Chutney de Pêra e Abóbora


Como é hábito de muitos e muitos anos, os cabazes cheios de mimos que oferecemos todos os anos aos nossos amigos e familiares começam, lentamente a ganhar forma.
Há já algumas coisas preparadas, muito ao sabor do que vai havendo ou chegando cá a casa. Ainda durante o verão prepararam-se algumas compotas, nomeadamente de pêssego e de morangos. Já em Setembro, início do Outono, marmelada e doce de abóbora com nozes. A minha horta deu-me muitos rabanetes e assim surgiu a ideia de fazer uns pickle de rabanetes (receita aqui)e entretanto já fiz também um licor de chocolate (receita aqui) que é sempre uma boa sugestão.
Surge agora um chutney, que não sendo uma novidades nos cabazes costuma ser bem recebido. E a culpa deste chutney é dos cunhados Rita e Tó, que chegaram cá a casa com um carregamento de pêras (e castanhas e maçãs…) apanhadas por eles e com a ajuda das minhas sobrinhas. Por essa altura havia também cá em casa um pedaço de abóbora da minha horta comunitária Terra Fresca e assim se juntou o útil ao agradável e surgiu este chutney que fará parte de alguns dos meus cabazes.
Aos poucos se vão construindo as minhas prendas de natal. Aquelas que realmente gosto de oferecer. Aquelas que me fazem amar o Natal, e me fazem colocar um pouco de mim naquilo que dou aos outros. Aos poucos os meus cabazes vão tomando forma, cheios de cores e de sabores e de partilhas. Para que, ao chegarem aos seus destinatários sejam recebidos, lembrados e partilhados. Porque isto sim, é espírito de Natal. (E não pensem que é precoce falar do Natal. Estamos a 29 dias!)

(E ainda há algumas vagas para o Workshop de Cabazes de Natal no Porto: Será nos Workshops pop-up, na Rua do Almada dia 29 ou 30 de Novembro, pelas 15h e poderão inscrever-se ou informar-se através de info@workshops-popup.com)

Ingredientes:

1 kg de pêras em descascadas e sem caroço cortadas em pedaços pequenos
500g de abóbora descascada e limpa de pevides cortadas em pedaços pequenos
1 cebola roxa grande
500g de açúcar
500ml de vinagre de vinho branco ou de sidra
1 colher de chá de gengibre em pó
1 colher de chá de cominhos em pó
1 colher de chá de canela em pó
1 colher de chá de grãos de mostarda
1 colher de chá de coentros em grão
sal q.b.

Preparação:

Coloque todos os ingredientes numa panela grande e mexa bem. Deixe levantar fervura e reduza o lume deixando cozinhar em lume brando até a fruta estar bem madura e o chutney ter atingido o ponto.
Coloque o chutney ainda quente em frasquinhos previamente esterilizados, e coloque-os de cabeça para baixo para ganharem um vácuo natural, durante cerca de 30 minutos.
Decore os frascos a gosto e ofereça como presente.
(Sirva como acompanhamento de queijos ou de patês, em folhadinhos de queijo, como acompanhamento de carnes assadas ou grelhadas)


Bom Apetite!



20 comentários :

  1. Bom dia Dª Joana,
    Também eu estou a fazer, ou a tentar fazer, cabazes para oferecer, seguindo as suas preciosas indicações :) Ao ver a receita de hoje, questiono se pode indicar o site onde arranja as etiquetas personalizáveis a computador. Gentilmente já facultou alguns links mas nenhum permite fazer a personalização. Beijinhos e votos de felicidades.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lipa,

      Estas etiquetas - e onde há dezenas de templates todos gratuitos para download e editáveis e para todas as ocasiões - vieram do worldlabel.com (pode de procurar por free printable labels no google e escolher a entrada que remete para o site wordl label)
      Espero ter ajudado,
      Um beijinho
      Joana

      PS - e por favor, não me trate por Dª Joana. Joana basta. :)

      Eliminar
  2. Olá! também gostava de saber onde fez as etiquetas? Estão lindas!!!! beijinhos e Obrigada pelo blog inspirador.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Joana,

      tal como respondi acima: Worldlabel.com.

      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  3. Muito bom! Também no Cem Manias se vão preparando os cabazes, e passar aqui é colher ideias excelentes...Um grande beijinho e obrigada. Manuela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Manuela,

      Obrigada. É mesmo assim. Partilhar com todos e colher ideias uns dos outros.
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  4. Huuuuuuuummmmmmmmm!!!!!
    Sempre que dou uma espiadinha em seu blog, fico com “água na boca” com todas as Delicias que vejo.
    Beijos Márcia (Rio de Janeiro - Brasil)
     
    http://decolherpracolher.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Márcia.

      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  5. Joana fiz ontem este chutney...uma delícia. Vou guardar para consumir daqui a um mês, dizem que fica com o sabor mais intenso devido às especiarias. Obrigada pela receita :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria José,

      Sim, qualquer chutney fica melhor depois de umas semanas de repouso para desenvolver os sabores.
      Espero que goste.
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  6. Olá Joana! Quero muito experimentar este chutney, mas aqui na minha zona já corri os supermercados todos e não encontro grão de coentros a venda!! Será que me pode ajudar e dizer se posso substituir por coentros moídos?
    Obrigada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sofia,

      Por vezes os coentros em grão são difíceis de encontrar. Se não encontra não coloque. sem problema. E pode colocar um pouquinho de coentros em pó.

      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
    2. Sofia, fiz o chutney com coentros frescos :) Não encontrei coentros em grão, como tinha na horta coentros, cortei muito miudinho e meti na panela...deu sabor e não se vê. Joana, desculpe ter alterado a receita, mas está uma delícia.

      Eliminar
    3. Maria José,

      Repita comigo: As receitas servem para ser alteradas, modificadas e transformadas em função do que temos em casa.

      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
    4. Obrigada Joana :)

      Eliminar
  7. Excelente ideia para presente de Natal.

    ______________________
    Ana Teles | blog: Telita na Cozinha

    feedly - bloglovin' - Facebook


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade. Há chutney deste nos meus cabazes deste ano!

      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
    2. liliana azevedo15:34

      Ola Joana.
      Quando diz que o chutney tem de atingir o ponto quer dizer o quê? Quanto tempo demora mais ou menos. Obrigado

      Eliminar
  8. liliana Azevedo15:37

    Ola Joana.
    Quando diz que o chutney tem de atingir o ponto quer dizer o quê? Quanto tempo demora mais ou menos. Obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Liliana,

      Atingir o ponto é, tal como nas compotas, ficar preso. Depois de ferver cerca de uma hora. Coloca um pedacinho de chutey num prato e passa com uma colher ou o dedo. Se "abrir uma estrada" que não se une de imediato, está no ponto.

      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar

Imprimir