Ice Tea Caseiro de Hortelã, Limão e Frutos Vermelhos


Nos últimos tempos tenho feito quase sempre variações de bebidas frescas para receber os amigos, em vez de sumos ou refrigerantes.
São versões de “ice tea” caseiro, usando infusões de ervas que me oferecem, ou de alguns chás mais fortes. Juntos frutas, por vezes sumos naturais para um sabor extra, e vou variando imenso. O engraçado é que têm feito imenso sucesso. E é muito prático fazer estas bebidas frescas e saborosas, e uma outra forma de dar uso aos muitos chás que há sempre cá em casa!

Próximos Workshops:

 “Receitas Simples e Deliciosas para Dias de Primavera”

LISBOA - 25 de Maio: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

“Mesas para Refeições ao Ar Livre “

LISBOA - 1 de Junho: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

PORTO - 16 de Junho: Workshops Pop Up Porto, 11h30

OVAR - Furadouro - 30 de Junho: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes:

1litro de água
2 saquetas de chá de hortelã
1 limão
250g de frutos vermelhos congelados
hortelã fresca q.b.
açúcar ou mel q.b.

Preparação:

Leve a água a ferver. Desligue e junte as saquetas de chá e deixe 5 minutos em infusão.
Coloque depois no frigorífico e deixe ficar bem frio (ideal poder fazer de véspera!)
Antes de servir, coloque o chá numa jarra e adoce ligeiramente a gosto (se necessário!) Junte depois o limão em rodelas e os frutos vermelhos congelados e a hortelã fresca.
Sirva de imediato!


Bom Apetite!

Salada de Massa Integral com Rúcula, Espargos, Cogumelos e Queijo Feta


Nada melhor do que dar uso ao que os nossos canteiros no jardim nos vão dando. Rúcula e espargos, que acabaram numa salada de massa com queijo feta e azeitonas.
Agora que os dias são maiores, e que esperamos o sol e algum calor, parece que estar receitas nos chamam mais do que nunca. Misturar e variar com o que temos em casa.
E esta é uma mistura fresca, num almoço para receber pessoas queridas

Próximos Workshops:

 “Receitas Simples e Deliciosas para Dias de Primavera”

LISBOA - 25 de Maio: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

“Mesas para Refeições ao Ar Livre “

LISBOA - 1 de Junho: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

PORTO - 16 de Junho: Workshops Pop Up Porto, 11h30

OVAR - Furadouro - 30 de Junho: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes para 4 pessoas:

250g de massa curta integral
6 espargos verdes
200g de cogumelos
200g de queijo feta
10 azeitonas verdes recheadas com pimento
2 mãos cheias de rúcula
azeite
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Leve um tacho com água e sal ao lume. Quando levantar fervura junte a massa e deixe cozinhar até que esta esteja “al dente” escorra e tempere com um fio de azeite.
Entretanto lave os cogumelos e lamine-os . Corte também os espargos em pedaços, descartando as bases fibrosas. Leve uma frigideira ao lume com um fio de azeite e deixe aquecer bem. Junte os cogumelos e os espargos, tempere de sal e pimenta e deixe saltear até que fiquem cozinhados. Retire e reserve.
Numa travessa funda coloque a massa. Junte os cogumelos e espargos salteados, a rúcula lavada e bem seca, o queijo feta partido em padaços e as azeitonas partidas ao meio. Regue com um fio de azeite e envolva bem.


Bom Apetite!

Pernas de Frango com Limão, Alho e Ervas Frescas


Mais uma receita simples para fazer durante a semana, e uma forma para ir aproveitando as ervas frescas que o nosso canteiro das aromáticas nos vai dando, e os limões que me fizeram chegar cá a casa.
Desta vez só com perninhas de frango, que era o que havia cá e casa, mas que fica igualmente bom com coxas, ou até com frango inteiro partido em pequenos pedaços. Receitas realmente simples, mas de que todos gostam!

Próximos Workshops:

 “Receitas Simples e Deliciosas para Dias de Primavera”

LISBOA - 25 de Maio: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

“Mesas para Refeições ao Ar Livre “

LISBOA - 1 de Junho: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

PORTO - 16 de Junho: Workshops Pop Up Porto, 11h30

OVAR - Furadouro - 30 de Junho: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes:

10 perninhas de frango
1 cabeça de alho
sal e pimenta q.b.
1 raminho de alecrim fresco
5 pés de cebolinho fresco
azeite q.b.
1 limão

Preparação:

Coloque as perninhas de frango num tabuleiro que vá ao forno e à mesa. Tempere as perninhas de sal e pimenta. Junte depois um limão grande aos gomos, e regue com um fio de azeite.
Por cima disponha a cabeça de alho cortada ao meio, com casca, e as ervas frescas grosseiramente picadas.
Tape com papel de alumínio e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 1 hora, até as perninhas estarem cozinhadas, retire o papel para que fiquem ligeiramente douradas.
Sirva com arroz  e uma salada variada.


Bom Apetite!

Bolo de Batata Doce, Laranja e Aveia


Vi na conta de instagram da minha querida nutricionista Mafalda Rodrigues de Almeida um bolo de cenoura e laranja e, como os miúdos me andavam a pedir para fazer um bolo, decidi que iria fazer aquele. Estava a reunir os ingredientes quando reparei que tinha umas sobras de batata doce laranja, cozida a vapor, e achei que a troca pela cenoura era uma forma de gastar a batata, e que deveria resultar bem. Se assim pensei, logo o fiz, e realmente resultou muito bem, e o bolo foi um sucesso entre os adultos e os miúdos cá de casa.
Um bolo numa versão de melhores ingredientes, com azeite, farinha de aveia e de espelta, mas realmente muito bom!

Próximos Workshops:

 “Receitas Simples e Deliciosas para Dias de Primavera”

LISBOA - 25 de Maio: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

“Mesas para Refeições ao Ar Livre “

LISBOA - 1 de Junho: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

PORTO - 16 de Junho: Workshops Pop Up Porto, 11h30

OVAR - Furadouro - 30 de Junho: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes:

150g de batata doce laranja cozida a vapor
2 ovos
100g de farinha de espelta
70g de farinha de aveia 
1 laranja
1 colher de chá de canela em pó
1 colher de chá de fermento em pó
120g de açúcar mascavado
100ml de azeite

75g de chocolate com 74% cacau

Preparação:

No robot de cozinha ou copo liquidificador coloque os ovos com o açúcar e bata bem até ficar com um creme uniforme. Junte depois a batata doce cozida, o sumo e a raspa da laranja e triture novamente. Acrescente o azeite e, por fim junte as farinhas, a canela e o fermento e triture tudo novamente até ficar com uma mistura homogénea.
Verta a massa para uma forma de bolo untada ou forrada com papel vegetal e leve ao forno, pre aquecido a 180ºC  durante cerca de 45 minutos.
Retire o bolo do forno, desemforme e coloque numa grelha a arrefecer.
Derreta depois o chocolate em banho maria ou no microondas e verta sobre o bolo antes de servir.


Bom Apetite!

Bifanas de Porco enrolados com Espargos Verdes


Fim de semana de trabalho e calor que passou a correr. Houve tempo para receber amigos, lanches ajantarados no jardim, ir passear com os miudos, comer um gelado e ir jantar fora!
Mas agora é segunda feira e há muitas coisas para fazer! Casa para organizar! Roupa para lavar, estender, secar e dobrar. Refeições para orientar, brinquedos para arrumar... enfim, tudo aquilo que quase todos fazemos todos os dias!
Boa segunda feira a todos!!

Próximos Workshops:

 “Receitas Simples e Deliciosas para Dias de Primavera”

LISBOA - 25 de Maio: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

“Mesas para Refeições ao Ar Livre “

LISBOA - 1 de Junho: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

PORTO - 16 de Junho  Workshops Pop Up Porto, 11h30


Ingredientes para 4 pessoas:

8 bifanas de porco finas
8 espargos verdes
1 cebola pequena
sal e pimenta q.b.
1 colher de chá de alho em pó
sumo de limão q.b.
1 colher de chá de colorau ou pimentão fumado
50ml de vinho branco
2 folhas de louro
azeite q.b.
cebolinho ou salsa picada q.b.

Preparação:

Tempere as bifanas com sal, pimenta, o alho em pó, o sumo de limão, o colorau e o vinho branco. Deixe a marinar algum tempo ou de um dia para o outro.
Enrole depois cada bifana num espargo verde (cru, não é preciso pré cozinhar os espargos) e coloque-os numa travessa que vá ao forno. 
Pique a cebola e coloque por cima das bifanas enroladas. Regue com a marinada onde as bifanas estiveram, polvilhe com cebolinho ou salsa picada, junte o louro e regue com um fio de azeite.
Tape com papel de alumínio e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 45 minutos, sem destapar.
Sirva depois com uma salada verde e com batatas doce em palitos também no forno - ou outro acompanhamento a gosto.


Bom Apetite!

Cocktail de Gin, Hortelã e Limão


Perguntam-me sempre muitas vezes de onde vem a inspiração para fazer e “inventar” receitas diferentes. Vem de muitos lados. Dos programas de tv, dos livros e revistas de culinária, das receitas de familia, do que comemos em casa dos amigos, da necessidade de gastar alguns ingredientes, mas também daquilo que comemos quando vamos a um restaurante. Todos nós, principalmente os que gostam de cozinhar e de comer, já por várias vezes se deram com a situação de quererem recriar em casa algo que comeram num restaurante!
E muitas vezes até conseguimos uma aproximação. É o caso deste cocktail de gin. Eu sou daquelas pessoas que gosta de gin, muito antes de o gin estar na moda e se servir em copos de balão cheios de “aromáticos”. Sou ainda do tempo em que um gin era servido apenas num copo alto, com água tónica, gelo e rodela de limão. Mas claro que gosto destes mais “bonitos” que se bem agora!
Na minha ultima ida a Lisboa, e num almoço tardio no “Cais da Pedra” bebemos um delicioso cocktail de gin. Claro que tive mesmo de o tentar recriar assim que possível, e acho que não me saí nada mal. A principal diferença, é que o original que nos serviram tinha tomilho, e cá em casa, neste momento, não tenho tomilho no meu cantinho das aromáticas... mas tenho imensa hortelã. Não ficou pior.
Dizem que se aproximam dias de calor, portanto, acho que vão mesmo gostar deste cocktail!

Próximos Workshops:

 “Receitas Simples e Deliciosas para Dias de Primavera” 
Em LISBOA, PORTO e OVAR

LISBOA - 25 de Maio: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

PORTO - 11 de Maio:  Workshops Pop Up Porto, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

OVAR - Furadouro - 12 de Maio: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt


Ingredientes para 1 jarro de 1,5 litros:

150ml de xarope de açúcar*
150ml de gin
gelo q.b.
250ml de sumo de limão
hortelã fresca q.b.


*xarope de Açúcar
600ml de água
250g de açúcar
hortelã fresca

Preparação:

Comece por preparar a calda de açúcar. Coloque todos os ingredientes num tachinho e leve ao lume até que o açúcar se dissolva. Deixe ferver cerca de 5 minutos em lume brando. Retire, coe e reserve, deixando arrefecer completamente antes de usar.. (Esta quantidade dá para cerca de 4 jarros. Pode guardar o restante xarope no frigorífico, num frasco ou garrafa até necessitar. Aguenta muito tempo!)
Para preparar o cocktail, coloque num jarro 150ml de xarope preparado e acrescente o sumo de limão, o gin e a hortelã. Termine com o gelo, enchendo o jarro até cima.
Sirva de imediato.


Bom Apetite!

Ovos Cozidos com Maionese de Caril


Esta é uma das entradas rápidas e fáceis que,  mais vezes faço. E, normalmente, é sempre bem recebida!
Na maioria das vezes, faço a versão mais simples. Ovos cozidos abertos ao meio, servidos com maionese caseira de caril. Neste domingo que passou, acabei a juntar mais umas coisinhas aos ovos cozidos. Ou seja, basicamente o que cá tinha em casa: tomates cereja, azeitonas verdes descaroçadas e cornichons (mini pepinos de conserva em pickles)
Mas na verdade é possível juntar quase tudo o que quiserem, e que achem que combina bem. (Estou agora a pensar que uma cama de folhas de rucula e bacon crocante também tinha ficado bom!)
Faço isto há muitos anos, e a receita até já está no blogue, mas fazia sempre com ovos de codorniz. Nos últimos tempos passei a fazer com  os ovos de galinha, cortados ao meio, e  quando é mais quantidade, para mais pessoas, é preferível, porque descascar ovos de codorniz não é uma tarefa fácil! Perfeito agora que as minhas galinhas estão a pôr ovos de forma abundante, e é sempre uma forma de os gastar! 

Próximos Workshops:

 “Receitas Simples e Deliciosas para Dias de Primavera” 
Em LISBOA, PORTO e OVAR

LISBOA - 25 de Maio: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

PORTO - 11 de Maio:  Workshops Pop Up Porto, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

OVAR - Furadouro - 12 de Maio: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt


Ingredientes:

10 ovos
15 tomates cereja
150g de azeitonas verdes descaroçadas
100g de cornichons em pickles 

Maionese de Caril:

1 ovo
75ml de óleo vegetal (uso oléo de grainha de uva)
75ml de azeite
sumo de 1/2 limão
sal e pimenta q.b.
1 colher de chá de mostarda
1 colher de sobremesa de pó de caril
1 colher de chá de alho em pó


Preparação:

Coza os ovos cerca de 8 minutos e deixe-os arrefecer em água fria. Descasque e corte-os ao meio., colocando-os num prato ou travessa de servir. Espalhe depois pela travessa os tomate cereja, as azeitonas e os cornichons.
Prepare a maionese: no copo da varinha mágica coloque o ovo inteiro, o sumo de limão, a mostarda, o pó de caril, o alho em pó e tempere de sal e pimenta. Misture o óleo e o azeite. Junte depois 1/3 dessa mistura ao ovo e temperos e ligue a varinha mágica fazendo movimentos para cima e para baixo emulsionando todos os ingredientes. Vá depois acrescentando a restante mistura de azeite e óleo, em fio, ao mesmo tempo que mantêm o movimento da varinha mágica. No final a maionese deverá estar espessa. Rectifique de sal e pimenta.
Coloque numa tacinha e sirva a acompanhar para que cada um se sirva a gosto.


Bom Apetite!

Perna de Peru com Laranja na Slowcooker



Ando cada vez mais fã da slowcooker. Para quem não sabe a slowcooker é uma panela eletrica de cozedura lenta. Funciona em dois modos: low (baixo) e high (alto). Ou seja demora entre 4horas (em modo high) ou 8horas (modo low) a cozinhar alimentos. Os americanos têm imensas receitas para a slowcooker, e fazer desde carnes, a papas de aveia, sopas, feijoadas e caldos. Eu tenho duas panelas: uma, que descobri na despensa da minha mãe e foi uma prenda de casamento - tem portanto mais de 40 anos - e que a minha mãe nunca usou, e uma outra, bastante maior que comprei o ano passado no Aldi. Ora a minha panela do Aldi avariou (o termostato não funcionava e demorava 24 horas a cozinhar uma peça de carne) e, depois de a levar à loja para acionar a garantia, foi-me devolvido o dinheiro porque não tinha arranjo. Sorte das sortes, tinham tido a nova panela de cozedura lenta (já digital) em catálogo nas semanas anteriores e havia uma solitária. Ainda pro cima em promoção. Escusado será dizer que veio para casa comigo. A nova panela tem 5,5l de capacidade (cabe uma perna de peru ou um frango inteiro) e é digital. Tem a particularidade de se desligar sozinha quando acaba o tempo de cozimento, e ainda tem um modo de manter a comida quente. Além disso, dá para programar até 20 horas. Fiquei bastante satisfeita pela troca, que com o desconto desta panela, só me ficou por mais 5 euros que a anterior! Foi mesmo sorte!!
Entretanto, assim que veio parar cá a casa, a nova panela levou logo com uma perna de peru que estava temperada no frigorífico para ser assada no forno. Assim, foi cozinhada na slowcooker durante 8 horas e ficou deliciosa.
Claro que uma panela de cozedura lenta não é uma coisa imprescindível, mas tenho a dizer-vos que a acho muito prática (e como não é uma coisa muito cara, um investimento que vale a pena), e que permite colocar tudo lá para dentro e ligar, sem nos termos de preocupar. Dá perfeitamente para deixarem ligada de manhã com o jantar. E assim que chegam a casa à noite têm o jantar pronto. Tenho várias amigas que a têm e usam assim. E são, claro, fãs incondicionais, usando a panela delas 2 a 3 vezes por semana para as mais variadas coisas. Aliás, foram elas que, com o seu entusiasmo me convenceram a usar mais e a descobrir potencialidades!
A panela de cozedura lenta gasta mesmo muito pouco eletricidade e, apesar das horas ligada é bastante económica.
E quanto à perna de peru, ficou deliciosa. Deixo aqui a receita! Para quem não tem slowcooker, nada como tapar bem papel de alumínio e levar ao forno cerca de 2h30!

Próximos Workshops:

 “Receitas Simples e Deliciosas para Dias de Primavera” 
Em LISBOA, PORTO e OVAR

LISBOA - 25 de Maio: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

PORTO - 11 de Maio:  Workshops Pop Up Porto, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

OVAR - Furadouro - 12 de Maio: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt


Ingredientes para 4 pessoas (com muitas  sobras)

1 perna de peru com cerca de 2kg
1 laranja grande e sumarenta
1 cebola
2 dentes de alho
sal e pimenta q.b.
1 raminho de alecrim fresco
2 folhas de louro
1 colher de sopa de pimentão fumado ou colorau

Preparação:

Coloque no recipiente da panela de cozedura lenta (ou num tabuleiro, caso vá assar a perna de peru) a cebola cortada em meias luas. Por cima coloque a perna de peru e tempere de sal, pimenta, os dentes de alho picadinhos e o pimentão fumado ou colorau. Junte depois  o alecrim e o louro e regue com o sumo de laranja.
Ligue depois a panela em low e deixe cozinhar durante 8 horas.
(Caso faça no forno, tape o tabuleiro com papel de alumínio e leve a cozinhar em forno previamente aquecido a 160ºC durante cerca de 2h. Ao fim desse tempo retire o papel de alumínio e aumente a temperatura para 180ºC deixando tostar mais alguns minutos.)
Sirva depois polvilhado com coentros picados, e rodelas de laranja e acompanhe com o que mais gostar.

(Nota: Pode deixar a perna de peru temperada de um dia para o outro, guardada no frigorífico. Depois basta colocar tudo na panela de cozedura lenta, ou levar ao forno conforme a receita!)


Bom Apetite!

Chutney de Coentros


Desde o dia do workshop privado, em que a Francisca trouxe um frasquinho de chutney de coentros para a aniversariante, que não consegui deixar de pensar neste chutney. Com a ideia de fazermos aqui em casa o almoços do dia das mães, decici logo que era a desculpa perfeita - principalmente porque a Francisca já tinha partilhado a receita - de fazer o chutney. E claro que para fazer o chutney, tinha também de fazer os bojés! Que não restem dúvidas que foi largamente elogiado, e dos preferidos da ementa!
É super simples de fazer, uma vez que não é cozinhado, e como leva o sumo de limão e o vinagre conserva-se bem algum tempo no frigorífico, num frasco bem fechado.
Para repetir.



Próximos Workshops:

 “Receitas Simples e Deliciosas para Dias de Primavera” 
Em LISBOA, PORTO e OVAR

LISBOA - 25 de Maio: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

PORTO - 11 de Maio:  Workshops Pop Up Porto, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

OVAR - Furadouro - 12 de Maio: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt


Ingredientes para 1 frasco:

1 molho grande de coentros frescos
2 dentes de alho
1 cebola pequena
1 colher de chá de açúcar
sal q.b.
2 malaguetas verdes (podem usar mais se quiserem mais picante) 
1 colher de café de curcuma
1 pedaço com cerca de 3cm de gengibre fresco
sumo de 1/2 limão
30ml de vinagre de vinho branco
2 colheres de sopa de coco ralado
1 colher de café de cominhos em pó

Preparação:

Colocar todos os ingredientes no copo da varinha mágica ou na liquidificadora e triturar até obter uma pasta grossa.
Colocar num frasco e guardar no frigorífico.
Sirva com caril, com pão naan ou com os tradicionais “bojés” (encontram a receita aqui o blogue!) Podem também colocar sobre pizzas.


Bom Apetite!

O meu Bacalhau com Natas (Simplificado)


O dia da mãe este ano teve direito a casa cheia e a um almoço de família, com pais, sogros e até cunhados.
Num instante somos 12 à mesa e a ementa voltou a ser simplificada e fiz algo que já não fazia há algum tempo! O “meu” bacalhau com natas simplificado. Batata palha e legumes natas e molho bechamel. Tudo misturado e preparado em pouco tempo!
Além disso optei também por receitas simples de entradas e os restante convivas trouxeram as sobremesas. Simples e simpático e um doa da mãe muito bem passado.

Próximos Workshops:

 “Receitas Simples e Deliciosas para Dias de Primavera” 
Em LISBOA, PORTO e OVAR

LISBOA - 25 de Maio: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

PORTO - 11 de Maio:  Workshops Pop Up Porto, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

OVAR - Furadouro - 12 de Maio: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes para 6 pessoas:

400g de migas de bacalhau demolhado e descongelado
2 cebola
2 dentes de alho
2 cenouras grande
1 alho francês
400g de batata palha (de compra e de boa qualidade)
300ml de molho bechámel (receita aqui)
200ml de natas frescas
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.

Preparação:

Descasque a cebola e os dentes de alho e pique-os. Corte o alho francês em rodela fininhas e lave bem para retirar toda a terra. Descasque a cenoura e rale-a.
Leve depois ao lume um tacho com um pouco de azeite e refogue a cebola com o alho. Acrescente depois a cenoura ralada, o alho francês e o bacalhau e deixe estufar em lume brando cerca de 15 minutos. Rectifique de sal, se necessário e tempere com um pouco de pimenta. Acrescente ao bacalhau a batata palha e metade do molho bechamel. Envolva bem e coloque a mistura num tabuleiro que vá ao forno. 
Cubra com o restante molho bechámel previamente misturado com as natas e leve depois ao forno já aquecido a 180ºC até ficar tostadinho.
Sirva com uma salada verde.


Bom Apetite!

Bolo Florido (para o dia da mãe ou outro dia especial)


Perguntam-me imensas vezes acerca dos bolos que faço para as comemorações dos aniversários cá de casa. Há muito tempo que deixei de comprar bolos em pastelarias e passei a fazer eu mesma. Claro que não ficam perfeitos, claro que não ficam tão deslumbrantes, mas são, para mim bolos especiais, e que me dão imenso prazer fazer.
Opto quase sempre por fazer massas de bolos mais densas mas fofas - de receitas conhecidas e já publicadas aqui no blogue - e vou alternando com coberturas de buttercream, brigadeiro, chocolate cremoso, chantilly, doce de ovos... Dependendo das massas usadas. 
No aniversário do Zé fiz um bolo de banana já aqui publicado, com cobertura de buttercream de mascarpone e foi um sucesso. No aniversário do Miguel, bolo de noz e cobertura de doce de ovos, nos anos da Benedita, bolo de maçã com buttercream de queijo creme, e no aniversário do António, bolo de cenoura e laranja com cobertura de chocolate cremoso....
Este bolo que trago hoje, foi preparado num workshop privado de comemoração de um aniversário de uma amiga minha. Ela escolher um bolo de cenoura, e queria uma cobertura de queijo creme, porque é fã da combinação. Portanto optei por um bolo de cenoura e coco que publiquei aqui recentemente, e “inveintei” uma cobertura sem manteiga, apenas de queijo creme e natas. O resultado não poderia ter sido mais perfeito, e merece ser partilhado. Principalmente porque este fim de semana é dia da mãe e pode ser uma altura maravilhosa para preparar este bolo. E Maio é também altura de comemorações de comunhões e profissões de fé e afins, e sei que muitos procuram um bolo especial para fazer em casa.
Decorei com flores comestíveis, o que torna o bolo irresístível! Estas foram uma oferta da Francisca,  (https://www.instagram.com/heartmakesfranciscanunes),  mas encontram flores comestíveis em mercados e supermercados biológicos, e também no supercor.

Próximos Workshops:

 “Receitas Simples e Deliciosas para Dias de Primavera” 
Em LISBOA, PORTO e OVAR

LISBOA - 25 de Maio: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

PORTO - 11 de Maio:  Workshops Pop Up Porto, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

OVAR - Furadouro - 12 de Maio: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes para o Bolo:

250g de cenouras 
4 ovos
100ml de óleo vegetal (uso óleo de grainha de uva prensado a frio. Também podem usar óleo de coco se preferirem ou azeite ou oleo vegetal normal)
250g de açúcar mascavado ou amarelo
175g de farinha de espelta
50g de coco ralado
1 colher de sopa de fermento em pó

Recheio e cobertura de queijo creme:

400g de queijo creme
200g de creme fraiche
75g de açúcar em pó

Preparação:

No copo da liquidificadora ou robot de cozinha coloque a cenoura descascada e cortada em pedaços, os ovos, o óleo, o açúcar e o fermento e triture até obter uma mistura homogénea. Junte depois a farinha e o coco e envolva com a colher de pau.
Coloque a massa dividida em duas formas com cerca de 16cm de diâmetro, previamente f untadas e forradas com papel vegetal, e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 30 minutos.
Retire do forno, deixe arrefecer uns minutos e desenforme deixando arrefecer completamente sobre uma grelha.
Entretanto prepare a cobertura: bata o queijo creme à temperatura ambiente com o creme fraiche o o acucar em pó.
Depois do bolo frio, recheie e cubra com a mistura de queijo creme alisando a superfície com a ajuda de uma espátula. 
Decore depois a gosto com as flores comestíveis com outra decoração a gosto.


Bom Apetite!

Tarte de Maça Rápida com Canela


Depois do feriado, e só com mais dois dias até ao fim de semana, há receita de “tarte” de de maçã, daqueles que se preparam em pouco tempo e que toda a gente gosta. E, apesar de o tempo estar quente, e de às vezes poder não haver muita vontade de ligar o forno, ninguém nunca precisa de desculpas  para comer bolo. E este acabou-se num instante! 
Se forem gulosos, experimentem o bolo com uma bola de gelado. Sobremesa maravilhosa!

Próximos Workshops:

 “Receitas Simples e Deliciosas para Dias de Primavera” 
Em LISBOA, PORTO e OVAR

LISBOA - 25 de Maio: Workshops Pop Up Chiado, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

PORTO - 11 de Maio:  Workshops Pop Up Porto, 11h30 - (INSCRIÇÕES AQUI)

OVAR - Furadouro - 12 de Maio: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes:

4 maçãs
1 ovo inteiro
2 gemas
150g de açúcar
100g de manteiga
170g de farinha
1 colher de sobremesa de fermento em pó
1 colher de chá de canela em pó

Preparação:

Descasque as maçãs, corte-as fatias o mais finas que conseguir, Reserve.
A seguir bata as gemas e o ovo com o açúcar até obter uma mistura esbranquiçada (poderá bater com a batedeira), acrescente a manteiga amolecida e continue a bater até obter uma mistura homogénea. Incorpore agora a farinha e o fermento envolvendo bem.
Coloque a mistura numa sem buraco (22cm) previamente untada e forrada com papel vegetal, alise bem e por cima da massa coloque a maçã, formando um padrão que cubra toda a superfície. Polvilhe com a canela e pó e com um pouco mais de açúcar. 
Leve ao forno pré aquecido a 180ºC durante cerca de 30 minutos.
Retire do forno e deixe arrefecer durante uns minutos. Desenforme e deixe depois arrefecer sobre uma grelha.


Bom Apetite!

Imprimir