quarta-feira, Abril 15, 2009

Pão Caseiro para todos os dias!

Todos se devem lembrar da receita deste pão, que andou a circular pela blogosfera e que foi testada por dezenas de blogues. E se eu vos disser que há uma receita de pão ainda mais simples do que essa, que aguenta no frigorífico até duas semanas, e que para além de um pão excelente, podem também utilizar para fazer as bases das vossas pizzas caseiras?! Sim, é verdade.

Para saberem mais pormenores, vejam aqui, onde descobri a receita.
Mas experimentem. Não dá trabalho nenhum e o pão fica muito bom!

Ingredientes : (esta quantidade deu-me para 2 pães pequenos e 2 pizzas grandes

6 ½ copos de farinha de trigo
3 copos de água morna
1 ½ colher (sopa) de fermento biológico seco
1 ½ colher (sopa) de sal grosso
farinha de milho para polvilhar q.b.

(1 copo = 1 cup = aproximadamente 235ml)

Preparação:

Numa caixa plástica grande e que tenha tampa, misture muito bem todos os ingredientes com uma colher de pau e tape o recipiente. (Se a massa ficar muito mole, pode ter que juntar um pouco mais de farinha). Guarde-a tapada no frigorífico (onde pode conservar-se até 2 semanas), Mas apenas use a massa depois de pelo menos 2 horas de repouso.
Quando quiser pão quente, seja para o pequeno almoço, para o lanche ou ao jantar para surpreender a família, retire o recipiente do frigorífico, e com as mãos enfarinhadas pegue num pedaço de massa e corte com uma faca. Guarde a restante massa para uma próxima vez.
Cuidadosamente, e sem voltar a amassar a massa que retirou, dê-lhe a forma pretendida dobrando as bordas da massa para dentro, tendo o cuidado de não apertar muito a massa para que esta não perca o ar que se formou dentro dela.
Deixe repousar no tabuleiro onde vai a cozer a massa , previamente polvilhado com farinha de milho, à temperatura ambiente, durante pelo menos 30 minutos. (Eu só deixei repousar o tempo que o forno demorou a aquecer, e emsmo assim ficou optimo!).
Polvilhe o pão com um pouco de farinha de trigo e faça uns cortes na massa para que esta abra durante a cozedura.
Coloque o pão no forno bem quente e deixe cozer durante 30 minutos.
Para fazer as pizzas usei o mesmo método. Retirei a massa, e estiquei à medida da forma de pizza com a ajuda do rolo da massa. Cobri com molho de tomate caseiros e os ingredientes preferidos e levei a forno quente até cozer.

Bom Apetite!

59 comentários:

  1. Olá,

    Tenho o livro "Artisan Bread in Five Minutes a Day" e recomendo. Eu uso essa massa para quase tudo: pizza, naan, pitta, pão, etc.

    ResponderEliminar
  2. Este blog só nos dá boas ideias.
    Obrigada

    ResponderEliminar
  3. Excelente sugestão!! A experimentar, sem dúvida! Obrigada!

    ResponderEliminar
  4. Então e o que é o fermento biológico seco? O pão tem óptimo aspecto!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:55

      se nao estou em erro penso que seja fermento de padeiro que se compra diretamente nas padarias :)

      Eliminar
  5. Já tinha visto no blog da Alegna e ela até deixou um link para um video no youtube.
    É mesmo de impressionar!
    :)

    ResponderEliminar
  6. Olá

    Precisava só de saber uma coisinha, será que é possivel substituir a farinha de trigo por farinha integral ou centeio?

    Este fim de semana já faço uma pizza e pão...

    ResponderEliminar
  7. Já fui espreitar no outro blog, já vi o vídeo e já imprimi, é certo que o vou fazer no fim de semana.
    Até já o estou a imaginar morninho e com manteiga!

    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Eu adoro vir ao teu blog por causa disto...receitas sempre deliciosas e acima de tudo que são de confiança,pois calham sempre bem!!!!
    Vou levar comigo esta receita,pois não conhecia e dá imenso jeito ter sempre massa de pãozinho pronta!
    Um grande beijinho e obrigada por mais esta receita.

    ResponderEliminar
  9. Bem, esta massa é um achado! Dá para tudo e com a vantagem de estar sempre pronta para o que nos der na "veneta"!
    Vou experimentar!:)

    ResponderEliminar
  10. Imagino o cheirinho....:)

    ResponderEliminar
  11. Excelente dica :) Hei-de experimentar!

    ResponderEliminar
  12. Esta receita parece realmente muito simples e o resultado delicioso. Nunca me canso de vir ao seu cantinho pois tem sempre sugestões mt práticas para o nosso dia a dia na cozinha.
    Também gostava de saber o que é fermento biológico seco? Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Onde arranjo o fermento biológico seco?

    ResponderEliminar
  14. Que maravilha e parece-me muito fácil de fazer.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  15. Para quem não sabe o fermento biológico seco, ou levedura seca é o mesmo usado para fazer pão nas máquinas de pão.
    Vende-se em qualquer supermercado, junto do fermento royal. Há várias marcas como a Fermipan ou a Vahiné. e cada caixinha contêm várias saquetas de levedura.
    Espero ter ajudado.

    ResponderEliminar
  16. É óptimo não é? :)

    E ao contrário do No-Knead Bread não precisa dum recipiente com tampa para ir ao forno. Também estou rendida :)

    ResponderEliminar
  17. mas que pao tao facil!! e se da para guardar assim no frio ainda melhor.
    estou tentada em fazer.
    a recita ja levo
    beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Lembro-me de ter visto esta receita no blog da Manuela e de, já na altura, ter ficado fascinada! E agora fiquei ainda com mais vontade de fazer! Vou experimentá-la amanhã :)

    Beijinhos e boa semana!!

    ResponderEliminar
  19. Anónimo12:38

    Acho estranho não se amassar,visto que na receita só diz para misturar mas vou experimentar e depois darei a minha opinião.Docas

    ResponderEliminar
  20. EXCELENTE!!!!!!!!!!!!!!!
    Experimentei esta receita e fiquei rendida. O pão fica bonito, saboroso e melhor que tudo é a simplicidade.
    Todos lá em casa gostaram e estou desejosa de o repetir mais vezes. Da próxima vou experimentar usar outras farinhas, não sei se resulta mas vou tentar, depois digo o resultado.
    Obrigada por partilhar connosco as suas receitas e dicas.

    ResponderEliminar
  21. Marta:
    "Precisava só de saber uma coisinha, será que é possivel substituir a farinha de trigo por farinha integral ou centeio?"

    Nesse caso terás de fazer uma mistura de trigo e integral/centeio/aveia o que quiseres. Isto porque outro tipo de farinhas n contêm tanta proteína/glúten. Se usares apenas integral ou centeio obténs um pão bastante denso. Tenta fazer uma mistura de 70% trigo e 30% integral e ir variando até obteres o interior desejável.

    Boa sorte

    ResponderEliminar
  22. Fantástica receita. Vou pô-la em prática na próxima odisseia pelos pães e pizzas cá em casa. (já está copiada).

    ResponderEliminar
  23. Olá,

    Acabei agorinha mesmo de tirar uma fornada do forno...mas nao cresceu grande coisa :(
    Ja nao é a primeira nem a segunda vez que faço pao, mas o desgraçado nunca cresce...nao sei se o problema é meu ou do forno...
    Sugestões?

    Obrigada

    ResponderEliminar
  24. Anónimo20:40

    olaaa
    poderia colocar mais receitas de pao, que se faça na maquina de pao?

    obrigada!
    =D

    ResponderEliminar
  25. Anónimo20:41

    olá,
    poderia colocar mais receitas
    de pao, que se faça na maquina de pãO?

    obrigada!
    ass carla graça

    ResponderEliminar
  26. Estive agora nos EUA por algum tempo, e o pão lá.... é indescritívelmente mau.
    Esta receita fez as minhas delícias. Improvisei um pouco e fiz de tudo com ela (pão de trigo, milho etc...), pizzas, tartes doces rápidas (espalhando por cima da massa tipo pizza, fatias de peras/maças, e uma geminha de ovo com açucar), pão com chouriço, etc...
    Com algum planeamento dá para fazer pão todos os dias, o qe foi a minha salvação. Para além disso, cheguei à conclusão, que para alémm de ser mais saudável do que o pães nos EUA, ficava mais em conta.
    Nem sempre a receita me saia muito bem, mas sempre que isto me acontecia, era porque não deixava "ambientar" a massa o tempo suficiente antes de a levar ao forno, ou porque tinha pouca água ou porque tinha posto pouco fermento (ou muito antigo). O truque de se colocar as bordas da massa por baixo do pão parece-me tb muito importante, ajuda o pão a não ficar muito espalmado.
    Obrigado!

    ResponderEliminar
  27. Conguita13:08

    Receita interessante e é jà hoje que vou provar essa delicia... Espero conseguir pois a receita não me parece muito complicada.Obrigada!!

    ResponderEliminar
  28. Olá.
    Só tenho pena que as quantidades sejam em "copos" e "meios copos". Como saber em gramas?

    ResponderEliminar
  29. Anónimo23:29

    a melhor receita de pao que alguma vez fiz

    ResponderEliminar
  30. Muito diferente, vou fazer e depois volto prá contar o resultado.Beijos

    ResponderEliminar
  31. MARIA JOSE16:04

    FIZ ESTA RECEITA E O RESULTADO FOI MARAVILHOSO, O PÃO FICOU REALMENTE MUITO BOM E COM UM OTIMO ASPETO

    ResponderEliminar
  32. Teresa16:36

    Boa tarde

    Que quantidade de levedura fresca (a que se compra normalmente no supermercado) posso colocar? Se é que posso usar essa levedura neste tipo de pão...?!

    Obrigada

    ResponderEliminar
  33. sou pasteleiro, oficial de 2º, e andava a procura exatamente mesmo isto, muito bom obrigada :)

    ResponderEliminar
  34. muito obrigada bom mesmo :)

    ResponderEliminar
  35. Olá, eu já experimentei fazer esta receita umas quantas vezes cá em casa e devo confessar que o pão é muito bom mesmo. No entanto, é muito massudo e dá-me a sensação que não fica bem cozido apesar de o deixar a cozer mais tempo do que o referido no blog. Era só para saber se é mesmo suposto ou se sou eu que estou a fazer algo de errado...
    Obrigada

    ResponderEliminar
  36. Os tempos referidos nas receitas são mais indicativos e muitas receitas poderão necessitar de mais ou menos tempo do que aquele que é indicado.
    Quanto ao pão ser massudo e de não ficar bem cozido, deve mesmo ter a ver com o tempo de cozedura ou com o tempo que fica a levedar. Normalmente cá em casa fica bem cozido. Experimente fazer o pão mais pequeno e deixar um pouco mais no forno.

    Joana

    ResponderEliminar
  37. A receita parece extraordinária, pois permite fazer massa para vários dias (somos só dois cá em casa). No entanto....1º- que raio significa "dobrar as bordas da massa para dentro"? se o pão é redondo onde ficam as bordas? 2º - A massa repousa 2 horas ANTES ou DEPOIS de ir para o frigorífico?

    obrigado
    joão

    ResponderEliminar
  38. João:

    "dobrar as bordas para dentro" refere-se a não deixar pontas de massa viradas para cima para o pão na abrir. Até porque não precisa de fazer um pão redondo, pode fazer rectangular ...
    Preferêncialmente deverá repousar as duas horas antes de ir para o frigorífico, mas já fiz a massa e coloquei logo no frigorífico sem este passo e ficou bem na mesma.

    Espero ter ajudado,
    Joana

    ResponderEliminar
  39. acabei agora de colocar no forno bem quente 190ºC (na dúvida aumentei para 210º). Parece uma bosta de vaca anémica felizmente sem cheiro. Fiz as quantidades e coloquei pacote e meio de fermento. Mesmo assim após duas horas a massa parece que encolheu, apesar de eu a ter deixado a repousar em local aquecido.
    Deve ser praga que me rogaram.

    joão

    ResponderEliminar
  40. Ora viva.

    Assim que saiu do forno, bem espalmadinho, até que se trincava bem, mas agora, 5 horas depois, atingiu a dureza do pão de uma nau dos descobrimentos após 6 mêses no mar. Agora sei o que a malta de 1500 passou. Felizmente tenho bons dentes. Amanhã experimento na escala de Mhos para ver a equivalência - aposto no granito.
    saudações
    joão

    ResponderEliminar
  41. Caro João,

    Certamente que alguma coisa correu mal em todo esse processo. Em primeiro lugar não é necessário colocar o pão num local aquecido durante as 2 horas de repouso, e deverá depois disso colocar a massa no frigorífico durante algum tempo.
    Creio também que a 210ºC o forno estaria demasiado quente (190ºC) deveria ser suficiente. Quanto ao pão não ter crescido, certamente que tem a ver com qualquer problema com a levedura usada.
    Espero que corra melhor da próxima vez, uma vez que essa receita tem tido imenso sucesso desde a sua criação nos EUA. Pessoalmente nunca tive nenhum tipo de problema com a receita e preparo-a sempre de véspera para comer pão fresco no dia seguinte.
    Joana

    ResponderEliminar
  42. CRÓNICAS DE UM PADEIRO APRENDIZ

    3ª tentativa

    A besta parece uma ameba alienígena cuja viscosidade procura engolir-me as mãos. Luto com ela até à exaustão de vários pacotes de farinha de milho. Finalmente rende-se e esparrama-se no tabuleiro do forno.
    As duas anteriores tentativas resultaram num produto altamente resistente que penso patentear como material de construção concorrente do betão.

    A todos os padeiros que desde tempos imemoriais produzem pão o meu sincero respeito e admiração.

    joão aboim

    ResponderEliminar
  43. Filipa Viriato22:15

    A todos os que já experimentaram esta receita e foram bem sucedidos, espero que continuem a metê-la em prática. Para aqueles que não tiveram uma experiência tão agradável ao inicio, dou-lhes uma dica. Não desistam!
    Já conheço esta receita há uns anos e de inicio deparei-me com os mesmos problemas que muitos de vós enfrentaram. A massa não crescia, ficava com a côdea muito rija, o pão não cozia por dentro, cada vez que o tentava "moldar" era uma luta desgastante que acabava com quase 1 pacote de farinha e uma cozinha inteira por limpar... enfim, não desisti.

    É essencial verificar a temperatura da água que se adiciona. O fermento sujeito a temperaturas muito elevadas, deixa de ter efeito e como consequência o nosso pão não cresce!

    Se a massa ficar muito húmida quando acabarem a mistura, juntem-lhe um pouco mais de farinha, sendo que quando retirarem a quantidade desejada para fazer o pão terão de usar farinha para conseguir moldar melhor.

    Podem usar outros tipos de farinha, fazendo sempre um total de 6 1/2 canecas.

    Se quiserem que o pão dure um pouco mais juntem-lhe 1 a 2 colheres de sopa de azeite (dependendo da capacidade das canecas utilizadas).

    Para levar o pão ao forno uso papelote (papel vegetal) em vez da farinha de milho. O pão não pega, a farinha não queima e não se desperdiça tanto.A folha cortada pode ser reutilizada para fazer mais pão ou pizza.

    No meio disto tudo, é essencial conhecermos o nosso forno!!

    Filipa

    ResponderEliminar
  44. Anónimo16:51

    Fiz agora esta receita e saiu bem à primeira. Óptimo pão. De futuro reduzirei apenas o sal, mas isso é uma questão de gosto pessoal. Parabéns pela receita e pelo blogue.
    Teresa

    ResponderEliminar
  45. Rita13:49

    Bem, esta receita é brutal!já experimentei várias vezes e ficou bem de todas as vezes! a diferença que notei da primeira para a segunda vez é que quanto mais tempo a massa levedar, menos intenso será o sabor a fermento. Já tive visitas em casa, pessoas habituadissimas a comer pão "caseiro" e adoraram este pão!simplesmente espectacular. E ter a massa sempre pronta no frigorifico é bestial!Obrigada Joana por esta receita e pela inspiração...sou uma melhor cozinheira desde que a "descobri" e já tenho a sua 2ª pérola:D Continue com o espectacular trabalho:)))) bjs. Rita

    ResponderEliminar
  46. Anónimo20:57

    Acabei de fazer esta receita de pão rápido. Optei por fazer bolinhas em vez de um ou dois pães grandes. Saíu muito bem, pus um tabuleiro de água no fundo do forno, para que o pão ficasse cozido e estaladiço.
    Estive a ler os comentários de todos que por aqui passaram e reparei que o João Aboim, diz a certa altura que juntou 1 pacote e meio de levedura, talvez por ter usado levedura em excesso não lhe tenha corrido tão bem a receita.

    Obrigada, pela partilha e pelo excelente blog.

    Helena Aguiar

    ResponderEliminar
  47. Anónimo01:55

    Boa noite, gostava de saber se é possivel utilizar fermento em po seco royal ou do tipo royal, ou se tem mesmo de ser aquelas saquetas das duas marcas faladas anteriormente??? Relativamente á farinha de trigo, tem de ser sem fermento correcto?!?ou seja, do tipo 65 ???
    Muito obrigado,
    Filipe Ferreira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Filipe,

      Para fazer esta e a maioria de receitas de pão tem mesmo de usar levedura seca (ou eventualmente fermento de padeiro). O fermento em pó tipo Royal não serve para fazer pão.
      Quanto à farinha é sempre sem fermento e tipo 65 ou 55.
      Espero ter ajudado,
      Joana

      Eliminar
  48. Anónimo12:28

    Fiquei sem perceber qual a temperatura a que se deve cozer o pão, durante os tais 30 minutos...
    Será que me pode esclarecer, Joana?
    Obrigada.
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana,

      Lapso meu que só indico forno quente. A cerca de 200ºC.
      Espero ter ajudado,
      Joana

      Eliminar
  49. Boa tarde,

    Tentei fazer a massa, mas ficou muito liquida. As medidas de 6 meios copos e 3 copos sao a mesma coisa, certo? Ou seja, cerca de 705 ml.

    Para além disto, o tempo que a massa fica a repousar antes de ir para o frigorifico está tapada ou destapada?

    Queria mesmo tentar fazer o pão hoje!

    Obrigada!

    Sara

    ResponderEliminar
  50. Anónimo15:18

    Ola, tenho duas perguntar: 1. Nao se pode amassar todos os ingredientes com as maos em vez da colher de pau? 2. Da para usar fermento de padeiro em po?

    Obrigada
    Monica

    ResponderEliminar
  51. Anónimo11:38

    So uma pergunta da para utilizar o fermento fresco vendido nos supermercados ou não?

    Obrigado e bom dia

    Nuno

    ResponderEliminar
  52. Boa tarde
    Posso colocar o pao numa forma tipo pao d forma?
    Sofia

    ResponderEliminar
  53. Anónimo11:00

    alguem pode me dizer o que frigorifico ,pode colocar também esta massa na geladeira

    ResponderEliminar
  54. Anónimo01:07

    quem nao gosta de pao caseiro ?????

    ResponderEliminar
  55. deve d ser mto bom, é pena eu ñ poder fazer um, pelo menos, por dia, mas é q nem por dia nem nunca, nunca posso fazer uma maravilha dessas pois estou num lar d onde nem sequer posso sair e q pena, logo eu q gosto tanto duma comida caseira e o pão é caseiro e seria feito por mim mas o melhor é eu esquecer pois nem forno tenho.

    ResponderEliminar
  56. Anónimo15:49

    Verdadeiramente genial, simples, pratico e muito muito bom. desde pao com chourico a bolinhas passando pelo pao caseiro grande ao pequeno da para tudo.

    ResponderEliminar

Poderá também gostar de:

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin