Bacalhau Gratinado com Brócolos


Voltar à minha cozinha depois de duas semanas, é sempre uma aventura. As compras ainda só foram feitas a meio gás, o cabaz de legumes habituais da Dona Rosa só chega esta tarde, e salvam-se o jantar com as coisas que gosto sempre de ter congeladas. Um pacote de brócolos para qualquer emergência e as postas de bacalhau demolhadas e congeladas prontas a usar. (e um pacote de natas ácidas que tinha congelado antes de ir de férias porque acabei por não usar no que estava previsto!) Com quase mais nada saiu o jantar - de forno  e apesar do calor. Porque nesta coisa de voltar às rotinas, aproveitei também para fazer pão e outras coisas que gostamos muito de ter cá por casa. Aos poucos começamos a entrar nos “eixos” apesar de ainda estarmos com a “engrenagem”  no sítio.
E depois de vários pedidos a receita do bacalhau. Tão simples, mas delicioso.



Entretanto aproveito para vos convidar para este Sábado, dia 25 de Agosto, às 17h,  estarem comigo, a Convite da Câmara Municipal de Leiria, no Centro Azul - Biblioteca da Praia de Pedrógão para uma conversa informal acerca de livros e comida e a apresentação do “Família e Amigos à Mesa”. Conto com a vossa presença.

Ingredientes para duas pessoas:

2 postas finas de bacalhau (usei rabo e as badanas laterais)
1 cebola
1 dente de alho
1 folha de louro
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.
400g de brócolos (usei congelados) 
150g de natas ácidas (ou natas normais ou outra variedade de natas à vossa escolha)

Preparação:

Coza o bacalhau em água a ferver durante apenas dois minutos. Desligue o lume e deixe mais cinco minutos. Retire, deixe arrefecer e limpe de peles e espinhas. Reserve.
Coza os brócolos a vapor com um pouco de sal. Reserve.
Pique finamente a cebola juntamente com o dente de alho e leve a alourar num pouco de azeite com a folha de louro. Junte o bacalhau desfiado e deixe cozinhar tudo durante uns minutos. Junte depois os brócolos cozidos e, com a colher de pau envolva e parta-os, deixando que se misturem com o bacalhau. Retifique de sal e pimenta e envolva metade das natas ácidas.
Divida a mistura por pratos que possam ir ao forno e por cima disponha as restantes natas.
Leve ao forno previamente aquecido a 180ºC até que fique dourado.
Sirva com uma salada verde.


Bom Apetite!

Pataniscas de Chouriço


Acabaram as férias a sul. Agora são mais 15 dias com os miúdos em casa, à espera que Setembro comece e que recomece a escola do Zé. E este ano o António também se vai juntar ao irmão!!!
Além dos programas possíveis com 3 miúdos pequenos, há que começar a pensar em rotinas, e a organizar o ano... Setembro torna-se agora um início de ano, tal como Janeiro.
Mas até lá, ainda estamos em modo férias, e os dias ainda são sem regras, sem grandes horários e de muitas brincadeiras. 
Talvez por isso a receita de hoje seja também ainda a pensar em petiscos de férias, que confesso que ainda não entrei no modo das rotinas semanais. Mas hoje espero voltar às minhas preparações das receitas semanais e partilhar, como habitualmente, no instagram! Passem por lá!



Entretanto aproveito para vos convidar para este Sábado, dia 25 de Agosto, às 17h,  estarem comigo, a Convite da Câmara Municipal de Leiria, no Centro Azul - Biblioteca da Praia de Pedrógão para uma conversa informal acerca de livros e comida e a apresentação do “Família e Amigos à Mesa”. Conto com a vossa presença.

Ingredientes para 4 pessoas:

1 chourico ou linguiça de carne
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
7 colheres de sopa de farinha
2 ovos
150ml de água com gás ou cerveja
1/2 cebola
1 raminho de salsa

Preparação:

Comece por retirar a pele ao chouriço e pique-o num robot ou picadora.
Entretanto junte os ovos com a farinha, a água ou cerveja e tempere de sal, pimenta e com um pouco de azeite. Misture bem até obter uma massa lisa e acrescente depois a salsa e a cebola previamente picadas finamente e depois o chouriço. Misture bem até obter uma massa lisa e sem grumos e nem muito grossa nem demasiado líquida. (Se necessário acrescente mais líquido ou um pouco mais de farinha.)
Frite as pataniscas em colheradas, óleo vegetal quente, até que fiquem bem douradas, virando-as para que cozinhem uniformemente. Escorra sobre papel absorvente.

Bom Apetite!


Mousse de Lima e Coco


Porque nas férias também há espaço para sobremesas. Sobremesas descomplicadas, de juntar tudo em cinco minutos e não ter de ligar o forno. E principalmente de coisas frescas. com fruta. E que sejam o final perfeito e refrescante num dia de calor.
Esta mousse tem a combinação de tudo isso, e ainda de dois sabores que casam na perfeição. Coco e lima. É sucesso garantido!!!
Espero que gostem!

Ingredientes:

500g de iogurte grego natural
7 limas
1 lata de leite condensado
1 lata de leite de coco
lascas de coco q.b.

Preparação:

Numa taça grande misture o iogurte grego com o leite de coco, o leite condensado e o sumo e raspa de 6 limas. Misture até ficar bem incorporado. Coloque em tacinhas e leve ao frigorífico cerca de 2 horas.
Decore depois com rodelas finas de lima e o coco tostado.


Bom Apetite!

Bifaninhas em Bolo do Caco com Cebola Caramelizada


Férias é tempo de receber amigos. De receitas simples. De não pensar em dietas. De sangria. De cerveja fresca. De gin e caipirinhas. De refeições decomplicadas. De comer com as mãos. 
E esta é uma das minhas receitas que combinam com tudo isso. E é para mim a melhor receita de bifanas para fazer em casa. Estas foram um sucesso nos workshops, e são sempre um sucesso cá em casa. Comida para partilhar. E viva às férias!

Ingredientes para 4 unidades:

4 bifanas grandes
vinho branco q.b.
sal e pimenta q.b.
1 folha de louro
1 colher de sobremesa de mostarda
1 colher de sopa de molho inglês
4 bolos do caco
3 cebolas pequenas
1 raminho de tomilho
2 colheres de sopa de salsa picada
azeite q.b.
2 colheres de sopa bem cheias  de manteiga
4 dentes de alho

Preparação:

Comece por temperar as bifanas com sal, pimenta,e dentes de alho picados, o louro e o vinho branco.
Entretanto leve ao lume a um pouco de azeite. Deixe aquecer e adicione as bifanas deixando fritar bem de ambos os lados. Quando as bifanas estiverem cozinhadas, acrescente a mostarda e o molho inglês, o resto da marinada e deixe apurar. Retire e reserve.
Prepara a manteiga de alho. Misture a manteiga com os dentes de alho picados e com a salsa e misture bem. Reserve.
Corte depois as cebolas em rodelas ou meias luas finas leve ao lume juntamente com um pouco de azeite, louro, sal e o tomilho. Deixe fritar em lume brando até a cebola estar cozinhada e junte depois um pouco do molho onde fritou as bifanas.
Torre ligeiramente o bolo do caco. Barre com a manteiga de alho. Disponha depois a bifana e um pouco da cebolada. Se gostar junte ainda uma fatia de queijo.


Bom Apetite!

Fanecas Fritas com Arroz de Grelos


Não sei bem porque é que as fanecas são um peixe tão pouco apreciado. Talvez seja porque faneca que é faneca se come frita - e Deus nos livre do peixe frito - ou porque tem algumas espinhas e claro que é sempre melhor o peixe com menos espinhas, principalmente para arranjar para as crianças. Ainda assim, a faneca tem outras vantagens que para mim se sobrepõem grandemente a estas “desvantagens”. É um peixe de mar, da nossa costa, e é um peixe de pequeno porte e portanto menos sujeito às “contaminações” dos peixes de grande porte, como o atum, salmão e outros. Além disso é um peixe que, sendo peixe de mar, é bastante em conta. Ah, mas tem de se comer frito... Confesso que não conheço outra maneira de fazer fanecas - se alguém conhecer agradeço as partilhas! Mas cá em casa, entre comer peixe de mar frito (e nós fritamos peixe em azeite!) a comer continuamente peixe de aquicultura grelhado, damos a mão à palmatória e lá comemos umas fanecas fritas de vez em quando. Porque é óptimo variar nas espécies de peixe que consumimos, e ter atenção a não consumir apenas peixes de aquicultura. Sardinhas, cavala, carapau, faneca,... são peixes até bastante em conta, e sempre se varia do salmão, robalo e dourada de aquicultura que continuam a ser dos preferidos da maioria dos consumidores. Deixo-vos a sugestão de darem uma oportunidades à faneca. Estas vieram da Peixinho da Lota e em conversa, percebi que são peixe “non grata”. Acho que vou criar o #GIVEACHANCETOFANECA

ingredientes para 4 pessoas:

800g de fanecas amanhadas
sal q.b.
farinha de milho q.b.
azeite para fritar

Arroz de grelos
1 cebola pequena
2 dentes de alho
200g de grelos já cozidos e escorridos
1 chávena (220ml) de arroz carolino
3 chávenas (220ml) de água a ferver
azeite q.b.
sal q.b.

Preparação:

Comece por fazer o arroz de grelos. Leve um tacho ao lume com um pouco de azeite e junte a cebola e os dentes de alho picados. Deixe refogar um pouco e junte o arroz. Deixe fritar tudo por uns minutos e junte depois os grelos cozidos. Envolva bem, junte a água a ferver, tempere de sal. Reduza o lume para o mínimo e deixe cozinhar cerca de 10 a 15 minutos ou até o arroz estar cozido.
Entretanto tempere as fanecas de sal. Passe-as depois pela farinha de milho e leve-as a fritar em azeite quente até que fiquem bem douradas de ambos os lados. Escorra sobre papel absorvente.
Sirva as fanecas fritas com o arroz de grelos e uma salada de tomate. 


Bom Apetite!

Salada de Figos Frescos, Burrata e Presunto


Mais receitas frescas para as férias. Mais uma “salada” que serve de entrada e petisco ao entardecer. Sem uso de fogão e que se prepara em minutos.
Doce, salgada e cremosa tudo num só.
Uma das minhas opções favoritas para mesas de férias sem trabalho e com alimentos frescos e saborosos e outra das nossas preferidas.
Nada a saber, mas aqui fica a sugestão.
Quem se atreve a fazer e partilhar?

Ingredientes para 2 a 4 pessoas:

1 burrata (se não encontrarem usem mozarella fresca)
8 fatias finas de presunto
8 figos frescos
folhas de manjericão fresco q.b.
azeite extra virgem q.b.

Preparação:

Lave bem os figos e corte-os em quartos dispondo-os numa travessa ou prato de servir.  Rasgue depois, com as mãos a burrata e espalhe-a pelos figos. Faça o mesmo depois com as fatias de presunto, rasgando-as sobre os outros elementos da salada.
Por fim, disponha as folhas de manjericão e regue com o fio de azeite e se quiser uma pitada de pimenta moída na hora.
Sirva de imediato.


Bom Apetite!

Waffles de Banana e Milho


As panquecas e as waffles tornaram-se parte das nossas rotinas de pequenos almoços de fim de semana e de férias. Os miúdos gostam bastante, ficam saciados por imenso tempo, e são simples de preparar sem recorrer a açúcar ou ingredientes menos bons. Estas têm na base apenas 3 ingredientes, apesar de ter juntado umas framboesas que estavam perdidas no congelador à massa - o que é opcional).
Eu fiz na máquina das waffles, mas poderiam ter sido feitas como panquecas na frigideira anti aderente. Podem ser feitas de véspera e servidas na manhã seguinte. Ou congeladas entre folhas de papel vegetal e aquecidas diretamente na torradeira. (Uma dica para os tempo de regresso à escola e ao trabalho!)
Uma pequena dica para a farinha de milho. Se puderem, e porque a maioria do milho que consumimos actualmente é transgénico, optem por farinha de milho biológica que em principio não será de milho modificado geneticamente....

Ingredientes para 6 waffles:

3 ovos
2 bananas médias
6 colheres de sopa de farinha de milho
50g de framboesas congeladas (opcional)

Preparação:

No copo da varinha mágica coloque as bananas partidas em pedaços, os ovos e a farinha e triture com a varinha até ter uma mistura homogéna e relativamente grossa. Se estiver demasiado grossa junte um pouco e líquido (leite, água, ou bebida vegetal). Acrescente as framboesas e envolva com a colher de pau.
Aqueça a máquina das waffles e pincele as placas com um pouco de azeite. Verta a mistura, feche a máquina e deixe cozinhar. Repita até esgotar a massa.
Sirva as waffles simples, ou com um pouco de calda de framboesas ou compota a gosto. (Fiz a calda de framboesas fervendo as framboesas congeladas com sumo de limão e uma colher de mel.)


Bom Apetite!

Imprimir