Sopa de Pastinacas, Feijão Branco e Salva


As nossas manhãs de sábado são de uma rotina cronometrada. Piscina para o Zé Maria às 10. Mercadinho Biológico às 11h. Raras são as vezes em que a nossa rotina de altera. E nem mesmo a chuva e os dias mais frios mudam os nossos hábitos.
No entanto, os nossos hábitos sofreram alterações noutros campos. Cozinhamos cada vez mais ao sabor dos legumes da nossa horta e dos que estão disponíveis no mercadinho. Faço na mesma as ementas semanais porque gosto de me organizar assim, mas deixo em aberto acompanhamentos e legumes e há agora uma maior liberdade culinária proveniente daquilo que trazemos na nossa ceira. Tenho aprendido muito sobre “comprar e cozinhar o que é de época”, de tal maneira que não faço sopa com courgete desde o final do verão, altura em que desapareceram da minha horta e das bancas do mercado, para darem lugar aos chuchus. E são os chuchus que têm entrado no puré das nossas sopas.
E depois os legumes não tão comuns que vão aparecendo de vez em quando e que nos deixam com um sorriso de orelha a orelha quando os avistamos pela primeira vez no mercado. Foi assim com as pastinacas. E quando as vi sabia exatamente qual o destino que tinha para elas. Porque definitivamente é tempo de sopas quentes.

(E ainda há algumas vagas para o Workshop de Cabazes de Natal no Porto. Sábado já está esgotado, mas ainda há algumas vagas para domingo, dia 30, às 15h. Nos Workshops pop-up, na Rua do Almada. Inscrições e informações através de info@workshops-popup.com)

Ingredientes para 4 pessoas:

1 cebola
3 pastinacas (ou cheróvias)
1 folha de louro
1 lata pequena de feijão branco
5 folhas de salva
1 litro de caldo de galinha caseiro ou água
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Descasque e pique a cebola e duas das pastinacas. Leve um tacho ao lume com um pouco de azeite e salteie os legumes cerca de 10 minutos até ficarem macios. Junte a folha de louro, as folhas de salva e o feijão previamente escorrido. Acrescente o caldo de galinha e retifique os temperos. Deixe cozinhar cerca de 15 minutos.
Entretanto descasque e corte finamente a outra pastinaca. Frite-a em azeite até ficar dourada, assim como mais umas folhinhas de salva. Escorra em papel absorvente e reserve.
Retire a folha de louro da sopa e triture-a até ficar macia e cremosa, adicionando mais caldo se necessário. Acerte os temperos e sirva a sopa bem quente com um pouco mais de azeite e com um pouco de pastinaca frita a decorar.


Bom Apetite!

Pastinacas ou Cheróvias


10 comentários :

  1. Olá Joana! Pela primeira vez, este ano semeei pastinaca (por aqui churrubias ?),estou mortinha para ver se crescem :) Adoro o sabor delas, cozidas são mesmo boas. Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria José!

      Eu também gosto muito do sabor e acho que são perfeitas assadas ou em purés.
      E para o ano quero ver se também as coloco na minha horta.

      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  2. Anónimo15:31

    Olá Joana :) venho aqui confessar que (são muitíssimas as vezes) me sinto uma ignorante na cozinha, apesar de cozinhar todos os dias.
    Não sei o que são Pastinacas, Alcachofras de Jerusalém ou Tupinambo, nunca comi quinoa, rabanete ou beterraba.
    Não tenho qualquer receio de experimentar mas....não calha.
    Acabo por fazer sempre as mesmas coisas e as mesmas compras (mesmo que seja no mercadinho)!
    Isto é só um desabafo. As suas receitas dão mesmo vontade de experimentar, mas acho que há muita gente que cozinha repetitivamente e não sai dos mesmos sabores. Não é fácil :) mas obrigada pela ajuda frequente!

    Catarina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Catarina,

      Eu compreendo. Às vezes é preciso disponibilidade para experimentar coisas novas. Não vale a pena comprar sem depois perder algum tempo a pesquisar receitas para saber como utilizar da melhor forma.
      Agora quanto a não comprar pastinacas, alcachofras de jerusalém,,, eu percebo. Nem sempre são fáceis de encontrar.
      Agora beterrabas e rabanates há em todo o lado e é mesmo uma questão de não calhar!
      Catarina, inspire-se e não tenha receio de arriscar! Faça por calhar e depus conte-me o resultado!

      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  3. Ainda não encontrei pastinacas à venda. Tenho pena porque gostava imenso de provar.
    A sopa tem um ar muito apetitoso.


    ______________________
    Ana Teles | blog: Telita na Cozinha

    feedly - bloglovin' - Facebook


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana Teles,

      Nos supermercados ornais - pelo menos aqui em Coimbra - não se encontram.
      Só costumo mesmo ver à venda no cercadinho e mesmo assim durante um curto período de tempo. Mas vale a pena provar.

      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  4. Anónimo23:00

    Uma bela sopa! Pontualmente, vejo as pastinacas à venda no Pingo Doce, e já comprei no Amor Bio (Praça de Alvalade, Lisboa) a um preço mais simpático do que no supermercado, assim como o funcho. E já vi umas bem bonitas numa loja de produtos regionais na Rua de Entrecampos (Lisboa). Para mim é mais fácil encontrá-las em Lisboa, do que na zona onde moro. Tenho pena que sejam um pouco caras, relativamente ao resto dos legumes. Já as usei em sopa, mas não com esta combinação. Quando as encontrar à venda, irei experimentar esta sopa. Um grande beijinho, Sara Oliveira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sara,

      Experimente mesmo esta sopa. Para mim foi uma agradável surpresa.

      Um beijinho.
      Joana

      Eliminar
  5. que bela sopinha!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era mesmo boa Susana.

      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar

Imprimir