quarta-feira, novembro 16, 2011

Scones de Roquefort


Percebo que não sou normal quando começo a pensar e a preparar um jantar para 8 pessoas às 18h30 da tarde com direito a entrada, prato principal, acompanhamentos e sobremesa. Ou quando vou para a cozinha num sábado à tarde fazer um bolo e acabo a fazer o bolo, empadas, queques, o jantar e o almoço do dia seguinte. Quando tenho mais de 100 livros de culinária e mesmo assim continuo a comprar mais. Quando metade da mesa da cozinha está ocupada com uma pilha de revistas de culinária. Ou quando se passam dias em que a pouca televisão que vejo não passa do canal Food Network. Pior do que isso é mesmo ir para a cozinha à meia-noite, apenas porque me apetece cozinhar, e passado meia hora estar a comer scones quentinhos barrados com manteiga e compota, enquanto lá fora a chuva cai e a cidade está adormecida.

Ingredientes para cerca de 12 scones pequenos:

100g de queijo roquefort
250g de farinha
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
sal q.b.
200ml de leite
1 colher de sopa de vinagre

Preparação:

Junte o vinagre ao leite e deixe repousar cerca de 15 minutos.
Entretanto junte a farinha, o sal e o bicarbonato de sódio e misture bem. Esfarele o queijo roquefort para dentro da taça da farinha e com os dedos incorpore-o bem. Acrescente depois o leite, aos poucos e poucos, e vá misturando a massa com a ponta dos dedos até a sentir a despegar das paredes da taça. Eventualmente poderá não ser necessário usar todo o leite. A massa deverá ser mole mas não muito pegajosa e não a deverá amassar.
Coloque depois a massa numa superfície enfarinhada e forme uma bola que deverá achatar com as mãos até ter cerca de 3cm de altura (não deve amassar nem trabalhar a massa). Com um cortador de bolachas ou um copo corte circulos de massa e coloque-os num tabuleiro forrado com papel vegetal.
Pincele os scones com o restante leite e leve-os ao forno previamente aquecido (200ºC) cerca de 15 minutos até ficarem dourados.
Sirva como acompanhamento de sopas, com salmão fumado e manteiga ou numa versão mais tradicional com manteiga e compota (uma excelente combinação agridoce).

Bom Apetite!

22 comentários:

  1. O limite que separa a normalidade da anormalidade é um tênue traço em que a maior parte de nós está em cima do traço.
    Esses scones são simples e deliciosos adorei.
    Abraço
    Vânia

    ResponderEliminar
  2. gostava de ter um bocadinho desse teu gosto por cozinhar, sério, eu sempre que tenho de ir prá cozinha é um "frét" :)

    muito apetitosos!

    bjs

    ResponderEliminar
  3. Excelentes esses scones, ficaram perfeitinhos e com uma optima cor, gostei imenso.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. És normal sim, porque eu também sou assim (e quantas mais leitoras não serão) e portanto isso é que é ser normal :P
    Quanto a estes scones, só posso dizer que me parecem algo fenomenal... ;)

    ResponderEliminar
  5. Nós é que fazemos a nossa própria normalidade.
    Eu partilho das tuas aventuras... hehe
    Os scones estão muito apetitosos. Bjs

    ResponderEliminar
  6. hehehe devemos fazer o que nos faz sentir bem - é a nossa normalidade desde que não faça mal a ninguém!

    Adorei os scones já levo comigo 1, obrigada

    bom dia
    Paula

    ResponderEliminar
  7. Já ando para fazer scones há uma eternidade e esta receita parece-me lindamente! vou eperimentar!

    Beijinhos,
    Maria Leonor

    ResponderEliminar
  8. è tão bom ler as suas descrição e imaginá-la na sua cozinha a fazer isso tudo realmente deve ser uma pessoa maravilhosa. Obrigado pela partilha que faz connosco.

    ResponderEliminar
  9. Agora que o tempo mais frio chegou também me apetece cozinhar mais. Até dá gosto ligar o forno. Estes scones devem ser saborosos!
    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Olá, Joana!
    Parece-me perfeitamente normal. Tens o que muitas pessoas não têm: paixão pela comida, pela cozinha, pelos aromas e consequentemente pela vida e pelas pessoas que te rodeiam. Só quem nutre este apego à comida compreende realmente a vida e os que lhe são próximos.
    Eu também etnho essa paixão pela cozinha que, confesso, começou um pouco tarde.
    A última vez que fiz scones foi para um pequeno almoço na praia.
    Beijinhos.
    Paula

    ResponderEliminar
  11. Então eu tamém não sou normal :) Identifico-me plenamente com o que dizes!

    ResponderEliminar
  12. Lucia11:38

    Devem ser deliciosos!!! Podem-se fazer com mozzarela, outro queijo ou simples?^

    bj

    ResponderEliminar
  13. É tão bom estarmos apaixonadas por aquilo que fazemos!

    P.S. Porque é que os meus scones nunca ficam com esse aspecto alto e fofinho? :)

    ResponderEliminar
  14. ficaram um maximo eu adoro sou fan beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Anónimo20:42

    A normalidade pode ser banal e insonso, por isso ainda bem que há pessoas como tu!
    Esses scones parecem ser divinais, fico à espera de poder provar. ;)
    AM

    ResponderEliminar
  16. Estao lindos estes scones:)

    bjus
    Cila

    ResponderEliminar
  17. Olá,

    Anormalidade não... é mesmo paixão pela cozinha e acho muito que o faça para depois nós irmos correr para casa fazer, enquanto tivemos no trabalho a "babar-nos" em cima do computador ( que foi o meu caso).
    Só uma dúvida é obrigatório na recita utilizar o queijo?
    Um beijinho e continue
    Inês

    ResponderEliminar
  18. Muito bom aspecto, estou motinha por experimentar :)
    Dá para usar outros tipos de queijo, ou tem de ser mesmo Roquefort?

    ResponderEliminar
  19. Cara Joana,

    Descobri hoje o seu blogue e ainda nao parei de ler! Estes scones chamaram-me tanto a atencao que fui logo ao supermercado comprar os ingredientes. Tambem so uma 'anormal' que papa tudo o que é livros de cozinha e blogues haha!

    So uma curiosidade? Porque é que se mistura uma colher de vinagre ao leite? e a primeira vez que vejo aparecer numa receita e gostava de saber qual a razao da mistura.

    Isabel

    P.S. - peço desculpa pela falta de acentos, nao os tenho no meu teclado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isabel,

      Como é difícil de encontrar buttermilk à venda, pelo menos onde moro, ao acrescentar vinagre ao leite estamos a fazer uma versão caseira de buttermilk. (Porque ao usar buttermilk os scones ficam ainda melhores!)

      Espero ter ajudado,
      Joana

      Eliminar
  20. Engraçado como gostas tanto de cozinhar...estou eu aqui a ver o que vou escolher para fazer porque tu contagias esse gosto pela cozinha!
    Os meus Parabéns e continua!
    bjs

    ResponderEliminar

Poderá também gostar de:

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin