Tarte de Lemon Curd e Frutos Vermelhos


Em tom de brincadeira, chamamos à nossa casa a “Casa do Povo”. Porque é o local onde acabamos sempre por nos juntar, quer seja com a família, quer seja com os amigos. Todos sabem que basta aparecer. Seja os pais que aproveitam para uma bebida fresca no jardim, quando vêm trazer o Zé Maria no dia da semana em que este fica com eles, sejam os vizinhos (e amigos) que passam para dizer olá acompanhados por uma courgete de 3 quilos e ainda provam uma fatia de bolo, sejam os cunhados que aparecem no final da tarde com uma caixa de “Somersby” fresquinha, para desfrutar debaixo da pérgula enquanto lanchamos qualquer coisa, ou os amigos que aparecem e trazem a carne e o vinho para um churrasco agradável. A nossa “Casa do Povo” é um verdadeiro local de convívio, onde tentamos que todos os momentos sejam felizes e para aproveitar. Porque tantas vezes nos esquecemos que a vida passa a correr e devemos fazer mais, muito mais, do que nos queixarmos do trabalho, do país, da crise, dos impostos, do calor ou da chuva. Ainda quase ninguém (aqui do nosso grupo de amigos) foi de férias, mas isso não nos impede de aproveitarmos todos os fins de semana como se estivéssemos de férias. Há piscina insuflável para os miúdos, mas que os mais crescidos também aproveitam para se refrescar. Há manta na relva, rede na árvore, e o tempo agradável que nos deixa aproveitar o jardim da nossa casa.
Haja vontade de receber os amigos e a família, de fazer muito com pouco, de realmente aproveitar a vida. De nos queixarmos menos e de vivermos mais. De chegar ao final do fim de semana e sentirmo-nos não com vontade de ir trabalhar, mas com o sentimento de que aproveitámos ao máximo os dois dias. Que fugimos à rotina. 
Se ainda não estão de férias, aproveitem bem o fim de semana que se aproxima! E já agora aproveitem para experimentar esta deliciosa e fresca tarte!

Ingredientes:

1 receita de Curd de limão (usei esta)
1 placa refrigerada pronta a usar de massa quebrada 
350g de frutos vermelhos a gosto (usei morangos e mirtilos)
açúcar em pó q.b. e hortelã para decorar

Preparação:

Forre uma tarteira com fundo amovível com a massa quebrada e pique-a com um garfo. Coloque depois papel vegetal por cima, e cubra com feijão seco ou arroz e coza a base da massa em forno previamente aquecido, cerca de 35 minutos ou até a massa estar cozida e dourada. (O feijão seco ou o arroz é usado para fazer peso sobre a massa durante a cozedura, de maneira a que esta não enfole e coza mais uniformemente.)
Retire a base do forno e deixe arrefecer completamente, retirando-a cuidadosamente da forma e deixando arrefecer sobre uma grelha.
Depois de completamente arrefecida, coloque a base da tarte num prato de servir e recheie a tarte com o curd de limão.
Lave bem os mirtilos e os morangos, seque-os bem em papel absorvente e retire os pés aos morangos. Cubra toda a tarte com os frutos vermelhos e decore com a hortelã.
Antes de servir polvilhe com o açúcar em pó.


Bom Apetite!

Claras com Doce de Ovos (receita também em video)


A receita da mãe do meu amigo Tiago. Uma receita tão simples que só leva três ingredientes: ovos e açúcar. (Ou quatro, se colocarem um bocadinho de canela por cima)
Para quem gosta de receitas com doce de ovos é realmente uma perdição, para além de ser uma sobremesa perfeita para quando se tem convidados inesperados, pois prepara-se em minutos com ingredientes que, de uma maneira geral todos temos sempre em casa. Mais simples era impossível.
Talvez por isso tenha pensado que era uma boa receita para filmar e publicar também em video.
Um novo video (e voltamos ao formato antigo, sem voz, até conseguirmos “resolver” a questão do som) que espero que gostem e se atrevam a experimentar.



Ingredientes para 4 pessoas:

4 ovos
150g de açúcar
50 ml de água
canela em pó q.b.

Preparação:

Separe as gemas das claras. 
Num tacho coloque as gemas com a água e 100g de açúcar e mexa bem. Leve-as a cozinhar em lume brando, mexendo sempre até que o doce de ovos engrosse. Retire do calor e continue a bater mais um pouco para arrefecerem. Reserve.
Coloque depois as claras numa taça e junte-lhes 50g de açúcar. Bata-as com a batedeira elétrica até que as claras fiquem em castelo. Divida-as depois por quatro tacinhas.
Leve depois as tacinhas ao forno previamente aquecido a 200ºC durante cerca de 10 minutos ou até as claras subirem e ficarem douradas.
Retire depois as tacinhas com as claras do forno e regue-as generosamente com o doce de ovos - eu gosto de fazer um buraco ao centro das claras e despejar aí um pouco de doce de ovos.
Se gostar polvilhe com um pouco de canela em pó!


Bom Apetite!

Bifes de Carne Marinhoa com Batata Assada com Raitha


Já aqui falei várias vezes da minha preocupação constante em consumir carne e peixe da melhor qualidade que posso. Através da minha amiga Joana, descobri, aqui bem perto, a Associação de criadores de raça Marinhoa. São uma Associação que desenvolve a atividade na zona de Aveiro a Coimbra, com um Produto de Origem Protegida (DOP) devidamente certificado.
Além disso aceitam encomendas (mínimo de 10kg, mas podem dividir com amigos e família, vejam aqui como podem encomendar) e fazem entregas ao domicílio. E a carne? Bem a carne é maravilhosa. Vê-se que é muito fresca - desculpem o realismo mas a cor dela e o sangue não deixam enganar - além de ser realmente muita saborosa. 
Eu que tento sempre comprar carne certificada, de origem nacional e de qualidade fiquem muito satisfeita com mais esta descoberta que, partilho aqui, porque sei que muitas mais pessoas procuram, tal como eu comer alimentos de melhor proveniência e mais sustentáveis.
O meu lema é que é preferível comer menos vezes, menor quantidade mas de melhor qualidade.
E para acompanhar estes deliciosos bifes de carne marinhoa, que não precisam de grandes temperos para brilharem (aqui foram apenas grelhados na brasa com um pouco de sal!) umas batatas assadas no forno com uma fresca Raitha, numa combinação diferente, mas muito agradável. Aliás, esta foi a ementa com que recebi os meus pais num destes fins de semana para almoçar.
Foi tudo muito elogiado, nomeadamente a carne, pois esperei para ver os comentários deles antes de lhes dizer a origem da mesma!
Coisas simples, frescas e com a melhor qualidade possível. Haverá algo melhor para uma refeição em família?



Ingredientes para 6 pessoas:

1,5kg de bife de vaca (usei a carne Marinhoa DOP, certificada)
6 batatas médias (pode usar batata doce)
sal e pimenta q.b.
250g de iogurte grego
1 pepino
2 pés de hortelã

Preparação:

Lave bem as batatas esfregando.as com uma escova. Seque-as com um pano e pique-as depois com um garfo. Tempere com sal grosso, e envolva cada uma das batatas em papel de alumínio. Coloque-as depois num tabuleiro e leve-as a assar em forno previamente aquecido a 180ºC até que as batatas fiquem macias.
Para a Raitha, retire uma parte da casca do pepino e rale-o. Coloque-o depois num escorredor de rede e tempere-o com sal, deixando a escorrer para libertar uma parte da água, durante cerca de 30 minutos. Ao fim desse tempo esprema bem o pepino para libertar a maior parte da água e junte ao iogurte grego envolvendo bem. Pique finamente a hortelã e acrescente-a ao preparado de iogurte e pepino. Retifique de sal e pimenta e reserve no frigorífico até servir.
Entretanto vá preparando as brasas e grelhe os bifes  até ficarem a seu gosto - mais ou menos passados - temperando-os de sal apenas quando a colocar na grelha.
Sirva os bifes com as batatas temperadas com a Raitha, deixando que cada um “desembrulhe” a sua batata, a abra ao meio e coloque a raitha a seu gosto. Sirva também uma salada verde colorida!


Bom Apetite!

Bifinhos do Lombo na Frigideira com Alho e Alecrim


Os dias “maiores” por causa das mais horas de sol, são talvez o que mais gosto do verão. Este calor abrasador que se faz sentir, deixa-me mole e com menos vontade para os inúmeros projetos que queria aproveita para fazer.
Os dias podem ser grandes, mas mesmo assim há alturas em que parecem que passam a correr, e não nos deixam fazer metade do que tínhamos planeado. Acabo inevitavelmente a pensar nas férias e contar os dias que faltam para rumarmos a sul para aproveitar a praia e o calor, e os dias passarem a ter outra forma e outras rotinas. Já começo a sentir o cheiro do mercado, das bancas do peixe, dos senhores da banca da fruta que nos reconhecem todos os anos e vão acompanhando assim a família a crescer, da simpatia da senhora do talho e do cheiro a maresia que sentimos todos os dias... 
Ainda faltam uns dias e a cozinha ainda anda em modo de rotina. Hoje, com uns bifinhos com sabor a alho e alecrim.

Ingredientes para 2 pessoas (com sobras)

350g de lombo de porco cortado em bifinhos finos
1 limão
2 pés de alecrim fresco
3 dentes de alho
sal e pimenta q.b.
2 colheres de sopa de manteiga ou azeite
1 colher de chá de colorau

Preparação:

Tempere a carne com sal, pimenta, os dentes de alho laminados finos, o sumo de limão e o colorau. Envolva bem e deixe a marinar algum tempo, idealmente de um dia para o outro.
Coloque depois o azeite ou a manteiga na frigideira e deixe aquecer. Junte depois os bifinhos  e acrescente metade das folhas d alecrim bem picadinhas. Deixe cozinhar de ambos os lados, e quando estiverem dourados, acrescente a marinada e deixe ferver uns minutos em lume brando até reduzir.
Coloque os bifinhos no prato de servir, regue com o molho e polvilhe com o restante alecrim picado.
Sirva com uma salada variada e colorida.


Bom Apetite!

Salada de Meloa, Tomate e Presunto com Molho de Mel e o vencedor do passatempo KASA


E finalmente anuncio o vencedor do passatempo KASA. 
Nunca é fácil encontrar em vencedor, entre tantas boas frases e quadras, e é sempre uma pena não puder escolher mais dois ou três, o que torna a tarefa ainda mais difícil. Mas, como se sabe, apenas um pode ser o vencedor. E desta vez os versos escolhidos vão para o João Pedro Sousa, de Leiria, com os seguintes versos:

“É quase hora de almoço e a fome já aperta!
Abro a janela da cozinha e deixo o verão entrar.
O forno não vou ligar, isso é coisa certa!
Mas a dúvida permanece, então o que hei-de preparar?


Sinto o cheiro das flores da rua e o calor também. Que brasa!
Num dia quente destes, só apetece grelhados e salada!
É isso! Vou estrear o grelhador que escolhi dos produtos Kasa.
E para beber: uma água aromatizada, bem gelada!”

Entre o tema do calor e do verão, e das quadras escolhidas, segue uma fresca salada de meloa, presunto e tomate para ajudar a refrescar. Excelente para uma entrada diferente ou simplesmente um jantar mais leve.

Ingredientes para 2 pessoas:

75g de presunto em fatias finas
1/2 meloa madura e doce
15 tomates cereja variados
manjericão fresco q.b.
Molho de Mel:
3 colheres de sopa de azeite extra virgem
1 colher de sopa de vinagre de vinho
1 colher de chá de mel

Preparação:

Lave bem os tomates e corte-os ao meio. Descasque a meloa e corte-a em fatias ou em cubos. Disponha a meloa e o tomate num prato ou travessa e, à volta coloque as fatias de presunto rasgadas com as mãos. Junte depois o manjericão, espalhando-o sobre a salada.
Prepare o molho misturando todos os ingredientes e batendo com um garfo ou batedor pequeno até emulsionar.
Mesmo antes de servir, verta a mistura sobre a salada.
Ideal para uma entrada num jantar numa noite fresca de verão.



Bom Apetite!

Bolo de Courgete com Cerejas e Limão


Apesar do calor, o forno continua a ligar-se, e os bolos para o fim de semana continuam a sair da cozinha.
Como as courgetes começam a estar em abundância na cozinha - trazidas quer pelo Paulo e pela Cláudia da horta dos pais do Paulo, quer pelo Nuno, da horta da mãe - há que as ir utilizando.
Os bolos de courgete já há muito que deixaram de ser novidade. Com chocolate, numa combinação que nunca desilude, laranja, mirtilos, passas, limão ou nozes. Os bolos com courgete ficam húmidos, são sempre deliciosos e, apesar de algum torcer de nariz inicial, todos se rendem a eles.
Hoje a combinação é diferente. Com cerejas e limão ambos também na estação, e que resulta num bolo muito bonito depois de aberto, pintalgado com o vermelho das cerejas e o verde da courgete que usei, como sempre, com a casca. Um bolo que se come sem esforço nenhum e que desaparece rapidamente - mas mesmo que dure uns dias, fica sempre húmido, fofo e delicioso!
E com uma fatia de bolo e um chá bem gelado, desejo-vos um excelente fim de semana!


Ingredientes:
(chávena usada com 220ml de capacidade)

4 ovos
2 chávenas de açúcar
200g de manteiga à temperatura ambiente
2 chávenas bem cheias de courgete ralada
200g de cerejas previamente descaroçadas
1 limão
3 chávenas de farinha
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
açúcar em pó q.b. para polvilhar

Preparação:
Bata os ovos com o açúcar e a manteiga, cerca de 3 minutos com uma vara de arames, ou com a batedeira eléctrica. Depois, já sem a batedeira acrescente a courgete, a raspa da casca do limão e as cerejas e envolva bem.
Noutra taça misture a farinha com o fermento e o bicarbonato de sódio e envolva depois, aos poucos e poucos na mistura anterior até ficar com uma massa lisa e sem grumos.
Coloque a massa numa forma de bolo com buraco, previamente untada e polvilhada com farinha e leve a cozinhar em forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 50 minutos.
Deixe arrefecer na forma uns minutos antes de desenformar.
Decore depois de frio com um pouco de açúcar em pó e mais raspas de limão.


Bom Apetite!

Coleslaw de Couve e Maçã (com Maionese Caseira)


Hoje é dia e mais uma receita em video! Espero que estejam a gostar.  Ainda estamos numa fase de ver o que resulta melhor, e os vossos comentários são sempre bem vindos para podermos melhorar, e ir de encontro a uma formula que resulte e passe o verdadeiro sentido deste videos: como é simples, fácil  e rápido cozinhar pratos saborosos para todos os dias!
Hoje o video trás uma melhoria (ou uma novidade mas ainda em fase de experimentação, portanto está longe de estar perfeito!), que espero que gostem. Além disso tem um extra - ou seja, demostra como podem tão facilmente fazer uma deliciosa maionese em casa com a ajuda de uma varinha mágica. Para quem ainda tinha dúvidas podem ver como faço a minha maionese. Uma receita infalível!
Mas a receita de hoje é uma simples salada colorida e cheia de vegetais, que ultimamente tenho feito muitas vezes, com uma ou outra variante. E que tem sido um dos acompanhamentos favoritos para os jantares e almoços de churrasco que tem havido aqui por casa, para desenjoar de arroz de feijão, batatas fritas ou da tradicional salada de alface e tomate.
Sendo assim, aqui fica mais esta sugestão e o novo video.



Ingredientes para 6 pessoas:

150g de couve branca (pode ser couve coração ou couve lombarda)
100g de couve roxa
1 maçã verde (Granny Smith)
1 cenoura média
50g de nozes
50g de passas (ou arnados, figos ou alperces em cubinhos)

150g de maionese caseira (receita aqui)

Preparação:

Com a ajuda de uma mandolina (usei o meu Borner - que adoro e recomendo!) corte em juliana fininha a couve branca e a couve roxa e coloque-as numa saladeira. Junte depois a cenoura ralada, assim como a maçã também ralada com a casca.
Acrescente as nozes e as passas e misture bem. Por fim, envolva bem a maionese e coloque no frio até servir!
Acompanha carnes assadas ou grelhadas e é uma opção diferente para um acompanhamento dos churrascos de verão!


Bom Apetite!

Imprimir