Ossos Cozidos


Tudo começou com o belíssimo lombo de porco recheado com cogumelos, castanhas e bacon,  que preparei para o meu aniversário, mas do qual não houve prova fotográfica para aqui partilhar. Desse lombo, desossado no talho, a partir de um vão de costeletas do lombo, sobraram os ossos, que também trouxe, pensando desde logo em usa-los para um caldo caseiro. Mas eis que o senhor do talho se lembra logo que “estes ossinhos são perfeitos para fazer uns ossos cozidos…” E assim vieram para casa com o intuito de preparar os ossos cozidos, que o restaurante “Zé Manel” (dos ossos!), aqui em Coimbra, tanta fama lhes deu.
Mas logo depois do meu aniversário veio o natal, depois a passagem de ano, depois aqueles dias em que nem podemos ouvir falar em comida…
E eu quase que me esquecia deles, num saquinho no congelador até que, ao tirar qualquer coisa para o jantar, voltei a pousar os meus olhos no dito saco. E assim saíram uns ossos cozidos - que por sinal ficaram muito bons - para o nosso jantar petisqueiro de domingo.



Ingredientes:

1kg de ossos da suã (ossos de espinhaço de porco)
1 raminho de tomilho
1 raminho de salsa
1 colher de chá de pimenta preta em grão
sal q.b.
1 cebola
2 folhas de louro
4 dentes de alho

Preparação:

Tempere abundantemente os ossos com sal e deixe ficar assim de um dia para o outro ou um mínimo de 6 horas.
Retire depois o excesso de sal dos ossos e coloque-os numa panela. Cubra de água e junte a cebola, os dentes de alho descascados, as folhas de louro, o tomilho, a salsa, a pimenta e tempere com um pouco de sal.
Leve a cozer cerca de duas horas, até a carne estar macia e se conseguir separar sem dificuldades dos ossos.
Escorra os ossos do caldo e sirva-os como um petisco! (Aproveite o caldo para arroz de carne ou um delicioso risotto, não se esquecendo que o pode congelar.)


Bom Apetite!

16 comentários :

  1. Sabe bem de vez em quando esse tipo de comida.

    Beijinhos,
    Clarinha

    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2015/01/bundtmania-e-quinze-dias-com-filipa.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Clara,

      É o tipode petisco que fica sempre bem.
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  2. Adoro, adoro, adoro! A minha sogra costuma fazer isso quando vamos a Mirandela. Tão bommmmm!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sandra,

      São aquele tipo de receitas tradicionais que nos trazem muitas memórias.
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  3. Anónimo09:52

    Nada se perde, tudo se transforma. Mais uma bela ideia...Relativamente, ao "canelonis" de courgete, o modo de preparação é diferente daqueles que estava a pensar, e que mencionei, mas é muito mais simples e rápida. Agora, com tantas receitas e ideias, não há desculpas para não comer legumes. Sara Oliveira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sara,

      É isso mesmo! Há ideias e soluções tão originais, praticas, económicas e simples que, quer seja comer vegetais e legumes, quer seja aproveitar e não despedaçar nada, se consegue sempre fazer coisas deliciosas.
      Grande beijinho.
      Joana

      Eliminar
  4. Por cá também fazemos esse petisco e adoramos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fátima,

      Realmente só se pode gostar disto!
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  5. Olá, Fiquei com vontade de experimentar tudo!
    Mas nunca sei a que talho ir em Coimbra... recomenda algum onde a carne e o serviço sejam bons? Queria um que fizesse também hamburgueres a nosso pedido porque em casa nunca me saem bem.. :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ana Filipa.
      Obrigada.
      Eu sou um bocadinho suspeita, mas só compro carne e peixe no Supercor. A qualidade é realmente muito boa, fazem os hamburgues com a carne que nós pedimos para picar e além disso fsão sempre muito prestáveis em aceder aos nossos pedidos, de acordo com o que necessitamos.
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  6. Anónimo11:11

    Olá Joana,

    Confesso que talvez nunca venha a experimentar esta receita...mas a sua referência ao lombo de porco recheado deixou-me muitíssimo curiosa! Não quer partilhar connosco?!
    Um bom fim de semana,

    Raquel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Raquel,

      O lombo de porco estava realmente delicioso, mas como não tirei foto naquele dia, não cheguei a partilhar a receita. Mas hei-de voltar a fazer em breve, para fotografar e partilhar. Fez realmente sucesso!

      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  7. Anónimo10:22

    na cozedura dos ossos, experimente a adicionar um raminho de hortelã. fica maravilhoso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Excelente sugestão!
      Para a próxima vou utilizar!
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  8. O Zé Manel (dos ossos) começou por ser um local onde o pessoal da faculdade ía comer, quando havia pouco dinheiro :)
    Ainda bem que se tornou um sítio de referência em Coimbra.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tekas,

      Acho que há já muitos anos que o Zé Manel dos ossos é um sítio de referência em Coimbra, ainda que sempre mais ligado à chamada tradição coimbrã.
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar

Imprimir