Tarte Folhada com Compota de Cebola Roxa, Pera e Queijo Feta


Há combinações que são sempre deliciosas, como é o caso desta trate folhada com compota de cebola rocha, pêra e queijo. As peras, já muito maduras imploravam para ser comidas, e a junção com as outras coisas pareceu-me perfeita.
Foi mais uma refeição sem carne ou peixe, mas que pode perfeitamente ser uma entrada simples num almoço ou jantar entre família e amigos. Por aqui foi mesmo um jantar mais ligeiro numa sexta feira da quaresma.
Espero que gostem desta sugestão.

E ontem tinha para vos oferecer um convite duplo para a Essência do Vinho. O vencedor foi o comentário numero 9, da Susana. Peço-lhe então que me envie um mail ainda hoje para aminhadieta@hotmail.com, com os seus dados para que lhe seja enviado o convite! Parabéns!



E deixo também outro convite, a quem seja aqui da zona de Coimbra: se querem vir conhecer a Horta Terra Fresca, este sábado dia 28 de Fevereiro e participar num workshop dedicado à Laranja. Para se inscreverem ou mais informações enviem mail para geral.terrafresca@gmail.com.



E estamos em contagem decrescente para o passatempo Chef em Família Hotpoint. Já há muitas participações, mas até sábado enviem as vossas receitas e habilitem-se a ganhar um novo electrodoméstico para as vossas cozinhas.

Ingredientes:

2 cebolas roxas
2 peras roxas
1 rolo de massa folhada retangular pronto a usar
1 cálice de vinho do porto
2 colheres de sopa de azeite
1 colher de chá de tomilho seco
4 colheres de sopa mal cheias de açúcar amarelo
150g de queijo feta
coentros frescos q.b.

Preparação:

Corte as cebolas roxas em fatias fininhas - use uma mandolina - e leve-as ao lume numa frigideira, juntamente com o azeite. Assim que começaram a querer murchar e ficar traslucidas, acrescente o açúcar, as folhas de tomilho e o vinho do porto e deixe cozinhar em lume brando até a cebola estar reduzida e caramelizada. Deixe arrefecer completamente antes de usar.
Estique depois a massa folhada e com uma faca afiada faça uma “esquadria” à volta da massa, sem a cortar até ao fundo.
Espalhe a compota de cebola roxa por toda a massa, e depois coloque a pêra, também cortada em fatias fitinhas sobre toda a massa.
Por fim disponha o queijo feta em cubinhos e leve a tarte a cozinhar em forno previamente aquecido a 200ºC durante cerca de 20 minutos ou até a massa estar folhada e dourada, e o queijo alourado.
Decore com as folhinhas de coentros e sirva cortada em fatias.


Bom Apetite!

17 comentários :

  1. Anónimo11:05

    Mais uma sugestão deliciosa e que também deve ficar bem em versão individual. O doce e frescura da pera fica sempre bem com o salgado do queijo, e com o adocicado das cebolas (compota), ainda melhor. Um bom dia, Sara Oliveira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sara
      Realmente queijo e fruta fica bem.
      Preferia ter usado quejo de cabra, gost omais do contraste, ams só tinha feta em casa!
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  2. adorei essa tarte, está magnifica.


    www.ocantinhodosgulosos.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Cantinho dos Gulosos.
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  3. Já venho cá espreitar o blog há muito e hoje decido comentar! A simplicidade das receitas da Joana é o que me faz visitar frequentemente e levo um bocadinho das suas receitas para a minha cozinha muitas vezes!

    Dê uma espreitadela no http://bittersweetlondon.blogspot.co.uk/ onde, não só partilho aventuras em Londres, como no fogão!

    Obrigado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo seu comentário Alexandra.
      Fico feliz que goste, e que leve esta partilha até à sua cozinha.
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  4. Que aspecto delicioso.

    Convido-a a ir espereitar e conhecer o meu cantinho...
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2015/02/linguica-com-grao-de-bico.html

    Beijinhos,
    Clarinha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Clara.
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  5. Fantastica!!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E muito saborosa!
      obrigada Susana.

      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  6. Que bom aspecto! Esta já está nos meus favoritos para fazer :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mara,
      Depois conte se ficou boa.
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
    2. Ainda não fiz, mas usei a parte da cebola roxa doce para pôr por cima de uns hamburgers. Reduzi foi o açúcar para apenas uma colher. Ficou muito bom :)
      Beijinhos

      Eliminar
    3. Mara,
      Também costumo usar a cobertura de cebola roxa em hamburgueres e fica realmente muito bem.
      Ainda bem que gostou.
      Um beijinho,
      Joana

      Eliminar
  7. Anónimo15:32

    Convinha dar os créditos a quem de direito. A receita é da Donna Hay, do fast, fresh and simple...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. Depois de ler o seu comentário fiquei curiosa em saber que receita teria eu plagiado.
      Fui buscar o meu "Fast, Fresh and Simple" da Donna Hay e procurei a receita.
      Realmente descobri algo que o pode ter induzido em erro. Há uma receita de uma "Caramelised onion, potato anda feta tart", na página 162. Sabendo que não existe uma versão traduzida do mesmo livro, acredito que a leitura da receita em inglês o deve ter induzido em erro.
      Apesar de algumas semelhanças em 3 ingredientes, a receita realmente não é a mesma. A receita da Donna Hay leva batata, pancetta, rucula e alecrim. Além disso na dita receita a utilização da compota de cebola roxa é de uma versão de compra.
      Ora na receita aqui publicada há, para começar, uma preparação da compota de cebola roxa. Utilizo pêra e não batata e além de massa folhada e de queijo feta também utilizado na referida receita, não vejo mais nenhuma semelhança.
      Portanto, esta não é a receita da Donna Hay. E quando a fiz nem me lembrei de tal receita.
      Sabe na verdade de onde me surgiu esta ideia? Foi de algo que comi num restaurante, onde utilizaram maçã e queijo de cabra, ingredientes que não tinha em casa quando tentei recriar a receita.
      Mas pronto. Folgo em saber que o anónimo também é fã da Donna Hay e conhece bem a sua obra.

      Atenciosamente,
      Joana Roque

      Eliminar

Imprimir