Borrego no Churrasco com Molho de Coentros e Alho



Apesar de não ser do agrado de todos, eu cresci a comer borrego (e também cabrito), e confesso que gosto bastante e é uma boa forma de variar das carnes mais consensuais e habituais. Ainda que não comendo com a frequência de outras carnes, o borrego aparece com regularidade à nossa mesa. Além dos assados e dos ensopados e das caldeiradas... borrego grelhado faz parte das nossas preferências.
Este, com um fantástico molho de coentros e alho foi o nosso delicioso almoço de domingo.

(E para quem me tem enviado mails a perguntar se os meus filhos comem petinga frita, cavalas alimadas, crepes de frango, polvo à lagareiro... respondo que sim. Gostam e comem. E há dias em que repetem. E também gostam de borrego!)

Ingredientes para 2 pessoas:

600g de borrego com osso, partido em pedaços pequenos
Sal q.b.
1 molhinho de coentros
75ml de azeite
30ml de vinagre de vinho branco
2 dentes de alho grandes

Preparação:

Tempere os pedaços de borrego de sal e leve a grelhar nas brasas bem quentes até que a gordura derreta e o borrego fiquem bem cozinhado. (Se não tem como fazer brasas, pode sempre grelhar no fogão ou em alternativa, e não sendo a mesma coisa, “grelhar” sobre uma grelha para escorrer a gordura, no forno)
Entretanto prepare o molho. Pique finamente os coentros e os dentes de alho e coloque-os numa taça, onde depois caiba o borrego depois de grelhado. Junte depois o azeite e o vinagre e tempere com um pouco de sal a gosto. Misture bem com a ajuda de um garfo e prove, ajustando depois os sabores. À medida que o borrego vai ficando grelhado, coloque-o na taça com o molho e envolva bem.
Sirva com batatinhas cozidas ou salteadas e uma salada verde.


Bom Apetite!

1 comentário :

  1. Anónimo09:36

    Uma ideia bastante diferente!
    Confesso que não estou habituada a comer borrego, tirando as vezes em que a minha mãe fazia na Páscoa (perna de borrego assada) ou quando o meu pai fazia caldeirada (não apreciava, pois era pouca carne e muitos ossos, além do sabor característico da carne).
    Também é uma carne que não se encontra facilmente no talho ou supermercados da minha zona (tirando as épocas festivas), além de ser um pouco mais cara que as outras.
    No entanto, fica a ideia para quando o encontrar à venda e quisar variar a carne.

    Um grande beijinho,
    Sara Oliveira

    ResponderEliminar

Imprimir