Borrego Grelhado com Especiarias, Molho de Iogurte e Hortelã e Cuscuz com Brócolos e Harissa


O Cristiano Ronaldo, jamais se sentirá ameaçado por um jogador de futebol de segunda linha. Têm em comum o gosto pelo futebol, partilharem a mesma profissão e, provavelmente serem ambos dedicados ao que fazem. Mas entre os dois haverá sempre mais diferenças do que semelhanças.
Jogam em campeonatos diferentes, com públicos diferentes. O Cristiano Ronaldo terá características únicas que fazem dele o jogador que é, e tem características muito diferentes de qualquer outro jogador. Se o Cristiano Ronaldo ambiciona a Bola de Ouro (ou será Bota de Ouro?) o jogador da segunda divisão ambiciona poder jogar na I Liga, num dos grandes, ou acalenta o sonho de, um dia chegar à seleção nacional.
O Cristiano Ronaldo move milhões de euros. O outro jogador tem sorte se tiver os salários em dia e de conseguir viver do futebol.
Tudo isto para dizer que jamais passará pela cabeça do Cristiano Ronaldo perder tempo a preocupar-se com o jogador da segunda divisão que até pode ser considerado o melhor jogador que por ali joga. Porque o Cristiano Ronaldo sabe o que vale e acredita em si. Também o outro jogador, sabendo que nunca será Cristiano Ronaldo reconhece o seu valor e mérito no seu campeonato. E apesar de poder ter outras ambições sabe que nunca será o Cristiano Ronaldo e nem perde tempo a tentar o impossível. Continua o seu caminho sabendo que o Cristiano Ronaldo nunca será um igual, mas sim um ídolo.
Se o Cristiano Ronaldo não se sente ameaçado por um jogador de um segunda liga, por mais talentoso que ele seja, porque é que andam para aí tantos “Cristianos Ronaldos” a sentirem-se ameaçados por “jogadores da segunda liga”?

Ingredientes para 4 pessoas:
(adaptado de  “Comida Caseira”, Gordon Ramsay página 240/241)

1,5 kg de borrego partido em pedaços
2 colheres de chá de cominhos em pó
2 colheres de chá de coentros em pó
1 colher de chá de curcuma (açafrão das índias)
1 pedaço de raiz de gengibre fresco com 4cm
2 dentes de alho
azeite q.b.

125ml de iogurte natural
4 pés de hortelã
sal e pimenta q.b.

Para os cuscuz:
1 chávena de cuscus
300g de brócolos
sal e pimenta q.b.
2 colheres de sopa de iogurte natural
100ml de leite
1 colher de chá de pasta de harissa (ou outra pasta de malagueta picante)
4 pernadas de hortelã


Preparação:

Comece por temperar o borrego. Numa taça faça uma pasta com os cominhos, os coentros, a curcuma, e o gengibre e os alho ralados. Tempere com sal e pimenta e acrescente o azeite para formar a pasta. Barre o borrego com esta mistura e deixe a marinar algumas horas ou de um dia para o outro.
Grelhe depois o borrego, no fogão ou no carvão até ficar bem tostado e a gordura ter derretido.
Entretanto prepare o molho de iogurte. Pique bem a hortelã e junte-lhe o iogurte temperando a gosto com sal e pimenta. Reserve.
Para os cuscuz, prepare-os adicionando uma chávena de água a ferver, sal e um fio de azeite e deixando repousar 5 minutos, tapado, até que os grãos inchem.
Cozinhe os brócolos ao vapor, ou em água temperada de sal e junte-os depois aos cuscuz preparados anteriormente. Numa tacanha misture o iogurte com o leite, a harissa e a hortelã picada. Mexa bem e verta esta mistura sobre os brócolos e cuscuz.
Sirva depois o borrego com o molho de iogurte e hortelã e acompanhe com os cuscuz.


Bom Apetite!

16 comentários :

  1. Que bom aspeto...apetece experimentar!!!
    Bjs
    maria

    ResponderEliminar
  2. Que apetitoso borrego grelhado!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    http://www.strawberrycandymoreira.blogspot.pt/
    https://www.facebook.com/omeurefugioculinario

    ResponderEliminar
  3. Maria10:09

    O blog é seu e escreve o que entender, mas começa a cansar o tipo de textos que antecedem as receitas.
    Se acha que está no caminho certo, então siga em frente, sem queixumes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo10:26

      Gostaria de responder á Maria se não gosta do que lê tem bom remedio não lei-a...certamente é por comentarios como o seu por pessoas assim que a Joana escreve o que escreve...quem não gosta põe á borda do prato se não come mais para se habituar...

      Eliminar
    2. Anónimo11:28

      Oh "Maria", qual é o seu problema?
      Se não gosta porque é que vem aqui e ainda se dá ao trabalho de comentar?
      Jizzz get a life!!!
      Continue Joana, é destes cantinhos como seu sem falsas pretensões e comida simples de que gosto e por isso volto religiosamente tds os dias!
      O que mais há pra aí são blogs cheios de floreados e afins sem metade da sua qualidade e sinceridade.
      Mts beijinhos
      Inês

      Eliminar
    3. Maria13:40

      Não se trata de não gostar, muito pelo contrário. Gosto imenso da Joana e do seu blog e é por isso que o visito.
      E é exactamente por achar que a Joana tem muito valor que não deveria estar com aquele tipo de textos pois só está a dar importância a pessoas que não merecem que ela esteja sequer a falar nelas.
      Como disse, se a Joana acha que está no caminho certo então é andar para a frente e não ligar.

      Eliminar
  4. Anónimo10:24

    Gostaria de responder á Maria se não gosta do que lê tem bom remedio não lei-a...certamente é por comentarios como o seu por pessoas assim que a Joana escreve o que escreve...quem não gosta põe á borda do prato se não come mais para se habituar...
    Foprça Joana continua assim escreve o k te vai na alma continua a ser genuina e continua a dar-nos muitas receitas e conselhos

    ResponderEliminar
  5. Joana o seu caminho está traçado, siga em frente! Em relação aos "outros" faça como diz a expressão: "Deixe-os poisar ... " :)

    ResponderEliminar
  6. Anónimo20:06

    o k tá a dar é o bigchefe.com mai nada lol

    ResponderEliminar
  7. Hoje eu até gostaria de gostar de borrego, parece delicioso! :))
    O texto pôs-me a pensar... Bola Pra frente! :)

    Quanto aos comentários anteriores, acho que o modelo deste blog ( maravilhosas receitas e um toque pessoal com os textos) é o que me mantém aqui. Talvez seja por isso que o meu livro preferido seja o primeiro.

    Obrigada pela partilha! :)

    ResponderEliminar
  8. Anónimo11:19

    Joana, só para tentar responder-lhe: É porque a vida é uma competição!!! E os grandes jogadores, comos os grandes actores e os grandes "chefs" teem egos ENORMES e muito receio de passarem à "segunda liga", porque nada é perene, tudo muda rapidamente, como as estações do ano, e como diz a Heidi Klum "one day you're in, the other you're out! É preciso muita humildade para encarar esta passagem, para dar lugar aos novos, para perder o estatuto, para entender que a vida é um permanente estado de perda, perdemos a infancia, a juventude, os avós, os pais, os amigos de escola, de faculdade, às vezes um marido seguido de outro, os filhos crescem e partem, até finalmente partirmos nós...e as pessoas agarram-se a pequenas coisas, como os títulos, os apelidos, os louvores, para se agarrarem à vida, com unhas e dentes, inutilmente!

    ResponderEliminar
  9. Anónimo11:37

    Joana,
    Gosto das receitas, mas adoro os seus textos!!!. Para mim a cozinha tem esta envolvência, este transmitir de geração para geração, não só de receitas, mas de cumplicidades e de ensinamentos para a vida!! Quando as famílias se juntam nas festas, por norma, as mães e as tias juntam-se na cozinha e vão desfiando o seu role de problemas e impressões e os mais novos, silenciosamente vão ficando a ouvir até que alguém diz: " saia da cozinha, vá brincar"!! Acho que deve continuar e insistir neste registo, porque o faz francamente e todos nós queremos ouvir o estalar do seu coração enquanto a cebola refoga. Afinal, publicaram-se tantos livros e estrearam tantos filmes à volta da cozinha, explorou-se tanto o valor literário do chocolate e o valor simbólico da malagueta...não percebo porque é que alguém que cozinha não pode conversar e expôr-se. Um blog é isso mesmo, consciente ou inconscientemente.
    E mais...quem não quiser ouvi-la que compre uma bimby, que não fala, mas também não é silenciosa!!
    Força, continue e ainda vou à sessão de autógrafos do seu primeiro romance!! Beijinhos.

    ResponderEliminar
  10. Para bom entendedor meia palavra basta :) Estou farta de jogadores de segunda linha, fartinha, tanto que me fazem perder a vontade de publicar. Queima-se meninges e horas, porque se quer, porque se gosta, para depois outros que nem se dignam a mencionar as fontes fiquem com os louros e ainda ganhem dinheiro com isso. Gosto que alguém faça algo que eu fiz, é sinal que ajudei alguém (para o bem e para o mal :)) mas revoltam-me jogadores de segunda linha... Bjs grandes e bola para a frente que o meu campeonato também voltou a rolar!

    ResponderEliminar
  11. AH!!!!!!!!!!!!!!!!!!1 Já tenho o ultimo livro!!! Acho que é o meu preferido de todos. Só me falta um da colecção que acho que é o "feito em casa", não porque não gostei dele, mas sei lá ainda não o comprei! Bjs

    ResponderEliminar
  12. Obrigada a todos por terem paciência para ouvirem os meus desabafos!
    Peço desculpa se às vezes posso cansar - e não digo isto irónicamente - mas há dias em que sinto essa necessidade.

    Um beijinho,
    Joana

    ResponderEliminar
  13. Quem rosna á caravana é quem quer ir lá dentro...e o medo de perder o poder...bem, enfim..continue está muito bem!

    ResponderEliminar

Imprimir