Doce de Pêssego e Maracujá


A fruta vai chegando cá a casa, e as compotas vão saindo aos poucos e poucos. Desta vez uma combinação nunca antes testada, que foi resultado das circunstâncias.
Tinha cá em casa alguns maracujás que vieram do jardim dos sogros, e da aldeia do avô vieram uns pêssegos pequeninos e quase todos já bem maduros. A combinação não surgiu logo, pois a ideia original era fazer a compota de pêssego e baunilha, sempre tão apreciada. Mas a combinação pêssego e maracujá começou a fazer sentido na minha cabeça. Ambos frutas de verão e frutas que ligam bem. Além disso a acidez do maracujá é perfeita para contrabalançar os pêssegos doces.
Ainda que a ideia para os maracujás seja outra (um parfait, um gelado, um curd ou qualquer coisa dentro disto!) apenas foram precisos uns quantos para transformar esta compota em algo diferente, ficando os restantes para testar e experimentar outras receitas (assim o António deixe!)
Aqui fica a minha versão da compota de pêssego e maracujá, para já, a mais surpreendente do ano!

Ingredientes para 4 frascos de cerca de 225ml cada:

900g de pêssegos (peso dos pêssegos já descascados e sem caroço)
100g de polpa de maracujá (cerca de 8 maracujás)
650g de açúcar

Preparação:

Num tacho coloque os pêssegos partidos em pequenos pedaços e acrescente a polpa de maracujá e o açúcar. (Atenção que ao fazer compotas nunca deve usar um tacho muito pequeno, pois a compota necessita de “espaço” para ferver sem correr risco de entornar)
Mexa bem todos os ingredientes, de modo a começar a dissolver o açúcar na polpa da fruta e leve ao lume. Assim que levantar fervura, reduza o lume para o mínimo e deixe cozinhar lentamente (cerca de 1h, 1h30) até o doce estar no ponto. Isto significa que, colocando um pouco da doce num pires e passando com a ponta de uma colher ou do dedo, esta abre uma “estrada” que não se une de imediato. (Atenção para não deixar a compota passar do ponto e ficar rija e caramelizar.)
Coloque depois a compota de pêssego e maracujá, ainda quente, em frascos de vidro previamente esterilizados (e de preferência também quentes) e tape de imediato. Vire-os depois de cabeça para baixo e deixe ficar assim cerca de 30 minutos para que criem um vácuo natural.
Etiquete a gosto e guarde-os depois num local fresco e seco até utilizar.


Bom Apetite!

8 comentários :

  1. Anónimo09:25

    E aqui está a receita tão desejada! Deve combinar bem, o doce e o ácido das frutas, dando um toque exótico. Vou aproveitar para usar os maracujás que foram comprados que estavam em promoção num supermercado (talvez 1/2 receita, pois são poucos). O curd de maracujá deve ser bom, pois já vi muitas receitas dele, e o de abacaxi não deve ficar atrás (são ideias para considerar quando as frutas estiverem em promoção, pois não são exactamente baratas). Enfim, considerações à parte, irei testar esta receita e experimentar com a baunilha, de modo a variar os sabores. Um grande beijinho, Sara Oliveira

    ResponderEliminar
  2. Realmente é tão boa esta altura em que temos frutas deliciosas ou do nosso jardim ou que nos são oferecidas por família e amigos! :)
    Especialmente porque esta necessidade de aproveitar os ingredientes que chegam em quantidade antes que se estraguem nos leva sempre a experimentar receitas e combinações novas.
    E que bem que esta nos parece! Tem óptimo aspecto e fica com uma cor linda.

    ResponderEliminar
  3. Thanks :) Agora só falta me darem a fruta p fazer esta compota invulgar ;) Bjinhos e td a correr bem nesta última fase de gestação!

    ResponderEliminar
  4. Recomendamos!!!

    http://www.mundodelas.com/

    ResponderEliminar
  5. optima sugestão!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. A foto está linda e aposto como a geleia deu certo e está supimpa! Abraço florido de setembro! Beijos!

    ResponderEliminar
  7. Testei, aprovei e amei! ps: o Silvino também. Bjs

    ResponderEliminar

Imprimir