Pavlova de Limão


A pavlova é um sobremesa que faço muitas vezes. Porque quase toda a gente gosta e porque dá para variar nos toppings, mas principalmente porque fica sempre bonita e é algo que fica deslumbrante na mesa. Levo também muitas vezes para jantares de amigos, e, apesar de a pavlova não ser a melhor das viajantes, aprendi que nunca se deve levar “montada”, mas sim todos os componentes preparados, acabando por a decorar apenas no local.
Outro truque que vos posso deixar, é que a pavlova é indicada para congelar depois de pronta. Ou seja façam-na, deixem-na arrefecer muito bem e depois podem colocar no congelador. Como tem bastante açúcar acaba por se conservar no congelador sem nunca efetivamente congelar e está portanto pronta a usar. O que permite ter sempre uma sobrepese à mão em caso de emergência.
O curd de limão fica realmente delicioso com a pavlova e tem sido das combinações preferidas cá em casa. Espero que também gostem.
Se nunca fizeram pavlova volto a deixar o desafio. Vale a pena!

E para quem estiver interessado, ainda existem vagas para um Workshop este sábado, dia 20 de Fevereiro, nos Workshops Pop-Up, na Rua do Almada, no Porto, pelas 15h.(Podem inscrever-se ou pedir mais informações em info@workshops-popup.com) Vou partilhar com todos ideias, dicas e receitas de como podem tornar a alimentação dos vossos filhos mais “saudável”. Como fazer papas caseiras, snacks e lanches mais saudáveis e sem adição de açúcar ou alimentos processados e até receitas cheias de vegetais “escondidos”. Uma partilha de tudo o que sempre fiz com a alimentação do Zé Maria e que eu espero poder também ser de utilidade para outros pais que também se preocupam com esta temática. Espero encontrar-vos por lá!

Ingredientes:

4 claras
220g de açúcar
2 colheres de chá de amido de milho (Maisena)
2 colheres de chá de vinagre de vinho branco

200ml de natas frescas
1 colher de sopa de açúcar em pó
300g de curd de limão (receita aqui)
morangos q.b.

Preparação:

Ligue o forno r regule-o para 150ºC.
Bata as claras em castelo, mas não as deixe ficar demasiado duras. Acrescente depois o açúcar, aos poucos e poucos, batendo com a batedeira eléctrica entre cada adição de açúcar. As claras devem ficar completamente duras e muito brilhantes (Se não atingiu este ponto, nem vale a pena colocar a mistura no forno…)
Junte agora o amido de milho peneirado e o vinagre e mexa bem com uma vara de arames para envolver muito bem.
Forre um tabuleiro com papel vegetal e desenhe um circulo com 16cm de diâmetro. Coloque as claras dentro desse circulo e com a ajuda de uma espátula molde as claras de modo a ficarem dentro do circulo e direitinhas, como se de um bolo se tratasse.
Coloque a pavlova no forno e reduza-o para 120ºC. Deixe cozinhar a pavlova durante 1h20 e evite abrir muitas vezes a porta do forno. Ao fim desse tempo desligue o forno e deixe-a arrefecer completamente lá dentro antes de a retirar.
Bata as natas com o açúcar em pó até ficarem em chantilly e coloque sobre a pavlova arrefecida. Coloque depois o curd de limão e decore depois com morangos ou outros frutos vermelhos a gosto.


Bom Apetite!

10 comentários :

  1. Anónimo10:21

    É uma sugestão bem docinha para o fim de semana! A pavlova é um doce bastante vistoso (parece um suspiro gigante decorado!), e aparentemente simples de fazer. Nunca o fiz, porque é muito raro fazer este tipo de doces, mas acho que irei experimentar fazer. Gostei da dica acerca do seu congelamento, e e do modo de o transportar (com os seus elementos em separado, e tudo montado no "destino" final). Um bom fim de semana, e um grande beijinho, Sara Oliveira

    ResponderEliminar
  2. Quando se desliga o forno, abre-se a porta ou deixa-se arrefecer com a porta fechada? E congela-se a pavlova simples ou com o chantilly e o lemon curd? Obrigada!

    ResponderEliminar
  3. Humm... Linda e deliciosa. Obrigada pelas dicas, a de congelar é muito útil.
    Beijinhos!!

    http://bimbysaboresdavida.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Para além de ter ficado linda, essa pavlova está com ar super apetitoso :)
    Que engraçado, costumo congelar tudo (bem, quase tudo!) e nunca tinha pensado nisso ;)
    Obrigada pela partilha :)

    ResponderEliminar
  5. Perfeita! Adoro pavlova as texturas, as frutas aiii tão bom ^_^

    ResponderEliminar
  6. Ainda nunca provei pavlova. Mas a aparência deixa-me desejosa de provar, especialmente as frutas que chamam a atenção à distância.
    http://avidadenessy.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Anónimo18:46

    Ficou linda. Nem por acaso ontem fiz a minha primeira Pavlova, e vim aqui ao blog pesquisar a receita, (fiz a do post da Nigella), ficou óptima e todos adoraram.
    Mas tenho uma dúvida: quando se liga o forno utiliza-se a opção com ventilação ou sem?
    Desde já agradeço a resposta. Um grande beijinho.

    ResponderEliminar
  8. que bom aspecto!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Anónimo22:28

    O diâmetro são só 16 cm?
    Desculpa a pergunta da ignorante...
    Bj.
    CG

    ResponderEliminar
  10. Pode-se colocar um aro de 16cm sobre o círculo de papel e, depois, retirar? O curd de limão de compra não é recomendável?

    ResponderEliminar

Imprimir