"Pie" de Pato

Finalmente a chuva e o Outono. Desculpe lá, quem ainda queria uns diazinhos de praia, mas gosto bastante deste tempo. Dá-me vontade de fazer comidas de forno, massas, bolachas e bolos reconfortantes. Começo a pensar em abóboras, marmelos e nozes. E assados. E cozido à portuguesa…. A chuva deu-me vontade de fazer uma “pie” à moda inglesa.
Tinha pato já cozinhado e desfiado, congelado, pronto para um arroz ou um folhado, porque eu fui uma grávida prevenida e “enchi “o congelador com comida pronta ou semi-pronta para minimizar o impacto de chegar a casa com um recém nascido e não ter tempo para cozinhar.
Sai então uma “Pie” de pato muito reconfortante.

Ingredientes para 4 pessoas:

Massa quebrada:
300g de farinha de trigo
150g de manteiga ou margarina
120ml de água
Sal q.b.
350g de pato cozido e desfiado (como se fosse para arroz de pato)
100ml de água de cozedura do pato
2 colheres de sobremesa de amido de milho (maizena)
Sal e pimenta q.b.
1 gema

Preparação:

Leve um tacho ao lume com o pato desfiado e o caldo da cozedura e deixe começar a ferver. Desfaça a maisena num pouco de água e junte-a ao pato desfiado mexendo sempre para engrossar. Tempere de sal e pimenta a gosto e coloque a mistura num pirex ou tarteira.
Entretanto prepare a massa. No robot de cozinha coloque a farinha, o sal, a água e a manteiga ou margarina partida em pedacinhos. Ligue o robot de cozinha e deixe trabalhar até que a massa esteja formada numa bola. (Demora apenas alguns segundos!)
Retire a massa para uma superfície enfarinhada, tenda numa bola mais perfeitinha, e com a ajuda do rolo da massa estique-a de modo a que tenha tamanho para cobrir toda a parte de cima da tarteira ou pirex – atenção para não deixar a massa muito fina.
Cubra com a massa o pirex com o pato desfiado, pressione bem nas bordas do pirex e abra um buraquinho ao centro para, durante a cozedura, libertar o vapor. Pincele depois com a gema de ovo desfeita num bocadinho de água ou leite e leve a cozinhar em forno pré aquecido a 180ºC durante cerca de 35 a 40 minutos ou até a massa estar dourada e cozinhada.
Sirva com esparregado de espinafres.

Bom Apetite!

5 comentários :

  1. É reconfortante para mim saber que não sou a única neste mundo a gostar deste tempo! :D Com tanto adepto de praia, sol e calor à minha volta, estava a pontos de achar que devia ser maluquinha! Apetece-me fazer bolos que se comem acompanhados de um bom chá ou com um cacau quente, apetece-me canja de galinha no sofá debaixo das mantas e já sinto, loooonge, mas sinto o cheiro a Natal :D

    ResponderEliminar
  2. Essa tarte está uma perfeição!

    beijinhos :)

    ResponderEliminar
  3. Adoro o outono, é a minha estação preferida!
    Adoro estas tartes, são reconfortantes... e tenho um fraquinho maior pelas massas do que pelos recheios. A massa fica ótima, adquire o sabor e a humidade das carnes.

    ResponderEliminar
  4. Que maravilha!
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Ficou com uma apresentação muito bonita e deve estar uma delicia ;)
    http://asreceitasdoselminho.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

Imprimir