Cubinhos de Porco com Pimentos e Cebola Roxa e Puré de Couve Flor


A ideia inicial era fazer umas espetadas. Mas.. tinham-se acabados os pauzinhos. Nada se perde e tudo se transforma, e as espetadas acabaram a serem feitas quase na mesma, mas sem pauzinhos, com o mesmo resultado em termos de sabor e até com maior facilidade a virar e a cozinhar... E para acompanhar, um puré de couve flor, que cá em casa todos gostam. (E o truque para este puré não ficar aguado que é cozer a couve flor a vapor e juntar um pouco de leite de coco - a parte sólida, mas que também podia ser creme de copo ou crème fraiche).
Simples, básico e eficaz. E mais uma refeição básica de todos os dias.

Calendário de Workshops:

Workshops Pop Up, no Porto, no dia 28 de Outubro pelas 15h30, também com o tema de Receitas Simples para Jantares Semanais. Para inscrições e informações em info@workshops-popup.com

Workshops Pop Up Chiado, em Lisboa, no dia 1 de Novembro, com o tema de Receitas Simples para Jantares Semanais. Para inscrições e informações em info@workshops-popup.com

Baking Day, em Coimbra, dia 12 de Novembro, pelas 10h. Mais informações em breve.

Ingredientes para 3 pessoas:

600g de carne de porco cortada em cubinhos (usei perna/bifana)
1/2 pimento verde
1/2 pimento vermelho
1/2 pimento laranja
1 cebola roxa
1 limão
2 dentes de alho
sal e pimenta q.b.
folha de louro
1 colher de sopa de massa de pimentão
azeite q.b.

Puré de couve flor:
500g de couve flor
2 colheres de sopa de leite de coco (parte sólida da lata)
sal, pimenta e noz moscada q.b.

Preparação:

Tempere a carne de porco com sal, pimenta, a folha de louro, o sumo de limão, os dentes de alho picados e a massa de pimentão. Envolva bem e deixe marinar algumas horas ou de um dia para o outro.
Leve depois ao lume um grelhador de fogão - ou uma chapa - e deixe aquecer bem. Acrescente os cubos de porco escorridos da marinadas e deixe cozinhar, virando-o com frequência para que não queime. Junte depois o pimento e a cebola roxa limpos e cortados em pedaços pequenos e envolva na carne.
Quando tudo estiver cozinhado coloque numa travessa ou prato de servir e polvilhe com cebolinho picado.
Para o puré de couve flor, coza a couve flor a vapor e assim que estiver macia coloque no robot de cozinha ou copo da varinha mágica. Acrescente o leite de coco e os temperos a gosto e triture até obter um puré liso e homogéneo.
Sirva o puré com a carne.


Bom Apetite!

Arroz de Congro e Limão


Eu e os desafios com os peixes recebidos no cabaz de peixe, “peixinho da lota”. Desta vez com o congro.
Congro? Acho que só o tinha comido em caldeiradas, e a única impressão que tinha dele, é que tinha imensas espinhas. E agora? Agora tinha ali várias postas de congro. 
A minha primeira ideia foi mesmo fazer caldeirada. Mas depois lembrei-me de um arroz de peixe, utilizando o congro, de modo a “limpar” de peles e espinhas e de tornar a refeição mais “Kids Friendly” e uma hora de jantar mais descansada.
Na verdade, o que podia ser um simples arroz de peixe ficou delicioso só porque juntei limão. Todos cá em casa comemos e repetimos, de tal forma que não sobrou nada para contar a história. A não ser a receita que aqui vos trago para que possam replicar em vossas casas!

Calendário de Workshops:

Workshops Pop Up, no Porto, no dia 28 de Outubro pelas 15h30, também com o tema de Receitas Simples para Jantares Semanais. Para inscrições e informações em info@workshops-popup.com

Workshops Pop Up Chiado, em Lisboa, no dia 1 de Novembro, com o tema de Receitas Simples para Jantares Semanais. Para inscrições e informações em info@workshops-popup.com

Baking Day, em Coimbra, dia 12 de Novembro, pelas 10h. Mais informações em breve.


Ingredientes:

4 postas grandes de congro
1 chávena de capacidade de 225ml de arroz thai jasmim
rama de 1 alho francês
1 cebola grande
2 tomates maduros
2 dentes de alho
1folha de louro
1/2 limão
1 cenoura
1 ramo de cheiros com cebolinho, tomilho e salsa
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
coentros frescos q.b.

Preparação:

Comece por preparar o caldo aromático para cozer o peixe. Num tacho coloque 1/2 cebola descascada, a cenoura também descascada, a rama do alho francês, o ramo de cheiros e tempere com sal e pimenta e um fio de azeite.
Deixe levantar fervura e deixe ferver 5 minutos em lume brando antes de juntar as postas de peixe para que cozam.
Quando o peixe estiver cozinhado, retire-e o deixe arrefecer, e limpe-o depois de peles e espinhas. Reserve.
Coe depois o caldo da cozedura e reserve também.
Entretanto pique a cebola e os dentes de alho. Leve ao lume juntamente com o louro e o azeite e deixe refogar um pouco. Acrescente depois o tomate partido em pedaços e de preferência sem pele, e um pouco de coentros picados. deixe refogar mais um pouco. Acrescente depois 3 chávenas de caldo da cozedura do peixe (3x o volume de arroz que vai utilizar) e junte a raspa de meio limão. Quando o caldo voltar a ferver acrescente o arroz. Tape, reduza o lume para o mínimo e deixe cozinhar o arroz.
Quando o arroz estiver quase no ponto, acrescente o peixe previamente arranjado e deixe acabar de cozinhar. O arroz deve ainda ficar um pouco caldoso. Se achar necessidade acrescente um pouco mais de caldo de cozedura de peixe.
Quando o arroz estiver cozinhado, esprema um pouco de sumo de limão - mais ou menos consoante a sua preferência - e envolva bem.
Sirva de imediato polvilhado com coentros frescos picados.


Bom Apetite!

Pãezinhos Fofos (16 de Outubro: World Bread Day 2017)


Hoje comemora-se o dia mundial da alimentação e também o dia mundial do pão!
Nada melhor do que juntar estas duas comemorações e fazer pão... Não que eu não faça pão com regularidade, pois faço pão todas as semanas, de uma ou outra variedade - e ainda não consegui fazer pão com massa mãe, mas isso será tema para outro dia....
Normalmente faço um pão grande, para fatiar, e que congelo. Vamos depois comendo conforme a vontade. Lá muito de vez em quando faço pães individuais. É o caso destes pãezinhos muito fofos e leves, que os miúdos gostaram bastante, e que não dão grande trabalho a preparar. São um bocadinho diferentes de uma receita de pão tradicional, pois levam leite, ovo e um bocadinho de manteiga, (pão que é pão não precisa de muito mais do que farinha, água, fermento e sal!), mas são esses ingredientes que lhes dão esta textura deliciosa e fofa, apesar de uma ligeira crosta crocante.
Quanto à conservação destes pãezinhos, optei por congelar assim que arrefeceram, deixando apenas dois ou três para consumir no dia. Depois de deixar descongelar à temperatura ambiente continuaram perfeitos. Espero que gostem!




Calendário de Workshops:

Workshops Pop Up, no Porto, no dia 28 de Outubro pelas 15h30, também com o tema de Receitas Simples para Jantares Semanais. Para inscrições e informações em info@workshops-popup.com

Workshops Pop Up Chiado, em Lisboa, no dia 1 de Novembro, com o tema de Receitas Simples para Jantares Semanais. Para inscrições e informações em info@workshops-popup.com

Baking Day, em Coimbra, dia 12 de Novembro, pelas 10h. Mais informações em breve.

Ingredientes para 10 pãezinhos:
(receita em “FeelGoodFood”, Outono de 2017, página 73)

100ml de leite tépido
7g de levedura seca - fermento de padeiro seco tipo fermipan
1 colher de sopa de açúcar ou de mel
1 pitada de sal
225g de farinha 
40g de manteiga derretida
1 ovo batido

sementes de papoila + ovo batido para pincelar

Preparação:

Numa taça coloque a farinha, o sal, e o fermento e envolva bem. Abra uma cova ao centro e coloque depois o açúcar ou o mel, 80 ml de leite morno misturado com o ovo e a manteiga derretida. Misture os ingredientes até obter uma massa mole e transfira depois a mistura para a bancada da cozinha polvilhada com farinha (se achar a massa muito seca, misture o restante leite...) 
Amasse bem durante cerca de 10 minutos - se preferir use uma batedeira ou robot de cozinha neste ponto, e coloque depois a massa numa taça deixando-a levedar duarante 1 a 2 horas até ter dobrado de volume.
Ao fim desse tempo retire a massa da taça e amasse-a um pouco mais durante um minutos. Divida depois a massa em 10 bolinhas. Role cada uma das bolas de modo a formar um rolinho com cerca de 15 cm de comprimento, e dobre-os formando um nó. 
Coloque depois os pãezinhos num tabuleiro forrado com papel vegetal , tape com um pano e deixe levedar até dobrarem de volume (eu acho que neste ponto deixei os meus pãzinhos levedarem tempo demais, de modo a que ficaram muito “esparramados”).
Pincele depois os pãezinhos com o ovo batido (que deve estar à temperatura ambiente e não retirado do frigorífico), e polvilhe com as sementes de papoila. 
Leve depois ao forno previamente aquecido a 200ºC e deixe cozinhar cerca de 15 minutos até ficarem dourados e bem cozinhados.
Retire e deixe arrefecer sobre uma grelha.
Sirva com manteiga, compotas ou queijo.


Bom Apetite!

Tarte de Abóbora, Especiarias e Mel


Se estamos no tempo das abóboras temos que lhes dar uso. Sopas, purés, bolos e muffins, num leite creme diferente e aromático ou numa simples tarte com mel e especiarias e lembrar-nos que apesar do calor fora de época, o Outono e os dias mais frios vão acabar por chegar.
Por aqui já coloquei mãos à obra e esta tarde encheu a minha cozinha de cheiros muito reconfortantes e de uma enorme vontade de lareira acesa, mantas no sofá e de uma fatia de tarte a acompanhar um chá quente. Só é pena que este calor não me permita recriar este cenário, pelo menos este fim de semana ou para já .....

Calendário de Workshops:

Workshops Pop Up, no Porto, no dia 28 de Outubro pelas 15h30, também com o tema de Receitas Simples para Jantares Semanais. Para inscrições e informações em info@workshops-popup.com

Workshops Pop Up Chiado, em Lisboa, no dia 1 de Novembro, com o tema de Receitas Simples para Jantares Semanais. Para inscrições e informações em info@workshops-popup.com

Baking Day, em Coimbra, dia 12 de Novembro, pelas 10h. Mais informações em breve.




Ingredientes:
(adaptado de “Food to Love” Setembro de 2017, página 111)

Recheio
1kg de abóbora hokkaido ou butternut
sal q.b.
1 colher de chá de gengibre em pó
1 colher de chá de canela me pó
2 ovos
2 colheres de sopa de leite
100g de mel
2 colheres de sopa de açúcar mascavado

Massa
225g de farinha
125g de manteiga fria em cubos
2 colheres de sopa de açúcar mascavado
1 gema
1 colher de sopa de água gelada

mel, nozes e iogurte grego ou batidas para servir

Preparação:

Para o recheio da tarte asse a abóbora no forno - depois de limpa de sementes - até que fique macia. No robot de cozinha coloque a polpa da abóbora assada, uma pitada de sal, o gengibre, a canela, os ovos, o leite o mel e o açúcar e misture bem até obter uma textura homogénea. Deixe arrefecer.
Comece por preparar a massa. Num processador de alimentos ou robot de cozinha coloque a farinha, o açúcar e a manteiga  e misture bem até ficar com uma mistura que se assemelhe a migalhas grossas.
Junte depois a gema e a água e misture até estar combinado. Forme uma bola com a massa, embrulhe em película aderente e leve ao frigorífico 30 minutos.
Retire a massa do frigorífico e estenda-a com a ajuda de um rolo. Forme uma tarteira de fundo amovível ou várias formas individuais. Leve as tarteiras forradas novamente ao frigorífico durante mais 30 minutos. Pique-as depois com um garfo e leve a assar em forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 20 minutos ou até ficarem douradas.
Retire depois do forno e deixe arrefecer.
Depois de fria, recheie a tarte com o preparado de abóbora e leve novamente ao forno previamente aquecido a 180ºC durante mais 25 minutos.
Retire do forno.
Sirva a tarte com um pouco de iogurte grego ou natas batidas, regada com um pouco mais de mel e com algumas nozes grosseiramente picadas por cima.


Bom Apetite!

Frango Assado com Limão, Aromáticas e Colorau


Comida de conforto de domingo: Frango assado. Frango assado que me recorda sempre os meus avós de Bustos. O frango caseiro e o forno de lenha.
Apesar de não altura não gostar muito dos fins de semana em que tínhamos de ir para a aldeia ver os avós - porque não podia ficar a brincar com as minhas amigas e vizinhas  lá do prédio - agora há dias em que tenho imensas saudades daquele tempo. De chegarmos e de termos o avó Zé com um sorriso de orelha a orelha. O avó que tinha ido comprar bifinhos de propósito para as netas, para fazer para o jantar com batatas fritas. Da avó Celeste sempre atarefada entre a horta e a hora de dar a comida aos animais, e que muitas vezes tinha pão acabado de fazer que comíamos ao chegar com manteiga e ainda quente. Do avó que nos levava a lanchar à pastelaria, entre “cachitos” e chocolates Jubileu...
E depois tínhamos a lareira quase sempre acesa de verão ou de inverno, e havia sempre animais novos para conhecer - pintainhos, coelhinhos, porcos ou a vaca a quem gostávamos de chamar Mimosa e fazer festas. E a horta. Morangos que esperavam que nós chegássemos para serem colhidos, e alfaces, pimentos, tomates, feijão verde, couves ou grelos consoante a época. Ou as uvas da vindima, ou o milho ou ainda as batatas ou as muitas abóboras...
Tudo isto já foi há mesmo muitos anos... E tenho tanta pena de ter acabado tudo demasiado cedo. Mas temos sempre as recordações, não é? Mesmo que ao fazer um frango assado para o almoço de domingo me lembre do frango da minha avó e deste tempo...

Calendário de Workshops:

Colher de Chá no Furadouro - Ovar, já no próximo dia 15 de Outubro, domingo, pelas 10h na Colher de Chá, com o tema Receitas Simples para os Jantares Semanais. Para mais informações e para se inscreverem geral@colherdecha.pt. - ESGOTADO

Workshops Pop Up, no Porto, no dia 28 de Outubro pelas 15h30, também com o tema de Receitas Simples para Jantares Semanais. Para inscrições e informações em info@workshops-popup.com

Workshops Pop Up Chiado, em Lisboa, no dia 1 de Novembro, com o tema de Receitas Simples para Jantares Semanais. Para inscrições e informações em info@workshops-popup.com

Baking Day, em Coimbra, dia 12 de Novembro, pelas 10h. Mais informações em breve.

Ingredientes para 4 pessoas:

1 frango
4 dentes de alho
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
1 colher de chá de colorau em pó
1/2 limão
1 pernada de alecrim fresco
1 pernada de tomilho fresco
100ml de vinho branco
1 folha de louro
500g de batatinhas 

Preparação:

No almofariz coloque os dentes de alho descascados, o sal, a pimenta e o colorau. Esmague bem até obter uma pasta e acrescente um pouco de azeite. Misture bem e esfregue o frango aberto ao meio (como se fosse para churrasco) com esta pasta.
Coloque numa assadeira e junte as ervas frescas, o louro e as rodelas de limão. À volta coloque as batatinhas previamente descascadas e temperadas de sal e pimenta e regue tudo com o vinho branco.
Leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 1h30 até que o frango esteja dourado e cozinhado e as batatinhas macias e coradas.
Sirva com uma salada verde.


Bom Apetite!

Choco Panado com Maionese de Caril


Ás vezes quase que me esqueço que vem aí o terceiro bebé! É verdade tudo aquilo que dizem acerca do terceiro filho: somos mais relaxados e menos preocupados com a gravidez, e deixamos tudo para a última hora... Com 23 semanas e uns dias ainda não comprei nada para este novo bebé, ainda não pensei no quarto, ainda não comecei a dar volta às coisas de recém nascido dos outros dois, e ver o que poderá ser aproveitado, e o que terei de comprar de novo... Nada!
Estou confiante que ainda tenho muito tempo, apesar de não me poder esquecer que ainda tenho de organizar a ida dos outros dois para o mesmo quarto...
Ao mesmo tempo que se tenta pensar na vida a cinco, as outras coisas continuam. O Zé no Jardim de Infância e nas suas pequenas actividades, o António ainda comigo e um miúdo cada vez mais independente e super mexido, a vida de casa e os workshops agendados para os próximos tempos (e alguns já esgotados ou quase!). E as receitas de todos os dias e para todos.
Desta vez um choco panado com uma deliciosa maionese!

Calendário de Workshops:

Colher de Chá no Furadouro - Ovar, já no próximo dia 15 de Outubro, domingo, pelas 10h na Colher de Chá, com o tema Receitas Simples para os Jantares Semanais. Para mais informações e para se inscreverem geral@colherdecha.pt. - ESGOTADO

Workshops Pop Up, no Porto, no dia 28 de Outubro pelas 15h30, também com o tema de Receitas Simples para Jantares Semanais. Para inscrições e informações em info@workshops-popup.com

Workshops Pop Up Chiado, em Lisboa, no dia 1 de Novembro, com o tema de Receitas Simples para Jantares Semanais. Para inscrições e informações em info@workshops-popup.com

Baking Day, em Coimbra, dia 12 de Novembro, pelas 10h. Mais informações em breve.

Ingredientes para 4 pessoas:

600g de choco (também podem usar pota)
1 limão
sal e pimenta q.b.
1 folha de louro
2 dentes de alho
2 ovos
200g de panko ou pão ralado
farinha q.b.

Maionese de caril:
100g de maionese (caseira ou de compra)
1 colher de chá de pó de caril
1 colher de chá de alho em pó

Preparação:

Comece por preparar o choco cortando-o em tiras não muito grossas. Coloque numa taça e tempere com sal, pimenta, os dentes de alho picados, o louro e o sumo de limão e depois junte o resto do limão espremido cortado em pedaços. Envolva bem e deixe marinar.
Entretanto bata os ovos e coloque-os numa taça. Noutra taça coloque a farinha, e noutra taça o panko ou pão ralado.
Escorra o choco da marinada e passe-o primeiro pela farinha, depois pelo ovo batido e finalmente pelo panko. Leve a fritar em óleo ou azeite quente até que fique bem dourado e crocante, e escorra depois sobre papel absorvente.
Para a maionese basta misturar o caril e o alho em pó à maionese e colocar numa tacinha.
Sirva o choco acompanhado com a maionese e com batatas “fritas” no forno e uma salada verde.


Bom Apetite!

Caril Rápido de Camarão com Abóbora e Alho Francês


Adoro caril e faço-os imensas vezes, com os mais variados ingredientes e nas mais variadas combinações. Acho-os muito práticos e versáteis e a maneira perfeita de termos uma refeição completa e cheia de sabor, muitas vezes em poucos minutos. Desta vez a abóbora que agora vem quase sempre no cabaz de fruta e legumes da semana, fez a diferença, e o alho francês combina também muito bem com o camarão e o caril. Tem ainda a vantagem de se poder preparar com antecedência, sendo ainda melhor depois de reaquecido ou no dia seguinte. (E se acharem que está um bocadinho mais “seco” do que gostariam, basta juntar mais um pouco de leite de coco!)
Espero que gostem!

Calendário de Workshops:

Colher de Chá no Furadouro - Ovar, já no próximo dia 15 de Outubro, domingo, pelas 10h na Colher de Chá, com o tema Receitas Simples para os Jantares Semanais. Para mais informações e para se inscreverem geral@colherdecha.pt.

Workshops Pop Up, no Porto, no dia 28 de Outubro pelas 15h30, também com o tema de Receitas Simples para Jantares Semanais. Para inscrições e informações em info@workshops-popup.com

Workshops Pop Up Chiado, em Lisboa, no dia 1 de Novembro, com o tema de Receitas Simples para Jantares Semanais. Para inscrições e informações em info@workshops-popup.com

Baking Day, em Coimbra, dia 12 de Novembro, pelas 10h. Mais informações em breve.


Ingredientes para 2 pessoas:

250g de miolo miúdo de camarão
2 alhos franceses pequenos
1/2 abóbora manteiga (butternut)
azeite q.b.
piri-piri ou malagueta q.b. (opcional)
1 cebola pequena
1 dente de alho
1 colher de chá de gengibre fresco ralado
1 colher de sopade pó de caril
1 colher de chá de Garam Masala
1 colher de chá de Curcuma (Acafrão das índias)
sal e pimenta q.b.
200ml de leite de coco (parte mais cremosa da lata)
2 colheres de sopa de coentros picados

Preparação:

Pique a cebola com o dente de alho e leve ao lume juntamente com um pouco de azeite deixando refogar. Junte depois o gengibre ralado, e acrescente as especiarias em pó, o piri-piri ou malagueta,  envolvendo bem e deixando cozinhar durante alguns minutos sem queimar.
Corte o alho francês em rodelas finas e lave-o bem para retirar todas as impurezas. Corte a abóbora já descascada e sem sementes em cubinhos pequenos, e junte a abóbora e o alho francês à mistura de especiarias, envolvendo bem e deixando cozinhar até que a abóbora comece a amolecer. Junte depois o miolo de camarão e envolva bem. 
Retifique de sal e pimenta e quando o camarão estiver cozinhado acrescente o leite de coco e os coentros picados  mexendo bem e deixe levantar fervura.
Coloque no prato de servir e junte um pouco mais de leite de coco.
Sirva com arroz Thai Jasmim.


Bom Apetite!

Atum no Tacho com Cebola e Tomate


Cá a casa continua a chegar o cabaz de peixe do “peixinho da lota”. E, muitas vezes é um “desafio” cozinhar  com peixes que uso menos, ou que até nunca cozinhei. Desta vez, o atum não nos era desconhecido, e acabou no tacho estufado com coisas simples como tomate e cebola...
Os miúdos adoraram e foi um dia em que até quiseram repetir.
Continuo a gostar muito deste cabaz, o peixe é delicioso, muito fresco e a entrega em casa facilita imenso. E tem sido uma óptima maneira de variar os peixes que comemos habitualmente.
Aqui fica o nosso atum no tacho!

Calendário de Workshops:

Colher de Chá no Furadouro - Ovar, já no próximo dia 15 de Outubro, domingo, pelas 10h na Colher de Chá, com o tema Receitas Simples para os Jantares Semanais. Para mais informações e para se inscreverem geral@colherdecha.pt.

Workshops Pop Up, no Porto, no dia 28 de Outubro pelas 15h30, também com o tema de Receitas Simples para Jantares Semanais. Para inscrições e informações em info@workshops-popup.com

Workshops Pop Up Chiado, em Lisboa, no dia 1 de Novembro, com o tema de Receitas Simples para Jantares Semanais. Para inscrições e informações em info@workshops-popup.com

Baking Day, em Coimbra, dia 12 de Novembro, pelas 10h. Mais informações em breve.

Ingredientes para 4 pessoas:

4 posta de atum (também podem usar bife de atum)
azeite q.b.
1 cebola grande
1 tomate grande maduro
coentros frescos picados
100ml de vinho branco
sal e pimenta q.b.
1 folha de louro
2 dentes de alho

Preparação:

Descasque a cebola e os dentes de alho. Lamine os dentes de alho e corte a cebola em meias luas finas.
Leve um tacho ao lume com um pouco de azeite e acrescente a cebola, a folha de louro e os dentes de alho laminados deixando refogar. 
Quando a cebola estiver loura, acrescente o tomate em pedaços (se não tiver tomate maduro pode usar tomate pelado de lata), envolva bem e refresque com o vinho branco.
Acrescente os coentros picados e as postas de peixe e tempere com sal e pimenta a gosto, deixando estufar em lume brando até o peixe estar cozinhado.
Sirva o peixe com a cebolada, batata cozida e feijão verde ao vapor.


Bom Apetite!

Receitas com Marmelo



Dou por mim a pensar em como já começa a faltar tão pouco tempo para o Natal... Em menos de nada os anúncios e as lojas vão estar cheios de decorações de Natal. E eu começo a aperceber-me como, ano após ano, me atraso cada vez com os mais com os meus preparativos...
Por aqui já saíram algumas compotas, marmelada e geleia de marmelo a pensar nisso mesmo, e aguardo a abóbora prometida pela minha amiga Áurea para a compota preferida de todos: de abóbora.
Mas para já a época não é (ainda) de natal, e muito têm sido os pedidos de receitas com marmelos além da tradicional marmelada. E como hoje por aqui, estamos a meio gás - numa sexta feira entalada entre um feriado e um fim de semana, nada melhor do que umas sugestões de receitas com marmelos de inspiração outonal para o fim de semana, quem sabe, prolongado!

Workshops: Para já no Furadouro - Ovar, já no próximo dia 15 de Outubro, domingo, pelas 10h na Colher de Chá, com o tema Receitas Simples para os Jantares Semanais. Para mais informações e para se inscreverem geral@colherdecha.pt.
E vou avisando que dia 28 de Outubro volto ao Porto - Workshops Pop UP -  e dia 1 de Novembro estarei finalmente e Lisboa - também no Wokshop Pop Up Chiado. Mais informações na próxima segunda feira!










Muffins de Maçã e Gengibre com Crumble


Não é fim de semana, mas a véspera de feriado é a melhor desculpa para ir para a cozinha, ligar o forno e preparar um bolinho com sabores de outono.
A receita é da simpática Filipa Gomes, e não podia ter vindo em melhor hora! Estava eu sentada no sofá, depois de uma empreitada de duas horas a fazer chamuças, e a procurar inspiração para fazer um bolinho, quando dou de caras com a publicação da Filipa. A minha barriga já crescidinha não me impediu de saltar do sofá e ir de imediato para a cozinha preparar os maravilhosos muffins, mesmo com algumas adaptações aos ingredientes que tinha em casa.
A receita está aqui partilhada, amanhã é feriado e portanto não faltam desculpas para preparar um docinho para estes dias! 

Workshops: Para já no Furadouro - Ovar, já no próximo dia 15 de Outubro, domingo, pelas 10h na Colher de Chá, com o tema Receitas Simples para os Jantares Semanais. Para mais informações e para se inscreverem geral@colherdecha.pt.
E vou avisando que dia 28 de Outubro volto ao Porto - Workshops Pop UP -  e dia 1 de Novembro estarei finalmente e Lisboa - também no Wokshop Pop Up Chiado. Mais informações em breve!


Ingredientes para 12 Muffins:
(Adaptado de uma receita da Filipa Gomes: https://www.instagram.com/p/BZoPUF-FoUh/?taken-by=_filipagomes_)

1 ovo
1/3 chávena de óleo
1/3 chávena de leite
2/3 chávena de açúcar amarelo
2 maçãs médias
1 chávena de farinha do trigo
1/2 chávena de farinha de aveia
2 colheres de chá rasas de fermento em pó
1 colher de sopa de gengibre me pó

Crumble:
6 colheres de sopa de açúcar
1 colher de chá de canela
1 mão cheia de amêndoas
2 colheres de sopa de farinha
2 colheres de sopa de flocos de aveia
3 colheres de sopa de manteiga

Preparação:

Numa taça misture bem o ovo, o óleo, o leite e o açúcar amarelo. Junte depois as maçãs descascadas: 1 metade ralada a restante cortada em cubinhos.
Acrescente depois as farinhas peneiradas com o fermento  e o gengibre e envolva bem bater, distribuindo depois a massa por uma forma de 12 buracos forrados com forminhas de papel frisado.
Prepare depois o crumble: misture a manteiga fria com o açúcar, a canela, as amêndoas grosseiramente picadas, a farinha, a aveia e misture bem com as pontas dos dedos de modo a formar uma espécie de migalhas grossas.
Distribua pelas formas, sobre a massa, calcando ligeiramente para agarrar.
Leve ao forno previamente aquecido a 200ºC durante cerca de 20 minutos ou até os muffins estarem cozinhados.
Retire do forno e deixe arrefecer.


Bom Apetite!

Bacalhau à Brás (com Batatas “fritas” no Forno)


De há uns tempos a esta parte, temos reduzido imenso os fritos cá em casa - não é que se fizessem muitos, mas tentamos fazer cada vez menos. Nos últimos tempos tenho percebido que o forno com a função de ventilação, e com um pouco de azeite para dar gosto e até para ajudar no “acabamento” final, têm resultados bastantes satisfatórios, seja em filetes, peixe “frito”, panados, batatas fritas.
Das últimas experiências por aqui foi um bacalhau à Brás usando as batatas “fritas” no forno com o ventilador (basicamente o forno com a função de ventilação, faz a mesma coisa que as maquinetas de fritos com ar e quase sem gordura). Como por aqui gostamos bastante de bacalhau à Brás, gostamos também desta versão, e deste resultado final... Até porque o que faz mesmo a diferença, mais do que as batatas fritas, é o ovo não ficar demasiado cozinhado e conseguirmos aquela textura cremosa, em vez de um bacalhau com ovo seco, mais a parecer ovo mexido.
Acho que por aqui ficou aprovado.

E entretanto há mais workshops agendados. Para já no Furadouro - Ovar, já no próximo dia 15 de Outubro, domingo, pelas 10h na Colher de Chá, com o tema Receitas Simples para os Jantares Semanais. Para mais informações e para se inscreverem geral@colherdecha.pt.
E vou avisando que dia 28 de Outubro volto ao Porto - Workshops Pop UP -  e dia 1 de Novembro estarei finalmente e Lisboa - também no Wokshop Pop Up Chiado. Mais informações em breve!


Ingredientes para 4 pessoas:

4 batatas médias
2 postas de bacalhau
2 cebolas 
1 folha de louro
4 ovos
2 dentes de alho
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
salsa picada q.b.

Preparação:

Leve um tacho ao lume com água e, assim que levantar fervura junte as postas de bacalhau, deixando-as cozer alguns minutos.
Entretanto descasque as batatas e corte-as em palitos finos (se tiver a ajuda de uma mandolina ainda melhor que torna a tarefa ainda mais rápida).
Coloque os palitos e batata num taça e regue com um fio de azeite e um pouco de sal envolvendo bem. Disponha depois as batatas num tabuleiro forrado com papel vegetal, numa camada só e leve ao forno previamente aquecido a 200ºC com ventilação até as batatas estarem cozinhadas e a começarem a dourar - se necessários vire-as durante o tempo que estão no forno.
Entretanto descasque as cebolas e os dentes de alho. Lamine o alho e corte a cebola em meias luas e leve-as ao lume num tacho juntamente com um pouco de azeite e a folha de louro, deixando-as refogar até começarem a ficar macias e translúcidas. Entretanto limpe o bacalhau de peles e espinhas, e junte-o à cebolada. Retifique e sal e pimenta.
Assim que as batatas também estiverem prontas envolva-as na cebola e no bacalhau.
Bata depois os ovos com uma pitada de pimenta e verta-os sobre a mistura anterior. O tacho não não deve estar demasiado quente, nem o lume muito alto, de modo a que os ovos não fiquem secos, mas sim macios, e uma mistura cremosa. Vá envolvendo cuidadosamente.
Coloque depois no prato de servir e polvilhe generosamente com a salsa picada.
Sirva com uma salada de alface.


Bom Apetite!

Imprimir