Gelado de Caramelo com Iogurte


Não vivemos num mundo ideal. Não somos perfeitos. Mas temos direito a fazer comentários, a emitir a nossa opinião e a pensar pela nossa própria cabeça. Temos o dever de o fazer de forma educada e sem ofender. Mas não devemos nunca ter receio de emitir a nossa opinião, mesmo que ela seja contrária à de outras pessoas que admiramos e respeitamos. Sou da opinião que uma boa “discussão” de diferentes pontos de vista é benéfica e nunca fez mal a ninguém.
Não gosto é quando as nossas opiniões e pontos de vista - muitas vezes apenas e só isso - servem propósitos de “odiozinhos”, e de aproveitar para “descarregar frustações”. Fazer um comentário ou uma critica educada que vai de acordo à nossa maneira de ser é, apenas e só isso.
Não gostamos mais ou menos de alguém apenas porque por vezes lhe fazemos uma critica. Gosto muito da minha irmã, mas isso não me impede de lhe fazer algumas criticas - seja ao que veste ou à maneira como gere alguns aspetos da vida dela. Gosto muito dos meus amigos, mas não tenho de concordar com todas as suas visões do mundo e da vida. Gosto muito dos meus pais, mas têm opiniões e ideias com as quais estou totalmente em desacordo.
Passa-se o mesmo com os blogues. Sigo os que gosto. (Não perco tempo com aqueles que não gosto!) Mas isso não quer dizer que esteja de acordo com tudo o que publicitam, dizem, fazem, mostram. Gosto mais de umas coisas do que de outras. E às vezes não gosto mesmo nada. Não acho que faço mal em emitir esse descontentamento, dizer que não gosto disto ou que não percebo aquilo. Se andam sempre assim maquilhadas e se a vida delas é sempre assim tão cor de rosa, se t|em só louça bonita e só fazem receitas imaculadas, ou se andam sempre com o fotografo atrás. É apenas e só uma opinião minha, e que não serve para ofender, mas apenas para mostrar a minha visão de algo específico. E discordar disto ou daquilo, de forma educada e não ofensiva, não é dizer que não gosto de um determinado blogue. é dizer que há coisas que não gosto ou não percebo, ou apenas e só dar uma opinião diferente, apesar de estarmos a falar de alguém que gosto.
Tal como quem aqui vem diariamente não gosta de tudo o que aqui vê. Certamente que haverá dias em que não gosta da receita, ou do texto. Ou não gosta de algum ingrediente específico, da foto ou da louça... Não têm de gostar de tudo, só porque gostam do blogue no geral. E as opiniões   diferentes ou não das minhas são sempre um bom ponto de discussão. (Educadas e sem ofender!) 
O que eu não gosto é de confusões e mal entendidos. De falar de uma coisa e desviar-se para outra. De emitir um ponto de vista, e de repente já não estarmos a falar disso, mas sim a destilar as nossas frustrações diárias. 
Não temos mesmo de gostar de tudo. Seguir alguém que gostamos não é de todo estar 100% de acordo com tudo o que essa pessoa diz/mostra/faz.
Todos somos diferentes. Todos temos direito à nossa opinião. Mas acima de tudo devemos poder questionar o que não gostamos ou compreendemos, sem para isso necessitar de denegrir a imagem de ninguém. Infelizmente, às vezes não somos bem compreendidos ou a “mensagem” acaba a perder-se pelo caminho.
E para adoçar um texto mais sério, a receita de gelado mais simples do mundo! Rápido, e que não necessita de máquina.


Ingredientes:

400g de iogurte grego não açucarado
1 lata de leite condensado cozido

Preparação:

Coloque o iogurte o o leite condensado num taça e, com a ajuda de uma batedeira bata até obter uma mistura cremosa e homogénea.
Coloque depois numa caixa hermética e leve ao congelador no mínimo de 6 horas - de preferência de um dia para o outro - até que fique firme. Retire o gelado cerca de 10 minutos antes de servir. 
Sirva em tacinhas, e coloque-lhe, se gostar toppings a gosto, como caramelo, chocolate ou até rodelas de banana ou pepitas de chocolate.


Bom Apetite!

17 comentários :

  1. Que excelente texto! E que gelado com ar delicioso! :)

    ResponderEliminar
  2. E mais nada. Faço minhas as suas palavras, adorei o gelado e a facilidade de o fazer, tal como as palavras que escreveu, eu tenho mais dificuldade de expressar, mas penso exactamente assim. Vamos vivendo o melhor possível com o que temos, sejam felizes e gulosos...

    ResponderEliminar
  3. Olá Joana, sem dúvida que não vivemos num mundo ideal e nem somos perfeitos e claro que temos direito a fazer os nossos comentários e opiniões desde que não ofendamos ninguém, mas neste mundo da blogosfera, facebook e afins, fui aprendendo que ao emiti-las, corremos mais o risco de ser ali "enxovalhadas" e criticadas do que conseguirmos uma boa e saudável “discussão”. Daí ter deixado de o fazer pois acho que neste mundo há muita maldade e esses tais "odiozinhos" de que falas, infelizmente. Por isso vamos mas é a um geladinho delicioso...
    Que deliciosa e rápida sugestão Joana, com os miúdos agora de férias, nada como estas receitinhas simples e deliciosas e que com toda a certeza vão ser do seu agrado.

    Beijinho e obrigada pela partilha!

    ResponderEliminar
  4. Olá Joana, sem dúvida que não vivemos num mundo ideal e nem somos perfeitos e claro que temos direito a fazer os nossos comentários e opiniões desde que não ofendamos ninguém, mas neste mundo da blogosfera, facebook e afins, fui aprendendo que ao emiti-las, corremos mais o risco de ser ali "enxovalhadas" e criticadas do que conseguirmos uma boa e saudável “discussão”. Daí ter deixado de o fazer pois acho que neste mundo há muita maldade e esses tais "odiozinhos" de que falas, infelizmente. Por isso vamos mas é a um geladinho delicioso...
    Que deliciosa e rápida sugestão Joana, com os miúdos agora de férias, nada como estas receitinhas simples e deliciosas e que com toda a certeza vão ser do seu agrado.

    Beijinho e obrigada pela partilha!

    ResponderEliminar
  5. meu deus que perdição!!!
    :D
    AMOOOOOOOOOOOOOOOOOO

    ResponderEliminar
  6. Anónimo15:29

    Parece mesmo fácil e bom... Duas perguntas:
    - O ser iogurte não açucarado é por causa do leite condensado já ser muito doce ? Ou é porque o açúcar no iogurte estraga a confecção do gelado, de alguma forma) ?
    - Como a receita não fala em voltar a misturar a meio da congelação fiquei curioso: depois de congelar não ganha aquele gelo tão aborrecido nos gelados caseiros (quando não se tem máquina) ?
    Obrigado
    Ricardo_A

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rita17:03

      Fiquei também a pensar o mesmo... Joana, socorro! ;) precisamos de saber se é preciso ir mexendo! E quanto ao resto, quem não gosta não come ou não vê ou não compra. Gente mal educada é distância que se quer!

      Eliminar
    2. Ricardo:
      Iogurte não açucarado porque o doce do leite condensado é suficiente para o gelado. única razão.
      Com esta receita não é necessário misturar mais nenhuma vez. O açúcar e a composição do leite condensado, assim como do iogurte - o teor de gordura e o açúcar, impedem a formação dos tais cristais de gelo.
      Basta congelar normalmente e retirar uns minutos antes de servir porque, vai estar duro e precisa de um pouco de temperatura ambiente para se conseguir tirar colheradas. Mas não, não é necessário mexer a meio.
      Rita: já está respondido!
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  7. Anónimo15:36

    O mundo não é perfeito, e nem as pessoas.
    Quando comentamos estamos a dar a nossa opinião, o nosso ponto de vista, concordante ou discordante consoante a situação em apreço. Muitas vezes, poderá não ser bem interpretado, mas também há quem exagere na dose.
    Há blogs para todos os gostos e feitios, com temáticas variadas. Acompanho alguns porque revejo-me neles (ideia/conceito, gosto do trabalho desenvolvido) e outros vou aprendendo a conhecer.
    Também há outros, que não acompanho porque não têm nada a ver comigo, pois parecem ser muito "artificiais" - aliás na 1ª e única experência em blogs fora da área da culinária, não gostei do teor do texto escrito, pois acho que há maneiras de criticar sem insultar as pessoas (para "corte e costura", já basta alguns colegas no serviço, e isto satura diariamente).
    Opinião dada (da qual poderão discordar, é claro!), vamos agora à que interessa: um belo gelado para adoçar as nossas bocas, e quiçá as "bocas venenosas". Este gelado é a versão fresca da minha "baba de camelo fingida", que faço quando estou com preguiça e qpetece algo doce (se não atacar a lata de leite condensado!).
    Um grande beijinho, Sara Oliveira

    ResponderEliminar
  8. Concordo inteiramente com este texto Joana :)
    Que delícia de gelado deve ser, tenho de experimentar :)

    ResponderEliminar
  9. sandra19:30

    Nem mais ;)
    Aiii esse gelado....

    ResponderEliminar
  10. Realmente existem muitas pessoas mal intencionadas por este mundo e precisamos cada vez mais conter as nossas palavras sinceras, caso contrário arriscamos a ouvir mesmo as frustações dos outros. Eu sigo quem gosto e nem sempre gosto de tudo mas gosto no geral e isso faz-me continuar a visitar determinados espaços. Como tudo na vida, não se agrada a todos mas paciência, se assim não fosse o mundo também era demasiado estranho.
    Mas confesso que quando me deparo com pessoas "de baixo nível", fico algo revoltada, no entanto temos de aprender a lidar com todos. O único conselho que posso dar é mesmo para ignorar e continuar a ser a pessoa que é, quer gostem quer não, porque tenho aprendido que nesta vida existe mesmo é muita dor de cotovelo.
    Beijinhos ...
    Guloso qb

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, e o gelado parece ser delicioso, ainda não me aventurei pelos gelados com iogurte mas este pela praticidade convenceu-me a experimentar. Só uma questão, pode ser com iogurte natural (aqueles normais) ou tem mesmo de ser com grego?

      Eliminar
  11. Joana, já alguma vez te disse que gosto muito de ti?! Sim, gosto e identifico-me bastante com a tua forma de pensar. E ainda que em silêncio gosto de vir aqui ler os teus pensamentos, o que te vai na alma. E este é mais um texto que poderia ter sido escrito por mim. Mas não é e não é porque (e aqui tiro-te o chapéu) eu não sou muito de vir para as redes sociais expressar os meus pensamentos. Gosto da tua ousadia em fazê-lo mas acho que isso pode sempre trazer as suas consequências, como as tais "pessoas" que aproveitam um desabafo alheio para descarregarem as suas frustrações. E este mundo está cada vez mais cheio de pessoas frustradas, até chateia. Mas sabes o que acho mesmo?! É que existem muitas pessoas desocupadas, sem nenhum para fazer e que se sentem poderosas só porque estão à frente de um computador e aproveitam para descarregar a raiva e enxovalhar tudo e todos. O tuga não tem um bom sentido de humor e muitas vezes aquilo que escrevemos e até era uma piada acaba por ser ofensivo para alguns. As nossas palavras nunca são interpretadas da mesma forma por quem nos lê. É por isso que eu prefiro continuar "low profile". Mas admiro-te imenso!
    E este gelado perigoso, por ser tão rápido, está DELICIOSO! :)
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  12. Joana, belas e sábias palavras! Célio, tens toda a razão! Mas acho q pessoalmente sempre houve gente frustrada, agora é q temos acesso mais imediato aos seus rancores, pq escrevem toda e qualquer 'porcaria' sem usarem o 'filtro' e tal como disseste, aproveitam-se do facto de ter um monitor à frente e não terem q encarar ninguém p destilarem a sua inveja e mesquinhez e falta do q se ocuparem :) Mas, como já disseram comentadoras anteriores, este geladinho vem mesmo a calhar, até pq para uma introdução mais longa, apresentaste uma receita super simples e rápida, a qual irei fazer assim q vier o calor a sério! Só uma pergunta: qd dizes levar ao frigorífico, referes-te ao congelador/arca, certo? Bjinhos e obrigada pela tua inspiração, culinária e psicológica ;)

    ResponderEliminar
  13. Olá Joana,
    E mais um texto, com o qual concordo a 100%.
    Ser diferente é bom...
    Discordar é saudável...
    Vamos ser mal entendidos uma ou outra x... E quem ofende é quem está á espreita de descarregar a sua frustração e não merece a sua atenção.
    Continue, sempre.

    ResponderEliminar
  14. nham nham, sou menino para experimentar :)
    www.ralacoes.wordpress.com

    ResponderEliminar

Imprimir