Tacos de Bacalhau Fresco Iglo em Polme de Espumante


Um almoço com os bff em que o único requisito é usar a nossa criatividade com o Bacalhau Fresco da Iglo (www.iglo.pt)? Desafio aceite!
E tudo começou com um jantar na semana passada, com um convite da Iglo para um jantar onde o bacalhau fresco iria ser a figura de destaque, uma vez que abril é o mês do bacalhau fresco. Nesse jantar o chef Daniel Cardoso apresentou-nos quatro propostas - qual delas a melhor - com bacalhau fresco. Desde o Ceviche, um Bacalhau Benedict, Bacalhau assado e Arroz de Tomate e Tudo é Coentro (com pipocas de bacalhau) as propostas foram todas muito originais. Com o mote “BFF” Bacalhau Fresco Forever, lá veio depois o desafio de juntarmos os nossos  bff´s em nossa casa e irmos para a cozinha preparar bacalhau fresco! Mas para chegar a casa e fazer um almoço para os nossos amigos com bacalhau fresco, é preciso também colocar a cabeça a pensar. E se a minha primeira ideia foi fazer uma Moqueca de Bacalhau Fresco, quase em cima do acontecimento mudei de ideias e pensei que nada melhor do que uma refeição mais descontraída e para partilhar. Portanto o que saiu foram uns deliciosos Tacos de Bacalhau Fresco com Polme de Espumante. Uma comida que lembra mesmo a primavera, os amigos e a partilha à volta da mesa. E no fim de tudo, ainda inspirada pelo jantar do chef Daniel para a Iglo, saiu um gelado de coentros do qual vos falarei em breve!! Fica a sugestão.




Ingredientes para 4 pessoas:

Para o Bacalhau Fresco em Polme de Espumante:
1 Tranche inteira de Bacalhau Fresco da Iglo
150ml de espumante (usei espumante bruto da zona da Bairrada)
50g de farinha de trigo
50g de amido de milho (maisena)
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de chá de curcuma em pó
sal e pimenta q.b.

Para a Salada de Ananás:
1/4 de ananás
10 tomate cereja
1/4 de pimento vermelho
1 cebola nova pequena
1 molhinho de coentros frescos
sumo de limão q.b.

8 tortilhas ou wraps
couve roxa em juliana fina q.b.
rebentos de alfafa (opcional)
maionese caseira q.b.

Preparação:

Comece por preparar a salada de ananás. Descasque e corte em cubinhos pequenos o ananás. Pique finamente a cebola e junte ao ananás. Corte também o pimento vermelho em cubinhos e o tomate cereja em quartos e pique os coentros. Misture tudo com o ananás e regue com um pouco de sumo de limão. Reserve.
Prepare depois a polme. Numa taça coloque a farinha de trigo, o amido de milho, o fermento, a curcuma e tempere com um pouco de sal e pimenta. Misture bem e retire duas colheres de sopa desta mistura para um prato e reserve. À restante mistura de farinha misture o espumante e deixe repousar uns minutos.
Entretanto corte a tranche de bacalhau fresco Iglo em pequenos pedaços e seque-os numa toalha de cozinha  lavada. Passe depois os pedaços de bacalhau fresco Iglo pela farinha reservada, e depois pela polme, levando a fritar em óleo já quente abundante. Deixe fritar uns 5 minutos até que fique crocante e dourado e coloque depois em papel absorvente para retirar o excesso de óleo.
Coloque depois tudo na mesa, para que cada um prepare o seu taco: numa tortilha colocar um ou dois pedaços de peixe, um pouco de salada de ananás, couve roxa, rebentos de alfafa e maionese a gosto. Enrole e coma de forma descontraída!


Bom Apetite!

4 comentários :

  1. Anónimo09:01

    Estava curiosa com estes tacos de bacalhau fresco!
    Experimentei umas vezes quando estavam em promoção no Pingo Doce, há alguns anos atrás. Nunca mais o vi à venda no balcão dos peixes (no da minha zona e outro perto do serviço). Por vezes, aparece pontualmente à posta, o preço é por unidade, tornando-se dispendioso. O da Iglo, também é raro na minha zoba, sendo mais fácil encontrar num hipermercado.
    Se o encontrar, será para experimentar!
    Também, fiquei curiosa com o esse gelado de coentros (as pipocas de bacalhau - deve ser algo "estranho"). Se usamos ervas aromáticas ou de infusões (louro, lavanda, poejo, hortelã, menta, lúcia lima, hibisco, carqueja, alecrim) para aromatizar cremes/sobremesas, porque não os coentros? É certo que têm um sabor marcante, mas ao mesmo tempo é fresco .Já vi receitas doces a usarem as sementes de coentro esmagadas, que têm um aroma cítrico,
    Venham ideias diferentes, que há muito para explorar!

    Um grande beijinho,
    Sara Oliveira

    ResponderEliminar
  2. Joana, para que servirá as 2 colheres de sopa do polme?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Paula:
      O que se reserva são duas colheres de sopa da mistura de farinha, e não da polme.
      Serve, como indicado na receita, para passar o peixe antes de o mergulhar na polme e fritar.
      Espero ter ajudado.
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  3. Tão bom para partilhar com os BFF :)

    ResponderEliminar

Imprimir