitualmente - curto para tudo. Porque na minha cabeça, há uma pequena sirene a dizer “JÁ ESTAMOS A 8 DE NOVEMBRO”. 
Pois bem. Mesmo assim, adoro esta altura do ano. E à medida que os dias avançam, gosto cada vez mais. Porque adoro a magia que tento passar aos meus miúdos nesta época. Adoro que as pessoas me procurem em busca de receitas diferentes para receber a família e os amigos. Adoro poder perder-me a fazer presentes de comer e presentes que eu considero especiais.
Para quem não gosta assim tanto como eu, e acha que ainda falta muito para o Natal, e que é demasiado precoce estarmos a falar nisso, fiquem então com a receita de um frango Tandoori, que nos leva até outras paragens e nos afasta a ideia do natal.

Próximo Workshop - Ultimas vagas
Tema: Receitas quentes para Dias Frios

Lisboa - 10 de Novembro - 11h30 Workshops Pop-Up Chiado 
inscrições e informações: chiado@workshops-popup.com


Ingredientes para quatro pessoas:

1 frango grande partido em pedaços (de preferência frango do campo)
4 colheres de chá de mistura tandoori (encontram em lojas de produtos indianos, mas também em alguns supermercados, como o Aldi a mistura já feita)
1 colher de chá de sementes de coentros
azeite q.b.
2 cebolas grandes
2 folhas de louro
sal e pimenta q.b.
1 molho de coentros pequeno
150g de iogurte grego ou iogurte natural ou até kefir
2 ceboletas (spring onions) - opcional

Preparação:

Leve ao lume um tacho grande e largo com um pouco de azeite, as folhas de louro e as cebolas picadas finamente e deixe refogar uns minutos. Junte depois o frango (com a pele virada para baixo) e deixe cozinhar para que esta comece a dourar. Junte depois a mistura tandoori, as sementes de coentros, os coentros bem picadinhos e tempere também com sal e pimenta a gosto. Envolva bem todos os temperos, baixe o lume e deixe estufar cerca de 45 minutos ou até estar macio.
Ao fim desse tempo, vire o frango, de modo a que a pele fique virada para cima, e leve o tacho ao forno aquecido a 180ºC durante mais 15 minutos, apenas para tostar a pele.
Retire do lume e envolva o iogurte.
Polvilhe com as ceboletas picadas e sirva de imediato com acompanhamentos a gosto.


Bom Apetite!

Chocolates de Quinoa, Avelãs e Passas


O tempo passa demasiado depressa, e já temos o Natal quase à porta. Por aqui pensa-se nos cabazes, nos workshops, nas receitas e testam-se algumas receitas simples, porque todos os anos é uma luta contra o tempo que eu tento a todo o custo ganhar!
Ainda antes do Natal tenho uma lista interminável de coisas a fazer, profissionais e não só, como uma tentativa de organizar a minha festa de 40 anos (acho que ainda nem acredito que vou mesmo fazer 40 anos!)
Portanto, nos últimos tempos vivo de listas e mais listas, de tarefas e mais tarefas que não consigo eliminar, porque a lista e as tarefas não param de crescer.
E talvez seja da proximidade aos 40 anos, acabo a ter de me focar apenas nas coisas mais importantes e prioritárias, e deixar algumas para trás, porque não consigo mesmo chegar a todo o lado. E para não fazer bem feito, prefiro mesmo ir mais devagar ou deixar algumas coisas em modo “pause” até lhes conseguir agarrar e levar para a frente. E digamos que há mesmo muitas coisas em “pause” neste momento.
Mas, claro que não posso parar o tempo, e como o natal está quase a chegar, vão surgindo algumas ideias para mimos e cabazes. Estes “bombons” podem ser uma simpática oferta. Ou então não. Comem-se todos enquanto se trabalha, a ver se acabamos todas as nossas tarefas.....

Próximo Workshop - Ultimas vagas
Tema: Receitas quentes para Dias Frios

Lisboa - 10 de Novembro - 11h30 Workshops Pop-Up Chiado 
inscrições e informações: chiado@workshops-popup.com


Ingredientes para 24 unidades:

100g de chocolate com 75% cacau 
50g de quinoa pops (quinoa tufada)
30g de avelãs
50g de passas

Preparação:

Pique grosseiramente as avelãs e as passas, misture os pops de quinoa e reserve.
Coloque o chocolate num recipiente de louça e leve ao microondas 90 segundos, mexendo a cada 30 segundos para envolver bem e não deixar queimar o chocolate.
Retire depois o chocolate e envolva tudo muito bem na mistura de quinoa, passas e avelãs até obter uma mistura homogénea.
Coloque depois a mistura em pequenas formas - eu usei formas de cubinhos de gelo em silicone - ou próprias para chocolates, e deixe solidificar.
Desenforme depois cuidadosamente e coloque depois num recipiente hermético.
Sirva com o café ou como um miminho depois da refeição.


Bom Apetite!

Tortilha de Batata Doce com Pimento e Cebola Roxa


Há muito que não fazia uma tortilha. Mas é uma refeição saborosa e nutritiva que se faz em poucos minutos, e que é perfeita para um jantar ou almoço mais preguiçoso de fim de semana. Além disso é muito versátil nos ingredientes que podemos usar, e permite as mais variadas combinações, bem como belas limpezas a “restinhos” que andem perdidos pelo frigorifico. Aqui apenas levou pimento e cebola num acombinação muito simples, mas nem por isso menos saborosa.
Fica a receita.


Próximo workshop:
Tema: Receitas quentes para Dias Frios

Lisboa - 10 de Novembro - 11h30 Workshops Pop-Up Chiado 
inscrições e informações: chiado@workshops-popup.com


Ingredientes para 4 pessoas:

2 batatas doce médias (usei amarela)
azeite q.b.
2 dentes de alho
1 pimento vermelho
1 cebola roxa
6 ovos
sal e pimenta q.b.
Rúcula q.b.
sumo de limão

Preparação:

Descasque as batatas e corte-as em rodelas com cerca de 3mm de espessura. 
Leve uma frigideira com cerca de 22cm ao lume com cerca de 1 dedo de azeite e deixe aquecer. Junte as batatas às rodelas, envolva bem, e deixe cozinhar em lume brando. (Eu costumo tapar a frigideira e baixar o lume  para que as batatas fiquem macias e não muito cocantes, e vou mexendo de vez em quando.
Descasque os dentes de alho e corte-os em fatias. Corte o pimento em tiras e a cebola em meios luas não muito finas. Leve outra figideira ao lume com um pouco de azeite e frite a mistura de pimento, cebola e alho. Tempere de sal e pimenta e deixe cozinhar (se preferir, junte também um bocadinho de bacon ou linguiça, chouriço a este refogado). Retire e reserve.
Bata os ovos com um pouco de sal e pimenta.
Escorra depois o excesso de azeite das batatas, e envolva depois com a mistura de cebola, pimento e alho. Junte os ovos, tape, e deixe cozinhar até que os ovos deixem de estar líquidos. Se sentir necessidade vire a tortilha a meio do processo, para que cozinhe uniformemente dos dois lados. Coloque a tortilha no prato de servir.
Tempere  a rúcula com sal, azeite e sumo de limão e coloque no centro da tortilha.
Sirva de pois cortada em fatias.


Bom Apetite!

Salada BLT com Abacate e Ovo Escalfado


Sou mais uma pessoa de outono e inverno do que alguma vez serei uma pessoa de verão. Mas na cozinha não vivo de estações. Ligo o forno nos dias de muito calor para fazer assados e bolos só porque sim, e no inverno, apesar do frio, adoro gelados e as saladas continuam a saber-me muito bem.
É por isso que quando surgiu o novo desafio da Primor para mais uma receita, e me chega a casa um cabaz apetecível com produtos variados, apesar do Outono já se ter instalado, não fui capaz de resistir a uma salada com bacon - que me saltou logo à vista.
Fiz uma versão de BLT (bacon, letuce and tomato - bacon, alface e tomate) e juntei ainda abacate e um maravilhoso ovo escalfado. Eu serei sempre daquelas pessoas que acha que o bacon torna tudo muito saboroso e, apesar de não comer regularmente, gosto de usar em algumas receitas, onde acho que faz toda a diferença. Como o caso desta salada.
Ora uma refeição simples e maravilhosa que se prepara em poucos minutos, foi perfeita para um almoço solitário, num dia de muito trabalho, onde não havia um minuto a perder.
Adorei e certamente que é para repetir!

Tema: Receitas quentes para Dias Frios

Lisboa - 10 de Novembro - 11h30 Workshops Pop-Up Chiado 

inscrições e informações: chiado@workshops-popup.com

Ingredientes para 1 pessoas:

2 mãos bem cheias de alface (ou mistura de folhas verdes)
100g de bacon Primor sem courato
1/2 abacate 
1 tomate médio
1 ovo
sal q.b.
vinagre q.b.
natas ácidas ou maionese para servir (opcional)

Preparação:

Corte o bacon em fatias não muito finas e, sem adicionar gordura na frigideira deixe-o cozinhar de ambos os lados até ficar dourado, crocante e ter libertado a maioria da sua gordura. Deixe escorrer sobre o papel absorvente.
Entretanto escalfe p ovo. Leve um tacho com água e uma pitada de sal ao lume a ferver. Junte um pouco de vinagre e, quando levantar fervura misture a água de modo a fazer uma espiral e coloque o ovo aberto no meio dessa espiral. Deixe cozinhar cerca de 3 minutos. Retire e deixe escorrer o excesso de água.
Corte depois o tomate e o abacate em fatias, e corte o bacon em pedaços mais pequenos.
Coloque a alface num prato e disponha o tomate, o abacate e o bacon. Ao centro coloque o ovo.
Se gostar sirva com um pouco de natas ácidas ou maionese.
Sirva de imediato.

Bom Apetite! 


*Post escrito em parceria com a Primor Charcutarias

Broinhas de Batata Doce dos Santos


Este ano meti na cabeça que queria fazer broas para dos santos. Acho que não é tradição aqui por Coimbra, mas via  imensas pessoas que costumam fazer, e decidi que era desta que experimentava. Pedi ajuda para uma receita interessante, e de entre muitas sugestões fui para à uma do “Pão, Bolos e Companhia”, que nunca desilude neste campo. Fiz algumas alterações e, confesso, que adapei a receita para amassar no robot de cozinha, pois tudo o que permita poupar tempo é de louvar.
As broas ficaram muito boas, e não sei se não as repito para o natal. Macias, fofas e deliciosas, muitos simples de preparar, vale a pena experimentarem. Juntei nozes e passas, mas acho que podem juntar os frutos secos que mais gostam!

Tema: Receitas quentes para Dias Frios

Lisboa - 10 de Novembro - 11h30 Workshops Pop-Up Chiado 
inscrições e informações: chiado@workshops-popup.com

Ingredientes para cerca de 14 broinhas:

250g de batata doce assada ou cozida
200g de açúcar
2 ovos pequenos
125ml de água morna
7g de levedura seca ( fermipan ou equivalente)
500g de farinha
raspa da casca de 1 limão
1 colher de chá de canela em pó
2 colheres de chá de erva doce em pó
1 pitada de sal
150g de nozes partidas
75g de passas

Preparação:

Triture a batata doce com o açúcar até obter uma pasta. Adicione depois os ovos, a levedura, a agua morna, a raspa de limão, as especiarias e o sal, e finalmente a farinha. Amasse tudo com as mãos, até obter uma massa elástica, e deixe repousar, bem tapado, e coberto com uma manta, cerca de 1h30 ou até ter duplicado de volume. ( Nota: amassei na bimby, durante 5m, velocidade espiga.)
Depois de levedar, junte as nozes e passas e amasse ligeiramente só para misturar. Tenda depois as broinhas, e passe-as por farinha.
Coloque-as no tabuleiro e deixe repousar mais 15 minutos. Leve depois ao forno, previamente aquecido a 180ºC, durante cerca de 30 minutos.
Retire e deixe arrefecer sobre uma grelha.


Bom Apetite!

Galão de Abóbora e Especiarias


Foi por acaso que descobri esta receita, numa conta que sigo no instagram, e que era  uma recriação caseira e com melhores ingredientes de uma versão de Pumpkin “Latte”, que aparentemente existe no Starbucks nesta altura do ano. (Não sei se existirá em Portugal, mas pelo menos nos EUA). Achei curioso e como tinha acabado de assar abóbora e tinha os ingredientes em casa, pareceu-me uma óptima bebida para me aconchegar numa tarde fria de trabalho ao computador. E ainda bem que o fiz. É realmente deliciosa e reconfortante. A receita que vi não levava tantas especiarias, nem especificava como era feito o puré de abóbora, mas fica aqui tal e qual como fiz. E é tão delicioso, que já fiz mais umas quantas vezes.
Uma maneira diferente de utilizar as abóboras, e que nunca me teria lembrado.
Vale a pena experimentar, nesta época do ano em que abundam as abóboras.

Tema: Receitas quentes para Dias Frios

Lisboa - 10 de Novembro - 11h30 Workshops Pop-Up Chiado 
inscrições e informações: chiado@workshops-popup.com


Ingredientes para 2 pessoas:

500ml de leite ou bebida vegetal (usei leite de amêndoas)
3 colheres de sopa de puré de abóbora e especiarias*
2 cafés expresso
canela q.b. para servir

*Puré de Abóbora e Especiarias:
250g de abóbora butternut cozida a vapor ou assada
1 colher de chá de canela em pó
1/2 colher de chá de gengibre em pó
1/2 colher de café de noz moscada
1 colher de café de cardamomo
1/2 colher de café de cravinho em pó
1 colher de sopa bem cheia de açúcar (usei açúcar de coco)

Preparação:

Comece por preparar o puré de abóbora. Num copo da varinha mágica coloque a abóbora assada ou cozida, as especiarias e o açúcar e triture bem. Retire e reserve.
Coloque depois o leite de amêndoa bem quente num copo da varinha mágica ou liquidificadora. Junte 3 colheres do puré de abóbora preparado - guarde o restante numa caixa hermética no frigorífico para outro dia - e junte os cafés. Triture bem até obter uma mistura homogénea e com bastante espuma.
Divida pelos copos ou chávenas e polvilhe com um pouco mais de canela.
Sirva de imediato.

Bom Apetite!


Sopa de Courgete e Tomate com Bruchetas de Tomate


O outono finalmente chegou. Ainda bem para mim, que gosto mesmo muito deste tempo, de mantas, robes, casacos, pantufas e lareira acessa. O frio, a chuva e todas as restantes coisas maravilhosas: marmelos, abóboras, castanhas, nozes, romãs, uvas, clementinas, tangerinas e afins. E chá quente. Muito chá quente.
Os dias são também mais pequenos - também gosto!, e sabem ainda melhor comidas de forno, estufados quentinhos e outras comidas de tacho. Como a sopa.
Esta que vos trago hoje é, para mim, uma agradável supresa. Poucos ingredientes e muito sabor. Fez as maravilhas de todos os que as provaram no último workshop, das receitas sem carne nem peixe, e achei por bem, partilhar aqui também, para que fiquem curiosos de estar presentes nos proximos workshops. Como o frio finalmente chegou, o tema é agora de receitas quentes para dias frios. E no dia 10 de Novembro e já em Lisboa. (O pessoal do Norte lá terá de esperar até dia 24 de Novembro para o mesmo tema! ) 

Tema: Receitas quentes para Dias Frios

Lisboa - 10 de Novembro - 11h30 Workshops Pop-Up Chiado 
inscrições e informações: chiado@workshops-popup.com


Ingredientes para 4 pessoas:

Sopa:
1 courgete média
1 tomate grande maduro
1 cebola pequena
sal q.b.
1 colher de sopa de azeite
água q.b.
coentros frescos para servir

Bruchetas:
4 fatias de pão de
2 tomates
8 azeitonas pretas
2 colheres de sopa de coentros picados
sal e pimenta q.b.
vinagre balsâmico q.b.
Azeite q.b.


Preparação:

Comece pro preparar a sopa: lave e corte a courgete em pequenos pedaços. Pele o tomate e corte-o em pequenos pedaços, e descasque a cebola cortando-a em quartos.
Leve uma panela ao lume com o azeite e junte a courgete, o tomate e a cebola, deixando refogar um pouco. Acrescente depois a água, apenas para cobrir os legumes, tempere de sal e deixe cozinhar até os legumes estarem macios.
Triture depois com a varinha mágica até ficar com um creme homogéneo. Rectifique de sal e sirva quente com umas folhinhas de coentros frescos.
Para as bruchetas:
Lave os tomates e corte-os em cubinhos. Corte também as azeitonas em pedaços. Coloque tudo numa taça e tempere com os coentros frescos picados, azeite, vinagre balsâmico e sal e pimenta a gosto. Misture bem.
Entretanto,torre ligeiramente as fatias de pão. Regue-as depois com um fio de azeite e coloque-lhes a mistura de tomate.
Sirva com a sopa para uma refeição ligeira.


Bom Apetite!

Entrecosto de Porco Preto Assado com Batatinhas


As coisas simples são muitas vezes as melhores. Às vezes complicamos sem necessidade, quando a solução passa mesmo por simplificar. Tantas vezes que não há necessidade de grandes floreados para tudo correr bem. Mas nós, agarrados a tantos sentimentos, estigmas, e ideias, fazemos demais demais, pensamos demais, complicamos demais, quando bastava manter tudo numa base de simplicidade e naturalidade.
É assim tantas vezes nas nossas vidas. “Mascaramos” as coisas demais, Não dizemos as coisas como queremos tantas vezes com receios infundados do que os outros vão pensar ou vão dizer. Preocupamo-nos demais com a opinião de terceiros acerca da maneira como nos arranjamos, do que gostamos de fazer, do estilo de vida que levamos, das nossas opiniões e vivências.  Tantas vezes que nos escondemos atrás de máscaras e sorrisos tímidos e não deixamos que os outros nos vejam na nossa essência, ou não queremos que nos vejam na nossa essência para não sermos julgados... E também nos esquecemos de todas as vezes que julgamos os outros porque não pensam como nós, não fazem como nós. No fundo às vezes falta-nos um bocadinho de simplicidade nos nossos sentimentos e nas nossas vidas, e complicamos sem necessidade.
Um dos “exercícios” que tenho tentado fazer é tornar os meus dias mais harmoniosos. Deixar de perder tempo com o que não vale a pena, focar-me no que me interessa, ter tempo para o que realmente conta, dar importância às opiniões e pessoas que realmente se importam comigo (connosco) e tentar deixar de lado tudo o que não seja positivo, tudo o que não me traga felicidade, tudo o que não contribua para tornar os meus dias mais felizes, mais positivos e mais completos. Basicamente focar-me no que realmente interessa... e que na maioria das vezes são, as coisas mais simples do mundo.
E simplicidade por simplicidade, aqui fica esta receita com 3 ingredientes, que resume que para ser bom, não é preciso complicar. 

Tema: Receitas Quentes para Dias Frios

Lisboa - 10 de Novembro - 11h30 Workshops Pop-Up Chiado 
inscrições e informações: chiado@workshops-popup.com

Ingredientes para 4 pessoas:

1 kg de entrecosto de Porco Preto (é importante que seja entrecosto de porco preto!)
20 batatinhas novas com pele
sal marinho q.b.

Preparação:

Numa pirex ou caçarola com tampa, coloque o entrecosto numa só camada. Faça de pois cortes nas batatinhas, cortando-as em fatias, mas sem ir até ao fundo, e coloque à volta do entrecosto. Tempere tudo com sal e tape. Se usar um pirex ou tabuleiro sem tampa, tape bem com papel de alumínio.
Leve ao forno previamente aquecido a 180ºC e deixe cozinhar cerca de 1h20.
Sirva depois com legumes salteadas, assados ou uma salada verde variada.


Bom Apetite!

Biscoitos de Aveia e Amêndoa com Pasta de Tâmara


Estas bolachinhas são uma autentica delicia, e esta semana é a segunda vez que as faço. Ninguém diz que não levam açúcar refinado, e portanto serão sempre uma melhor alternativa para os snacks dos miúdos (e também os nossos!) e sempre dá para variar da fruta, iogurtes e afins.
Se não quiserem usar ovo - para pessoas alérgicas, por exemplo, basta juntar um bocadinho de água, duas colheres de sopa à massa, e ficam igualmente bem.
Cá em casa têm sido um sucesso, nas suas variantes - com avelãs ou sementes de girassol em vez das amêndoas, e com um bocadinho de cacau na massa, e até com passas em vez de pasta de tâmaras.
Espero que gostem. E bom fim de semana!!

ingredientes para 12 a 16 bolachinhas:

150g de flocos de aveia finos
80g de amêndoa com pele (podem substituir por avelãs ou sementes de girassol)
25g de linhaça moída
80g de pasta de tâmara
1 ovo
1 colher de chá de canela
40g de óleo de coco ou manteiga

Preparação:

Coloque todos os ingredientes num robot de cozinha ou picadora, e triture até obter uma mistura que se assemelha a migalhas finas, mas que ao apertar seja possível moldar as bolachas com mãos.
Faça depois bolinhas com a massa e achate para formar as bolachas. Coloque num tabuleiro forrado com papel vegetal, e leve ao forno pre aquecido a 180ºC durante cerca de 15 minutos. Retire e deixe arrefecer sobre uma grelha.
Guarde depois de frias numa caixa hermética.


Bom Apetite!

Pernas de Coelho Assadas com Tubérculos de Outono


Já aqui vos tinha falado da campanha europeia para promover e incentivar o consumo de carne de coelho. E nesse âmbito, e em parceria com a ASPOC, voltei a preparei uma receita com carne de coelho, que aqui gostamos bastante e os miúdos comem com agrado. Até a pequena Benedita já começou a comer e gosta bastante. A carne de coelho é óptima e aconselhada também no início da introdução alimentar. E este é apenas mais um motivo para a introduzirmos nas nossas refeições semanais, para variarmos da carne de aves, porco e vaca.
Desta vez foram apenas uma perninhas carnudas que assei no forno, com batata doce variada, cebola e cenoura. As perninhas ficaram deliciosas e suculentas. Uma verdadeira refeição de Outono.

Tema: Receitas sem carne nem peixe para todos os dias
Porto - 27 de Outubro - 15h Workshops Pop -Up 
inscrições e informações: info@workshops-popup.com


Tema: Receitas Quentes para Dias Frios
Ovar - 28 de Outubro - 10h Colher de Chá - Furadouro
Inscrições e Informações: geral@colherdecha.pt


Ingredientes para 4 pessoas:

4 perninhas de coelho
2 batatas doce roxas
1 batata doce amarelo 
2 cebolas roxas pequenas
2 cenouras
1 cabeça de alho
1 pernada de tomilho fresco
sal e pimenta q.b.
1 folha de louro
azeite q.b.
1 colher de chá de colorau
1 colher de chá de tomilho seco

Preparação:

Descasque as batatas e as cenouras e corte-as em cubos. Descasque as cebolas e corte-as em quartos. Coloque tudo numa assadeira ou tacho de barro com tampa. Tempere com sal, pimenta, a folha de louro, o tomilho fresco e regue com um fio de azeite. Junte depois a cabeça de alho aberta ao meio.
Tempere depois as pernas de coelho com sal, pimenta, o tomilho seco, o colorau e regue com um fio de azeite. Disponha as pernas de coelho sobre as batatas e tape a assadeira ou o tacho de barro com a tampa ou, na falta deste, com folha de papel alumínio.
Leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 1 hora, até o coelho estar sucilento e as batatas e cenouras macias. Se quiser o coelho mais tostado, retire o papel de alumínio ou tampa e deixe a tostar uns minutos antes de servir.


Bom Apetite!

Imprimir