Canelones Rápidos de Aproveitamentos

Está enraizado em mim, faz parte da maneira como cozinho diariamente, da maneira como fui educada e dos meus princípios morais. Raramente deito comida fora – guardo em caixinhas todas as sobras, no congelador ou no frigorífico e aproveito-as logo que posso, para não deitar estragar ou azedar. Confesso mesmo que, se por qualquer motivo tiver de deitar pão fora, tenho o habito antiquado de dar um beijinho no pão antes de o colocar no lixo… Eu sei que soa um bocado estranho mas é a verdade. Odeio a ideia de deitar comida fora quando há pessoas que não têm que comer, que revolvem caixotes do lixo em busca de um pedaço de pão, que há pessoas que fazem muitas contas para conseguir colocar comida todos os dias em cima da mesa, quando todos os dias há instituições e bancos alimentares que fornecem refeições e alimentos a famílias desfavorecidos.
Além de que todos os alimentos custam dinheiro e desperdiça-los é literalmente deitar dinheiro fora.
Com base nesse principio preparei estes canelones (e ainda uns croquetes!) com sobras de carne que tinha congelada. Fui congelando em várias tacinhas, em várias ocasiões, de diversas receitas. Descongelei depois tudo e, além de um tabuleiro de canelones que deu para quatro pessoas e ainda sobrou, ainda consegui fazer quase duas dúzias de croquetes caseiros. É mesmo caso para dizer que “grão a grão, enche a galinha o papo”.

Ingredientes para 4 pessoas:

1 embalagem de massa de lasanha fresca
500g de sobras de carne previamente cozinhada
500ml de molho de tomate (usei caseiro que tinha preparado anteriormente, mas podem usar de compra se preferirem)
200g de queijo mozarela ralado

Preparação:

Num tabuleiro que vá ao forno e à mesa coloque metade do molho de tomate.
Entretanto corte ou pique grosseiramente a sobras de carne. Corte também as folhas de lasanha ao meio.
Na ponta da folha de lasanha coloque um pouco de carne e enrole depois a massa para formar um canelone. Coloque-o depois no tabuleiro, sobre o molho de tomate com a abertura virada para baixo. Repita até esgotar todos os ingredientes e tendo o cuidado de colocar todos os canelones numa camada só, sem os sobrepor.
Por cima dos canelones coloque o restante molho de tomate, e cubra generosamente com o queijo ralado.
Tape com papel de alumínio e leve a assar em forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 40 minutos. Ao fim desse tempo retire o papel e deixe alourar a superfície.
Sirva com uma salada verde.

Bom Apetite!

17 comentários :

  1. Joana,
    não és a única. Eu também tenho o hábito de dar um beijinho ao pão quando tem que ir para o lixo ;)
    Fui educada com esses princípios de aproveitar tudo, de não deitar fora e daí eu reciclar. Aprendi com a minha avó e mãe. No fundo deram-me a maior riqueza os valores que me transmitiram que valem mais que o dinheiro.
    Adorei a tua receita, pois eu faço o mesmo, e diz lá se não é uma excelente refeição?
    Um beijinho e votos de uma excelente semana.
    Romã :*

    ResponderEliminar
  2. Cristina10:32

    Também subscrevo! Tudinho!...
    Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Igualzinho cá em casa - não se deita comida fora. Este canelones estavam sem dúvida deliciosos:)
    http://acozinhadaovelhanegra.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Anónimo11:37

    Na minha casa também não se deita comida fora e o pão tento mesmo não ter que deitar fora. Também sou do tempo de dar beijinhos no pão se tiver mesmo que jogar no lixo. Ontem também foi dia de aproveitamentos, tinha um resto de frango assado e um resto de cogumelos frescos e fiz frango e cogumelos á bráz. E tinha umas claras congeladas a precisarem de ser consumidas e fiz farófias. No aproveitar é que está o ganho :)

    ResponderEliminar
  5. Anónimo12:30

    Para além de todas essas razões que enunciou e com as quais concordo totalmente, há sempre a questão dos animais que foram sacrificados para a nossa alimentação. Quando olhamos para um bife, a maior parte de nós, já não pensa que aquele pedaço de carne foi um animal que teve de morrer para a satisfação das nossas necessidades de alimento. Se víssemos a vaca, o porco, a galinha, entre outros, vivos, antes de os comermos, talvez tivéssemos mais respeito pela comida.

    Sofia

    ResponderEliminar
  6. Os restos lá em casa, quando não se comem vão para os animais. E o pão não o deito fora, e acho que é um hábito que podem começar a ter. Quer é esfarelar e deitar numa zona relvada ou jardim para os passarinhos o comerem. :)

    ResponderEliminar
  7. Achei alguém que dá beijinho na comida antes de a jogar fora, eu dou até quando passa do ponto, ensinamentos da vovó e da mamãe.
    Boa semana!

    ResponderEliminar
  8. Engraçado, eu também faço isso ao pão quando o deito fora,pensei que era só eu hehehe! Realmente há tanta coisa que se pode fazer com sobras e bem deliciosas tal como esta receita! Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Também dou sempre um beijinho no pão se, por acaso, tiver que o deitar fora ;)

    ResponderEliminar
  10. Muito bem... ;)
    viagemdoceviagem.blogspot.com

    ResponderEliminar
  11. Catarina Beltrão19:28

    Muito bonita esta partilha, quer pela receita, quer pela mensagem que lhe está associada.

    ResponderEliminar
  12. Muito bom ca por casa tb é assim beijinhos

    ResponderEliminar
  13. O meu almoço ontem ñ foi canelones, mas foi tb de aproveitamentos: um resto de molho de tomate, uma embalagem com um restinho de queijo mozarela, duas salsichas perdidas no congelador, um tomate já a ficar velhote e alguns cogumelos; cozi macarronete e voilá, almocinho à maneira :) Detesto deitar comida p o lixo, aliás, coisa mt rara cá em casa e temos q vantagem de ter galinhas p comer alguns restos q já ñ se aproveitem :) Esses canelones ficaram mt apetecíveis :) Bjinhos!

    ResponderEliminar
  14. Anónimo16:52

    Gosto muito da sua forma de ver a vida o respeito que tem que ter por tudo,pois de facto ha muito boa gente que se esquece de quem precisa,de quem nada tem por isso temos que respeitar aquilo que ainda nos vai chegando ás mãos.Também eu não deito nada fora e gosto mesmo de inventar,quando me sobra qq coisa.Doi-me se tenho que deitar um pão for,o que muito raramente acontece,tb dou um beijinho e peço perdão ao Pai por o fazer.

    ResponderEliminar
  15. Anónimo10:53

    Bom dia Joana! Há anos que sigo este seu cantinho porque me identifico com a maneira como trata os alimentos. Felizmente não vivo com dificuldades mas isso não me dá o direito de deitar comida fora quando outros nem um pão têm para comer ou para alimentar os filhos. Aqui em casa também se aproveita tudo, não há cá esquisitisses, tanto eu como o meu marido fomos habituados assim e quando tiver filhos também serão. Parabéns pelo seu blog e por todas as partilhas maravilhosas. As maiores felicidades para si e para os seus.

    ResponderEliminar
  16. Thanks designed for sharing such a good thought, paragraph is fastidious, thats why i have read
    it fully
    iran-lawyer
    mrdadyar.simplesite

    ResponderEliminar

Imprimir