Massa com Pesto de Rúcula e Caju (Receita também em vídeo)


Nada resolve uma refeição em menos tempo do que uma massa. 
Melhor ainda massa com um molho de delicioso. E este é certamente assim. Para mim o melhor pesto de todos, ainda melhor do que o pesto tradicional, com manjericão, e este também com cajus, mais em conta que o pinhão e sem queijo (adiciono o queijo apenas no fim!)
Desafio-vos a experimentarem. No tempo em que a massa cozinha (e podem usar qualquer massa - curta ou esparguete, de arroz ou de sarraceno, com ou sem glúten....) preparam o molho e em dez minutos podem estar na mesa....
Aqui em casa estamos fãs, para comer assim simples ou com um acompanhamento a gosto.

Ingredientes:

500g de massa a gosto
150ml de azeite
50g de rúcula
50g de caju
1 dente de alho
sal q.b.
queijo parmesão ralado

Preparação:

Nada melhor do que ver o video:



(Coza a massa em água temperada de sal.
Enquanto a massa coze prepare o pesto: coloque a rucula, azeite, caju, alho e uma pitada de sal num copo misturador e triture até fazer uma pasta.
Envolva depois o pesto na massa já cozinhada e termine com mais umas folhas de rucula, cajus grosseiramente picados e o queijo parmesão.
Sirva simples ou com um acompanhamento a gosto)


Bom Apetite!

2 comentários :

  1. Que bom aspecto,...
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  2. Anónimo12:58

    Que boa sugestão!
    E tal como o bacalhau, também quase que se pode dizer que há "1001 receitas de pesto", consoante os ingredientes usados.
    Os "pestos" que costumo fazer, são sempre diferentes, conforme as "nozes" usadas (normalmente noz ou amêndoa - nunca fiz com pinhão, pois este é demasiado "precioso" para estas andanças!), legumes/folhas ou queijos (se usar).
    Com a rúcula deve ficar bom, com o toque apimentado, a contrastar com a "doçura" da massa.
    Já fiz com agrião, nozes e queijo de ovelha (inspirada num do Nigel Slater, e que resultou bastante bem); bem como com alface, beterraba, ou tomate. Mas as ideias não se esgotam aqui, pois há tanto por experimentar, que podemos variar conforme o que temos em casa.
    E sim a massa é um "salva-vidas", que agrada a todos, conforme as suas apresentações ou ingredientes.
    Mais uma boa ideia para experimentar, seja na massa, em saladas de legumes cozidos/leguminosas, aprimorar uma salada de batatas, temperar ou acompanhar carne/peixe, ou mesmo barrar fatias de pão.

    Um grande beijinho,
    Sara Oliveira

    ResponderEliminar

Imprimir