quarta-feira, Janeiro 11, 2012

Picanha Assada ao Sal

Não é preciso o ano mudar, ser segunda feira ou início do mês, para se tomarem decisões e se mudar alguma coisa nas nossas vidas. É preciso apenas atitude e força de vontade. E não desistir, e fazer um esforço mesmo quando não apetece, ou quando achamos que não vale a pena. Ou então acontece que gostamos tanto das mudanças que nada nos custa e tudo é um prazer.
 É por isso que não há nada melhor do que podermos ter controle sobre a nossa própria vida. De termos amor próprio. De acreditarmos em nós e naquilo que somos capazes. De construirmos a nossa própria felicidade com o que realmente está ao nosso alcance. De não viver de utopias ou sonhos ou de colocar a vida em "pause" à espera do que sabemos que poderá não acontecer. Conheço muitas pessoas que sonham demais e vivem de menos. E sacrificam as suas vidas à espera do que não acontecerá...
Certezas ninguém as tem. Mas posso garantir algumas coisas, como esta carne que só precisa de ser de qualidade para uma refeição perfeita!

Ingredientes para 6 pessoas:

1 pedaço de picanha inteira com cerca de  1,5kg
sal de cozinha (grosso) q.b.
pimenta ou ervas aromáticas a gosto (opcional)

Preparação:

No fundo de um tabuleiro onde a carne caiba pefeitamente, coloque uma boa camada de sal de cozinha (grosso). Por cima coloque a carne com a gordura virada para cima. Por cima da carne coloque um pouco de sal grosso - como se estivesse apenas a temperar - e, se desejar um pouco de pimenta ou de ervas aromáticas da sua preferência.
Leve a assar em forno quente (200ºC) durante cerca de 50 minutos até a carne estar cozinhada a gosto (este tempo foi perfeito para este pedaço de carne, mas depende muito do tamanho da peça e de como gosta da carne) e a gordura derretida e tostada.
Deixe a carne repousar cerca de 20 minutos, tapada com papel de alumínio e fora do forno. Corte em fatias o mais fino que conseguir e sirva. Acompanhe com batata assada ou frita, feijão preto , arroz e couve salteada.

Bom Apetite!

9 comentários:

  1. Julgo que existem sonhos que são platônicos, continuar a sonhar não é pecado desde que nada se invista..., aqueles que são concretizáveis, existe a necessidade de planejar e "bota pra quebrar", "mãos na massa".
    Linda picanha, julgo que a gaúcha só leva sal.
    Beijo,

    ResponderEliminar
  2. Adoro picanha, e esta tua està com um aspecto magnifico amiga bela sugestão!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Que bela ideia para fazer a picanha sem ser na brasa!
    Embora seja novinha neste mundo da blogosfera, já acompanho este blog há alguns anos e muito já tenho aprendido com ele! Agora que me tornei blogger oficial sou já fiel seguidora!
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  4. Que delicia, que boma aspecto! Também costumo, durante o inverno, fazer a picanha no forno. E fica igualmente deliciosa. Boa sugestão.
    beijinho

    ResponderEliminar
  5. Que bela picanha, o aspecto garante mesmo uma bela refeição!
    Viver com realismo e simplicidade é a melhor forma de ser bem mais feliz :)
    Beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  6. Sempre quis fazer picanha em casa, mas não sabia bem como! Obrigada pela recita!

    ResponderEliminar
  7. tem muito bom aspecto

    ResponderEliminar
  8. Faço no forno mas de outra maneira: faço um corte no meio da peça e viro a carne do avesso, como uma meia, fazendo com que a parte da gordura fique no meio. O corte deve ser feito nos dois topos da peça, como se fosse meter um recheio, entende? só que vira do avesso. A primeira vez parecia que não ía conseguir, mas é fácil. Depois é a mesma coisa, cobre com sal e vai ao forno. Aqui em casa acompanha-se com arroz branco, feijão preto e farofa.

    ResponderEliminar
  9. Anónimo15:44

    Experimentei e ficou saboroso.

    ResponderEliminar

Poderá também gostar de:

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin