Cheesecake Cozido de Caramelo


Andava há imenso tempo para fazer um cheesecake cozido. Normalmente os chessecakes que faço são as versões de semi frio, com natas e leite condensado e queijo creme e as caldas tradicionais de frutos vermelhos ou lemon curd por cima.
Desta vez, resolvi arriscar numa receita diferente e, apesar de todos terem gostado, eu pessoalmente acho que continuo a preferir as outras versões.
Fica também aqui a sugestão.

Ingredientes:

180g de bolachas digestivas ou de aveia
70g de manteiga
400g de queijo creme
100ml de natas
200g de leite condensado cozido + 100g para a cobertura
2 ovos

Preparação:

Triture as bolachas e junte a manteiga ligeiramente derretida. Misture bem e forre uma forma de fundo de mola com cerca de 22cm de diametro. Leve ao frigorifico a prender.
Entretanto misture o queijo creme com as natas, os 200g de leite condensado cozido e os dois ovos até obter uma misture homogénea. 
Verta sobre a base e leve ao forno previamente aquecido a 170ºC com ventilação durante cerca de 45 m ou até o cheesecake estar cozinhado.
Desenforme depois de frio.
Quando estiver completamente arrefecido, cubra com o restante leite condensado cozido.


Bom Apetite!

3 comentários :

  1. Ficou com um aspecto mt guloso! De vez em quando tb faço dos cozidos (versão americana) e gosto. Bjinhos.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo23:19

    Parece ser delicioso!
    Não sou grande apreciadora de cheesecake, o do tipo semi-frio, embora tenha gostado de um bolo de queijo genovês que fiz que lembra o cheesecake cozido.
    Este parece ser "demasiado" doce (em termos pessoais), não só pelo leite condensado cozido na massa e na cobertura, como pela "doçura" das natas e queijo creme, além das bolachas na base.
    Fico com a ideia, embora acho que com um creme simples cozido e depois coberto com um pouco de caramelo salgado,daria aquele "efeito UAU", ou mesmo um pouco de caramelo líquido na massa simples para aromatiza-lo ligeiramente (aqui estou a recordar um leite creme com caramelo que se costuma fazer em casa).
    Não desista do cheesecake assado! Existem várias variantes dele, em termos de base t(massa de tarte, de bolo, lêveda, ou a de bolacha), ou mesmo sem a base.
    A referência que tenho é o tal bolo de queijo que fiz e um cheesecake assado que comi, e o que refordo é os cremes não eram muito doces, e lembravam uma queijada gigante.
    Será algo para experimentar, possivelmente com algumas alterações.

    Um grande beijinho,
    Sara Oliveira

    ResponderEliminar
  3. Aspecto visual maravilhoso... parabéns !!

    ResponderEliminar

Imprimir