Mousse de Chocolate Deliciosa


Ter um blogue há tanto tempo - mais de 13 anos - implica que com o tempo passamos a cozinhar algumas coisas de maneira diferente e com algumas alterações.
Faço quase desde sempre a mesma receita de mousse de chocolate, que a tia do Miguel me ensinou. Mas entretanto, com o tempo, fui alterando essa receita para a fazer como agora a faço. Porque percebi que ficava igualmente bem sem o  açúcar, e com muito menos manteiga. E entretanto aquela receita já não é aquela receita e passou a ser a minha versão daquela receita inicial.
É um bocado aquilo que digo sempre nos workshops. As receitas que levo para um workshop não são para ser feitas exatamente como as partilho, e também não são minhas, As receitas deixam de ser minhas a partir do momento em que são partilhadas com outras pessoas, e passam a ser vossas assim que as fazem e lhes dão o vosso cunho pessoal. Assim que alteram um ingrediente porque não gostam ou por outra coisa que têm em casa, assim que reduzem uma quantidade de um ingrediente e aumentam outra.
É isto o que, de uma forma geral, as receitas têm de bom. Esta enorme capacidade de se mutarem e se transformarem em tantas receitas diferentes que são de toda a gente no geral e de ninguém em particular!

Mesas para Refeições ao Ar Livre “

OVAR - Furadouro - 30 de Junho: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes:

6 ovos 
200g de chocolate de culinária ou chocolate negro, dependendo do vosso gosto pessoal
50g de manteiga 

Preparação:

Parta o chocolate em pedacinhos e derreta-o no microondas ou em banho maria juntamente com a manteiga. Atenção para não deixar queimar o chocolate. Se usar o microondas derreta o chocolate durante 90 segundos, parando e mexendo o chocolate a cada 30 segundos.
Entretanto separe as gemas das claras.
Bata as claras em castelo. Reserve.
Assim que o chocolate esteja derretido junte as gemas previamente batidas com um garfo e envolva bem. Junte depois, envolvendo com cuidado as claras em castelo.
Coloque numa taça e leve ao frigorífico pelo menos duas horas antes de servir.

Sirva a mousse simples, ou para um toque diferente junte frutos vermelhos, e bolachas esmigalhada (usei as bolachas de aveia, mel e passas que publiquei a semana passada e decore a gosto com flores comenstíveis ou hortelã fresca.


Bom Apetite!

Azevias Fritas com Farinha de Milho


Os fritos não são nada usuais aqui em casa. E nesse capítulo acho que o peixe frito é ainda o que faço com mais frequência, uma ou duas vezes por mês. Gostamos de pescadinhas de rabo na boca (marmotas), petinga e carapauzinhos fritos, e às vezes umas fanecas... peixes que se comem essencialmente fritos. E, ocasionalmente acho que nada disso é um exagero. E vamos também variando os peixes que comemos aqui por casa - porque preferimos o peixe de mar e da nossa costa ou o que aquacultura sustentável.
Em relação ao peixe frito... nada mais simples. Cá em casa fritamos em azeite próprio - pois estamos a tentar deixar de consumir óleos refinados e que são apenas usado em raras situações - e sempre me farinha de milho, o que dá ao peixe uma textura maravilhosa em relação ao uso da tradicional farinha de trigo.
Quanto às azevias - também conhecidas como línguas - são uma espécie de linguados. Estas que vieram do Peixinho da Lota, eram pequeninas e portanto pouco mais davam para fazer do que fritar! Mas cá em casa todos gostaram muito. E eu gosto cada vez mais desta facilidade de receber um cabaz de peixe fresco e variado em casa. Mais alguém já experimentou?!

Mesas para Refeições ao Ar Livre “

OVAR - Furadouro - 30 de Junho: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes para 4 pessoas:

1 kg de avezias preparadas e limpas
sal q.b.
farinha de milho q.b. (eu uso farinha de milho biológica)
azeite para fritar

Preparação:

Tempere o peixe com sal e deixe tomar gosto.
Retire o excesso de humidade do peixe com a ajuda de uma toalha de cozinha, e passe depois o peixe pela farinha de milho, retirando o excesso, sacudindo-o.
Leve o peixe a fritar em azeite quente, virando-o, de modo a que fique dourado e crocante.
Escorra sobre papel absorvente.
acompanhe com arroz de ervilhas e brócolos cozidos a vapor.


Bom Apetite!

Almôndegas de Batata Doce com Amêndoa


O fim de semana foi bom, quase a parecer férias, com direito a tempo bastante simpático até, mas no domingo a chuva chegou - até parece que para não termos pena de irmos para casa - e ao que parece vai manter-se neste inicio de semana! Um verão que começa a parecer outono, mas vamos lá a ter esperança que o bom tempo vai chegar e ficar!
Entretanto deixo-vos uma  receita que faço algumas vezes, na primeira vez para aproveitar sobras de arroz, mas que gostamos tanto que já repeti muitas outras.
A receita original é uma versão vegan servida com alga wakame e maionese vegan. mas cá em casa servimos como acompanhamento e também como refeição sem carne nem peixe. Gosto bastante de as servir com molho de tomate caseiro ou manionese caseira de caril e alho.

“Mesas para Refeições ao Ar Livre “

OVAR - Furadouro - 30 de Junho: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes para cerca de 30 almôndegas:

500gr Batata Doce assada ou cozida
300gr Arroz cozido - usei carolino
140gr Aveia fina
Sal e pimenta q.b.
amêndoas picadas q.b.
Maionese para servir.

Preparação:

Triture a batata doce num processador ou robot de cozinha, e quando a batata estiver em puré junte o arroz cozido misturando até ficar uma mistura homogénea.
Coloque depois numa taça e adicione a aveia misturando bem com as mãos.
Tempere com sal e pimenta e envolva tudo novamente.
Façam depois pequenas bolas com as mão e passem as almôndegas pela amêndoa picada.
Coloque num tabuleiro e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 10 a 15 minutos para torrar a amêndoa.
Retire do forno e coloque no prato de servir juntamente com um pouco de maionese ou de  molho de tomate.
Sirva ainda quente.


Bom Apetite!

Lasanha de Frango e Beringela com Bechamel de Couve Flor


Esta semana voltou a não haver meal prep cá em casa. Para nós é uma semana mais curta, pois vamos amanhã passar uns dias fora, e por isso mesmo não valia apena fazer uma preparação apenas para 2 dias!
Quando isso não acontece, aproveito sempre para despachar algumas coisas pré preparadas no congelador. Foi o caso desta semana, Almôndegas prontas - que basta colocar a estufar num molho de tomate e acompanhar com brócolos que tenho sempre congelados (compro brócolos congelados que tenho sempre disponíveis para acompanhamento). E depois tinha também congeladas sobras de frango que já estava cozinhado e desfiado. No frigorífico tinha 1 beringela, tomate, couve flor, queijo mozarella... e portanto foi muito fácil lembrar-me de preparar uma lasanha de beringela e frango.
E assim, enquanto as almôndegas do jantar de segunda feira cozinhavam lentamente no molho de tomate, a lasanha foi tomando forma.
Só um pequeno a parte com o “bechamel” de couve flor! Tenho visto versões diversas de “bechamel2 de couve flor, e até de outros legumes em vários sites e blogues que promovem alimentação mais vegetal e/ou livre de gluten e laticínios, bem como em alimentação mais low carb. É realmente uma boa alternativa, mas é principalmente uma optima forma de incluir mais legumes na nossa alimentação, de uma forma menos evidente. Faz mesmo quase as vezes de um bechamel tradicional. E vale a pena experimentarem.

“Mesas para Refeições ao Ar Livre “

OVAR - Furadouro - 30 de Junho: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes para 4 pessoas:

400g de frango desfiado
1 beringela
2 tomates maduros
1/2 couve flor
2 dentes de alho
1 folha de louro
1 lata de leite de coco
sal e pimenta q.b.
200ml de molho de tomate caseiro (ou de compra!)
noz moscada q.b.
1 bola de mozarella fresca
ervas secas a gosto q.b.
azeite q.b.


Preparação:

Descasque a beringela usando um descascador de legumes. Corte depois a beringela em fatias finas e tempere de sal. Numa frigideira anti aderente coloque um fio de azeite e cozinhe a beringela até que fique bem macia. Repita até ter cozinhado toda a beringela. Reserve
Para o bechamel de couve flor, separe a couve flor em floretes pequenos e coloque num tachinho. Junte depois o leite de coco, os dois dentes de alho e a folha de louro e leve a cozinhar em lume brando, até que a couve flor esteja bem macia. Quando estiver cozinhado, retire o louro e, com a ajuda da varinha mágica triture bem até obter uma mistura que se assemelha a um molho bechamel. Tempere a gosto com sal, pimenta e noz moscada e reserve.
Corte depois o tomate bem maduro em fatias finas assim como a mozarella.
Monte depois a lasanha.
No fundo de um tabuleiro coloque metade do frango. Cubra com metade de molho de tomate caseiro e com algumas rodelas de tomate fresco e de mozarella. Por cima disponha metade das fatias de beringela. Cubra com o restante frango, molho de tomate, tomate e por cima o resto da beringela. Cubra a beringela com o resto da mozarella e por fim termine com o bechamel de couve flor. Polvilhe com umas ervas secas a gosto e leve ao forno, previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 30 minutos, até que fique dourado.
Sirva com brócolos cozidos ou com uma salada verde.


Bom Apetite!

Bolachinhas de Aveia, Mel e Passas


A minha querida leitora Sara, chamou-me a atenção para estas bolachas. E eu, assim que tive oportunidade de as fazer, coloquei mãos à obra.
Sábado de manhã, miúdos entretidos com os legos no sotão. Forno quente porque tinha estado a fazer e ia fazer a queijada de batata doce... Era desculpa sustentável para rentabilizar o forno e assim fazer ainda as bolachas da Leonor do Flagrante Delícia!
As bolachas são realmente deliciosas e viciantes. E vale muito a pena duplicar a receita, porque estas vão embora num instante!
E eu, que há tanto tempo não fazia bolachas, recomecei com uma receita maravilhosa!

“Mesas para Refeições ao Ar Livre “

OVAR - Furadouro - 30 de Junho: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes para cerca de 16 bolachas:

100g de manteiga amolecida
45g de açúcar
45g de flocos de aveia finos
45g de passas
50g de mel
1\2 colher de chá de bicarbonato de sódio
120g de farinha

Preparação:

Coloque a manteiga e o açúcar numa taça e bata com uma colher de pau até obter uma mistura cremosa. Junte depois a aveia, as passas e o mel e misture bem.
Junte depois a farinha e o bicarbonato e envolva bem até obter uma massa homogénea,
Coloque a massa em papel vegetal, formando um rolo com cerca de 20 cm de comprimento. Enrole bem a massa no papel vegetal e leve ao frigorífico até que fique bem firme
Corte depois o rolo da massa em fatias do mesmo tamanho e coloque, sem sem necessário ficarem muito espaçadas num tabuleiro previamente forrado com papel vegetal. Prense as bolachas com um garfo. 
Leve a cozinha,r em forno previamente aquecido a 180ºC, durante cerca de 12 minutos.
Retire do forno, coloque com a ajuda de uma espátula sobre uma grelha e deixe arrefecer completamente antes de as guardar num recipiente hermético.


Bom Apetite!

Queijada de Batata Doce


O fim de semana passou a correr. A reta final dos workshops que estão mesmo a acabar só para voltarem lá para Outubro. Ainda falta Ovar, mas só mesmo no final do mês.
Entretanto preparamos as mini férias que estão a chegar, pois esta semana para nós só tem 3 dias! Vamos aproveitar mais um fim de semana grande com os miúdos!
E há também tempo para partilhar algumas das iguarias que saíram cá de casa durante o fim de semana. Esta queijada de batata doce foi mesmo um sucesso. Daquelas receitas simples e de que não há quem não goste!
Até porque é sempre bom começar a semana de maneira doce!

“Mesas para Refeições ao Ar Livre “

OVAR - Furadouro - 30 de Junho: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes :

300g de batata doce cozida a vapor (eu usei roxa, daí a cor estranha da minha tarte, mas podem usar qualquer variedade)
6 ovos
250g de açúcar
40g de manteiga derretida

Preparação:

Coloque a batata doce já cozido e ligeiramente arrefecida num liquifificador ou robot de cozinha. Misture os ovos, o açúcar e a manteiga derretida e misture tudo até obter uma massa homogénea.
Unte com manteiga uma forma redonda sem buraco com cerca de 22 cm de diâmetro, e verta a mistura cuidadosamente.
Leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 25 minutos ou até a queijada estar cozinhada.
Retire do forno e deixe arrefecer antes de desenformar.
Depois de fria polvilhe com açúcar me pó.


Bom Apetite! 

Pãezinhos com Mostarda e Salsicha


Estes pãezinhos foram  um sucesso por aqui. A massa é adocicada, macia e muito fofa e muito fácil de fazer. E o recheio de salsichas e mostarda é uma combinação vencedora. São bons para congelar e depois ir tirando conforme as necessidades. Bons para um piquenique, lanche na praia, na escola, para levar numa viagem. Para um lanche ajantarado ou numa festa de miúdos. 
Já tinha publicado a receita destes pãezinhos aqui no blogue, com recheio de banana e chocolate... mas acho que ainda gosto mais com esta combinação mais salgada. Também ficam deliciosos recheados com queijo e fiambre. Mas usem a vossa imaginação e façam o recheio da vossa preferência!
Espero que gostem. É uma óptima receita para testar no fim de semana!

Próximos Workshops:

“Mesas para Refeições ao Ar Livre “

PORTO - 16 de Junho: Workshops Pop Up Porto, 11h30 (Inscrições aqui)

OVAR - Furadouro - 30 de Junho: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes para cerca de 12 unidades:

250ml de leite ou bebida vegetal de aveia 
1 saqueta (7g) de levedura seca - tipo fermipan
80g de açúcar mascavado
120g de manteiga
3 ovos + 1 para pincelar
600g de farinha 
sal q.b.
mostarda q.b.
6 salsichas hot dog
sementes de sésamo q.b.

Preparação:

Aqueça ligeiramente o leite ou bebida vegetal, até que fique morna, e acrescente o fermento. Mexa até dissolver. Reserve.
Numa taça coloque a farinha, o açúcar e uma pitada de sal. Misture bem. Abra uma cova ao centro e misture o leite ou bebida vegetal com o fermento dissolvido, os 3 ovos previamente batidos e a manteiga derretida. Amasse bem até formar uma bola (se necessário acrescente um pouco mais de farinha). 
Numa superfície enfarinhada amasse a massa até que fique macia e elástica. Coloque na taça, tape com uma toalha ou película aderente e deixe levedar num local morno até duplicar de volume.
Estenda depois a massa com cerca de 1,5cm de altura e corte-a em 12 quadrados mais ou menos do mesmo tamanho.
Corte as salsichas ao meio. Barre cada um dos quadrados com mostarda e recheie depois com meia salsicha.
Enrole depois cada um dos quadrados como se fosse uma torta e feche as pontas pressionando bem (se necessário pincele as pontas com um pouco de água para fecharem melhor)
Pincele depois cada uma dos pãezinhos com o ovo batido e polvilhe com sementes a gosto. Deixe leveda mais 15 minutos.
Leve depois ao forno previamente aquecido a 200ºC cerca de 15 minutos.
Retire do forno e deixe arrefecer sobre uma grelha.


Bom Apetite!

Imprimir