Bolinhas de Manteiga de Amendoim e Aveia


Nos dias que correm, a “moda” da alimentação saudável, entrou definitivamente no universo da alimentação e da culinária.
Goste-se mais ou menos, não há quem não saiba o que são os leites alternativos de aveia e amêndoas, as sementes de chia e bagas goji, as farinhas de trigo sarraceno ou de espelta, as sementes de linhaça e o óleo de coco.
E é também cada vez mais fácil encontrá-los à venda na maioria dos supermercados, pelo menos nas cidades onde temos 4 ou 5 grandes superfícies diferentes onde encontrar estas coisas.
Eu confesso que gosto muito de algumas coisas, e menos de outras. E também porque dentro desta “moda” há alimentos mais “super” do que outros, cujas propriedades estão mais do que comprovadas. E é o caso de alguns dos meus favoritos como a aveia, o abacate, os frutos secos, algumas farinhas, as sementes de linhaça e a manteiga de amendoim (para quem não sabe eu adoro manteiga de amendoim e sou capaz de comer colheradas daquilo…)
Tenho também um carinho especial por leite de amêndoas, e acho que as papas de aveia preparadas com este leite ficam bem melhores do que preparadas com leite dito normal.
Não temos todos que gostar do mesmo, nem cozinhar com os mesmos ingredientes, e muito menos “pregar a mesma religião”. Mas isso não quer dizer que, no nosso dia a dia não possamos incluir alguns alimentos diferentes e de “modas”. Há uns anos atrás a rucula quase não era utilizada, e agora quase que não há quem não a utilize. E vejo que se usa agora muito mais batata doce e abacate do que há dois ou três anos atrás. 
Também a comida pode e deve sofrer influências e tendências. Não deixa de ser curioso.
No entanto, para algumas pessoas que moram fora dos locais onde a oferta é maior, há muita dificuldade em encontrar alguns ingredientes. Foi por isso, que quando a Myprotein (http://pt.myprotein.com) me contactou, achei que uma loja online onde se podem facilmente encomendar estes e outros produtos são sempre uma mais valia para aquelas pessoas que desistem de experimentar coisas novas porque simplesmente não as encontram à venda nos locais onde moram.
A receita que vos trago hoje, vai um bocadinho na corrente desta nova “moda” alimentar, e fez sucesso num showcooking que preparei por altura do natal. Desde essa altura que tenho a receita para partilhar aqui, mas parece-me que agora é a altura ideal.
Esta receita realmente simples, em que basta misturar tudo e já está - não precisa de ser cozinhada, nem nenhum ingrediente necessita de pré cozedura - leva um ingrediente que eu adoro e que está mais do que nunca na moda: manteiga de amendoim.
Os senhores da Myprotein foram muito simpáticos e enviaram-me um pote de 1 kg de manteiga de amendoim que tem uma característica fantástica que não se consegue na maioria das manteigas de amendoim que encontramos à venda: é 100% amendoim e não tem adição nem de açúcar, nem de outras gorduras. E é realmente deliciosa.
E assim, como elogio à manteiga de amendoim, a snacks mais “saudáveis”,  e à Myprotein, segue a receita.





Ingredientes para cerca de 25 bolinhas:
(chávena usada com cerca de 220ml de capacidade)

1/2 chávena de manteiga de amendoim
1/3 de chávena de mel
1/2 chávena de coco ralado - mais para enrolar
1 chávena de aveia - flocos finos
1/4 chávena de pepitas de chocolate
1/4 de chávena de passas

Preparação:

Misture todos os ingredientes até obter uma massa. Tenda depois bolas do tamanho de nozes e, se gostar, passe-as por um pouco mais de coco ralado, e coloque-as em forminhas de papel frisado.
Coloque-as no frigorífico antes de servir.


Bom Apetite!



Lombinho de Porco no Tacho à Portuguesa


No dia em que preparei este lombinho de porco, tive um ajudante especial na cozinha. O Zé Maria adora ver as pessoas a cozinhar. Pede sempre colo porque quer ver a ação onde ela decorre. pede a colher de pau porque também quer mexer, e pede constantemente “outo faquino” (de especiarias), porque adora mexer-lhes, e tentar tirar-lhes a tampa enquanto pensa que está a colocar coisas no tacho ou na panela.
Ultimamente temos também de ter um cuidado especial de cada vez que ligo o forno. Não porque lhe abra a porta ou por perigo de se queimar, mas porque adora colocar a temperatura do forno no máximo - os botões estão ao alcance dele - e, muitas vezes, sem eu dar conta, algo que está calmamente a cozinhar a 180ºC de repente passa para os 250ºC e eu só reparo quando me começa a cheirar a queimado… (Felizmente tenho conseguido salvar tudo, ainda que os scones no post de sexta-feira estejam mais escuros que o desejável por obra do Zé Maria e do seu especial interesse em cozinhar com o forno no máximo).
Este lombinho foi então cozinhado com o Zé Maria ao colo, sem perder pitada da acção e a tentar acrescentar coisas lá para dentro, desde a colher à chupeta dele.
No final estava bom, apesar do mau jeito que é cozinhar apenas com uma mão livre….



É já sábado, dia 7 de Março, o workshop de “Receitas para Brilhar nas suas Festas”, pelas 10h, na Quinta do Ribeiro, em Antuzede - Coimbra. O workshop inclui, além de cerca das  12 receitas que vamos preparar, o almoço com bebidas incluídas e ainda outros mimos habituais. As inscrições são limitadas. Para mais informações e inscrições: workshopsquintaribeiro@outlook.com


Ingredientes para 2 pessoas:

1 lombinho de porco pequeno
3 dentes de alho
1 folha de louro
1 colher de sobremesa de massa de pimentão
sal e pimenta q.b.
150ml de vinho branco
1 colher de sopa de banha de porco
1 colher de sopa de azeite
coentros frescos q.b.

Preparação:

Corte o lombinho de porco em fatias finas, com cerca de 1cm, e coloque-o numa taça. Tempere-o com os dentes de alho picadinhos, a folha de louro, a massa de pimentão, o sal e a pimenta e regue com o vinho branco.
Deixe ficar um pouco a marinar
Leve um tacho ao lume com o azeite e a banha e deixe aquecer.
Escorra os pedaços de lombinho da marinada e deixe-os fritar rapidamente até que fiquem louros. Junte depois a marinhada no tacho e deixe cozinhar em lume brando até o molho apurar, cerca de 10 minutos.
Antes de servir polvilhe o lombinho com os coentros frescos picados e sirva com arroz branco ou batatas fritas, e uma salada verde.


Bom Apetite!

Calzone de Queijo, Fiambre e Cogumelos


Hoje não trago uma verdadeira receita. É uma alternativa rápida e simpática para um jantar de domingo. Uma pizza fechada, que dá pelo nome de calzone.
Fiz o recheio simples, com aquilo que tinha em casa, até porque o Zé Maria também comeu um bocadinho de um calzone pequenino que preparei para ele.
É então apenas uma sugestão, uma ideia, de como podem preparar esta versão de pizza recorrendo a massa de padaria - ou preparando vocês a massa de pizza ou pão em casa - e usando um pouco de polpa de tomate, queijo e fiambre para o recheio, coisas que, de uma maneira geral estão quase sempre disponíveis nas nossas casas.
A sugestão vale o que vale, e o recheio pode ser tudo aquilo que quiserem. Também gosto de usar restos de frango com alho francês e queijo, mozarella, tomate e manjericão, atum e milho doce, ou sobras de legumes assados e mozarella para uma versão vegetariana.
Mais uma vez a vossa imaginação e a as sobras do vosso frigorífico são o limite.
E com pouco mais do que massa de pão temos mais uma refeição perfeita para evitar desperdícios.



É já sábado, dia 7 de Março, o workshop de “Receitas para Brilhar nas suas Festas”, pelas 10h, na Quinta do Ribeiro, em Antuzede - Coimbra. O workshop inclui, além de cerca das  12 receitas que vamos preparar, o almoço com bebidas incluídas e ainda outros mimos habituais. As inscrições são limitadas. Para mais informações e inscrições: workshopsquintaribeiro@outlook.com


Ingredientes para 2 pessoas:

200g de massa de pão/pizza (podem usar uma massa caseira ou comprar massa de pão na padaria)
6 colheres de sopa de polpa de tomate ou polpa de tomate frita
6 fatias finas de fiambre
80g de queijo ralado
50g de cogumelos frescos laminados
oregãos secos q.b.

Preparação:

Divida a massa em duas bolas e estenda-as, com a ajuda de um rolo da massa numa superfície enfarinhada até ficar com dois discos fino de massa.
Pincele depois a polpa de tomate sobre toda a massa e em metade da massa coloque o fiambre cortado em pedaços. Cubra depois com o queijo ralado, divida os cogumelos e polvilhe com os oregãos. Dobre a restante massa sobre o recheio, de modo a ficar com uma espécie de pastel em forma de meia lua, e dobre as bordas para dentro cuidadosamente até que fiquem bem fechadas.
Coloque os calzone num tabuleiro forrado com papel vegetal e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC até a massa estar dourada e cozinhada.
Sirva ainda quente com uma salada verde.


Bom Apetite!


Frango Assado com Laranja e Batata Doce


Influenciada por uma fruta da estação, e por um workshop que de dedicou apenas a receitas com laranja, eis que no fim de semana saiu um frango assado muito aromático e perfumado, com o aroma da laranja a inundar toda a casa.
Além de sobremesas, bolos, biscoitos, bolachas e sumos naturais, a laranja é perfeita para complementar carnes, principalmente pato, frango e carne de porco, bem como peixes mais gordos, como o salmão e a cavala (usado em molhos ou escabeches).
Por aqui complementou-se o doce da laranja com a batata doce, numa refeição de que todos gostamos.
E por aí? Também se cozinham pratos salgados com laranja? O que costumam fazer?





É já sábado, dia 7 de Março, o workshop de “Receitas para Brilhar nas suas Festas”, pelas 10h, na Quinta do Ribeiro, em Antuzede - Coimbra. O workshop inclui, além de cerca das  12 receitas que vamos preparar, o almoço com bebidas incluídas e ainda outros mimos habituais. As inscrições são limitadas. Para mais informações e inscrições: workshopsquintaribeiro@outlook.com.

E já estão escolhidos as duas receitas finalistas do passatempo Chef de Família Hotpoint. Foram muitas as participações e foi bastante difícil conseguir decidir quais as duas finalistas. Parabéns a todos pelas excelentes receitas enviadas, mas apenas duas poderiam ser escolhidas.
Nesta caso, parabéns à Catarina Perdigão, pelo seu Bolo de Beterraba, Cenoura e Laranja, e à Helena Vistas Pereira pelos seus Gnocchi de Abóbora e Limão com Queijo feta e pinhões.

Ingredientes para 4 pessoas:

1 frango com cerca de 1,200kg
3 batatas doces médias
1 cebola
2 dentes de alho
1 raminho de alecrim
1 laranja sumarenta
sal e pimenta q.b.
azeite q.b.
100ml de vinho branco
piri-piri moído q.b.

Preparação:

Tempere o frango, por dentro e por fora com sal e pimenta. Corte a laranja em quartos e coloque-a dentro da cavidade do frango assim como o raminho de alecrim e dois dentes de alhos esborrachados. Junte também um pouco de piri-piri a gosto e com fio de cozinha ou um utensílio próprio, ate as pernas do frango para que mantenha a sua forma e para que o recheio da cavidade não escape.
No fundo de um tabuleiro ou pires coloque a cebola em rodelas não muito finas. Por cima coloque o frango, e à volta deste disponha as rodelas de batata de doce cortadas em rodelas não muito finas. (Pode utilizar as batatas com casca ou, se preferiri, descascar as batatas).
Tempere as batatas com um pouco de sal e regue as batatas e o frango com um pouco de azeite e com o vinho branco.
Tape bem com papel de alumínio e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 1h. Ao fim desse tempo retire o papel de alumínio e deixe cozinhar durante mais 30 minutos, para que fique bem douradinho. (Dependendo do drago que usar, poderá necessitar de mais tempo de forno.)
Retire o frango do forno e deixe-o repousar cerca de 10 minutos antes de partir.
Sirva depois com uma salada verde.


Bom Apetite!

Empadão Folhado de Salmão e Couve Flor


Parece incrível que dois meses deste novo ano já tenham passado. Para mim passaram a correr… Acho que nunca me lembro de ter vivido um ano que tivesse começado de forma tão “alucinado”. Com tantas alterações, mudanças, acontecimentos e desenvolvimentos.
Estes primeiros dois meses de 2015 têm trazido uma enorme reviravolta à minha vida, além de parecer que agora tenho menos tempo para tudo.
Eu sei - ou quero acreditar . que tudo acontece por uma razão e que esta está a ser a altura certa para as alterações que se avizinham. Apesar de ninguém saber o que o futuro lhe reserva, há passos que têm de ser dados, decisões que têm de ser tomadas e, melhor ainda há que não “desperdiçar” algumas oportunidades que nos surgem. E por isso mesmo é necessário “atirarmo-nos” quase de cabeça!
Assim tem começado 2015 por aqui! E hoje, segunda feira, depois de um workshop que teve tanto de divertido como de atribulado, mas que correu bastante bem na Terra Fresca, há uma receita de salmão para começar a semana com energia.



É já sábado, dia 7 de Março, o workshop de “Receitas para Brilhar nas suas Festas”, pelas 10h, na Quinta do Ribeiro, em Antuzede - Coimbra. O workshop inclui, além de cerca das  12 receitas que vamos preparar, o almoço com bebidas incluídas e ainda outros mimos habituais. As inscrições são limitadas. Para mais informações e inscrições: workshopsquintaribeiro@outlook.com.


Ingredientes para 2 pessoas:

2 lombinhos de salmão - de preferência selvagem
sal e pimenta q.b.
2 colheres de sopa de polpa de tomate
1 cebola pequena
2 dentes de alho
azeite q.b.
100ml de natas
1 colher de sopa de salsa picada
queijo parmesão ralado na hora
200g de couve flor
1/2 rolo de massa folhada fresca pronta a usar - usei retangular
1 gema para pincelar

Preparação:

Pique a cebola com os dentes de alho e leve a alourar num pouco de azeite. Acrescente depois a polpa de tomate e o salmão partido em cubos e deixe refogar uns minutos. Tempere de sal e pimenta a gosto e junte as natas e a salsa picada. Envolva bem e reserve.
Entretanto coza a couve flor a vapor ou em água temperada de sal. Assim que estiver macia retire do lume e, se necessário escorra-a.
Num recipiente que possa ir ao forno e á mesa coloque o salmão e o molho. Por cima disponha a couve flor e polvilhe-a com um pouco de queijo parmesão ralas na hora. Cubra tudo com a massa folhada, prendendo bem nas bordas do recipiente, e faça-a uns cortes para que saia o vapor durante a cozedura da massa.
Pincele com a gema de ovo e leve ao forno previamente aquecido a 180ºC até a massa estar folhada e dourada.
Sirva de imediato com uma salada verde.


Bom Apetite!



Scones de Mirtilo


Começar o dia com o forno ligado e uma mesa posta e composta para o pequeno almoço é para mim a melhor forma de começar o dia. Mas, raramente isso é possível e deixo esses “acontecimentos” para datas mais especiais ou fins de semana vagarosos, em que ha vontade e disponibilidade de começar assim o dia. 
Como ando vontade de uma manhã assim, sugiro estes scones, que se preparam rapidamente, para comera o dia. Ou em alternativa para um lanche delicioso ao final da tarde. Esta é a sugestão parai fim de semana.

Das outras sugestões, relembro o atelier de culinária dedicado às laranjas que será já amanhã na horta Terra Fresca, pelas 15h. A Essência do Vinho, no Porto e ainda inscreverem-se para o workshop de dia 7 de Março, pelas 10h, na Quinta do Ribeiro, em Antuzede - Coimbra, com o tema “Receitas para brilhar nas suas festas”. Poderão inscrever-se em workshopsquintaribeiro@outlook.com.






Ingredientes para 8 scones:
(adaptado de “Simple Honest Food” - Bill Granger, página 50)
(chávena usada com 230ml de capacidade)

2 chávenas de farinha 
6 colheres de sobremesa de açúcar
1 colher de sobremesa de fermento
100g de manteiga
1/2 chávena de mirtilos (usei congelados)
2 ovos + 1 para pincelar
100ml de natas

Preparação:

Misture a farinha com o açúcar, o fermento e uma pitada de sal até estarem misturados. Coloque depois no robot de cozinha e misture a manteiga fria e cortada em cubinhos, e misture tudo com o robot de cozinha até estar ainda com alguns pedaços de manteiga mal misturados.
Coloque a mistura numa taça e acrescente agora os dois ovos batidos e as natas e misture rapidamente com uma colher, mas sem trabalhar a massa em demasia.
Passe os mirtilos por um pouco de farinha e com as mãos misture-os à massa.
Coloque depois a massa numa superfície enfarinhada e forme um quadrado. Corte o quadrado em quartos e depois cada quarto ao meio na diagonal de modo a formar um triangulo.
Transfira os scones para um tabuleiro forrado com papel vegetal e pincele-os com o restante ovo batido.
Leve a cozinhar em forno previamente aquecido a 200ºC durante cerca de 15 minutos.
Sirva ainda mornos com manteiga.


Bom Apetite!

Chow Mein de Frango e Acelgas


Por aqui continuam as receitas simples porque os afazeres têm sido mais que muitos, mas sem nunca deixar de lado sabores diferentes.
Da minha hortinha continuam a chegar alguns legumes de inverno - acelgas, brócolos roxos, nabos, couves de bruxelas - e continuo a ter cenouras, coentros, salsa, chicória, alho francês. Não é muita coisa, mas sempre são os legumes que eu semeie e colho com tanto gosto.
Tenho agora ervilhas e favas a crescer, assim como mais brócolos, couve coração, couve flor, alfaces, beterrabas, couve rábano e outras coisas que agora não me lembro. Mas estou desejosa de começar a semear e plantar os legumes de verão, com a sua cor e abundância…
As acelgas que apanhei esta semana acabaram na sopa do Zé Maria e nesta massa chinesa, apesar de não me parecer que as acelgas façam parte da culinária asiática ligaram muito bem e deram cor ao prato. Se não tiverem acelgas experimentem com qualquer outro legume de folhas verdes, como espinafres ou qualquer variedade de couve.

Acaba já este sábado, dia 28 de Fevereiro o passatempo Chef de Família Hotpoint. Se ainda quiserem participar, não se esqueçam de enviar uma receita com legumes e citrinos até dia sábado para o email aminhadieta@hotmail.com

E se quiserem conhecer a horta Terra Fresca (em Bencanta - Coimbra), e participar num workshop dedicado ao tema da Laranja, já sabem que basta inscreverem-se, até hoje, para o seguinte mail geral.terrafresca@gmail.com





Ingredientes para 2 pessoas:

125g de noodles de ovo
1 peito de frango
2 colheres de sobremesa de óleo de sésamo
óleo vegetal q.b.
2 dentes de alho
100g de acelgas
2 colheres de sopa de molho de sopa
1 colher de sopa de vinho do Porto
sal e pimenta q.b.

Marinada:
1 colher de sopa de molho de soja
1 colher de sopa de vinho do porto
1 colher de chá de óleo de sésamo
sal e pimenta q.b.

Preparação:

Corte o peito de frango em tiras finas e tempere-o com os ingredientes da marinada. Deixe então a marinhar alguns minutos.
Entretanto coza os noodles em água a ferver temperada com um pouco de sal, durante 4 ou 5 minutos, até que estejam cozidos.
Escorra bem, passe os noodles por água fria e tempere-os com 1 colher de sobremesa de óleo de sésamo.
Aqueça depois um wok ou uma frigideira e acrescente um pouco de óleo vegetal até que esteja bem quente. Junte depois as tiras de frango escorridas da marinhada e deixe-as saltear durante dois ou três minutos até que fiquem cozinhadas. Retire do lume para um prato e reserve.
Deixe o wok voltar a aquecer e junte um pouco mais de óleo vegetal - cerca de 1 colher de sobremesa - e junte o alho picadinho deixando fritar uns segundos. Acrescente depois as acelgas previamente lavadas e cortadas numa juliana grossa e deixe saltear uns minutos até que comece a murchar. Junte agora os noodles já cozinhados, o molho de soja, o vinho do porto e tempere com um pouco de sal. Salteie mais uns minutos e acrescente as tirinhas de frango envolvendo tudo muito bem e deixando cozinhar mais uns minutos. Junte a restante colher de sobremesa de óleo de sésamo e envolva bem.
Sirva de imediato.


Bom Apetite!

Imprimir