Trufas de Cacau e Tâmaras

Tenho para mim que há pessoas que só são felizes a tentarem destruir os outros. Pessoas que vivem tão mal com elas próprias que acham que quem as rodeia pensa e age como elas. Veem maldade em tudo porque são maldosas. Insinuam o que lhes apetece porque só são capazes de ver a sua verdade. Vibram com o que de menos bom acontece aos outros. E apenas são amigas dos seus amigos quando estão na mó de cima, mas quando os papeis se invertem afastam-se esquecendo quem sempre ficou feliz com as suas vitórias.
Ao longo da minha vida encontrei pessoas de toda a espécie. Pessoas que achava que seriam minhas amigas para a vida e que me “enxovalharam”, pessoas que até estiveram ao meu lado e presentes em momentos menos bons, mas quando vivi momentos realmente felizes e importantes se afastaram sem deixar rasto.
Encontrei desconhecidos que com as suas palavras me fizeram sentir mais feliz que nunca, que foram amáveis e simpáticos e que acompanharam várias etapas da minha vida. Encontrei outros que sem me conhecerem acharam-se capazes de me julgar e de transmitirem falsos juízos de valores a quem os quisesse ouvir.
Encontrei quem tivesse “dores de cotovelo” do tamanho do mundo, e quem tivesse um “coração de ouro”.
Conheci pessoas falsas e viperinas, e pessoas humildes, verdadeiras e generosas. Conheci pessoas talentosas e com olho, e outras “mete nojo” com a mania que são importantes.
Descobri que há pessoas que se escondem através do anonimato de blogues e de redes socias para poderem descarregar as suas frustrações diárias. E descobri que as pessoas que são verdadeiramente felizes são aquelas que muitas vezes teriam mais motivos para não o serem.
Ao longo da minha vida deparei-me sempre com pessoas muito diferentes. E todas elas, em algum momento me ensinaram e transmitiram algo. Muitas vezes pessoas que só se cruzaram na minha vida por alguns segundos, mas que tiveram impacto e que me ajudaram a ser a pessoas que sou hoje. Ou pessoas que por virem de mundos tão diferentes do meu conseguiram alterar a minha maneira de ver algumas coisas. Muitas delas nunca saberão como foram importantes.
Por causa das pessoas boas que entraram na minha vida, e que me conseguiram transmitir força, valores, princípios, ideias, lutas, trabalho, pontos de vista, e realidades diferentes é que consigo ultrapassar as pessoas mesquinhas, más, invejosas, amargas e mete nojo que vou encontrando e que me trazem alguns amargos de boca.
E para amargos de boca, nada melhor do que um docinho.

Entretanto relembro o workshop aqui em Coimbra, na Quinta do Ribeiro, no dia 14 de Junho pelas 10h, no qual se podem inscrever através de workshopquintaribeiro@outlook.com
E o lançamento do “Receitas para Todos os Dias” também no dia 14 de Junho, pelas 17h na Livraria Bertrand do Dolce Vita Coimbra. Espero poder contar com vocês.

E para que não digam que não há workshops em Lisboa, um showcooking gratuito – mas para o qual é necessário inscrição prévia – no El Corte Inglés de Lisboa no dia 18 de Junho pelas 18h30.

Ingredientes para 20 trufas

200g de tâmaras secas
75g de cacau magro em pó + para enrolar as trufas

Preparação:

Retire os caroços às tâmaras e corte-as em pedaços.
Coloque as tâmaras e o cacau num robot de cozinha e triture até obter uma espécie de pasta.
Com as mãos humedecidas tenda pequenas bolinhas do tamanho de nozes e enrole-as num pouco de cacau. Coloque depois as trufas em caixinhas de papel frisado.
Sirva com o café.

Bom Apetite!

18 comentários :

  1. Bom dia Joana,
    sou seguidora do seu blog desde há bastante tempo, apesar de nunca ter escrito um comentário.
    Pessoas invejosas, mesquinhas, desagradáveis e más sempre houve, e hoje em dia, com o anonimato das redes sociais, os comentários grosseiros, fora de lugar e sem qualquer conhecimento de causa estão na ordem do dia e a Joana, por partilhar connosco a sua paixão e também, de certo modo, a sua vida, está exposta a isso.
    Não ligue, passe por cima disso. Está a fazer um óptimo trabalho, o seu sucesso é mais do que merecido e pense que por cada invejoso, mesquinho e mete-nojo, há muitas, muitíssimas pessoas que lhe querem bem.
    Vou hoje experimentar essas trufas, obrigada pela partilha.
    Beijinho para si.

    ResponderEliminar
  2. Parabéns Joana pelo novo livro....mais um na lista para eu ir comprar :)
    Quanto ao seu post, não posso concordar mais com o que escreve. O melhor para o nosso bem estar é fazer os possíveis para estar rodeado de pessoas do bem e simplesmente eliminar das nossas vidas pessoas que nos deitam para baixo.
    Pessoas mesquinhas e invejosas só podem ser pessoas infelizes.
    Como eu sempre digo, ser feliz é uma escolha que se faz todos os dias. Quem não é feliz, é porque não o quer ser.
    Muitas felicidades e tudo de bom :))))

    ResponderEliminar
  3. Joana,
    Para essas pessoas mesquinhas e maldosas, só há uma resposta: o teu sucesso, preserverança, qualidade, generosidade e acima de tudo talento genuíno,.
    Muitos Parabéns e todo o sucesso do mundo para ti :D
    Beijinhos e sempre em frente, porque o caminho é longo ;)
    Romã

    ResponderEliminar
  4. Anónimo12:13

    PARABENS :)))
    Sou fã!!

    Vou ja comprar eheh
    E deixa que falem, bem ou mal, o importante e falarem ;)
    mtas felicidades nesta nova etapa

    ResponderEliminar
  5. Parabéns por seu novo trabalho!
    E essa receita de trufas é ótima!!!

    Abraços,
    www.montealegrerefrigeracao.com

    ResponderEliminar
  6. Teresa13:19

    Oh meu Deus que bom aspeto!!! Vou fazer!! mas as pessoas têm inveja de quê???? Do Seu Trabalho???? Uma pergunta,ontem fiz salmão no forno temperado com flor de sal,limão e alho ralado,quando fui servir o alho estava veeerde!!!!! è normal???? não gostei de ver! Obrigada.

    ResponderEliminar
  7. Parabéns, Joana. Pelo sucesso, por mais um livro e por ultrapassar as pessoas difíceis que a vida nos coloca no caminho.
    Parabéns por inspirar pessoas, como eu, a seguirem sonhos semelhantes e a não terem medo de se exporem na blogosfera, com tudo de bom e mau que isso traz.

    Gostaria de saber como podemos fazer para nos inscrevermos no workshop do El Corte Inglês. Obrigada e continuação de muitos sucessos.

    C. do Sem Avental

    ResponderEliminar
  8. Que bela ideia! Adoro essas gulodices mais "saudáveis", sem gordura e com ingredientes carregados de nutrientes, como é o caso das tâmaras. E como adoro tudo o que leve cacau, aposto que adoraria essas trufas! :)

    ResponderEliminar
  9. Amiga, pessoas más haverão sempre a acompanhar-nos na nossa vida,....não ligue a essas pessoas mesquinhas, elas têm é inveja.....siga em frente e os melhores amigos, estão sempre lá, mesmo quando nós menos esperamos :)
    Bem estas trufas estão fantásticas,...
    Beijinhos,
    Passatempo a decorrer no meu blog, vê tudo aqui: http://strawberrycandymoreira.blogspot.pt/2014/06/passatempo-do-5-aniversario-do-blog-o.html
    https://www.facebook.com/omeurefugioculinario

    ResponderEliminar
  10. Anónimo19:12

    Olá boa tarde. Todos os dias consulto o seu blog, sou uma fã do mesmo. Li o que publicou e se hoje escrevesse algo, em tudo seria igual ao que descreveu. A vida e os que com ela se cruzam no nosso caminho, são espinhos bem mais dolorosos do que os das rosas. Como bem a entendo. Força, não se deixe abater por flechas envenenadas de maldade. Fé em Deus, sempre. Dina

    ResponderEliminar
  11. Anónimo19:20

    Olá Joana. Só recentemente fiquei fá deste blog, e já não há dia sem uma visita.
    Quero aqui deixar o meu agradecimento para todo o seu trabalho. Quanto aos bons e maus amigos, todos nós somos apanhados durante a nossa vida por amigos que ao te-los não são precisos os inimigos para nada. Perante tudo isto só vou lhe dizer para seguir sempre no caminho certo e espere sempre a sorrir pois esses amigos vão sempre consigo, .. força.
    Aproveito para dizer que é pena não fazer workshop em Penafiel. :)

    ResponderEliminar
  12. Anónimo19:54

    Infelizmente, ainda não entendi o que as pessoas ganham ao serem maldosas ou invejosas. Não se deixe abater, e só posso dizer força. Força para superar os comentários desagradáveis e mesquinhos. Um grande beijinho da sua leitora, Sara Oliveira

    ResponderEliminar
  13. Boa noite Joana. Há pessoas de todas as espécies mas espero que consiga ir evitando as mesquinhas e guardando as generosas. Vai sempre existir quem se incomode com o sucesso dos outros, esquecendo que o mesmo é o resultado de muito trabalho e talento. Azar delas! Desejo-lhe toda a sorte com o seu novo livro.

    Beijinhos, Paula

    ResponderEliminar
  14. Anónimo23:43

    Olá Joana,
    Infelizmente o que descreveu em cima acho que faz parte da vida de toda a gente numa ou noutra fase da vida...
    Não ligue... se calhar até é bom que se manifestem cedo... assim fica realmente a saber com quem pode e não pode contar.
    A vida dá muitas voltas... como diz o ditado... «Cá se fazem, cá se pagam». E Deus encarrega-se de tratar de tudo...
    Siga em frente, fiel aos seus principios e valores. Não desanime NUNCA!...
    Beijão,
    Teresa C.

    ResponderEliminar
  15. Vou levar estas trufas comigo :) Sem açúcar... muito bom!
    Quanto ao resto. Concordo. Mas é assim mesmo a vida de todos nós. E o bom e o mau é que fazem de nós aquilo que somos. Dão-nos calo para a vida. Mas ás vezes dói... mas como digo às minhas filhas crescer dói muito... e viver também! ;) Beijinho Joana...

    ResponderEliminar
  16. Anónimo11:00

    honi soit qui mal y pense
    :)

    ResponderEliminar
  17. Olá, não leve a mal uma pequena observação, Não é a primeira vez que faz estes observações sobre a amizade, Obrigada por estes momentos de partilha, E acredite que eu como sua leitora também venho buscar força aqui no seu blog.
    sofia

    ResponderEliminar
  18. Uma belíssima introdução para a receita q nos apresentaste :) Bjinhos e continua firme no teu percurso de vida!

    ResponderEliminar

Imprimir