Ruivo no Tacho com Batatinhas à Portuguesa


É um desafio para mim cozinhar com peixes menos conhecidos ou que consumimos menos. No entanto é cada vez mais para mim uma preocupação, comprar peixe de mar. ainda que espécies menos “glamorosas”, do que comprar os habituais peixes de aquicultura.
Confesso que muitas vezes, quando chega o cabaz da peixinho da lota, não conheço todas as espécies nem faço de ideias de como as cozinhar. Mas temos diversificado o nosso consumo de peixe, e tenho-me safado bem nas receitas.
Desta vez, vieram dois grandes ruivos, que acabaram no tacho, numa espécie de caldeirada que todos gostaram muito.
Certamente a repetir!

Próximos Workshops:

“Mesas para Refeições ao Ar Livre “

PORTO - 16 de Junho: Workshops Pop Up Porto, 11h30 (Inscrições aqui)

OVAR - Furadouro - 30 de Junho: Colher de Chá, 10h - inscrições em geral@colherdecha.pt

Ingredientes:

2 Ruivos grandes cortados em postas (cerca de 1,5 kg no total com cabeças)
1 pimento vermelho
1 lata de tomate pelado
1 cebola
1 folha de louro
2 dentes de alho
azeite q.b.
sal e pimenta q.b.
12 batatinhas novas
50ml de vinho branco
coentros frescos q.b.

Preparação:

Pique a cebola e os dentes de alho e leve ao lume num tacho juntamente com o azeite e a folha de louro, deixando refogar. 
Corte o pimento em cubinhos pequenos e junte ao refogado de cebola, assim como os talos doe coentros picadinhos,  o tomate pelado cortado em pedaços e o vinho branco. Tempere de sal e pimenta e deixe estufar cerca de 2 minutos. Acrescente depois as postas de ruivo, e as batatinhas descascadas, tape o tacho e deixe estufar tudo lentamente, até que as batatas estejam cozinhadas. Se necessário acrescente um pouquinho de água e retifique de sal e pimenta.
Antes de servir polvilhe com os coentros picados.


Bom Apetite!

3 comentários :

  1. Anónimo15:18

    Nunca comi ruivo, embora o tenha visto no Mercado do Livramento e em aquários (Aquário Vasco da Gama e Fluviário de Mora). Não recordo de o ver na praça da minha zona.
    Há muitos peixes "desconhecidos" e que continuaram a ser "anónimos" pela "concorrência" dos peixes conhecidos e "vistosos".
    Irei estar atenta à minha praça, de forma a experimentar peixes que não são muito usuais em casa.
    A preparação tipo caldeirada é prática e simples, aplicando-se a vários tipos de peixe, ou mesmo carne.

    Um grande beijinho,
    Sara Oliveira

    ResponderEliminar
  2. Batinhas a portuguesitas? Que isso?

    ResponderEliminar
  3. Nunca comi esse peixe. Tem bom aspeto.

    Beijinhos,
    Clarinha
    https://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.com/2019/06/esparguete-com-pesto-de-atum.html

    ResponderEliminar

Imprimir