Bavaroise de Cerejas


O ano passado celebrámos também em casa o dia da mãe. Convidei a minha mãe, sogra e cunhados para almoçar e fizemos uma “festa”. Sabem, nunca me arrependo de todas as vezes que tenho a casa cheia, que convido toda a gente, que tenho “trabalho”. De todas as festas, jantares, almoços, churrascos que fazemos. Nunca me arrependo. Sempre disse que temos de aproveitar as pessoas e as ocasiões, e que nunca se sabe o dia de amanhã…
Sabem, esta pandemia só me veio dar razão. Agora, que tantos de nós não se juntam com os amigos e com a família para o bem de todos, agora que tantas pessoas sentem falta de abraços e convívio e partilha, pergunto-me apenas porque não aproveitaram quando podiam.. porque não fizeram festas mais vezes, porque não convidaram amigos e família mais vezes, porque não saíram da zona de conforto mais vezes, e se cansaram, e tiveram trabalho. Agora são capazes de dar valor a esses momentos, e de dizerem que vão aproveitar mais. Mas sabem, eu não acredito muito. Tenho quase a certeza que quando esta “novidade” passar, quando conseguirmos voltar à antiga normalidade, que tudo cairá no esquecimento…. Que muita desta empatia que sentimos agora, desta bondade, deste sentimento de respeito para com tantos profissionais, desta necessidade de abraço e partilha e conforto, do fazer o pão em casa, acabará tudo por cair novamente no esquecimento dos dias preenchidos e a correr….
Mas claro, posso estar enganada… só o tempo saberá dizer o que virá!
Para já partilho a sobremesa do dia da mãe deste ano. Que fiz para nós. Para comemorarmos da forma possível este dia da mãe.

Ingredientes:

300g de cerejas (usei congeladas, mas podem usar frescas, e outra fruta como morangos, framboesas, mirtilos, mistura de frutos vermelhos….)
6 folhas de gelatina
1 lata de leite condensado
4 gemas
200ml de natas frescas (ou natas de longa duração bem frias)

Preparação:

Demolhe as folhas de gelatina em água fria. Reserve.
Leve depois ao lume o leite condensado com as gemas, misture bem e deixe engrossar um pouco. Junte depois as folhas de gelatina escorridas (como a mistura está quente não precisa de dissolver previamente) e mexa bem.
Junte depois as cerejas ou os outros frutos vermelhos e triture tudo com a varinha mágica até ficar uma mistura homogénea.
Bata depois as natas e envolva-as suavemente no preparado.
Coloque a mistura numa forma própria, e leve ao frigorífico durante pelos menos 6 horas, de preferência de um dia para o outro até solidificar bem
Desenforme depois cuidadosamente, colocando durante uns segundos a forma em água quente, e decore a gosto.

Sirva de imediato!

5 comentários :

  1. e por que nao receitas das sopas dos pobres em tudo Portugal??

    Na realidade e o realidad e Portugal finito ja!

    ResponderEliminar
  2. Querida Joana, não podia estar mais de acordo, este que agora vêem par as janelas bater palmas, são os que de futuro, infelizmente, vão voltar a insultar médicos e enfermeiros, bombeiros e policias, o confinamento trouxe uma falsa empatia, infelizmente logo que isto tudo voltar ao normal, quer economicamente quer a nível de saúde a arrogância e snobismo voltará com toda a força. Beijinhos para si e para todos os seus.

    ResponderEliminar

Imprimir