Copinhos de Panacotta de Coco com Papaia e Lima


Véspera de fim de semana. Férias para muitos. Para outros como eu, ainda falta um bocadinho.
Mas é sempre uma boa altura para sobremesas frescas até porque para quem anseia pelo calor parece que ele vai aparecer.
Esta é uma das minhas sobremesas favoritas de dias de calor. E a combinação de coco com a papaia e a lima é mesmo fenomenal.
Mais uma receita a pensar no tempo quente e nas refições no jardim! Digam lá se não é o final perfeito para um churrasco de fim de semana?

Ingredientes:

400ml de natas
400ml de leite de coco
6 colheres de sopa (rasas) de açúcar
4 folhas de gelatina

“calda” de Papaia e Lima
1 papaia
1 lima
hortelã q.b.

Preparação:

Para a pannacota coloque as natas (diretamente do pacote) num tacho e acrescente o leite de coco e o açúcar. Leve ao lume até levantar fervura e o açúcar estar bem dissolvido, mas não necessitam de ferver.
Entretanto demolhe (hidrate) as folhas de gelatina em água fria. Quando estiverem moles escorra-as bem, apertando-as na mãos para que libertem a máxima quantidade de água e junte-as à mistura quente. Como a mistura para a pannacota está quente as folhas de gelatina derretem de imediato, e não há perigo de talharem como pode acontecer quando se acrescentam depois de derretidas a coisas frias. Mexa bem e divida a mistura por formas ou copinhos.
Leve ao frigorífico algumas horasou de 1 dia para o outro.
Entretanto corte a papaia em cubos pequenos, acrescente a raspa de lima e junte um pouco de sumo da mesma.
Para servir, retire as pannacotas do frigorífico e divida a mistura de papaia pelos copinhos, ou desenforme-as primeiro e cubra depois com a papaia.
Decore com um pouco de hortelã.


Bom Apetite!

Tapas de Brie com Mel e Rúcula


Nesta altura de verão, e em que se começam a fazer com maior regularidade refeições no jardim, churrascos e sardinhadas, e em que recebemos os amigos a meio da tarde, há que pensar em pequenas tapas e petiscos para se servirem, quer no inicio das refeições, quer como lanche-ajantarado ou jantares de petiscos que eu pessoalmente adoro.
Algo que temos feito muitas vezes cá em casa são pequenas tapas - ao estilo dos “pinchos” espanhóis. E como somos amantes de queijo, este raramente falta nestas ocasiões.
Estas tapas começaram por ser uma forma de nos ajudar a consumir a muita rúcula que temos no nosso jardim. Mas ao mesmo tempo são frescas, simples de preparar e mesmo perfeitas para o tempo quente, principalmente se acompanhadas de uma bebida fresca como uma sangria ou o cocktail de gin, hortelã e limão.
Além disso  contraste de sabores do doce do mel, e do picante da rúcula com o queijo macio é muito agradável.
Com o fim de semana quase à porta, espero que gostem!

Ingredientes:

1 baguete
1 queijo brie
mel q.b.
rucula q.b.
pimenta q.b.

Preparação:

Corte a baguete em fatias na diagonal e coloque-as num tabuleiro de forno. Regue com um fio de azeite e leve ao forno ao que fiquem ligeiramente tostadas. Em alternativa, e se não quiser ligar o forno, podem tostar na torradeira.
Corte o queijo brie em fatias.
Sobre cada fatia de pão coloque um pouco de rúcula, por cima coloque um pouco de queijo brie e termine com um fio de mel e uma pitada de pimenta.
Sirva como entrada ou petisco.


Bom Apetite!

Couscous com Limão e Hortelã com Coxas de Frango com Especiarias


Ultimamente tenho sentido que o tempo se escapa demasiado depressa. Que quase nem tenho tempo para fazer tudo o que quero. E que os meus projetos demoram muito mais tempo do que deviam.
Tento chegar a tudo, mas muitas vezes não consigo. E vou pondo coisas em “pause”, porque acredito genuinamente que é preferível fazermos menos coisas e bem feitas, do que tentarmos fazer tudo e acabarmos a fazer coisas mal feitas.
Tenho dias em que me sinto mesmo cansada. Que não me apetece fazer nada e que me esforço por funcionar normalmente. Sinto mesmo que estou a precisar de férias. De desligar a cabeça das mil coisas que todos os dias andam por aqui para ser feitas e postas em ordem.
Opto por dar prioridade ao que é mesmo importante e deixar algumas coisas de lado para poder ter algum tempo para outras coisas que não sejam só trabalho e filhos e casa.
Porque é importante ter prioridades. E saber quando é preciso abrandar o ritmo.
E por isso hoje volto a partilhar uma receita do ultimo workshop e que foi a preferida quase sempre de quase todos os que a provaram.
Porque a simplicidade também é felicidade!

Ingredientes:

8 coxas de Frango
1 colher de chá de coentros em pó
1 colher de chá de cominhos em pó
1 colher de chá de colorau
1 colher de chá de curcuma
sal e pimenta q.b.

1 chávena de couscous
1 chávena de água a ferver
1 colher de chá de cominhos
1 colher se chá de coentros em pó
1 colher de sopa de azeite
raspa de 1/2 limão
1 molhinho de hortelã fresca

Preparação:

Tempere coxas de frango com os coentros,  cominhos, colorau, curcuma e com um pouco de sal e reserve. Leve-as depois a assar no frono previemente aquecido a 180ºC durante cerca de 1hora ou até douradas (também pode  grelhar no carvão ou fogão).
Entretanto coloque os couscous numa taça e misture o sal, os cominhos e os coentros em pó. Acrescente a água a ferver, misture e tape a taça com um prato. Deixe repousar 5 minutos. Ao fim desse tempo, e com a ajuda de um garfo separe os grãos dos couscous. Junte a raspa de limão e o azeite e envolva bem. Acrescente a hortelã fresca picada.
Retire o osso às coxas de frango, separando a carne em bocados maiores. Numa travessa coloque os couscous, e por cima disponha a carne. Polvilhe com mais hortelã picada.


Bom Apetite!

Salada de Espargos e Salsichas Picantes Primor Grelhadas


Mais um desafio da Primor! Desta vez uma receita com as Salsichas de Churrasco Picantes.  Porque é verão, está calor e estamos na época dos churrascos. Acendemos as brasas e além das salsichas grelhamos também uns espargos frescos. Depois, é só juntar mais algumas coisas, e temos uma fantástica salada de verão! É também uma óptima maneira de aproveitar as salsichas que sobram dos churrascos desta altura, até porque ficam igualmente deliciosas comidas no dia seguinte.
Desta vez, esta é a minha sugestão para dias de calor e para as salsichas de churrasco! 

Ingredientes para 2 pessoas:

70g de espinafres baby
200g de salsichas de churrasco picantes da Primor
1 molho de espargos frescos
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
1 molhinho de salsa
vinagre q.b.
1 dente de alho

Preparação:

Prepare os espargos cortando-lhes as pontas rijas e tempere-os e sal, pimenta e um pouco de azeite.  No churrasco ou numa chapa do fogão grelhe os espargos até que fiquem macios, assim como as salsichas de churrasco. Retire e reserve.
Numa pequena taça junte o dente de alho picadinho e um pouco de salsa picada. Acrescente azeite e um pouco de vinagre e tempere a gosto com flor de sal. Misture bem e prove a ver se necessita de um pouco mais de vinagre ou sal. Reserve.
Corte as salsichas em rodelas, e os espargos em pedaços.
Numa travessa disponha as folhas de espinafres. Por cima disponha as salsichas e os espargos grelhados e junte alguns croutons a gosto. 
Mesmo antes de servir regue com o molho preparado.

Bom Apetite!

*post escrito em parceria com a Primor Charcutaria


Salada de Arroz e Frango com Picadinho de Tomate e Abacate


Acho sempre que nesta altura do verão, não há nada que chegue às saladas frias. Mas quando falamos de saladas frias há inúmeras combinações que podemos fazer: de arroz ou massa ou quinoa ou millet ou bulgur. Com ou sem leguminosas. Só de vegetais. Com frango ou atum ou sobras de outra coisa qualquer. Com ou sem enlatados... Realmente a imaginação é o limite, e é sempre uma boa maneira de fazer limpeza ao frigorífico, não desperdiçando nada.
Esta foi um dos nossos almoços. Arroz basmati soltinho. Frango assad desfiado, ovo cozido e um picadinho de legumes frescos. Uma excelente combinação e uma refeição de verão/praia/férias mesmo à minha maneira.

Ingredientes para 2 pessoas:

1 chávena de arroz basmati cozido (e bem soltinho)
2 mãos cheias de canónigos (ou alface. espinafres ou rúcula)
2 ovos cozidos
1 chávena de frango assado e desfiado. limpos de peles e ossos
1/2 abacate
2 tomates chucha
1 molhinho de coentros frescos
1 pimento assado de conserva
sal e pimenta q.b.
sumo de lima q.b.
azeite q.b.

Preparação:

Numa travessa coloque os canónigos (ou outras folhas verdes à escolha) e por cima disponha o arroz. Por cima do arroz coloque o frango desfiado e envolva rapidamente para misturar, mas sem amassar os ingredientes.
Entretanto prepare o picadinho. Corte o tomate em cubinhos e coloque numa taça. Junte o abacate também cortado em cubinhos, assim como o pimento assado. Junte tudo e acrescente também os coentros frescos picados e tempere com sal, pimenta, sumo de lima e o azeite. Envolva bem e disponha sobre a restante mistura de arroz e frango,
Decore depois com as rodelas de ovo cozido e polvilhe com um pouco mais de coentros frescos picados.


Bom Apetite! 

Tarte Fresca de Manga


Esta tem sido uma das receitas que mais me têm pedido, desde que, publiquei em versão de morango e de framboesas por altura da festa da família da escola dos miúdos, e depois num almoço aqui em casa. Na verdade, é uma adaptação de uma receita que me lembro desde sempre ver a minha sogra fazer. Uma tarte de maracujá, que já publiquei há uns anos aqui no blogue.
A tarte é uma delícia e sempre muito apreciada por todos, e era uma pena só a fazermos na altura do verão, quando tínhamos maracujás do jardim. Por isso, lembrei-me de substituir a polpa dos maracujás por outra fruta, e a gelatina a acompanhar a fruta que estou a utilizar - morangos e framboesas e gelatina de morango, por exemplo. E assim posso fazer a tarte com qualquer outra fruta que tenha! 
É portanto a tarte deste verão!

Ingredientes:

200g de bolacha Maria
125g de manteiga
1 manga madura (para outras frutas considerem cerca de 150g de polpa triturada)
1 pacote de gelatina de ananás ou pêssego ou laranja
250ml de água a ferver
1 lata (360g) de leite condensado normal

Preparação:

No robot de cozinha pique a bolacha e junte-lhe depois a manteiga previamente derretida triturando tudo mais um pouco.
Forre depois o fundo de uma tarteira de fundo amovível - ou uma forma de mola - com esta mistura, calcando bem com as costas de uma colher e leve ao frigorífico para prender.
Entretanto descasque a manga e triture-a até obter uma polpa. Reserve.
Numa taça misture a gelatina de ananás ou pêssego apenas com 250ml de água a ferver. Misture bem até a gelatina estar bem dissolvida. Acrescente depois o leite condensado e a polpa da manga e misture bem. Verta este preparado sobre a base de bolacha e leve ao frigorífico a prender durante algumas horas.
Antes de servir desenforme a tarte e coloque-a no prato de servir, decorando-a a gosto.


Bom Apetite!

Asinhas de Frango na Frigideira


Quando fiz esta receita para um dos nossos jantares da semana e a publiquei no instagram,  nunca pensei que suscitasse tanto interesse e tantos pedidos da vossa parte.
Por isso aqui está a receita!
Cá em casa tanto serve como prato principal, com acompanhamentos à escolha, como com petisco num lanche ajantarado ou festa (onde os convidados não se importem de sujar as mãos!)
Desta vez foi mesmo jantar, com uma saldada enorme e muita variado e umas batatinhas salteadas.
Espero que gostem!

Ingredientes para 4 pessoas:

750g de asas de frango
1 colher de chá de curcuma em pó
1 colher de chá de colorau em pó
1 colher de chá de alho em pó
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
coentros frescos picados q.b.

Preparação:

Comece por cortar as asas de frango descartando a ponta e separando as outras duas partes. Coloque numa taça e tempere com sal, pimenta, a curcuma, o colorau e o alho em pó. Misture bem.
Leve uma frigideira ao lume e coloque apenas um fio de azeite. Deixe aquecer bem e junte as asas de frango mexendo de vez em quando. Deixe cozinhar cerca de 20 minutos, até que as asas estejam douradas e tostadas.
Sirva polvilhadas com coentros frescos picados. como petisco ou como prato principal com acompanhamentos a gosto.


Bom Apetite!

Massinhas de Beterraba e Queijo de Feta


Hoje é dia de receita sem carne nem peixe. Uma massa colorida pela beterraba e com queijo feta e dar o toque final meio salgado que fica tão bem numa salada de massa. Gostamos de comer esta massa assim, à temperatura ambiente, e é por isso uma boa alternativa para as marmitas e para as lancheiras de praia e piquenique.
E como é muito simples de preparar é também uma receita ideal para as férias!

Ingredientes:

200g de massa pevide
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
200g de queijo feta
150 de de beterraba cozida ou assada ou de conserva

Preparação:

Coza a massa em água abundante temperada de sal. Escorra e coloque numa saladeira. Junte depois a beterraba cortada em cubinhos pequenos e envolva bem. Esfarele grosseiramente o queijo feita e coloque sobre a salada. Tempere com um pouco de azeite e pimenta moída na hora e envolva bem.


Bom Apetite!

Salada de Massa com Salmão Grelhado, Alho Francês e Mozarella


Nada como refeições mais rápidas e ligeiras quando o calor começa a chegar e a apertar.
Desta vez uma espécie de salada de massa, com salmão grelhado e o alho francês que tinham vindo na semana passada no cabaz da D. Rosa.
O jantar fez-se em pouco mais de 15 minutos e ainda sobrou para o meu almoço do dia seguinte.
Quem mais é adepto destas refeições assim?

Ingredientes para 4 pessoas:

4 lombinhos de salmão (de preferência de  aquacultura sustentável ou selvagem)
250g de massa curta
2 alhos franceses grandes
1 cebola pequena
1 bola de mozarella fresca
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
sumo de limão q.b.

Canónigos ou espinafres frescos para servir

Preparação:

Coza a massa em água abundante temperada de sal até que fique al dente. Retire e reserve.
Entretanto tempere os lombinhos de salmão com sal e pimenta e um pouco de sumo de limão. Leve uma frigideira anti aderente ao lume com um fio de azeite, deixe aquecer bem e grelhe o salmão de ambos os lados durante alguns minutos (Atenção que não deve grelhar o salmão muito tempo - fica pronto em cerca de 5 minutos. Deve ficar ainda rosado no meio, ou fica seco!) Retire o salmão e reserve.
Na mesma frigideira junte um pouco mais de azeite e refogue a cebola previamente picada e o alho francês em rodelas fininhas. Tempere a gosto com sal e pimenta e deixe refogar até que o alho francês esteja cozinhado. Junte depois o salmão desfeito em lascas e envolva bem. Junte finalmente a massa já cozida e acrescente a mozarella em pequenos pedaços envolvendo bem.
Sirva de imediato com canónigos ou espinafres frescos qie pode ou não envolver com o resto da massa.


Bom Apetite!

Sumo de Melancia, Morango e Gengibre


Fim de semana cheio  e divertido. A primeira sardinhada e com sardinhas deliciosas. Amigos de sempre para tomar café com bolo de banana, amêndoa e chocolate. Tarde de brincadeiras de miúdos e muita conversa. Domingo de passeio à beira rio: ir com os miúdos e ver polo aquático, e ver aeromodelismo. E mais brincadeira de miúdos e muita conversa.
Fugimos da rotina, passamos muito pouco tempo em casa. Não tivemos muitos horários e foi muito bom.
Tão bom como este sumo de melancia e morango, que fica muito refrescante com o gengibre - dica de uma querida leitora!
  
Ingredientes para cerca de 750ml de sumo

200g de morangos
500g de melancia descascada
1 pedacinho de gengibre fresco com cerca de 2cm

Preparação:

Coloque todos os ingredientes no robot de cozinha ou na liquidificadora e triture durante cerca de 1 minuto a uma velocidade alta de modo a obter um sumo sem polpa (como a melancia tem um grande teor de água, fica um sumo delicioso e sem necessidade de juntar água)
Leve ao frigorífico e sirva bem fresco com uma folhinhas de hortelã.


Bom Apetite!

Parfait de Banana, Chocolate e Amendoim


Para fazer gelados nem sempre são precisas máquinas de gelados. Esta é uma versão adaptada para todos. Um “gelado” de comer à fatia e que podem adaptar com as frutas e combinações que quiseram. Banana e amendoim é uma combinação vencedora, mas com morangos balsâmicos e manjericão, ananás e hortelã, frutos vermelhos, pêssegos e manjericão .... são todas deliciosas combinações. Só precisam mesmo de paciência e de um congelador. E podem fazer todas as versões de que se lembraram.

Ingredientes:

4 bananas maduras
4 colheres de sopa de manteiga de amendoim
400ml de natas
70g de açúcar

50g de chocolate de culinária ou outro a gosto

Preparação:

Comece por preparar o parfait. Descasque as bananas e parta-os em pedaços, Junte-lhes o açúcar, a manteiga de amendoim e triture tudo com a varinha mágica até ficar com uma mistura homogénea.
Entretanto bata as natas até que fiquem cremosas como um chantilly se tratasse. Envolva depois, cuidadosamente, a mistura de banana nas natas.
Forre uma forma de bolo inglês com película aderente (assim é mais fácil na altura de desenformar) e verta o preparado anterior. Alise e leve ao congelador até a mistura estar firme, no mínimo durante quatro horas, idealmente de um dia para o outro.
Desenforme o parfait para o prato de servir e rale depois o chocolate por cima mesmo antes de servir.
Sirva cortado em fatias!


Bom Apetite!

Compota de Ameixa Amarela


No sábado ao final do dia, tivemos aqui em casa um pequeno grupo de pais e de colegas do Zé Maria, numa tentativa de conseguirmos acabar as sobras da festa de final de ano do dia anterior.
Claro que se trouxeram mais umas coisas para se complementar, e uma das mães trouxe muitas ameixas amarelas, bem madurinhas e doces, do quintal dos sogros.
As ameixas eram para depois distribuir por todos, mas no meio da confusão foram-se quase todos embora sem levar as ameixas.
Ora elas estavam mesmo muito maduras... e acabei por ficar com todas! Assim que puxe, preparei uma deliciosa compota, que depois distribuí pelos mesmos pais que tinham vindo cá a casa.... não levaram as ameixas, mas ficaram com um frasquinho de compota!
Fiz uma versão básica da compota, só a fruta. açúcar e um pouco de casca de limão. E não retirei a casca às ameixas, porque além de serem muito pequeninas e de ser um trabalho muito demorado, pessoalmente gosto do travo que a casca das ameixas deixa na compota. E depois de tudo triturado, ninguém diria que tinha casca!

Ingredientes:

1 kg de ameixas amarelas já sem caroço, mas com a casca
650g de açúcar
1 casquinha de limão

Preparação:

Num tacho grande e largo coloque as ameixas já preparadas, o açúcar e a casca de limão e mexa bem. Leve o doce ao lume - brando - até que o açúcar derreta bem. Aumente um pouco o lume até que comece a levantar fervura, e depois volte a diminuir, de modo a que o doce ferva suavemente, durante cerca de 1h30. (Mas pode demorar mais ou menos. O doce está no pronto, quando faz ponto de estrada, ou seja, quando ao colocar um pouco de doce num prato e passando com o dedo este abre uma “estrada”.)
Com a varinha mágica triture depois o doce até que não se notem as cascas das ameixas.
Coloque depois o doce ainda quente em frascos de vidro previamente esterilizados e também quentes e feche de imediato. Vire-os de cabeça para baixo, cerca de 30 minutos, de modo a criarem um vácuo natural e de assim duraram ainda mais tempo,
Quanto a validade, desde que usem frascos bem esterilizados, o dece tenha atingido o ponto certo e esteja em vácuo, poderá conservar-se durante alguns anos.
Sirva a compota em torradas, coberturas de cheesecakes, com panquecas ou waffles.


Bom Apetite!

Salada de Quinoa com Feta, Azeitonas e Abóbora Assada


As saladas e as refeições mais leves serão sempre as favoritas desta altura do ano. 
Por aqui ainda há pequenas abóboras que tenho aproveitado para assar em cubinhos e guardo no frigorífico e que depois são uma excelente adição a saladas de massa, arroz, couscous ou de millet. Desta vez havia quinoa cozida no frigorífico assim como a abóbora e o queijo feta. O canteiro do jardim, a dar imensa rúcula por estes dias, e portanto são mais uma salada rápida e deliciosa que fez parte de um workshops há alguns meses!

Ingredientes:

1 chávena de quinoa
2 chávena de água - a mesma medida de chávena da quinoa
200g de abóbora aos cubos pequenos
2 dentes de alho
100g de azeitonas pretas
200g de queijo feta
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.
125g de rúcula

Preparação:

Comece por cozinhar a quinoa. Leve um tacho ao lume com as duas chávenas de água e tempere com sal. Junte a quinoa e deixe cozinhar em lume brando até a quinoa ter absorvido toda a água e estar macia e aberta. Reserve.
Entretanto coloque a abóbora num tabuleiro e tempere com sal, pimenta e ervas a gosto. Envolva bem e leve a assar, em forno previamente aquecido até que fique macia. Retire e reserve.
Junte depois a rucula à quinoa, assim como o queijo feta previamente cortado em cubinhos, as azeitonas cortadas ao meio  e a abóbora assada.
Envolva bem e sirva como prato principal ou acompanhamento.


Bom Apetite!

Wraps de Beringela, Pimento e Tomate Seco


Ideias para refeições simples e deliciosas são sempre necessárias nesta altura do ano. Ideias para piqueniques, para marmitas, para partilhar como entrada em churrascos e afins.
Estes wraps são muito saborosos e simples de preparar. Só com legumes grelhados, mas se quiserem podem enriquecer com mozarella fresca que fica igualmente delicioso.
Usei pimento assado de conserva, e grelhei beringela em fatias. O tomate seco dá o toque final para estas versão sem carne nem peixe.
Quem vai experimentar?

Ingredientes para 8 wraps:

8 wraps
1 beringela
2 pimentos assados de conserva
8 metades de tomate seco 
rucula q.b.
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.

Preparação:

Descasque a beringela e corte-a em fatias finas. Tempere-as com um pouco de sal e leve-as a cozinhar numa frigideira com um pouco de azeite, até que fique bem macia. Reserve.
Corte os pimentos em tiras e o tomate secos aos pedacinhos.
Aqueça ligeiramente os wraps numa frigideira quente. Sobre cada wraps coloque um pouco de rucula, a beringela grelhada, umas piras de pimento e salpique com o tomate seco. Regue com um fio de azeite e feche os wraps enrolando-os cuidadosamente. Feche-os com papel de alumínio.
Antes de servir corte-os ao meio ou em fatias.


Bom Apetite!

Triffle Rápido de Frutos Vermelhos


Foi um fim de semana de festas! na sexta, a festa de final de ano da escola do Zé e do António. No sábado almoço de família para a comemoração do aniversário da minha mãe e da minha irmã que fizeram anos durante a última semana. E à tarde, como se não bastasse, tivemos a continuação do convívio da festa da escola dos miúdos, porque não se desperdiça e como tinha sobrado comida, voltamos a encontrar-nos! E foi exatamente por causa disso que “nasceu” este triffle. Já se sabe que há sempre bolos mais “secos” nas festas do miúdos... mas no dia seguinte, a maioria já não pega nesses bolos. Então como podemos transformar esses bolos? Neste triffle, por exemplo! O que é certo é de devia estar bom porque eu nem consegui provar: desapareceu num instante!
E como há sempre momentos em que nos sobram bolos, acho que esta é uma sugestão que todos devemos conhecer para usar nessas ocasiões!

Ingredientes:

400ml de natas frescas
350g de sobras de bolos (tipo bolo de iogurte, pão de ló, bolo marmore...)
350g de frutos vermelhos frescos e variados (usei morangos, amoras, framboesas e mirtilos)
150g de compota de frutos vermelhos ou de framboesa/amora/morango
Hortelã q.b. para decorar

Preparação:

Esfarele grosseiramente os bolos e coloque-os no fundo de uma taça de vidro. Junte a compota e envolva tudo. Por cima disponha os frutos vermelhos previamente lavados, e no caso dos morangos cortados em rodelas.
Bata depois as natas (sem açúcar) e até ficarem em chantilly. Cubra os frutos vermelhos com as natas batidas e decore depois a gosto com mais fruta e as folhas de hortelã.
Leve ao frigorífico até servir!


Bom Apetite!

Panquecas Rápidas


Véspera de fim de semana. E cá em casa fim de semana rima com panquecas.  E portanto trago outra receita de panquecas, estas ainda mais rápidas, e que são a receita ideal para levar de férias, porque leva poucos ingredientes, e não precisa sequer de balança. Tudo para acelerar o processo e permitir fazer panquecas em qualquer lugar!
Eu usei farinha de espelta e bebida vegetal, mas podem usar farinha convencional de trigo e leite ou qualquer outra bebida vegetal. E esta  versão de panquecas não leva nenhum tipo de gordura na massa!
A medida para 1 ovo é de 1 cup (250ml de capacidade) - que é uma chávena de chá ou copo pequeno (não confundir chávena de chá (mais pequena) com uma caneca (maior capacidade!)!
Aqui fica esta minha versão de panquecas rápidas para as férias!

Ingredientes:

1 chávena (250ml de capacidade) de farinha de espelta
1 chávena (250ml de capacidade) de bebida vegetal de aveia
1 colher de chá bem cheia de fermento em pó
1 colher de sopa bem cheia de açúcar 
1 ovo

Preparação:

Colocar todos os ingredientes numa taça e misturar bem até a mistura não ter grumos.
 Levar uma boa frigideira ao lume e deixar aquecer bem. Colocar colheradas de massa e assim que estas começarem a formar bolhas, virar cuidadosamente com a ajuda de uma espátula. Repetir até esgotar a massa. (Se a frigideira tiver tendência para agarrar é conveniente colocar um pouco de manteiga antes de colocar a massa de panquecas!)
Servir as panquecas com banana em rodelas ou frutos vermelhos, compotas, mel ou maple syrup.


Bom Apetite!

Salada de Figos Roxos com Mozarella, Tomate e Amêndoas


Parece que o calor volta! E ainda bem. Esta semana comprei os primeiros figos, do Algarve,  Claro que me lembrei logo de uma salada de figo e queijo, e não descansei enquanto não a fiz. Tive de deixar alguns figos para os miúdos que adoram, e mal me ouviram falar deles não se calavam que queriam comer.... Cá em casa adoram figos!
E é mesmo assim, verão e calor é sinónimo de figos. E hoje há receita com figos!

Mesas para Refeições ao Ar Livre “

OVAR - Furadouro - 30 de Junho: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes:

4 figos roxos grandes (ou outros)
200g de bolinhas de mozarella fresca (ou 1 bola grande cortada em fatias)
10 tomates cereja
1 mão cheia de amêndoas
azeite q.b.
creme de vinagre balsâmico q.b.

Preparação:

Lave bem os figos e corte-os em quartos. Disponha-os numa travessa ou prato de servir. Junte depois as bolinhas de mozarella e junte também os tomates cereja cortados aos quartos ou ao meio, consoante o tamanho. Polvilhe depois com as amêndoas.
Antes de servir regue com o azeite e junte um pouco de creme de vinagre balsâmico. Os mais gulosos podem ainda juntar um fio de mel.


Bom Apetite!

Mousse de Chocolate Deliciosa


Ter um blogue há tanto tempo - mais de 13 anos - implica que com o tempo passamos a cozinhar algumas coisas de maneira diferente e com algumas alterações.
Faço quase desde sempre a mesma receita de mousse de chocolate, que a tia do Miguel me ensinou. Mas entretanto, com o tempo, fui alterando essa receita para a fazer como agora a faço. Porque percebi que ficava igualmente bem sem o  açúcar, e com muito menos manteiga. E entretanto aquela receita já não é aquela receita e passou a ser a minha versão daquela receita inicial.
É um bocado aquilo que digo sempre nos workshops. As receitas que levo para um workshop não são para ser feitas exatamente como as partilho, e também não são minhas, As receitas deixam de ser minhas a partir do momento em que são partilhadas com outras pessoas, e passam a ser vossas assim que as fazem e lhes dão o vosso cunho pessoal. Assim que alteram um ingrediente porque não gostam ou por outra coisa que têm em casa, assim que reduzem uma quantidade de um ingrediente e aumentam outra.
É isto o que, de uma forma geral, as receitas têm de bom. Esta enorme capacidade de se mutarem e se transformarem em tantas receitas diferentes que são de toda a gente no geral e de ninguém em particular!

Mesas para Refeições ao Ar Livre “

OVAR - Furadouro - 30 de Junho: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes:

6 ovos 
200g de chocolate de culinária ou chocolate negro, dependendo do vosso gosto pessoal
50g de manteiga 

Preparação:

Parta o chocolate em pedacinhos e derreta-o no microondas ou em banho maria juntamente com a manteiga. Atenção para não deixar queimar o chocolate. Se usar o microondas derreta o chocolate durante 90 segundos, parando e mexendo o chocolate a cada 30 segundos.
Entretanto separe as gemas das claras.
Bata as claras em castelo. Reserve.
Assim que o chocolate esteja derretido junte as gemas previamente batidas com um garfo e envolva bem. Junte depois, envolvendo com cuidado as claras em castelo.
Coloque numa taça e leve ao frigorífico pelo menos duas horas antes de servir.

Sirva a mousse simples, ou para um toque diferente junte frutos vermelhos, e bolachas esmigalhada (usei as bolachas de aveia, mel e passas que publiquei a semana passada e decore a gosto com flores comenstíveis ou hortelã fresca.


Bom Apetite!

Imprimir