quinta-feira, Dezembro 24, 2009

Arroz Doce

E chegamos à vespera de Natal.
Hoje é dia de azáfama nas cozinhas por este país fora. A preparar o bacalhau, a rechear o perú, a temperar as carnes para o almoço do dia de natal, a fritar as rabanadas e os sonhos e as felhoses.

A fazer as sobremesas. E o cheio da canela e dos fritos edos bolos espalhado por toda a parte.
Também é dia de azáfama na minha cozinha. Apesar de o Natal ser repartido entre pais e sogros há sempre algumas coisas a fazer para se levar. E algumas para ter em casa.
E como ainda se vai a tempo, deixo aqui uma ultima sugestão para este Natal que faz parte de muitas mesas portuguesas e é a sobremesa favorita do M. e do meu avô.
E a receita que aqui coloco hoje foi-me dada por uma senhora com quem tive muitas e boas conversas. De quem eu gostava muito e ainda me lembro muitas vezes. E que fazia anos a 26 de Dezembro. Arroz Doce. Para um Doce Natal! Feliz Natal!

Para uma travessa pequena
(porque a gula é um pecado!)
ponha de arroz 200 gramas
num tacho bem areado,
(o arroz carolino convém ser
para o resultado lhe vir bem a saber).
Juntar de água 400
e levar a lume brando,
mexer sempre com ciência
(é virtude a paciência!).
Quando estiver a secar,
mas sem deixar esturrar,
vá deitando com carinho,
aquecido, bem quentinho,
de leite de vaca um litro,
mas que seja bem medido.
Pouco a pouco, já o disse
e não vá fazer tolice:
deita e mexe e ao secar
mais um pouco acrescentar.
Quando metade do leite já deitou
de sal uma pitada e açúcar acrescentou.
De açúcar vai deitar
até ao peso do arroz igualar.
Já não se lembra? Veja atrás
e não seja distraído:
200gramas bem medidas.
Entretanto sempre a mexer
vai também dissolver
3 gemas de ovos fresquinhos
num pouco de leite frio.
Ao deitar do leite o fim,
junte as gemas assim
(mas fora do lume então)
depois volta para o fogão,
mas só para levantar fervura.
Vai ver que fica uma doçura!
Para terminar,
uma colher de manteiga acrescentar
e na travessa pode já deitar.
Depois, canela com geito
e que lhe faça bom proveito!
P.S. Ai Jesus, que vida a minha!
Falta o limão e a baunilha,
que deve não esquecer
na primeira vez que o leite for meter.
E está pronto, a não ser
que a receita queira duplicar ou triplicar,
mas não convém exagerar-
muita gula é pecar. Mas se for p´ra partilhar, não se ilude:
não é pecado
é virtude!

Maria Natália Pedroso de Lima
(Receita e Texto)



Bom Apetite! E Feliz Natal!

17 comentários:

  1. Feliz Natal! Que seja passado com alegria! bjinho

    ResponderEliminar
  2. Bom Natal!! E um muito obrigado por todas as belas receitas :)

    ResponderEliminar
  3. Anónimo09:42

    Este texto e uma delicia! Um Feliz Natal a Todos e um Muito Obrigada por nos presentear diariamente com muitas receita!

    ResponderEliminar
  4. Feliz Natal para si e para a sua familia

    beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Um Feliz Natal com muito Amor e paz!!
    Esta é mais uma receita maravilhosa acompanhada de um texto delicoso :)
    Um grande beijinho.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo13:39

    FELIZ NATAL

    ResponderEliminar
  7. É também uma das minhas sobremesas preferidas - e PRECISAMENTE essa receita, claro está! ;)

    Feliz Natal!

    ResponderEliminar
  8. Segui a receita e, segundo a família, ficou perfeito!
    Será que herdei o jeito?

    ResponderEliminar
  9. Mãe21:53

    Apenas duas palavras de respeito e saudade dessa grande contadora de histórias, pedagoga, mãe e avó de muitos filhos e netos, que era um encanto de pessoa e eticamente uma referência. Onde estiver, a Dra.Natália estará concerteza meigamente a sorrir e a deliciar-se com o teu/seu doce arroz... Obrigada por partilhares connosco essa receitinha gulosa tão adequada ao Natal! Bj Mãe

    ResponderEliminar
  10. Que post bonito!
    Continuação de Boas Festas!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  11. Joana17:23

    confesso que de todas as (muitas e boas!!) receitas herdadas da minha avó esta é a que gosto menos... por isso, espero que seja o Luís a aprender a receita nesta geração ;)

    ResponderEliminar
  12. Anónimo23:21

    Gostei muito desta receita rimada! É um pouco diferente da minha, que só leva leite, mas o resultado final é igual: uma maravilha!
    Feliz Natal para si e para toda a Família! Obrigada pela partilha em seus blogs, que muito aprecio.Bjs.Bombom

    ResponderEliminar
  13. ADORO arroz doce....

    mas infelizmente sempre que faço fica papa!! mas o da foto está "lindo" para comer:)

    ResponderEliminar
  14. hum eu adorio arroz doce
    beijocas

    ResponderEliminar
  15. Fiz ontem! Adorámos! Está no meu blogue com referência ao seu livro. Bjinhos e boa semana
    http://cozinhafresh.blogspot.pt/2012/10/arroz-doce.html

    ResponderEliminar
  16. Anónimo09:53

    Adorei os termos da receita. Concordo, fazer arroz doce é um ato de amor...e a poesia ajusata-se-lhe muito bem. Para mim o leite que se vai acrescentando tem de estar quentinho (pouco mais de morno).Bj grande, boas receitas, feliz dia de hoje. Bel

    ResponderEliminar
  17. Muito bom esse arroz doce da minha Mãe.
    Tenho sorte pois a minha mulher Monica apanhou-lhe o jeito. ML

    ResponderEliminar

Poderá também gostar de:

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin