sexta-feira, Maio 25, 2012

Bifinhos Louros com Couves de Bruxelas Salteadas

Nem todos somos obrigados a gostar de cozinhar. Eu sei disso. Compreendo e respeito o facto de não sermos todos iguais nem de partilharmos todos os mesmos gostos. Mas depois há aquelas pessoas que fazem comentários tristes e que me tiram completamente do sério. Que olham para mim como se eu fosse uma ave rara e vivesse no século passado. Ou numa comunidade Amish. Isto tudo porque digo que faço pão em casa, iogurtes, bolos, bolachas e até comida para ter congelada e pronta a usar. Viram-se para mim e perguntam-me se nunca ouvi falar em take-away e padarias. Ou então, pior ainda, respondem-me que me dou a esse trabalho porque não devo ter mais para fazer ao tempo, e que eu precisava era de ter a vida delas. O que elas não percebem, ou não querem perceber, é que eu tenho um enorme prazer em tudo isto. E foi esse prazer que me levou a criar este blogue e que, consequentemente me deu a oportunidade de editar dois livros. E melhor ainda, que me permite, pelo menos por agora, ter um trabalho que me dá a possibilidade de não ter horários mas que principalmente, é apenas fazer o que gosto e o que me dá prazer quando quero. Isto é: cozinhar, fazer pão, bolos, bolachas e estes bifinhos louros com couves de bruxelas salteadas que estavam deliciosos. E de poder partilhar tudo com quem compreende!

Ingredientes para 2 pessoas:

4 a 6 bifinhos de porco do cachaço
3 dentes de alho
sal e pimenta q.b.
1 limão
1 folha de louro
2 colheres de sopa de whisky
tabasco q.b.
azeite q.b.
200g de couves de bruxelas (usei congeladas)

Preparação:

Tempere os bifinhos com os dentes de alho esmagados, sal, sumo de um limão e a folha de louro partida em pedaços, Deixe ficar a marinar pelo menos 15 minutos.
Entretanto coza as couves de bruxelas, preferencialmente ao vapor, mas de modo a que não fiquem demasiado cozidas. Devem estar ainda firmes quando as tirar. Corte-as ao meio e reserve.
Leve depois uma frigideira anti-aderente ao lume com 1 colher de sopa de azeite. Deixe aquecer e cozinhe os  bifinhos, juntamente com a marinada, até ficarem louros. Acrescente depois o tabasco a gosto e o whisky e cuidadosamente pegue fogo à frigideira, flambeando os bifinhos. Retire os bifinhos e reserve-os deixando os sucos todos na frigideira. Junte agora à frigideira as couves de bruxelas e deixe-as saltear juntando um pouco de pimenta.
Sirva os bifinhos com as couves de bruxelas e, se gostar, polvilhe com um pouco de coentros frescos picados. Poderá servir ainda com um pouco de arroz.

Bom Apetite!

62 comentários:

  1. Olá Joana,
    É triste essas pessoas não perceberem que são elas as erradas, não aceitam um estilo de vida diferente, mais natural, mais saudável, mais prazeroso (no meu ponto de vista).
    Humm, os bifinhos, ótima receita.
    Bom fim de semana, beijo,
    Vânia

    ResponderEliminar
  2. Não ligues a esses comentarios. Não vale mesmo a pena! Algumas pessoas nunca vão entender que podem ter imenso prazer em fazer elas proprias muitas coisas.É tão mais facil comprar já feito... pois é mas não sabe igual.
    Tu inspiras imensas pessoas todos os dias. Eu não passo um unico dia sem ver o que apareceu de novo nos teus blogs e já comprei os teus 2 livros e adoro-os. Lá em casa estou constantemente a fazer receitas tuas.... e são mesmo optimas e faceis de fazer :)
    bjs, Paula.

    ResponderEliminar
  3. Sempre ouvi dizer que "vozes de burro não chegam ao céu". Querida Joana, não ligues a esses comentários infelizes, pois cada um faz aquilo que mais gosta.
    E se o teu maior prazer é cozinhar e partilhar tudo aquilo que fazes, continua, que eu e muitas mais pessoas ficamos felizes com isso.
    Eu acompanho os teus blogues e tenho o 1º livro (ainda não tive oportunidade de comprar o 2º) e para mim, és uma grande inspiração. Quem me dera conseguir fazer metade daquilo que fazes em casa!
    Beijinhos:)
    Patrícia

    ResponderEliminar
  4. Gostei muito do texto.
    É verdade, infelizmente algumas pessoas nunca vão entender alguns prazeres da vida... Mas não podemos deixar-nos ir abaixo por causa de convicções pouco abertas a outros pontos de vista :) Eu adoro fazer coisas caseiras, mesmo quando o meu pai me chateia que é ridículo fazer massa fresca em casa, e ele também gosta muito de cozinhar.
    Gostei da receita de hoje :) (tal como sempre, aliás!)
    Beijinhos,
    Inês

    ResponderEliminar
  5. Anónimo09:46

    Bom dia,

    Embora siga os blogues e tenha os 2livros (um comprei eu, o outro ofereceu o marido!), nunca fiz comentários.

    Hoje não resisto a fazê-lo.

    Revejo-me completamente naquilo que diz!

    Estou rodeada de várias pessoas que aplicam a regra do "menor ou nehum esforço"!

    Mas depois é ouvi-las elogiar aquilo que eu faço!Em casa!

    E pedir mais (mesmo descaradamente)!E pedir receitas!

    Muitas destas encontradas neste (aliás nos dois) maravilhoso blogue, que eu considero um oásis no deserto!

    Precisamente por causa de certas mentalidades dos tempos que correm...

    Um bem-haja e bom fim - de - semana!

    ResponderEliminar
  6. Só pode ser inveja!
    Aprecio bastante aquilo que fazes e acho que é uma inspiração para muita gente.
    Todos somos livres de ter a nossa opinião, agora daí a achar que o que os outros fazem está errado .... é um total disparate.
    Acredita que cada vez ha mais pessoas a apreciar os "pequenos prazeres" da vida e os tempos actuais também nos levam a que assim seja. Eu sou cada vez mais adepta do "faça você mesmo" até porque é completamente diferente comer aquilo que nós fazemos e que sabemos o que contem do que tudo aquilo que é processado e que tem cada vez mais "ingredientes" dispensáveis e pouco saudáveis.
    Continua tu mesma pois sente-se o prazer que isso te dá :)
    Bjs do Porto, Paula

    ResponderEliminar
  7. Tânia Rodrigues09:59

    Querida Joana,
    Descobri este blogue e não mais o larguei...Acho-a uma cozinheira da vida inspiradora e uma escritora que realmente chega a todos!
    Não ligue aos comentários que fazem para a ferir...ligue sim aos comentários sempre simpáticos que colocam neste sítio e principalmente continue a fazer pão, bolos, bolachas e bolinhos porque deste lado estamos sempre muitos a saborear cada ingrediente e a aplaudir cada receita nova. Muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Helena Santos Silva10:00

    Olá Joana, sou seguidora assídua dos seus 2 blogues, que considero fantásticoas e inspiradores todos os dias... - uma "lufada de ar fresco" nos dias que correm!!! Ñ ligar às "bocas da oposição" é o que faz de melhor (pq há mta gente descontente neste mundo q ainda ñ encontrou o seu "lugar" e nem o sabe!) pois pode ter a certeza q são mtas mais as/os que seguem as suas "dicas"... Parabens pelo trabalho e continue! Bjinhos de Viana do Castelo

    ResponderEliminar
  9. Cátia10:08

    Quem me dera ter mais tempo para experimentar todas as receitas maravilhosas que publica! E se algum dia não vejo o que há de novo, de certeza que é um mau dia...
    Como disse no mail que lhe mandei , foi graças a si que comecei a cozinhar e até me tenho saído bem. Continue, Joana, que a vida está cheia de invejas, nem sempre é fácil ignorar, mas, e por experiência própria, há que aprender a sair por cima.
    Parabéns pelo sucesso e venham mais livros.

    ResponderEliminar
  10. Olá Joana,
    Revejo-me nas suas palavras... também já ouvi "desabafos sem sentido", acharem que ter um blogue é perder tempo, e até me perguntaram se não conheço as embalagens de cenoura ralada. Enfim, eu gosto de ralar a cenoura, come-la fresquinha, acabada de ralar!
    Há gostos diferentes para tudo... há quem goste de ler romances, eu gosto de ler livros de culinária.

    Parabéns pelos seus livros e pelo seu sucesso.
    Continu a partilhar com todas nós, pois eu já aprendi muito consigo.

    Bjs e bom FS

    ResponderEliminar
  11. Anónimo10:20

    Não deixa de ser divertido ver que normalmente é a "malta dos subsidios" quem se diverte a fazer comentários tristes. Sai muito mais barato e é mais divertido sermos nós a cozinhar. Adoro! Quando não se tem jeito para a pintura, é uma forma útil e gratificante de sermos criativas.Obrigada pelos posts diários. Faz parte da minha rotina ver a receita do dia e quando quero fazer qualquer coisa nova, este é o meu "motor de busca".
    Parabéns pelo bom trabalho!
    Joana Pereira

    ResponderEliminar
  12. Anónimo10:33

    Quantas pessoas neste país têm oportunidade de fazer aquilo que gostam verdadeiramente? Muito poucas... Daí que existam criaturas que tenham prazer em criticar, sempre dá para aliviar uma ou outra frustração.

    Eu não tenho muito tempo mas é rarissimo comermos uma refeição de take away. Há sempre 5 minutos para improvisar uma refeição. Ainda ontem estive à noite a preparar couve para caldo verde e espinafres que congelei e que me darão para cozinhar umas quantas vezes. Se calhar até me apetecia estar a apodrecer no sofá depois de um dia de trabalho, mas preferi estar na cozinha sabendo que posso descansar depois quando usar os legumes preparados. Enfim, cada um sabe de si e Deus de todos.

    Parabéns pelo blogue e pelos livros. Tenho os 2, já experimentei várias receitas e foram um sucesso. Fico a aguardar o 3º :)

    Helena

    ResponderEliminar
  13. José Santos10:35

    Tem um aspecto delicioso....
    adoro o seu blog acho que tem receitas muito boas e nada complicadas.
    passe por o meu Blog e siga-me http://asreceitasdodiogo.blogspot.pt/
    beijinho

    ResponderEliminar
  14. Anónimo10:37

    bom dia

    Obrigado pelo seu blog. gosto imenso. nao ligue a quem a critica. criticam pk se calhar gostavam de ter essa paixao pela cozinha e por algum motivo nao tem.

    marlene

    ResponderEliminar
  15. Anónimo10:37

    Querida Joana,
    sou leitora à muito tempo, tenho o teu 1º livro e sou leitora assidua...o que mais gosto em ti é a simplicidade, alegria que demonstras a fazer as coisas...eu não tenho assim tanto gosto na cozinha (até gostava confesso) e o tempo é pouco...mas na verdade acho que és um excelente exemplo!Já fui a este cantinho muitas vezes procurar inspiração para uma receita...e até para ver apenas o lado bom e simples da vida. Não deixes que comentarios negativos te incomodem...se não gostam não são obrigados a vir a este blog. Um beijinho Sandra

    ResponderEliminar
  16. Joana, eu compreendo-te! Tenho amigos que quando vêm cá a casa dizem que eu estou sempre na cozinha! Pois é lá que eu adoro estar, e foi por isso que mandei fazer uma cozinha enorme, porque eu adoro cozinhar, adoro experimentar...
    Esses teus bifinhos devem ser deliciosos.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Ola
    Essas mesmas pessoas devem estar a gora mesmo a roerem-se de inveja da tua vida.
    Continua e não ligues
    Bjs

    ResponderEliminar
  18. Sónia10:59

    Bom dia, Joana.

    A propósito das críticas que lhe fizeram e das críticas que se fizeram a essas críticas, deixo um verso de uma canção infantil (e, por isso mesmo, apropriada!):

    "Não é pecado ser diferente. Se toda a gente fosse igual a toda a gente, o nosso mundo era muito aborrecido!"

    Eu adoro cozinhar. Não é que cozinhe muito bem, mas invisto em livros, leio blogs, e sempre que tenho tempo e disponibilidade mental, vou para a minha linda e iluminada cozinha e cozinho: bolos, sopas, pratos, pão, iogurtes, bolachas... Tenho aprendido e quero aprender mais.
    Mas a verdade é que, nos dias mais complicados, agradeço a todos os santinhos pelas padarias, churrasqueiras, take-away e entregas ao domícilio! :)

    Bom trabalho e obrigada pela partilha!

    ResponderEliminar
  19. Catarina11:00

    Olá Joana,

    Sou uma seguidora assídua do teu blog embora nunca tenha feito nenhum comentário. Hoje faço uma excepção, em primeiro lugar para te felicitar pelo teu excelente trabalho, e em segundo lugar para te dizer que não leves em consideração essas pessoas, mas sim aqueles que te elogiam e que, como eu se sentem inspiradas cada vez que conhecem uma nova receita tua! Beijinhos*

    ResponderEliminar
  20. Anónimo11:08

    Infelizmente há muitas pessoas assim, que têm prazer em fazer comentários infelizes (como elas próprias)!
    O seu blog e as suas receitas são uma verdadeira inspiração :-) Obrigada!

    ResponderEliminar
  21. Não vale a pena dar muita importância, pois é só a opinião de quem não gosta de cozinhar e compra nos take-away. Quem cozinha todos os dias gosta do que faz, aprecia comida caseira e procura inspiração aqui neste blog porque é bom! Também comprei os dois livros e gosto bastante deles, desejo-lhe muito sucesso.
    Bjs

    ResponderEliminar
  22. Anónimo11:21

    Realmente, não vale a pena dar importância... Cada um faz o que quer e lhe apetece....Muitas das vezes quem vai a esses take -away e padarias e pastelarias contam os cêntimos só para ficarem bem na foto (pensam eles ou elas). Enfim , nao vale a pena comentar

    ResponderEliminar
  23. Querida Joana,
    Trato-a assim porque sinto que a conheço uma vez que sigo o seu blog há anos, embora nunca comente já experimentei varias receitas suas sempre com muito bons resultados. Não deixe que esses comentários entrarem nas suas maravilhosas receitas, dicas e textos. Parabéns por todos os dias nos trazer algo de novo e de bom. Beijinhos Cristina.

    ResponderEliminar
  24. oh se compreendo! ainda no dia dos meus anos deitei me a meia noite e as 6h30 da manha ja estava a pe a finalizar os retoque p receer a familia ao final de tarde...como ando mt cansada nem foi das x q me empenhei mais no menu..mas ainda se vira uma tia para mim e diz...a mesa ta mt gira, ainda vais fazer mais comida? (estava a preparar a sangria de espumante e a cozer massa para um molhinho de tomate e queijo parmesao :)
    eu digo nao ja nao so falta mm isto
    ah n tinha vida p isto ah sais cedo n sais...
    por acaso nao saio as 18h30 do trabalho, chego perto das 19 (por trabalho a 5m de carro) E TNH Q TRATAR da casa e da miuda q tem 2 anos e meio
    vira se a minha tia...ah!!!
    opa ela n disse por mal mas as pessoas confundem falta de tempo com preguiça, e eu cá se tiver q fazer e se tiver q receber as pessoas faço sp questao de dar um toque meu as coisas e tb faço qse td em casa! se tenho tempo?nao nao tenho muito, mas tb n tenho preguiça!
    peço desculpa de o meu post foi qse do tamanho do teu eheheh mas irritou me porq e mm isto q as pessoas no geral pensam!!!
    bjs adoro o blog!

    ResponderEliminar
  25. Ohh eu adoro o teu blog e fico feliz por partilhares. e melhor fico feliz por existirem pessoas como tu que gostam de cozinhar boa comidinha. eu confesso que nao sinto prazer na cozinha, ou melhor, nao a cozinhar todos os dias, vejo isso como algo que tem de ser, do que como algo que gosto. qdo cozinhamos os dois em casa, e um momento bom e vale a pena. normalmente faziamos brownies juntos, ou entao eu la de vez em kdo fazia um bolo para partilhar com os meus colegas.
    confesso que como chego cansada a casa (e tenho tendencias pra ser preguicosa), acabo por fazer coisas mais praticas, congelados, massa e por ai fora. Mas que gostava de cozinhar com outro gosto, gostava, por isso dou valor a quem o faz.
    Parabens!
    Nada e melhor do que se faz o que se gosta

    ResponderEliminar
  26. hummmm que belíssimo aspecto! Tenho que experimentar!

    ResponderEliminar
  27. Joana, os cães ladram e a caravana passa!
    Eu também adoro cozinhar e aventurar-me a fazer essas coisas que os outros olham de lado. Cozinhar é um acto de amor e é uma arte...
    Para além disso, não há nada que me pague o sorriso nos lábios de quem come as minhas iguarias ;)
    Tenho imenso respeito pelo teu óptimo trabalho - que já deu origem a 2 livros - e sinto-me sempre contagiada com as tuas descrições.
    Continua!

    ResponderEliminar
  28. Olá Joana, ainda bem que existem pessoas como tu, que servem de inspiração a tantas outras. Também eu adoro cozinhar e também faço os meus iogurtes, o meu pão, enfim, tudo o que possa fazer em casa, garantidamente não vou comprar fora. Além disso, posso mesmo dizer que, no meu emprego, quando começaram a saber que eu fazia tudo, olhavam para mim como se tivesse acabado de chegar de outro planeta. Agora, já tenho várias colegas que cozinham todos os dias (coisa que não faziam), que já compraram iogurteira e não vivem sem fazer os seus próprios iogurtes, que já me questonam quais os blogs que acompanho para também elas os seguirem...É sempre bom saber que a nossa forma de estar vai influeciando outras pessoas de uma forma muito positiva. Continua sempre assim, a deliciar-nos. Um beijinho, Ana

    ResponderEliminar
  29. Vera13:17

    Olá,
    não há dúvida que tens razão. Só quem cozinha por prazer é que o entende. No fundo, somos abençoadas porque não temos que fazê-lo por obrigação. Acompanho diariamente o teu blog, não tenho o hábito comentar, mas indentifiquei-me muito com a situação que descreveste.
    Desejo-te muito sucesso.

    ResponderEliminar
  30. Joana, não se preocupe com esse tipo de gente. Muito provavelmente, esse tipo de gente com esse tipo de vida infeliz, não devem ter nenhum grande prazer...
    O que a Joana faz, é mais que um passatempo. É um prazer e apesar de esse tipo de gente não perceber o quão importante o seu trabalho é, acredite que há muitas pessoas que lhe dão o devido valor e agradecem todos os dias por haver uma Joana Roque que nos apresenta refeições maravilhosas e fantásticas. E que percebem, de facto, que o que a Joana faz, faz do coração.
    Portanto, não fique triste com esse tipo de comentários.
    Nós estamos cá para mostrar-lhe como gostamos de si! :)

    ResponderEliminar
  31. Olá,

    Já ouvi muitas vezes esses comentários também, mas eu organizo o meu tempo ... enquanto que outras pessoas são pela lei do menor esforço.

    ResponderEliminar
  32. Anónimo13:55

    Esse tipo de comentários revela uma coisa a que eu chamo "dor de cotovelo"... acho que com isto está tudo dito!!!

    ResponderEliminar
  33. Olá Joana!
    É difícil não ligar ao que as pessoas dizem, há dias em que não nos incomoda mas há outros em que também não estamos para ouvir certas coisas. Fica-se chateado e com razão, infelizmente porque não há nada que possamos fazer. Quando assim for lembra-te de nós, que te adoramos, e lembra-te especialmente de mim e da minha amiga que mandamos sempre uma nova receita tua para o mail uma da outra (como se mais tarde ou mais cedo não chegássemos lá sozinhas) e experimentamos as receitas do blog e dos dois livros, sempre com resultados fantásticos! E estamos sempre à espera do próximo jantar de amigos para experimentar uma delícia nova.
    Beijinhos com carinho.

    ResponderEliminar
  34. Cristina14:22

    Olá Joana!

    Sou seguidora do seu bloq, tenho o seu primeiro livro e sou sua fã, apesar de só uma vez ter comentado uma receita. Hoje, não resisti. Infelizmente comentários como o que ouviu são frequentes e sempre vindos de pessoas frustadas e que gostavam de ter o que tem quem gosta de cozinhar, paixão pelo que faz e uma grande noção de partilha com quem saboreia o resultado do que fazemos.
    Parabéns pelo seu trabalho.

    ResponderEliminar
  35. Joana queria deixar-lhe uma palavra de apoio e dizer-lhe que "o cão ladra e a caravana passa ...". Siga em frente e de cabeça erguida porque é tão bom fazermos aquilo que gostamos e dar-mos prazer a outras pessoas. Tristes são aqueles que se acham superiores e consideram o que faz um trabalho menor. Adoro os seus livros, o último foi o presente de aniversário que decidi oferecer a mim mesma, o blog, as receitas e sugestões. Revejo-me em muitas das coisas de diz e faz! Pode contar sempre comigo ... já sou uma entre milhares. Um bom fim de semana e muita inspiração!!!

    ResponderEliminar
  36. Costuma-se dizer quem desdenha quer comprar. E o take-away é para quem nem se quer dar ao trabalho de entrar na cozinha. Conheço alguns casos que devem ter a cozinha à estreia. E sim...também conheço esse olhar de quem nos olha com aspeto seremos criaturas tipo "Aliens" ou espécies em vias de extinção. Mas olha...eles é que perdem.
    Bjs
    Ana
    Nota: os dias de muita gente já não seriam os mesmos sem as tuas receitas!

    ResponderEliminar
  37. "Cozinhar não é serviço meu neto, cozinhar é um modo de amar os outros", Mia Couto em "O Fio das Missangas". É assim que eu vejo a Joana e é assim que me vejo. Nada me dá mais prazer que passar uma tarde ou mesmo um dia inteiro na cozinha, para depois ter à minha mesa aqueles de quem mais gosto e que me compreendem!
    Esses comentários infelizes só podem ser de gente invejosa Joana...
    Continue a ser como é e siga o seu coração. Nós agradecemos (e olhe que somos muitos!)
    Beijo
    Ana

    ResponderEliminar
  38. Anónimo14:53

    olá Joana, conheço o seu blog há pouco tempo, mas qd o descobri fiquei encantada pois apesar de ser mt mais nova q eu encara a vida de uma forma muito parecida comigo. Não ligue a comentários de pessoas tristes, q só dão valor ao dizer mal e q quem não age como elas é de outro planeta. Pobres de espirito e infelizes. Continue a deliciarnos com as suas receitas e muitas felicidades
    Beijinhos rosa

    ResponderEliminar
  39. Anónimo14:57

    É certo que não sou amante de cozinhar todos os dias mas admiro imenso quem ama esta arte, e conseguir fazer o que se ama é uma benção! Vou diversas vezes ao take away porque chego a casa, quase sempre, por volta das 21h e não tenho adeptos para irem adiantando o jantar... azarito... comem comida de fora e bico calado. Desde que saiu o 1º livro que tenho experimentado muitas receitas suas e admito que me entusiasma porque ficam sempre muito saborosas. Acredite que com o "Feito em Casa" abriu uma parte de mim que devotou mais tempo e mais amor á cozinha e é certo que vejo, todos os dias, "As minhas Receitas"
    Já tenho o seu 2º livro AUTOGRAFADO no Corte Inglês!
    Fique bem!
    Tucha

    ResponderEliminar
  40. Anónimo15:03

    somos muitos com toda a certeza que acompanhamos e partilhamos todos os dias estas suas delicias, eu sou mais uma que ha muito muito tempo visito este seu blog todos os dias, nunca comentei mas hoje achei que devia deixar mais uma mensagem
    continue porque deixa muita gente bem disposta e feliz
    obrigado

    ResponderEliminar
  41. SUSANA do Porto15:31

    Querida Joana,
    Já reparou que, ao contrário de muitas receitas que aí proliferam, seja em blogues, revistas, livros e canais de televisão, são muito bonitas mas ninguém as faz e ninguém as come? Ao contrário, as suas receitas são de comida verdadeira, daquela que nos cai directamente na alma. Por isso o seu blogue é um sucesso e as fotografias são lindas quanto baste.
    Continue, por si e por nós todos.
    Susana

    ResponderEliminar
  42. A apresentação está linda, muito linda mesmo

    ResponderEliminar
  43. A mim tb me consideram uma ave rara. Porque decidi ficar em casa com os meus filhos, porque gosto da vida doméstica e porque faço muita coisa que podia comprar feito. Uma doida que não tem mais que fazer. Ai ai... Eu cá não dou importância ao que não merece. Sou feliz assim! Bjs

    ResponderEliminar
  44. Marisa20:34

    Acho que já tudo foi dito, não vale a pena perder tempo com comentários menos felizes!!! De mim leva um beijinho, um muito obrigada pela partilha das suas iguarias e um parabéns por todo o sucesso que tem tido!

    ResponderEliminar
  45. Anónimo22:18

    Colher-de-pau: Eu adoro o blogue, adoro cozinhar, adoro ter os amigos ca em casa a servir de cobaia e tenho pena de nao ter mais tempo para cozinhar e experimentar as receitas. Vivo nos EUA e todos os dias dou uma espiadela aos teus blogues e sinto-me mais perto de Portugal. Ouvidos moucos a quem nao sabe o que diz. Para a frente com toda a garra e alegria com que nos habituaste. Ja' estpu ansiosa pela receita que vem ai na Segunda-feira! :-) Bom fim de semana. Carla

    ResponderEliminar
  46. Anónimo22:44

    Desde que descobri o blog tenho acompanhado quase diáriamente, está fantástico e motivador. Às vezes também me sinto uma ave rara porque gosto de fazer o meu pão, iogurtes e de experimentar e inventar. Para quem cresceu no campo, onde tudo era cultivado e cozinhado com amor, o take away quase não é uma opção, por não ser tão saudável e natural. Cada qual tem a sua "terapia anti-stress". Renata

    ResponderEliminar
  47. Olá Joana Roque. Acho que não deveria ligar a esse tipo de pessoas, porque tal e qual à pessoas que gostam de cozinhar e outras que não também há quem saiba viver socialmente e quem não saiba e há até pessoas que não sabem o que significa isso infelizmente. Eu tenho os seus dois livros à pouco tempo porque vivia desconhecida de uma pessoa como você existir. Ajuda-me imenso, tanto quanto não consegue imaginar. Apesar de eu ter iniciativa própria, ter até um blog e ter as minhas noções de poupar, você é uma mais-valia para mim. Eu faço TUDO em casa. Desde bolachas (todo o tipo), iogurtes (variados), pão (todos os dias), pizzas, hamburgers, cachorros... Para aniversários ou festas aqui em casa eu não compro NADA fora, somente os ingredientes (os que não dão para fazer - que já são poucos e com a sua ajuda cada vez são menos), não me importo de ter "trabalho", porque me dá imenso prazer, e sabe-me bem demais para aquilo que essas pessoas que dizem que existe padarias e etc imaginam. Um beijinho e estou ansiosa por um terceiro livro. Felicidades e continue genuína ok?

    ResponderEliminar
  48. Bom dia, querida Joana!
    Não podemos dar ouvidos ao que nos desvia de nós mesmos.
    O seu blogue é um dos meus preferidos e muito se aprende por aqui.
    Deixe as críticas negativas para os que as fazem.
    Continue a criar e inspirar-nos.

    Bom fim-de-semana!

    Bejinhos!

    ResponderEliminar
  49. Anónimo12:00

    Joana foi porque li os teus livros e porque partilho os mesmos prazeres que tu que partilho da tua incredulidade...também já me deparei com esse tipo de comentários,embora trabalhe num banco 7 horas por dia,dê aulas de dança 7 horas por semana e ainda tenha um marido e uma bebe de 2 anos em casa.acredito que ao fazer iogurtes,pão e outras coisas do género estou a contribuir para a saúde de toda a família e economia familiar.quem fala assim tem tempo,não tem é vontade.e foi essa maneira de ser que me ajudou a enfrentar a minha verdadeira vocação-cozinhar...e assim nasceu o blog umapedradesal em março deste ano,depois de ter lido o seu primeiro livro.é por ser quem é que muda a vida das pessoas.continuação de muito sucesso! Sonia alegre (www.umapedradesal.blogspot.pt)

    ResponderEliminar
  50. Olá Joana!

    Sigo o seu blog há pouco tempo, mas o suficiente para me ter inspirado em algumas receitas (doces) que faço com alguma frequência. Por exemplo os “queques de chocolate com laranja” são um sucesso cá em casa e desaparecem num ápice.
    Compreendo perfeitamente o que escreve sobre o prazer de cozinhar! É claro que nem todos os dias desejo cozinhar, tenho dias em que me apetecia que o jantar aparecesse pronto na mesa e que em seguida a louça aparecesse lavada e a cozinha limpa e arrumada! Essa sim é a pior parte! 
    Tirando esses pormenores adoro estar na cozinha a preparar (principalmente) doces, sentir o cheirinho que sai do forno; rapar o restinho da massa que fica na tigela;-); comer o primeiro pedaço de bolo ainda morno huuum....
    Compreendo perfeitamente o que diz sobre “fazer tudo” em casa. Hoje em dia, apesar da correria do dia-a-dia, dos horários de trabalho malucos, também acho que vale a pena produzir estas coisas em casa, sempre que possível. Por exemplo, eu deixei de comprar rissóis e croquetes. Comprava-os por uma questão de comodidade, mas no fim da refeição dizia sempre: “Isto não vale nada, tem pouco recheio, a massa é grossa... enfim! Os croquetes parecem pedaços de betume!!!” e desde há um ano que faço sempre em casa. É certo que leva muito tempo, mas é óptimo para juntar a família num dia de chuva , todos participam e passa-se uma tarde bem passada e no fim temos o suficiente para várias refeições prontas a cozinhar!
    Só nos resta ter esperança que o seu post, o meu comentário e todos os outros que mostram como é bom e vantajoso $$ cozinhar e preparar alimentos em casa sirva de inspiração a quem ainda não nos compreende .

    ResponderEliminar
  51. peço mil desculpas pois quando comentei so tinha lido a sua receita e nao a sua introduçao ao post! sinceramente eu axo piada ao facto de haver pessoas que passam a vida a criticar os outros. é ainda mais ironico elas lhe acusarem de nao ter k fazer na vida no entando se eles tivessem o k fazer concerteza nao ficavam pensando em como critica-la! há tanto cinismo e hipocrisia á nossa volta! impressionante!

    ResponderEliminar
  52. Joana, adorei o teu novo livro e tal como o primeiro, li-o como se fosse um romance!!! hehehe
    As minhas Amigas ainda comentaram: "Só tu para andares a ler um livro de culinária e andares com ele na mala!!!"
    Mais uma vez obrigada por partilhares connosco as tuas receitas, as tuas histórias, a tua vida!!!
    Beijocas fofas

    ResponderEliminar
  53. Olá Joana,
    Realmente temos bastante em comum: somos as duas "Joana", somos de Coimbra, estudámos na ESEC, temos a mesma idade, adoramos cozinhar, os nossos amigos e familiares estão sempre a dizer que fazemos (e à espera que lhes demos)coisas boas...eheh
    Os coleguinhas do meu filho, quando ele leva pão com chouriço (de forno), bolachinhas, bolinhos, pão caseiro com doce caseiro, andam sempre de volta dele a pedir.
    Ele fica todo feliz e no outro dia disse-me: "Ó mãe, a professora e os meus colegas dizem que fazes coisas divinais".
    E quando o fazemos com gosto e amor, uma simples frase destas nos abre por momentos o caminho da felicidade.
    Quanto aos "outros"...para mim é pura inveja e uma grande oportunidade que perdem em estar calados.
    Continuação de boa caminhada e muito sucesso!
    Beijinhos
    Joana

    ResponderEliminar
  54. Anónimo11:49

    Este o blog é o meu momento de lazer do dia...na verdade o que quero dizer é que me descontrai, e tenho pena de não poder fazer e inventar cozinhados. Espero que possa fazer o que gosta por muito tempo.
    A Joana, pelo que me parece, tem 4 grandes pontos a seu favor:
    - tem uma familia com ligada ao mundo rural, o que e raro hoje em dia, o que lhe permite uma grande variedade de alternativas de cozinha.
    - ainda não tem filhos, o que lhe permite dispor do seu tempo...sem horas.
    - parece-me que não tem um horario de trabalho fixo, que é uma mais valia.
    e por ultimo e sem duvida o mais importante...tem saude.
    Vai me desculpar este desabafo. Eu ja fui como a Joana, cheia de energia...programar as festas de aniversario das minhas filhas...festas de pijama ... jantar de "hallowen"...piqueniques...
    E muito triste quando a vida muda...mais uma vez desculpe o desabafo.
    Muitas muitas felicidades e que seja sempre tudo melhor e com mais livros.
    Uma sugestão que tal umas dicas vegetarianas...

    ResponderEliminar
  55. Todos nós temos prioridades, horários e vidas diferentes. Mas todos temos de comer. Importa-me muito pouco o que faz com o seu tempo. Importa-me mais que continue a descobrir novas receitas e a partilhá-las. Tenho os seus 2 livros e já recriei inúmeras receitas, sendo sempre muito elogiada. Descobri inclusivé que sou muito boa a recriar receitas de outros, mas nem tanto a combinar ingredientes por minha conta e risco, logo pessoas como a Joana que partilham os seus conhecimentos são uma enorme ajuda. Principalmente, quando partilham receitas fáceis, rápidas e económicas para o dia-a-dia. Aproveito para lhe dar uma sugestão ou pedir-lhe um favor: podia mencionar o tempo aproximado para a preparação de cada receita? À semana, tenho muito pouco tempo para cozinhar e assim é bem mais fácil preparar a ementa da semana.

    ResponderEliminar
  56. Anónimo17:24

    Olá Joana!!
    Gosto mto do seu blog e venho vê-lo todos os dias, embora comente mto poucas vezes...
    Mas hoje achei q o devia fazer, porque acho que é uma pessoal mto especial e que é mto fiel à sua verdadeira essência, ou seja mto fiel a tudo aquilo que gosta de fazer e q sente que lhe faz bem. Nas suas palavras é possivel sentir o quanto se sente feliz e preenchida com tudo o q faz :) Não faça caso do que os outros dizem... É mto mais fácil criticar os outros em vez de olhar para a própria vida e corrigir o q está errado...
    Continue a ser como é, mesmo sem a conhecer pessoalmente, sinto que é uma pessoa mto bonita por dentro e por fora :)
    Bjinhos
    Eliana

    ResponderEliminar
  57. Anónimo20:21

    Olá Joana,
    também tenho uma dessas vidas: muito trabalho, filhos, casa, viagens, etc. mas só quem gosta percebe o prazer de amassar, de esperar, de olhar o forno, de misturar ervas ou acertar temperos, de experimentar, de arriscar misturas. Ver caras felizes, bocas cheias, sestas no nosso sofá!
    Não é a vida agitada que nos impede, é o gosto.
    E posso ser uma 'ave rara' mas não há nada melhor que, depois de um 'daqueles' dias, chegar ao fogão, fazer magia e ver sorrisos...
    Continua assim, garanto que também fazes muitas pessoas felizes!

    ResponderEliminar
  58. Anónimo17:51

    Olá Joana,
    Descobri o seu blog o ano passado, já depois de ter o primeiro livro e adorei! Também adoro cozinhar, manualidades e revi-me mesmo na sua paixão pela época Natalícia tendo "abusado" das suas sugestões de presentes caseiros e continuando a seguir o blog atentamente!
    É de facto muito melhor (e divertido) fazer as coisas em casa, o difícil é ter tempo para isso quando se trabalha fora de casa e não se tem um horário regular. Apesar de até ser muito organizada, quem me dera conseguir acompanhar metade das suas sugestões!
    Tudo de bom e continuação do óptimo trabalho que tem feito!

    ResponderEliminar
  59. Anónimo20:16

    Olá Joana,
    quando casei mal sabia cozinhar,mas ao longo dos anos fui-lhe tomando o gosto. E agora faço TUDO da maneira tradicional.
    Tenho 2 filhos e não há maior alegria do que vê-los a rondar a cozinha " mãe o que vai ser o comer? Gosto tanto..."
    Adoro os seus blogs e vejo muita simplicidade e amor por tudo quanto faz.
    Também sou assim.
    Seja simplesmente quem é, quem tem bom íntimo deseja que continue assim.

    Tudo do melhor para si!!!

    Bem Haja

    Paula S.

    ResponderEliminar
  60. Há pessoas palermas. Há padarias, take aways, mas nem é a mesma coisa...
    Mesmo que não gostem de cozinhar não conseguem dizer que o "bacalhau com natas" do sitio x é melhor que o nosso!!!
    Além da comida de fora não ser tão boa como a nossa, nunca sabemos o que é que usam, muitas vezes vem carregada de gordura!
    Não ter que fazer ao tempo? Cozinhar não é perder tempo, dá-nos um prazer enorme, mais do que ver a novela x ou y!
    As pessoas que fazem esses comentários não sabem o que dizem!
    Muitos parabéns porque o seu blog e os seus livros são fantásticos, dá vontade de experimentar tudo!!!

    ResponderEliminar
  61. Olá Joana,
    Percebo-a perfeitamente. Eu também trabalho em casa e por isso sou frequentemente vista como uma dondoca. Mas isso também me permite ter o meu horário, mesmo que implique trabalhar um pouco mais fora de horas. E se trabalho!!!
    Não se preocupe com essas 'bocas'. Está a fazer aquilo que gosta e há muitas pessoas que lhe estão gratas por isso. Eu, por exemplo! Tenho os seus dois livros e sigo-a no blogue e também no Facebook. Tem sido muitas vezes a minha tábua de salvação quando falta a inspiração para mais uma refeição. Sim, porque eu sou dessas pessoas que não gosta muito de cozinhar. Mas, por outro lado, prefiro o feito em casa, prefiro saber o que como e o que dou a comer à minha família. E gosto de receber elogios quando faço algo de que todos gostam. Aí sabe bem poder dizer: Fui eu que fiz!
    Não desista nunca de fazer aquilo que gosta. Para o bem de todos nós. :)
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  62. Anónimo10:25

    Olá Joana,
    acho uma parvoice as pessoas fazerem esse tipo de comentários..nem sempre posso fazer pão e iogurtes apesar de gostar..mas prefiro fazer o que puder em casa do que ir aos take away..primeiro porque gosto, segundo porque sei o que estou a comer.
    Cátia Matias

    ResponderEliminar

Poderá também gostar de:

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin