Muffins de Banana, Passas e Mel


Gosto de rotinas. E gosto desta rotina de fazer bolos à sexta feira, para o fim de semana.
Entretanto tenho um pequeno Zé Maria que, apesar de (ainda?) não ligar a outras guloseimas ou sobremesas, é um rapazinho que gosta de bolo caseiro. E, nos últimos meses, temos-lhe dado a provar - desde que ele peça - os diferentes bolos que vamos fazendo em casa. E ele também já sabe se, alguém faz anos, é sinal de bolo e, em muitos casos também nos pede um bocadinho. E nós damos. Com conta peso e medida.
Como já sei que ele gosta de comer bolo tenho procurado algumas receitas de bolo diferentes, mais “saudáveis” e com algumas alternativas ao açúcar. Não o faço sempre, mas acabo a ter alguma curiosidade de também experimentar essas receitas. 
Não o faço apenas por causa dele. Como sabem, nunca fiz bolos ou bolachas “adaptados” a crianças e bebés - e continuo sem o fazer, porque acho que, mesmo adaptados e mais saudáveis, continuam a ser identificados pelas crianças como bolos e bolachas. E, até uma certa idade, eles não sabem a diferença entre esses bolos e bolachas e os normais. No meu caso - e é uma opção pessoal, não é uma critica ou um julgamento dos outros - passamos apenas por não lhes oferecer esses alimentos. Á medida que vai crescendo é normal que esteja mais curioso em relação a alguns alimentos - principalmente os bolos, porque é o que faço com mais regularidade. (Como disse aqui muitas vezes, não fazia nem faz parte dos meus planos negar para sempre aos meus filhos bolos, açúcar e doces. Mas sim mostrar-lhe outras alternativas, e outros alimentos, de modo a que percebam que os bolos são nos dias de aniversário ou ao fim de semana. E é isso que está a acontecer. E agora, de vez em quando o pequeno lá vai comendo um pouco de bolo - e gosta, claro!, quem não gosta?! Quanto ao resto das guloseimas e afins continua sem identificar - como as gomas, rebuçados, chupas, chocolates, refrigerantes e sumos de compra. cereais de pequeno almoço. Porque nós não compramos e não consumimos habitualmente.
Não sei como vai ser daqui para a frente, mas pelo menos até ao momento tem sido natural não comer certas coisas. Um passo de cada vez.)
Estes muffins, que adaptei de uma receita da revista delicious pareceram-me interessantes, uma vez que não tinham açúcar refinado adicionado, apenas um pouco de mel e a banana, naturalmente doce. Ficaram aprovados por todos. E de vez em quando um bolo diferente e mais “saudável”, é benéfico para todos e uma boa partilha!
Bom fim de semana!

Ingredientes para 12 muffins:

200g de farinha integral
50g de flocos de aveia finos
1e1/2 colher de chá de fermento em pó
1e1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
70g de passas
2 ovos
100ml de azeite
100g de iogurte natural
2 bananas maduras
2 colheres de sopa de mel

Preparação:

Numa taça misture a farinha com a aveia, o fermento, o bicarbonato e as passas. Numa outra taça misture os ovos com o azeite, o iogurte, as bananas previamente esmagadas e o mel.
Misture os ingredientes líquidos com os ingredientes secos e mexa com a ajuda de uma colher de pau. Atenção que os muffins não se devem misturar em demasia para não ficarem massudos.
Forre depois um tabuleiro de queques com forminhas de papel frisado, e divida a massa pelas forminhas, polvilhando com um pouco mais de flocos de aveia.
Leve a cozinhar em forno previamente aquecido a 180ºC  durante cerca de 25 minutos, ou até estarem cozinhados.


Bom Apetite!

5 comentários :

  1. Vou ter que experimentar estes muffins Joana :)
    Depois digo como correu!
    Para quando um workshop em Coimbra? :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Anónimo09:57

    Estes muffins parecem ser bastante interessantes!
    Gosto de receitas que permitam variar os ingredirentes, e usar outros ingredientes "alternativos", pois podemos fazer algo sem os ingredientes "tradicionais" quando não temos em casa (ex.substituir o ovo normal pelo "ovo de linhaça/chia" ou mesmo a banana, usar outras farinhas e féculas em vez da farinha de trigo/maizena, usar banha/óleo/azeite em vez de manteiga, usar polpa de fruta para reduzir/substituir o açúcar). Há receitas que permitem algumas substituições, com alguns ajustes, e muitas vezes faço-o em casa, quando quando não tenho ovos, açúcar ou farinha de trigo.
    Estou a aventurar-me a usar bananas em bolos e bolachas, mas muitas vezes os resultados não são muito satisfatórios porque as massas ficam demasiado húmidas. Nestas experiências, reparei que o tamanho e grau de maturação da banana têm um pouco de influência. Se a banana estiver madura mas firme (amarela sem manchas castanhas), a massa fica menos húmida (já usei a polpa de banana e em pedaços em duas receitas de bolachas, que tiveram resultados muito positivos). Quando as bananas estão maduras e moles, é que tenho problemas, mesmo diminuindo um pouco a quantidade utilizada, pois as bananas não têm tamanhos uniformes.
    Neste caso, coloco a seguinte questão: qual o tamanho das bananas? São pequenas, tipo as da Madeira, ou das outras?

    Um grande beijinho,
    Sara Oliveira


    ResponderEliminar
  3. Cristina11:05

    Que ótimo aspecto! Uma boa alternativa aos meus habituais queques de cenoura e sésamo (passas, iogurte, claras,...) que também vão nesta linha.

    ResponderEliminar
  4. Podemos substituir as passas por alguma coisa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cristina14:22

      Numa receita deste tipo, já substituí as passas por figos secos ou tâmaras, cortados em pedacinhos. Também já usei passas e bagas goji em vez de só passas.

      Eliminar

Imprimir